Web Radio Sertao De Deus


10 de abril de 2009

A FUMAÇA






Voltamos e colocar mais visões e revelações sobre a atividade infernal, nestes tempos em que um espírito de indecisão, de grande incerteza permeia a comunidade católica. É que alguns ficam preocupados com o novo Papa, achando que pode não ser bom, ou que ele pode ceder aos avanços dos inimigos da Igreja. Mas temos dizer que, por tudo o que se viu dele nos últimos tempos, teremos a continuidade da sã doutrina, como por João Paulo II, embora não saibamos dizer por quanto tempo assim será. Mas com certeza, pelos menos no lado espiritual, haverá uma grande batalha dentro de seu mandato.


É que, pelas novas coisas que diremos aqui, se percebe que a pressão sobre ele poderá chegar à explosão, pois com certeza tudo o que pudemos ver naquelas faces tão dóceis na aparência – falo dos cardeais que elegeram Bento XVI – é que não se pode ver seus corações. Se pudéssemos ver isto, com certeza assistiríamos a um filme de horrores. Não me sai de diante dos olhos a cara de funeral, que fez o cardeal que anunciou o novo eleito, como se estivesse anunciando a morte da Igreja, ou o advento de uma porcaria qualquer. Ele estava completamente infeliz com o resultado. A eleição desta forma e tão rápida nos deu uma prova clara de que o poder de Deus pegou o inferno de surpresa. Mas mesmo assim não se poderá dizer que a eleição foi conduzida pelo Espírito Santo, porque existem alguns daqueles que já se fecharam totalmente à ação Dele. Deus não entra mais ali!

Por isso, nem tudo são flores! Pelas visões que apresentarei a seguir se verá isto.

Visão 1: Desde o ano passado, pude observar por muito tempo uma nuvem negra que ia sempre mais baixando para a terra. Vou relatar tudo a você a pedido de Nossa Senhora. Esta nuvem baixava sobre o Vaticano. Nesta nuvem estavam incontáveis demônios negros, com rabo em forma de flecha, com chifres etc... Davam gargalhadas infernais e se movimentavam rapidamente em círculo, com as garras firmes uns nos outros. Às vezes giravam com tanta violência (1) que se soltavam nas garras, jogando o corpo para trás entre gargalhadas aterrorizantes. Logo se recompunham naquela louca ciranda e continuavam a dar giros olhando sempre para baixo. E esta nuvem negra, na qual eles se encontravam, estava no inicio a apenas alguns metros da cúpula de São Pedro.

Mas isso foi por poucos dias. Depois, lentamente, mas diariamente esta nuvem negra e cheia de demônios começou a descer, chegando então à cúpula e permaneceram assim por alguns dias como querendo invadi-la. Porém, por algum motivo, eles tinham grande dificuldade em faze-lo. Uma força ainda os impedia de realizar esta maléfica ação (2). Até que num certo dia começaram a adentra-la e aos poucos, cada dia mais esta nuvem cheia de espíritos infernais girando sempre conseguiu entrar. Sempre girando em círculos, iam já cobrindo as paredes de negror, para minha aflição.

E dentro de poucos dias, tanto desceram que começaram a chegar à altura das cabeças das pessoas que se encontravam ali, e o avanço diário da nuvem era visível. Depois que os demônios adentraram e venceram a força que estava na cúpula maior, se espalharam por dentro do recinto e iam cobrindo todas as coisas. Vi que eles começavam a cobrir de trevas, também a cadeira do Santo Padre, o trono de Pedro. Também já o pescoço das pessoas, depois o peito, a cintura, as pernas... E só sobraram os pés das pessoas fora desta escuridão. E no fim, poucos pés daqueles que ali estavam, ainda se podiam ver (3).

Após alguns dias, também a cadeira de Pedro estava coberta com aquela nuvem, densa e negra, e já se podia ver somente um pedacinho dos pés desta cadeira fora da escuridão. E tal foi que, já alguns dias antes da morte de João Paulo II, tudo estava tomado de uma completa escuridão. Ela cobriu por inteiro a cadeira de Pedro, nenhuma luz mais, só trevas... Escuridão terrível, nada se podia ver, nada! Sequer uma pequenina luz! E logo também fora, na praça, tudo começou a se cobrir de escuridão!

