Web Radio Sertao De Deus


11 de junho de 2009

NOVA ORDEM


Está escrito no Apocalipse 13, 16 Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, tivessem um sinal na mão direita e na fronte, 17 e que ninguém pudesse comprar ou vender, se não fosse marcado com o nome da Fera, ou o número do seu nome. 18 Eis aqui a sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Fera, porque é número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis. (666)



Talvez não haja nenhum outro texto bíblico que tenha suscitado tanta polêmica nos últimos anos como este acima. Ele tem provocado as mais diferentes reações nas pessoas e verdade é que todos os que estudam os tempos de hoje, identificam nele, um dos mais audaciosos e bem bolados golpes de satanás contra ser humano. De fato, seu desejo mórbido é conseguir dominar o homem, tirando dele o livre arbítrio, possibilitando assim, por via indireta que a humanidade se curve diante dele e seja dócil ao seu domínio.



Na realidade, Deus criou o homem e ao dotá-lo deste poderoso meio de defesa – o livre arbítrio, a vontade – propiciou-lhe um meio de defesa ímpar contra o ataque do maldito. De fato, sem uma vontade decidida, o homem não peca gravemente, e sem esta mesma vontade – dom inalienável – nem mesmo os demônios podem agir. O modo, pois, como entra o pecado no mundo, e a forma como ele prolifera e se agiganta passa certamente pela vontade, pelo desejo do homem, eis porque não se pode culpar o demônio por todo o mal da terra. Ele está por trás sim, mas age somente depois de autorizado pelo homem.



Certamente uma das duvidas maiores que temos tido entre os leitores – e vem como uma preocupação – é relativa a aquilo que se convencionou chamar a “Marca da Besta”, como está citado no Apocalipse de São João, por mais de uma vez. As pessoas querem saber do que se trata, de como acontecerá isso e quando. Porque se preocupam consigo e com os seus filhos, até porque os castigos previstos para aqueles que se deixarem marcar pela fera, são inauditos. Vejamos nas Escrituras:



Ap 14, 9 Um terceiro anjo seguiu-os, dizendo em alta voz: Se alguém adorar a Fera e a sua imagem, e aceitar o seu sinal na fronte ou na mão, 10 há de beber também o vinho da cólera divina, o vinho puro deitado no cálice da sua ira. Será atormentado pelo fogo e pelo enxofre diante dos seus santos anjos e do Cordeiro. 11 A fumaça do seu tormento subirá pelos séculos dos séculos. Não terão descanso algum, dia e noite, esses que adoram a Fera e a sua imagem, e todo aquele que acaso tenha recebido o sinal do seu nome.



Imagine-se a confusão na cabeça das pessoas, que até têm sonhos e pesadelos, vendo-se perseguidas, encurraladas e sendo marcadas friamente como fazem os fazendeiros que marcam a ferros os animais de seu rebanho. Aliás, hoje já se usa um selo, um chip que é preso nas orelhas dos animais, e já os identifica como “controle de qualidade”, eis que o mundo moderno exige estes controles, tudo é controle, tudo é vigia, acabou-se o tempo de nossa doce privacidade. E em nome da “segurança”, o homem se deixa monitorar.



Ora, Deus o Criador, nos fez livres. Seus olhos eternos nos vigiam sim, mas só para nos guardar. Esta eterna vigilância, porém, permite que a liberdade humana seja usada até mesmo para afrontar a Ele. O homem é livre pensar e agir, e assim, pode ir livremente para onde quer, quando quiser, fazer o que quiser, dizer o que quiser, e somente a lei humana põe alguns obstáculos a este procedimento. Deus não! E assim o homem usa e abusa de sua liberdade, e porque não vê a Deus, e porque este não lhe cobra resultados e procedimentos, então insanamente ele age como se Deus não o visse.



Dá-se o contrário com os adeptos de satanás. Este cobra resultados daqueles aos quais favorece e tem um preço salgado para cada concessão. O fato é que são ainda poucos os que o servem diretamente, e pela sua falta de poder para tanto Lúcifer jamais iria conseguir que todos os homens se curvassem diante dele, como raríssimos monstros o fazem. Então, ele precisa de algum artifício, algum meio externo, que lhe permita penetrar nesta férrea vontade do homem, subjugando-o e o fazendo escravo. A lei do inferno é a lei da escravidão eterna, em contraponto à Lei divina, de liberdade perene.