E Nosso Senhor me explicou que, primeiro a escuridão se faz sentir na Igreja, depois no mundo. Por isso a fumaça negra, que já invadiu no todo a Santa Igreja, começou a sair já pelas frestas e pelos batentes (4), saindo por baixo das portas do Vaticano. E se dentro da Igreja brilha ainda uma pequena luz é uma falsa luz (5). Mas como já falei em outra visão, ainda permanecem na Igreja algumas pessoas a rezar, de joelhos, e está é ainda uma luz verdadeira que ilumina seus caminhos e que sustêm ainda os Sacrários da terra (6). Isso apesar de satanás estar ali, ao lado deles, tentando desde já destruí-los e aniquila-los!

Em tudo vemos que na verdade, segundo palavras de Nosso Senhor “as trevas já se fazem presentes no mundo”. A purificação por hora se faz apenas em nível espiritual – o que já vem acontecendo desde algum tempo – assim como primeiro veio o exército dos demônios e depois virá o exército físico, dos homens. Hoje o que acontece nos quatro elementos da natureza, terra, ar, água e fogo, não é nada ainda, é sim um simples “tira gosto” diante daquilo que acontecerá, quando estes mesmos elementos forem entregues nas mãos dos anjos caídos. Muitas vezes o bom Deus tem me permitido ver algumas destas ações. Mas porque Ele nos ama demais, sempre espera que os Seus filhos acordem e voltem para Ele.

E tudo o que vemos, na maioria dos casos, segundo o próprio Jesus diz, são homens “blasfemando contra Deus, como se Ele fosse o culpado por tudo isto”. Ao mesmo tempo são poucos os que dobram os joelhos em casa, escondidos, e que agradecem a Deus profundamente em suas orações, e que oferecem também seus sofrimentos e sacrifícios.

(1) Quem leu já o livro “Os demônios no Caminho dos Filhos de Deus”, já sabe explicação desta atitude dos demônios de girar em círculos sobre os lugares santos. Isso faz com que se contamine o espaço abaixo e as pessoas sejam como tomadas por influxos maléficos. Os maus não sentem nada disso, mas os bons sim e sentem até náuseas. Na verdade é preciso que estejam ali pessoas que atraiam estes influxos e pelo que vimos lá existem destes de sobra.

(2) Esta força que impedia o avanço dos demônios e da nuvem negra para dentro da Cúpula do Vaticano era sem dúvida a presença do Papa João Paulo II, e certamente foi a partir daquela malsinada operação, quando se tornou irreversível a morte dele, que se deu o avanço das hostes infernais. Isso, quem sabe, somente na eternidade o saberemos.

(3) O fato de apenas alguns pés estarem ainda visíveis deve significar que muitos de lá estão completamente cobertos pelas trevas, sem mais volta. Estes poucos são ainda alguns bons que lá se encontram, mas completamente dominados e manietados pelas forças infernais que lá adentraram. O Santo Padre sofrerá muito com isto.

(4) Refere-se aquela já citada frase do Papa Paulo VI, já dita já por um Papa anterior. Somente que no sentimento dele, a fumaça no Vaticano havia entrado de fora para dentro e aqui se mostra que de fato é de dentro para fora, porque é de lá que parte a negridão da doutrina que se quer implantar. E tudo entra no mundo pela Igreja – que liga e desliga – mas somente entrará, quando já não houver mais um Pedro ali. Já dissemos que João Paulo II era aquele que detinha a rebelião, e embora ainda este Papa siga orientações dele, tudo leva a crer que durante o mandato de Bento XVI, as trevas tomarão já conta do mundo. Não, óbvio, por determinação dele, mas força da pressão hedionda dos maus.