Assim, São João, há mais de 1900 anos, deixou dito que num tempo futuro os homens iriam receber uma marca, que lhe seria imposta, na mão direita, ou na testa e que esta marca viria do inimigo. Disse ainda que esta marca conteria um número de homem, e este numero seria 666. De fato, a marca atual contém exatamente este número cifrado como síntese, eis porque o número 666 passou a ser ligado à pessoa do anticristo, um ser totalmente homem, mas que na realidade se fez filho das trevas e inimigo de Deus.



Na evolução desta marca, ela começou com o chamado “código de barras” – que está impresso em todos os produtos de supermercado – e é identificado por um leitor ótico. Naquela seqüência de barras, pode ser descrita uma infinidade de características de cada produto, como procedência, composição, fornecedor, preço de custo e de venda, tudo a uma simples passagem diante do visor. Por trás, um computador armazena estes dados, de modo a facilitar todo o controle humano, estabelecendo até os lucros do vendedor.



Tudo seria uma maravilha fantástica se ela se fosse restrita apenas aos produtos e mercadorias, entretanto engenho humano decidiu fazer dela outros usos. E o primeiro foi colocar algum tipo de dispositivo nos animais, e isso pode ser identificado pelos bichos “em extinção”, que são monitorados em seu habitat pelos preservacionistas. Ora, somente isso já seria o suficiente – monitorar – para antenar o homem. Monitorar significa poder controlar, encontrar onde ele estiver no que o faz escravo de um senhor.



Tudo então, eram apenas testes, porque desde o início o projeto realmente visava o ser humano. Visava controlar o homem, visava dominar as massas, fazê-las obedientes aos homens... E ao demônio! Sim, por extensão óbvia, tornar fiéis a satanás. Sim, porque as palavras controlar, dominar, forçar uma obediência, jamais provém de Deus. E se não vem de Deus não é bom para o homem. Não serve para um filho do Deus, que nos fez livres. Óbvio que o projeto é ilusório – falo em termos de satanás – porque o fato de coagir, forçar a vontade, jamais poderá fazer com que se perca um filho. Deus não permitiria isto!



Mas é justamente este o pavor das pessoas. E isso nós temos dito e insistido sempre: Jamais Deus permitirá que uma alma vá para o inferno, pelo simples fato de portar uma marca externa, que o force – contra a vontade – a algum tipo de procedimento. Mesmo que a pessoa seja ardilosamente enganada por mentiras, quanto ao real objetivo do inferno e de seus humanos seguidores. Se houver algum dia uma marca forçada, isso jamais levará uma alma a se perder eternamente. É preciso, sempre a decisão livre do homem pela marca. É preciso o uso da inteligência e da vontade desta pessoa, em favor do projeto de satanás. Sem a vontade decidida do homem, jamais uma alma se perderá!



Nós já explicamos a mecânica da marca, no texto sobre o Apocalipse, entretanto volto ao tema, devido a novas tecnologias a este respeito. Decididamente, está acontecendo uma avalanche de incautos que estão indo em busca de implantar dispositivos de controle em seu corpo, e conscientes e livres se submetem ao monitoramento. Fazem isso, com medo de seqüestro, especialmente empresários de todo mundo, de tal sorte que se pode ver, nos últimos anos, um decréscimo de seqüestros de ricos, porque estes estão todos já “chipados”, e os bandidos não querem correr risco de serem presos. Mas quanto tempo durará isso até que os bandidos invertam o jogo?



Ora, um projeto destes, para ser aceito pelo ser humano, somente se lhe for colocado diante um número de vantagens, que supere as desvantagens. Como vantagens a besta – dona da marca – apresenta o controle da saúde, dos batimentos cardíacos, da ficha médica e em qualquer tempo e lugar, o aviso contra enfartes, além do controle do saldo bancário, das aplicações financeiras, da identificação da própria pessoas, tudo vindo em substituição aos outros documentos: identidade, CIC, Carteira de Motorista etc.



De fato, o projeto americano prevê a implantação da marca até mesmo já nos bebês, o que está gerando muitas controvérsias. E seria muito bom, se fosse tudo usado apenas para este bem acima, entretanto tal não é verdade. Na realidade, tudo isso apresentado acima não interessa de forma alguma ao demônio, quem sabe um pouco aos homens. O que precisamos alertar, é que são infinitamente desvantajosos os pontos negativos, mas estes não são apresentados, e se esconde disfarçadamente dos incautos.



E a maior destas desvantagens não é certamente poder achar uma pessoa em qualquer tempo e lugar da terra, mas sim aquele que é o mais escondido e diabólico de todos os objetivos, e o único que interessa ao demônio: controlar as mentes das pessoas! Saber o que elas pensam, ouvir o que dizem, e mais que isso, poder induzi-las a adorá-lo, porque de outra forma ele jamais conseguirá, especialmente se a pessoa vê-lo cara a cara. Pois nem o mais demoníaco ser humano se visse satanás como ele é, suportaria sua visão sem desmaiar, ou sem a fortaleza de Deus. Mas se a pessoa puder ser induzida a isso, sim! Entre as novas tecnologias mais recentes, sobre a marca, temos as seguintes notícias:



1 – Terra, 25/06/2006 > A dupla de hackers Annalee Newitz e Jonathan Westhues clonou um chip de RFid implantado no braço de Jonhatan. Usando de técnicas simples e disponíveis a qualquer pessoa leiga, eles conseguiram obter todos os dados cadastrados no chip, coisa que era considerada impossível pelos seus defensores.



Quer dizer, conversa fiada esta de que o sujeito com o implante terá total segurança de seus dados, que não poderão ser roubados nem alterados. E não levará tempo para que os bandidos descubram uma forma de forçar o rico implantado a descarregar todo o seu saldo bancário “voluntariamente” nas contas deles. Além disso, fala-se que é possível se extrair o chip das costas das mãos das pessoas, e fazer uso dele como bem aprouver a quem o obtém, o que prenunciaria verdadeiras chacinas e mutilações. Mais...



2 – Segundo artigo de Robert Lee Hotz, LA Times ; Rick Callahan, AP; Nell Boyce, US News & World Report, “ao transmitir sinais sem o uso de fios, um grupo de cientistas produziu a última palavra em rato de laboratório. Trata-se de um animal que pode ser comandado por controle remoto, a uma distância de 500 metros , a pular cercas, subir árvores, passar por dentro de tubos e atravessar montes de entulho”.



O artigo é extenso e bem fundamentado, entretanto para uma pessoa que raciocina, que ainda tem cérebro ativo e livre, isso diz tudo. Se eles conseguem fazer um simples rato obedecer a um comando externo por implante, então é porque esta técnica se destina aos homens e não às ratazanas. Os ratos, afinal, têm sido as cobaias para tudo o que se aplicará mais tarde aos seres humanos. Está, pois, na possibilidade de enfraquecer a autonomia da tomada de decisão de uma pessoa, coagindo-a a procedimentos desejados pelos que a monitoram e controlam à distância, o grande objetivo perseguido por satanás.



3 – Conforme Jamie Wilson, do The Guardian; CNN, na Inglaterra os pais de uma menina, DD, estão providenciando a implantação nela de um chip de rastreamento, que lhes permitirá encontrá-la a qualquer tempo. O entendimento dos pais em pânico é este: se é possível rastrear um carro roubado, porque não uma pessoa vítima de seqüestro ou crianças desaparecidas? Os pais da criança não sabem efetivamente se a menina terá segurança, mas apostam na tecnologia para maior proteção da menina.



Ora, só um ser humano ausente de Deus para necessitar de um implante subcutâneo para ter segurança. Mais um dos truques de satanás, na tentativa de iludir, esconder dos homens, seu real e único objetivo: controlar a mente das pessoas. Fazer com que estas o adorem na marra! Obrigar os homens a uma servidão, mesmo que ilusória, porque se esta marca vier forçada, sem o livre desejo da vontade humana e quebrando o livre arbítrio, ela não terá nenhum valor diante de Deus, tal que a possa levar a perder-se eternamente.



A bem da verdade, simplesmente não existe nem uma só vantagem real, efetiva, boa, sã e duradoura na aceitação desta marca maldita e terrível. Em verdade, se os homens precisassem de algo assim para adquirir perfeição, Deus já nos teria brindado com ele. Nossa vontade é soberana e suprema, milhões de vezes acima desta marca satânica. De fato, quem pode achar um seqüestrado, pode também encontrá-lo para matar ou prender. Quem pode criar um chip para controlar um saldo bancário, pode também fazer este saldo trocar de conta a um simples comando, ou não? Como as pessoas se iludem!