(5) Na mensagem 306 ao Cláudio Jesus falou: E só estes – não todos – mas só dentre estes (filhos de Deus) existirão os que verão a diferença entre a luz que vem do interior e a luz forjada por holofotes! E ainda: E do interior, do fundo de muitas almas, brilhará mais fortemente a Luz do Céu! Vem do interior das famílias, não das milícias da Igreja! Ou seja: os escultores da falsa igreja, não são percebidos pelos que não rezam, eis porque a salvação da Igreja virá das famílias que rezam, não pela força do clero.

(6) Já em livros e artigos lembramos que a maior força de expiação que temos brota dos sacrários. O demônio sabe disso e quer por toda força apagar aquelas luzes que são a causa de seu desespero. Eles nunca apagarão as luzes de todos os tabernáculos da terra, porque em algumas famílias ela continuará brilhando e dali virá a força que o destruirá.

Para os que duvidam que esta nuvem negra esteja de fato cobrindo a igreja, anoto a seguir as revelações de Nossa Senhora, já em 1634, à Madre Mariana de Jesus Torres e que se referem ao fim dos tempos: “Neste tempo, os ares se encherão do espírito de impureza que, a semelhança de um dilúvio de imundícia inundará as ruas, praças e lugares públicos. Tamanha será a libertinagem que não haverá mais almas virginais no mundo”. E ainda: “Ao controlar todas as classes sociais, as seitas penetrarão habilmente nas famílias, e os demônios se gloriarão de alimentar perfidamente os corações das crianças. Perder-se-ão assim as vocações sacerdotais, e será um verdadeiro desastre. Satanás controlará a terra, por meio de infiéis que, quais nuvens negras escurecerão os céus, bloqueando a alvorada radiante da Igreja. Tão terrível será esta noite, que dará a impressão de o mal haver triunfado”.

Penso que não precisa dizer mais nada. Nuvens negras, espíritos imundos, dilúvios de imundícias, seitas perniciosas, contaminação de crianças, declínio das vocações, bandos e mesmo exércitos de infiéis, nuvens negras de demônios escurecendo os céus e como bloqueando a alvorada da Igreja. Tudo bate com as visões atuais e a situação do mundo de hoje. Sim, a gente sabe que esta alvorada da Igreja virá, e que no fim Nossa Senhora esmagará a cabeça da serpente, mas até lá...

Visão 2: Nos meses que passaram, eu vi mais uma vez aquele exército de carvão, com suas armas sempre em posição, todos eles nos arredores do Vaticano. Eles estavam ali espionando, como faziam nas casas e já mostrei, e passei a sentir-me mal, porque me lembrei da outra visão que tive e relatarei a seguir. Foi apenas neste ano de 2005 que os vi chegar em Roma, mas rapidamente tomaram o Vaticano. “A hora se aproxima, e o tempo é curto”, me disse Nossa Senhora. “Deves escrever estas visões e envia-las para publicação”.

Esperei alguns dias ainda, para ter certeza, porque sempre deixo nas mãos dela e de Nosso Senhor, antes de enviar. Pode parecer a muitos que isso tudo é invenção minha, mas nunca inventaria uma coisa destas, porque jamais quero viver eternamente numa pocilga como é o inferno, sendo atormentada dia e noite, pelo fato de enganar as pessoas. E assim eu relato estas visões a pedido de Nosso Senhor, que não quer perder nenhuma alma, o que poderia me acontecer se eu mentisse para vocês nestas revelações. O desejo de Deus é que elas despertem as pessoas para a realidade, enquanto é tempo, devido ao perigo que nos ronda, e que assim muitos voltem, a tempo, aos braços e Jesus e Maria.

No início deste ano Nosso Senhor me mostrou aquele exército formado pelos homens com “chip” invadindo Roma. Estavam divididos em pequenos grupos e pouco antes de isso acontecer, alguns aviões sobrevoaram os céus de Roma, como para desviar a atenção dos habitantes da cidade. Repentinamente o pânico se instalou. As pessoas corriam, mas eram agarradas à força, na maior violência, e eu podia ouvir gritos de desespero por toda parte. Tudo começou a acontecer de repente, mas já há algum tempo eles se achavam escondidos e espalhados pela cidade em pequenos grupos. A invasão foi violenta e repentina, com o objetivo de desviar a atenção do alvo principal deles, que era o Vaticano!