Mais que isto, se o chip pode ser usado para monitorar o batimento cardíaco de uma pessoa, pode com certeza também acelerá-los ou diminuí-los fazendo o cérebro induzindo-o à liberação de certas substâncias que já existem no organismo. Da mesma forma, quem pode induzir um rato a trepar numa árvore por força de um comando implantado no organismo, pode com certeza fazer de um homem um assassino, induzindo-o a matar, ou a realizar qualquer ato criminoso, por virtude de um comando externo, alheio à sua real vontade. Podem forçá-lo a obedecer, no que se tornaria um autômato e escravo da besta.



E assim, cada “vantagem” apresentada pelos artífices de satanás, para que aceitem livremente a marca, trás em si inconvenientes poderosos, que suplantam em 100% a aquelas, em todos os quesitos. Por outro lado, as desvantagens são inúmeras, e pessoa alguma, de sã consciência, pode aceitar tais comandos em seu corpo. Afinal, do demônio nada vem de bom, e as pessoas já deveriam desconfiar de algo assim, pois como diz o ditado “quando vê muita esmola, até o santo desconfia”. Quando se apresentam tantas vantagens para alguma coisa, certamente nos querem esconder algo grave e mau.



Resumindo as coisas: O Plano da Globalização, a chamada “Nova Ordem Mundial”, pretende instalar nas pessoas, um dispositivo de controle externo, em forma de um “chip” de computador, capaz controlá-las. Com isso, evitariam rebeliões e as pessoas jamais se revoltariam contra o governo, pois um simples comando de máquina poderia manter os povos dóceis, obedientes. E entre as pessoas, os líderes de movimentos poderiam ser facilmente identificados e mortos até na hora, porque para isso já existe tecnologia por satélites que identificam objetos de até 20 cm . Este é o sonho maior de qualquer ditador louco! E satanás é sim, um louco, imaginando que Deus permitirá que os seus filhos sejam amontoados como carneiros idiotas e conduzidos ao matadouro sem um só balido.



Na verdade, o que se verifica é que tudo é uma questão de tempo, quero dizer de pouco tempo. Melhor dizendo, eles não terão tempo. Deus não permitirá que cumpram seu objetivo, pois não resta dúvida de que se não tivéssemos um Deus, já estaríamos todos marcados como macacos e monitorados como bichos em extinção. Porque se um dia algo assim viesse a acontecer na terra, podem ter certeza de que, por este instrumento de ódio, os próprios homens se auto-extinguiriam em poucas décadas, eis que os experimentos com as pessoas, levariam os dominadores a cometer loucuras sem fim.



Diz o Apocalipse, capítulo 9, que ao toque da trombeta do quinto anjo cai uma estrela na terra! A terra se abre dela saindo muita fumaça e uma nuvem de gafanhotos. Sei que também os gafanhotos inundarão a terra naqueles dias, por causa da quebra de seu ciclo de vida e a extinção de seus inimigos naturais, mas certamente que a passagem pode ter outra aplicação. Estes gafanhotos se podem referir ao dispositivo, à pistola com a qual é aplicada a marca, com o qual é inserido o chip debaixo da pele das pessoas, nas costas da mão direita ou na testa. Como está dito: 10 Tinham caudas semelhantes à do escorpião, com ferrões e o poder de afligir os homens por cinco meses.



Ap 9, 3 Da fumaça saíram gafanhotos pela terra, e foi-lhes dado poder semelhante ao dos escorpiões da terra. 4 Mas foi-lhes dito que não causassem dano à erva, verdura, ou árvore alguma, mas somente aos homens que não têm o selo de Deus na fronte. 5 Foi-lhes ordenado que não os matassem, mas os afligissem por cinco meses. Seu tormento era como o da picada do escorpião. 6 Naqueles dias, os homens buscarão a morte e não a conseguirão; desejarão morrer, e a morte fugirá deles.



Pode-se presumir então, que os exércitos do anticristo terão cinco meses para marcar as pessoas, o que será impossível, pois está em Ap. 8 Eu vi aparecer um cavalo esverdeado. Seu cavaleiro tinha por nome Morte; e a região dos mortos o seguia. Foi-lhe dado poder sobre a quarta parte da terra, para matar pela espada, pela fome, pela peste e pelas feras (Ap 6). E não acredito que o Brasil esteja entre esta ¼ parte, embora também aqui o governo já estude esta marca, em substituição aos nossos documentos usuais. Pela burocracia lenta e mal aparelhada que temos se deduz que nem em 10 anos eles fazem isso. Sinal de que “não terão tempo”.



Importa, antes de tudo, saber que com isso se cumpre o Apocalipse. Importa saber que o simples desejo de satanás de colocar sua marca nas pessoas, já é uma prova de que a profecia de São João se cumpriu, e para isso não é preciso que TODOS os homens recebam a marca. Basta que em algum lugar se esteja fazendo isso ou só cogitando. De fato, se eles tivessem tempo o objetivo deles seria cumprido. Felizmente temos um bom Pai, que vela por nós todos, embora nós homens não mereçamos coisa alguma. Deus não nos deve nada, nós sim temos em relação a Ele uma dívida de gratidão eterna. Mais uma!



Sintetizando, se pode dizer o seguinte: quem ninguém se preocupe se, por uma eventual desgraça vier a ser marcado a força, inconsciente do risco grave, porque está dito que eles causarão danos somente aos homens que não têm o selo de Deus na fronte. Pois também está dito em Apocalipse 7, 2 Vi ainda outro anjo subir do oriente; trazia o selo de Deus vivo, e pôs-se a clamar com voz retumbante aos quatro Anjos, aos quais fora dado danificar a terra e o mar, dizendo: 3 Não danifiqueis a terra, nem o mar, nem as árvores, até que tenhamos assinalado os servos de nosso Deus em suas frontes.



Ou seja, o chip se destina aos não filhos, aos renegados, e a aqueles que servem a satanás livremente. Deus preservará os seus, proibindo que sejam marcados aqueles que tiverem na fronte o sinal da cruz, pois já Ezequiel anunciava: 4... Percorre a cidade, o centro de Jerusalém, e marca com uma cruz na fronte os que gemem e suspiram devido a tantas abominações que na cidade se cometem. O sinal é o mesmo do Apocalipse, pois o tempo é o mesmo anunciado. Fala-se – não sei se isso se confirma – que quando o Papa tiver que fugir do Vaticano, antes de sair ele traçará no ar uma Cruz, com aquele seu cajado de pastor. Neste momento estarão sendo marcados os filhos de Deus pelos anjos. A Cruz será visível apenas aos filhos, não aos rebeldes que não o terão. Ouçam o depois:



5 Depois.... disse-lhes: Percorrei a cidade, logo em seguida, e feri! Não tenhais consideração, nem piedade. 6 Velhos, jovens, moços, moças, crianças e mulheres, matai todos até o total extermínio; precavei-vos, todavia, de tocar em quem estiver assinalado por uma cruz. Começai por meu santuário. Começaram pelos anciãos que encontraram defronte ao templo, 7 Manchai o templo, disse-lhes, e enchei de cadáveres os adros; em seguida saí! E foram-se eles para prosseguir o morticínio na cidade.



O que se segue a esta marca – que diferencia os filhos de Deus daqueles das trevas – será realmente o morticínio, o tempo do extermínio dos maus, pois o Senhor avisa ainda no mesmo capítulo de Ezequiel. 8 Permanecendo só durante esse massacre, prostrei-me de face contra a terra, e gritei: Ah! Senhor Javé, ides exterminar o que resta de Israel, desencadeando vosso furor contra Jerusalém. 9 A falta de Israel e de Judá é grande, muito grande, respondeu-me: a terra transborda de sangue e a cidade extravasa de perversão, porque dizem entre eles: o Senhor abandonou a terra! O Senhor não enxerga mais nada! 10 Está bem! Eu... farei recair sobre a sua cabeça o peso de seu proceder.



Uma frase de Nossa Senhora deve nortear doravante todo nosso proceder: Não há temor no amor! Significa que, os que realmente amam a Deus, não temem nada! Os que se colocam inteira, humilde e amorosamente sob a proteção divina, não devem temer nada e realmente não temem coisa alguma. Quando, pois, sua mente for assaltada por pensamentos de temor, de medo, de preocupação quanto ao futuro, se mostra aqui um sinal de falta – ainda – de conversão. Falta de fé, que conduz a esperança, e ao Amor.



Não se tema, enfim, a marca externa do “chip”, e sim a marca interna do pecado. Tema-a e fuja imediatamente para o confessionário, tão logo se sinta em falta grave. De fato, quem está em estado de graça, está sempre marcado para Deus, e estes são propriedade exclusiva e ciumenta do Altíssimo. A marca do ferrete da infâmia é destinada apenas aos rebeldes contumazes, aos teimosos obstinados, aos verdugos dos pobres, aos adeptos e adoradores de satanás, e aos serventuários do inferno, como os traficantes, os corruptos, os adúlteros, os perjuros, os mentirosos e os bandidos, porque estes já a carregam em si, independentemente de trazerem em seu corpo um dispositivo de controle.



Entre os que amam, reina a paz, mesmo em meio a tormenta. Deus sempre afastará o mal maior de diante de seus amorosos filhos. Nossa Mãe nos prometeu, no cenáculo do dia 30, que nenhum dos que estão envolvidos no Movimento Salvai Almas precisa temer, nem por si, nem por seus filhos. Porque haverá proteção total e embora os ataques venham – e devem vir para nos fortalecer e dar chance de mérito e crescimento – sempre, a Mão do Altíssimo estará nos guardando. E a tribulação passará – porque curto seu tempo – sem que sejamos abalroados... Como milhões que hoje não ouvem nem rezam o serão.



Mantenha, em sua fronte, bem visível a satanás a marca da cruz redentora, a marca do amor de Deus, que se obtém pelo estado de graça. Ela evitará que a substituam pelo ferrete de satanás – o chip de domínio do inferno – que é destinado apenas aos que odeiam. E assim, mesmo que alguns recebam – de forma inadvertida – a marca, por questões de aposentadoria, salário, emprego – falo de receber sem ter conhecimento do perigo que está por trás disso – sempre Deus terá mil meios de evitar que o chip funcione.



Uma destas formas é que pode haver ulcerações ao redor do implante do chip, devido à rejeição do próprio organismo da pessoa, por ser um objeto estranho. Seria como um espinho que infecciona. Neste caso, não haverá comunicação com os fluídos do organismo que transmitem os impulsos e comandos externos ao cérebro, o que evitará não somente que as baterias de lítio – veneno mortal – se carreguem, mas evitará também que haja interação do dispositivo com o cérebro da pessoa. Neste caso, ele não funcionará!



Confiemos no Deus que disse em Ap 14 ... Esses são os sobreviventes da grande tribulação; lavaram as suas vestes e as alvejaram no Sangue do Cordeiro. 15 Por isso, estão diante do trono de Deus e o servem, dia e noite, no seu templo. Aquele que está sentado no trono os abrigará em sua tenda. Já não terão fome, nem sede, nem o sol ou calor algum os abrasará, 16 porque o Cordeiro, que está no meio do trono, será o seu pastor e os levará às fontes das águas vivas; e Deus enxugará toda lágrima de seus olhos.



E como está em Ap 9, 1 ... A nosso Deus a salvação, a glória e o poder.. 5 ... Cantai ao nosso Deus, vós todos, seus servos que o temeis.... 6 .. Eis que reina o Senhor, nosso Deus, o Dominador! 7 Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe glória... 9 Felizes os convidados para a ceia das núpcias do Cordeiro... Estas são palavras autênticas de Deus.



Arnaldo



Fonte: Recados do Aarão

Modelo Indiana mostra novo chip na testa

14.12.2005 - O "chip analógico de gestão inteligente da energia" foi mostrado hoje na Índia. Fabricado pela MindTree Consulting, uma companhia internacional de tecnologia da informação, desenvolvimento e investigação, o chip de de 1,5mm foi criado para otimizar a capacidade de carga das baterias de lítio.

O novo chip foi apresentado, numa conferência de imprensa em Bangalore, por uma modelo, que o colocou na testa, à maneira dos tradicionais "bindis" usados pelas indianas. (Terra Notícias)

O chip é a "bolinha" vermelha entre os olhos da modelo



-------------------------------

Satélites, câmeras, chips e outras parafernálias eletrônicas se tornam instrumentos de controle da vida das pessoas...