Vi este exército cor de carvão invadindo o Vaticano, e junto deles o exército de homens – um pequeno número deles, que agiam com grande violência. Matavam cardeais, vários outros prelados e vi sangue por toda parte junto a vários corpos caídos (1). Eles invadiam cada canto e andavam loucamente atrás da pessoa que era seu alvo principal: O santo Padre, mas não o encontraram. No meio destes altos prelados e Cardeais, Nosso Senhor disse que muitos dos que haviam facilitado estas coisas em vida morreram também (2). Foi terrível observar estas cenas, mas Nosso Senhor me amparou, senão eu cairia.

Hoje pela manhã percebi que o maldito proferia algumas palavras ao meu pequeno filho (3). Eu estava rezando o terceiro mistério gozoso, estava com o Terço na mão, mas mesmo assim ele veio com maledicências. Era um daqueles malditos, do mais profundo dos abismos infernais, igual nunca havia visto outro antes. Ele veio para meu lado esquerdo, me cravou as garras no meu ombro e no braço e disse que “ia me levar para um lugar merecido”. Queria me amedrontar para que parasse de escrever. Então, em alta voz eu gritei: me larga mentiroso maldito! Mas ele continuou ali cravado! Então peguei o Óleo de São Rafael (4) que estava bem em minhas mãos e tracei três sinais da Cruz em cima dele, dizendo: O Senhor seja luz para teu corpo e tua alma, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém! Então ele me largou atirando-se para trás, e olhando assustado para Lúcifer ficou com uma cara de bobo, sem saber o que lhe havia acontecido. Então este desapareceu, mas Lúcifer continuou ali me importunando (5).

Enfim, a lição que Nosso Senhor ensinou-me com tudo o que aconteceu hoje pela manhã foi esta: “Tristemente muitos filhos de Deus, com medo das ameaças de satanás ou de seus sequazes desistem de levar adiante aquilo que Jesus pediu e pede, ou aquilo que Deus espera de cada filho”.

Conheço muita gente que serve a satanás sem perceber, quando, por exemplo, incute nos outros o medo de rezar nos cemitérios, de rezar pelas almas, de rezar o Terço, ou deixa de acolher as pessoas ensinando e corrigindo (6). Também quando deixam de defender a própria fé, a Igreja, e dão ouvidos a seduções maliciosas. Outros têm medo de rezar pela conversão dos pecadores, e já ouvi pessoas dizerem assim: “Ah! Não faço isso porque depois o demônio vem para cima de mim!” Ou: eu não rezo por pecador nenhum, porque depois a desgraça que está em cima dele vem para mim. Quanta besteira!

Ora: Satanás, se chegar um dia a tocar em algum de vós é somente porque Deus o permitiu. Ele não pode causar mal algum aos que se ligam em Deus e O servem. E se Deus permitir a alguém sofrer um pouco nas mãos do maligno é sempre para o bem daqueles que se encontram nas garras infernais. Então basta oferecer este sofrimento pelas almas do purgatório, que imediatamente ele larga (7). Assim nós devemos ir sempre tirando lições de bem, de todo mal que o Bom Deus permite que nos aconteça.

(1) Esta visão parece nos remeter às visões da Irmã Elena Aielo que já colocamos num texto anterior, e que falam de pessoas batendo no Santo Padre. Também parecem bater com o 3º Segredo de Fátima, conforme a parte que já foi revelada. De um Papa que cai junto com outros mártires. Agora, ainda, não podemos entender bem estas coisas.

(2) No texto das revelações de Lúcifer, ele avisa que virá buscar os que lhe servem, nem que seja este o último sangue que virá buscar na terra. E certamente todos aqueles que em vida trabalharam para o maligno, terão isso por prêmio: serão levados para o inferno, em corpo e alma, depois que não servirem mais para os planos do maldito aqui na terra. E não divide o leitor que existam purpurados nesta lista. E não são poucos!

(3) Esta família tem uma criança sensitiva, que pelo que já confirmamos vê também as mesmas realidades, tanto as visões do bem, quanto as do mal, e deve ser assim segundo Nossa Mãe, porque o demônio não pode tocar na inocência da criança, sendo anteparo e proteção para esta pessoa das visões. Mas um dia a criança estará bem!

(4) Voltamos a lembrar da necessidade de se ter em casa este Óleo Santo. Nestes dias, em viagem, soube de um grupo onde se faz a consagração do óleo com a maior profundidade, que na casa onde se ia fazer o Óleo, explodiam garrafas de bebidas, e se partiu um armário de vidro onde elas estavam, porque pessoas dali se haviam convertido, mas antes estavam metidas em “mesa branca” e coisas de espiritismo. Posso lhes garantir que se este óleo for bem feito, com amor, e nele Nossa Senhora puser seu selo, ele não deixará que nenhum demônio chegue perto das famílias que fazem uso dele. Sim, além de poder curar todas as doenças, sejam elas de origem física sejam espirituais. Já mostramos no livro desta mesma pessoa, que ela foi curada de uma picada de jararaca, dentro de casa, sem tomar soro antiofídico, só usando o óleo e rezando.

(5) Estas realidades somente são permitidas por Deus e para o bem de muitos. Não creiam que o maldito terá permissão para fazer isso – se mostrar – para todos. Lembro ainda que ele não poderá tocar nos homens fisicamente – embora, se pudesse, nos ele matava a nós todos num instante – somente homens ao seu comando podem fazer isto. Não se deve temer o demônio, mas jamais lutar com ele “em campo aberto”: deve-se sim fugir para os braços de Deus!

(6) Já colocamos no artigo sobre “Mitos”, estas realidades. Muitas pessoas acreditam nos embustes e seduções do maligno e deixam de rezar pelas almas e pela conversão dos pecadores, porque acham que serão perseguidas pelo demônio se assim fizerem. Mas é justo isso que o alegra sobremaneira: que as pessoas não rezem! Ele não quer que as almas subam aos céus, porque quanto mais santos estiverem nos céus, menos força o inferno terá na terra. São grandes forças espirituais em luta. É preciso rezar pelas sim, em todos os lugares, seja no cemitério, seja em casa, seja na igreja, seja na rua, sem se importar jamais com estas importunações nem com os importunos. As almas precisam de nós para sair de lá, e é imensa caridade dar-lhes este benefício.

(7) Já avisei acima, não tenham medo que isso vá acontecer com qualquer um de nós. O Bom Deus, quando tem uma tarefa igual para um filho seu, Ele jamais deixa de prepara-lo por um longo tempo, a fim de que ele suporte as revelações e visões que o Céu lhe dá. E nem mesmo as visões do inferno são dadas às pessoas, por um desejo do maligno, mas tudo obedece aos caminhos e planos de Deus. Tudo somente acontece para o bem dos que querem ser filhos e dos que humildemente amam a Deus. Mesmo pessoas a quem Deus permite ver tão terríveis realidades, não são prejudicadas por isto, e sim recebem imensas graças devido ao fato de se colocarem nas mãos do Todo Poderoso.

Temos assim mais um capítulo destas revelações espantosas. Eu pessoalmente jamais quereria ver tais realidades, porque decididamente não me encanta nada lidar com as trevas. Nos meus sonhos de infância e meus grandes pesadelos, pude sentir o quanto pavor a visão dos espíritos infernais nos causa. Se eu pudesse traduzir em palavras o que isso significa, a repugnância terrível que ele nos causa, seria ótimo, entretanto, por mais que tente descrever o sentimento, havido num simples sonho, ainda assim a descrição fica aquém da realidade. Imaginem, então, vendo de olhos abertos e sentindo a presença dos monstros!

Vamos alertar então para esta realidade assutadora. Mas não adianta apenas levar estas visões ao conhecimento de muitos. O que é preciso sim, é rezar e muito, porque somente as orações podem trazer equilíbrio de forças e sustar o avanço das trevas. Nós já vimos o quanto estes espíritos nebulosos são aguerridos e dia e noite vigiam e se preparam a fim do ataque final. Sim, nós sabemos que também os anjos de Deus – cuja realidade ela não vê, mas existe – também são presença constante a até em maior quantidade. Eles lutam e nos defendem também, dia e noite.

Há, porém, que se observar uma coisa: Os anjos de Deus dependem da nossa vontade para agirem, porque Deus não afronta a liberdade de ninguém. Deus não força a barra de pessoa alguma e espera sempre o ímpeto decisivo da vontade humana, o desejo dela de se ligar no Pai Santo, pois somente assim os anjos podem catapultar o desejo humano rumo ao bem. Já com os demônios é diferente: eles exigem a obediência formal do homem, e não aceitam indecisões! Eis porque, pressionados, os filhos das trevas estão sempre mais alerta que os filhos da luz, que muitas vezes ficam dormindo, esperando que Deus faça tudo sozinho e por eles.

Sintetizando: os filhos de Deus são livres e abusam desta sua liberdade se mantendo em inércia. Os filhos das trevas são escravos de satanás, e sob seu látego constante agem mais depressa, e com maior denodo. Eis porque Jesus falou que “os filhos das trevas são mais espertos que os filhos da Luz”. Se eu pudesse acrescentar algo nestas palavras, diria que os filhos das trevas são mais despertos que os da luz, porque estes dormem e dormem na esperança de que o Bom Deus faça tudo por eles, sem esforço algum. De fato, se os filhos da luz estivessem realmente despertos, perceberiam as torrentes de mal que o circundam e agiriam depressa para evitar a hecatombe.

Ou seja: somos nós os culpados de que a situação tenha chegado a este ponto. Nós fomos, através das décadas, assistindo calados e inertes o avanço progressivo do pecado, sem agirmos. Benevolentes, não querendo “briga”, fomos aceitando, por exemplo, que as saias subissem, que os decotes aumentassem, e tal foi que hoje chegamos a explosão contínua e degradante desta sexualidade exacerbada. Também contemporizamos com o pecado em geral, com a TV, cedendo um pouco a cada dia, quando em todas as situações, nós deveríamos ter agido com firmeza, freando o ímpeto dos adversários de Deus e da Igreja, portanto, nossos também. E enquanto dormimos, o demônio deitou e rolou. Interessante é que, neste sentido, os filhos das trevas, que andam na escuridão viram estas coisas, enquanto filhos da luz, estes que deveriam enxergar bem, não viram nada.

Enfim, preciso lembrar que algumas destas visões são ainda futuras, porque, com certeza enquanto nós tivermos lá no Vaticano um Pedro verdadeiro, sempre haverá uma luz a alumiar os caminhos da Igreja. Muitas destas visões poderão – porque tudo pode ser mudado pela oração – acontecer no futuro, e até deverão acontecer mesmo, porque estas situações batem com os Evangelhos e outras passagens proféticas da Bíblia, e, portanto se cumprirão. O certo é que muito disso está acontecendo agora, e é preciso que todos nos imbuamos do desejo ardente de levar a muitos esta situação, para que se acordem os filhos de Deus e finalmente decidam se agarrar em seus Rosários.

Há milênios que a fumaça de satã tenta entrar na Igreja, agora está conseguindo enfim. O tempo de satanás está se esgotando e será breve, porque o Triunfo de Deus está próximo. Mas a batalha que se desenrolará diante de nossos olhos até este dia – falo diante dos olhos dos verdadeiros filhos da luz, os que rezam – será assombrosa. Quando ela terminar serão pouquíssimos os que restaram para povoar a Nova Terra que virá a seguir.

E haverá finalmente a paz tão sonhada para as gentes. Porque “o Demônio, sedutor delas, foi lançado num lago ardente de fogo e de enxofre, onde já estavam a Fera e o falso profeta, e onde serão atormentados dia e noite, pelos séculos dos séculos”. (Ap 20, 10). E o Rosário será a corrente que prenderá o demônio para sempre.

Rezemos o Rosário em família!
Então, nada a temer!

Arnaldo


www.recados.aarao.nom.br

Nenhum comentário: