Web Radio Sertao De Deus


24 de novembro de 2010

A Perseguição


 
Imagem apenas ilustrativa
+ Detalhes: Ampliar Imagem ]   


Vamos hoje, à mais um artigo sobre a ação das trevas – este constando de matérias esparsas, mas afins – sempre no sentido de nos levar, pela visão das trevas, ao caminho da Luz. Não nos deixemos fixar apenas nas trevas – tiremos delas apenas lições e como não ser e agir – porque elas existem, não para nosso deleite, nem nossa ruína, nem pavor e sim para que possamos fugir delas e nos aproveitar dos benefícios maravilhosos da Luz. E a Luz – a verdadeira Luz,que somente vem de Deus – serve para que não nos deixemos contaminar, nem envolver, pelos melífluos "encantos" de satanás, que muitas vezes se fantasia de filho da luz para nos enganar. Muitas coisas nos são mostradas pelo inferno, com face aparente de bem – já vimos casos aqui – porque a maldade se esconde onde menos se espera. E afinal, sempre que houver mal ali estarão os espíritos das trevas.


Neste novo trabalho vamos mostrar coisas que nos aguardam no futuro, mas que no presente já existem e são estudadas e preparadas, para um tempo de horrores que se aproxima: o tempo da grande perseguição aos cristãos!

Também o tempo da Grande Tribulação predita pelo profeta Daniel e mencionada por Jesus em Mateus, capítulo 24. Muitos se enganam achando que jamais voltaremos a ver o tempo de um outro Império Romano, que matou – segundo estimativas, em 300 anos – mais de 12 milhões de cristãos, usando para isso dos mais terríveis artifícios, das mais monstruosas máquinas de suplício e tortura jamais vistas na terra. Tempos onde o inaudito pareceu pequeno, onde o próprio inferno provocou menos dores e tormentos do que os vividos pelos católicos de então, na terra. Mas é engano pensar que nada disso acontecerá de novo! Na verdade, o maligno está apenas azeitando suas máquinas
agora.

E, por tudo que tenho visto e sentido, presumo que será ainda pior que na Roma antiga, porque hoje os homens são mais maus que naquele tempo. Porque hoje eles têm consciência da própria maldade. E haverá mais mortes do que então, até que se complete finalmente  a cota de sangue exigida pelo inferno, para libertar o homem desta terra. Para que nós tenhamos finalmente o merecimento de viver na Jerusalém Celeste, tendo pago o preço do nosso resgate, sim, pelos méritos exclusivos de Jesus e de sua Paixão e Morte na Cruz. E adiante veremos que, até mesmo da Paixão de Cristo o inferno faz uso em seus truques. Vamos às visões de hoje, depois explicamos:

Estávamos de viagem a uma cidade próxima, e íamos rezando o Terço Doloroso, quando Nossa belíssima Mãe celeste veio e pediu que olhasse para o alto. E mostrou-me – novamente – já dentro da nossa camada de ar, aquilo que nós costumamos chamar de Céu, os mesmos horripilantes demônios vermelhos – já descritos – e que haviam ficado paralisados – e mudos – no ar, conforme relatei na visão anterior. Lembro que eles foram imobilizados devido à inesperada – para eles – eleição do Santo Padre Bento XVI, pois era visto que esperavam bem outro resultado.

Vi, então, o céu ser ocupado por imensas legiões de tais seres nefastos, que apesar de ainda se conservarem no mesmo lugar, lá em cima, começavam agora a se mexer. Era uma tal multidão sem conta, que ocupava todos os espaços celestes, de tal forma que era impossível alguém se movimentar ali, tão coladinhos entre si estavam todos eles. Eram incontáveis! E além de se movimentarem aos poucos, agora já começavam a comunicar-se entre si, e a demonstrar uma certa "alegria", se, se pode chamar de alegria o terror que eles realmente sentem e vivem, desde sempre e para sempre. Mas era tal que pareciam fazer festa em poder movimentar-se. Pareciam alegres, e na expectativa de algo!

Então nossa Mãe Celeste falou assim: A qualquer momento, filha, eles começarão a realizar prodígios no ar, e toda sorte de portentos enganadores. Haverão curas e milagres, também sinais, e muitos de meus filhos, mesmo entre os que rezam, cairão! Muitos apontarão os dedo e dirão: Vejam! Vejam! São sinais do Céu! Vêm de Deus! E ai daqueles que não acreditarem nestas pseudovisões! Serão caluniados, serão perseguidos!... Mas eu estarei convosco! Somente aqueles que  estão na Luz, enxergarão e saberão que tais prodígios não procedem de Deus, o Pai Criador. Deveis rezar muito, para não cairdes neste tempo, filhos! 

As coisas já acontecem e acontecerão! Neste tempo, muitos chegarão
até vós – a todos vós que estiverdes na verdadeira Luz – e pedirão assim: Pão! Pão! Muitos chegarão até vós e pedirão sustento – perguntei se da Eucaristia, mas ela continuou – também o  alimento que sustenta o corpo. Nenhuma das grandes plantações que podeis ver hoje resistirá: tantas serão as pragas, doenças e insetos que as invadirão! Todas, hoje, são mantidas à base de venenos, mas neste tempo nenhum veneno controlará as pragas nem as doenças. Não mais existirão estas grandes plantações como hoje, onde se ganha tanto dinheiro, e o prejuízo será sem conta.

Muitos filhos se agruparão em locais que o Pai escolheu, porque nestes locais toda esta variedade de pragas e doenças não atingirá as plantações.

E ali plantarão, sem ter a necessidade de veneno algum, apesar de estas espécies de pragas, insetos e doenças estarem espalhadas por todo mundo. E ali terão abundância! Meu bom José não lhes deixará faltar nada. E assim como ele providenciou sustento para a Sagrada Família, o providenciará também para meus filhos.

Virão,  também, muitas espécies de doenças! Elas atingirão as pessoas e também os animais – e algumas já estão acontecendo – e nenhum remédio terá efeito no combate a elas. Por isso peço aos filhos que preparem já o remédio do Céu: o Óleo Sagrado do Arcanjo São Rafael! E não somente para si, mas para todos os que necessitam! Não tenhais medo! Vossa libertação está próxima! Pois chegareis ao tempo – vós os filhos  da Luz – em que não mais precisarão de tantos esforços e não mais terão estes sofrimentos. Eu vos amo muito e vos abençôo! Maria, Senhora de Fátima! Amém! (fim desta parte).


Lembro que São Paulo, na segunda Carta aos Tessalonicenses diz que a manifestação do ímpio será acompanhada, graças ao poder de satanás, de toda sorte de portentos, sinais e prodígios enganadores. Ele usará de todas as seduções do mal com aqueles que se perdem, por não haverem cultivado o amor à verdade... (II Tess 2, 9-10). O que vimos nesta visão, são exatamente estes espíritos enganadores, já posto no ar e prontos a realizar estes sinais, prodígios, falsos milagres, falsas curas, tudo como se fosse vindo da parte de Deus. Allás, farão isso, como se vindo da parte do anticristo, que se fará passar por um Deus. E milhares de homens o adorarão por causa destes falsos prodígios. 

Mas atentem para uma coisa: nada disso é para agora, ou já! O que hoje se mostra é uma revelação do futuro, do qual a preparação já está em curso! Eles estão agora  já preparados, mas não autorizados. Nada acontece às pressas, pois o Plano de Deus se executa dentro de Seu tempo. Nenhum demônio daqueles avançará na direção da terra, nenhum milímetro sequer, sem que Deus o permita. Entretanto, os sinais de sua proximidade, já podem ser vistos, e vão desde os tais disco voadores, como outros espantos que se formam nos ares e que os olhos incautos interpretarão como sinais do próprio Deus. Somente aqueles que estiverem em profunda oração, ligados em Deus pelo estado de graça, e próximos da Eucaristia saberão diferenciar os sinais verdadeiros dos falsos.  

Esta questão da quebra das colheitas e da grande fome na terra, nos é relatada pelos Profetas Jeremias no capítulo 14, e pelo profeta Joel no capítulo primeiro, de 15 a 20. Quem gostar, pode ler estes textos, e saberá que ambos se referem ao Dia do Senhor, não a outro fato passado, porque jamais, em toda a terra – como ali está dito – se terá visto algo tão assombroso. Meu sentimento é que fatos relativos à quebra de safras e a fome avassaladora que se instalará em toda a terra, devem ocorrem apenas depois da queda do astro, porque este fator será o grande vilão que quebrará os ciclos de vida e interromperá as cadeias alimentares pela eliminação dos inimigos naturais das pragas. 

Óbvio que Deus tem poder de suscitar estas pragas e criá-las a partir dos grãos de pó.

Mas penso que este será um processo natural, porque será causado pelo próprio homem ganancioso e mau, que terá de aprender a conviver com a miséria, para dar valor à fartura. Terá de sentir a diferença entre Deus e o diabo, que ele agora escolheu. E assim, isso pode acontecer a qualquer momento, e as imensas infestações de gafanhotos que têm surgido na África, nos últimos anos, são prova disso. Também as doenças, que têm surgido ultimamente, em especial as que provêm dos animais e estão sendo passadas para os homens, já estão aí como sinal de alerta.  

Eu não me surpreenderia se algumas delas viessem a surgir de experiências mal sucedidas em laboratórios, envolvendo clones e mutações genéticas, de modo a gerar bactérias e vírus implacáveis e incontroláveis. O homem, na verdade, merece isto! E terá sem dúvida a paga de seu desvario! Ele quis, ele o terá! Ele pediu, ele ganhará! Ele escolheu satã, este o acolherá! E lhe dará exatamente o que ele pediu: a dor! O sofrimento e a desgraça, pois é somente isso que o inferno tem para dar! Jamais o bem!  

Quanto aos sinais espetaculares previstos, está dito que o anticristo será apresentado ao mundo no chamado "Dia da Declaração", e aparecerá falando simultaneamente em dezenas de idiomas, todos o entendendo ao mesmo tempo. Devo lembrar que o demônio tem poder de se fantasiar, de mudar-se em qualquer ser vivo, pequeno ou grande, pois é capaz de aparecer como se fosse Jesus ou Maria.

Então, será fácil para centenas de demônios, ao mesmo tempo, tomarem a forma do mesmo homem e falarem na língua que cada um entende, no que se constituirá, não num milagre, mas uma fraude satânica. E por estes poderes que recebeu de Deus, ele enganará a milhões de incautos, até dos que se dizem ser católicos, que serão capazes de matar por causa dele. 

E, acima, Nossa Mãe nos diz que as pessoas serão perseguidas e caluniadas por não acreditarem que tais sinais procedem de Deus. Claro que a perseguição aos cristãos se dará somente por causa disto, mas tal fato me permite encaixar outra revelação a esta pessoa, que deixará o leitor de queixo caído. Trata-se do filme de Mel Gibson!  

Diz a pessoa: Tempos atrás o mundo respirava aquele filme do Mel Gibson, a Paixão de Cristo. Era uma loucura ver pessoas correndo atrás de uma fita, e soube de um mosteiro pagou US$ 800 para obter a fita em primeira mão, quando agora se encontram DVDs por aí, custando uns míseros trocados. Havia sacerdotes que nas homilias incitavam o povo a assistir o filme, mas o certo é que ele dividiu muito, as opiniões das pessoas.  

 Na verdade, enquanto uns mostravam-se "encantados", outros se enchiam é de aversão, outros de angústia, outros de pavor.  Houve até casos de pessoas que tiveram infarto durante o filme e vieram a óbito, devido à brutalidade gratuita da fita. E olhem agora: quantos ainda pensam no filme? Tudo passou como um vento e deixou algumas pessoas com fortunas incalculáveis. Será mesmo que a intenção deste filme era boa?  

Naquela época pedi a Nosso Senhor que me desse mais clareza em relação ao filme, porque eu na verdade me sentia mal só pelo fato de mencionarem o filme, e na verdade não eram bons os pressentimentos que tinha em relação a ele. Amo profundamente a Paixão de Nosso Senhor, pois é dela que nos deve vir a força para buscar o Reino do Pai, para nós e nossos irmãos. Nela deve estar o sentido de nossa vida. 

Uma tarde, quando voltávamos da Santa Missa, ao rezarmos o Terço como sempre fazemos em viagem, Nosso Senhor falou assim: Não quero que assistam a este filme! Melhor se as pessoas gastassem este tempo diante das estações da Via Sacra, quinze minutos seriam suficientes, não precisariam mais. Infelizmente ficam lá, horas e horas, mesmo não se sentindo bem assistindo ao filme. Um filme milimetricamente calculado para deixar claras impressões. Filme meticulosamente traçado, em todos os sentidos, para se aproximar o máximo possível do real. Grupos inteiros constituídos por "aqueles", e fizeram estudos, até atingirem a meta: Para atrair, para prender a atenção de milhares.  

Não foram todos que assistiram ao filme: alguns poucos filhos se preservaram desta contaminação! Alguns, poucos, perceberam a névoa densa e escura na qual ele está envolto. Sangue negro! Magia negra! Dinheiro sujo! Dinheiro das seitas secretas! Que faz mais sangue inocente! Escola de satanás para o tempo da perseguição dos cristãos. Muitos filhos já se foram com este filme, não por causa da Minha paixão, mas por causa de satanás.  

Não vos deixeis contaminar por ele, não o assistam, e a aqueles que tecem comentários sobre ele, não os escuteis, mas alertai: Melhor ficar quinze minutos em frente a uma Via Sacra Real e Verdadeira de Jesus, onde recebereis muito mais Dele mesmo, que nas horas em que ficais diante deste filme, milimetricamente tracejado por satanás.

Dias depois Nosso Senhor acrescentou em relação ao filme: Satanás ensinou e ensina a muitos, o tratamento a ser dado adiante, o modo como devem proceder com aqueles que se dizem cristãos! A semente má foi semeada e se encontra já em inúmeros corações ainda adormecidos.
 

Perguntei então a Nosso Senhor em quem estava a responsabilidade maior pelo filme Ele respondeu: naquele que o planejou, não nos que dele participam!  

Gostaria ainda de acrescentar uma frase de Nosso Senhor, que me chocou muito e que se refere a certas pessoas que passam horas diante dos Sacrários nas Igrejas: Infelizmente muitos vão ali não para prestarem adoração a Deus, mas para blasfemá-lO!
(fim)  

Comentando:

Concordo que este filme é polêmico e se me perguntarem se gostei, eu direi com a maior força: Não! Depois de meditar sobre ele, hoje posso dizer que mil vezes prefiro ler o livro de Ana Catarina Emmerich, do que assistir a aquela cena brutal da flagelação. De fato eu penso que não poderiam ter escolhido dois atores mais repugnantes para aquela cena. A própria cena com satanás, no começo do filme, é chocante e parece já distorcer tudo, também o fim está longe de se parecer com a realidade. Não ficou a impressão do comovente, da necessidade da conversão. E o ambiente escolhido foi mal feito, de modo que me ficou a impressão de que os autores do filme quiseram dizer foi isto: matamos o desgraçado! 

Mas a questão de ver dinheiro consagrado a satanás empregado nele, também saber que nele se envolveu a magia negra, nisso cada um decida o que pensar. Mas quem duvida disso? Também quanto ao dinheiro arrecadado, creio que algo acima de 300 milhões de dólares. Na verdade, de Hollywood não se pode duvidar de nada. O que se trama ali contra Deus, nem mesmo o diabo sabe de tudo. Um dia, não distante dia, aquelas regiões e vales pornográficos, de milhares de filmes abomináveis serão sepultados no mais profundo dos abismos, isso se Deus não achar um jeito de os lançar pelo espaço sideral, tão grande a contaminação que trazem. Indizível o mal que já saiu daquelas regiões diabólicas!  

Mas o chocante é se tais cenas foram realmente programadas para mostrar aos cristãos aquilo que lhes será dado sentir no futuro, pelo fato de seguirem a Jesus. Eu não duvidaria disso, porque, como já disse, os homens de hoje são sem dúvida ainda mais perversos do que aqueles que mataram a Cristo. Eles não precisam de demônios que os incitem, nem de professores infernais que os instruam. Estes homens são os soldados do anticristo, gerados na maldade extrema e programados para o morticínio. Na época de Jesus não havia escolas de terrorismo, nem de tortura como hoje. 

Todas estas coisas são possíveis, e verdade é que os filmes são verdadeiras escolas do crime, de maldade, de corrupção, onde a "arte" apenas imita a vida e vice e versa. Mil e uma profecias têm nos avisado destes tempos. E como vimos, quando as coisas de fato começarem, nos parecerá que Deus abandonou de vez a terra, porque até os elementos e as forças da natureza parecerão ser comandadas pelo próprio inferno. Neste sentido, relato ainda uma última visão, para mostrar aquilo que outros profetas também já previram e que virá certamente: Diz a pessoa:  

Repentinamente vi ondas altíssimas e violentas invadirem um país. Foi muito pior do que a tsunami da Ásia. Mas o que me espantou foi ver um grupo de pessoas que olhavam para o alto, para os céus e estavam com os punhos cerrados como se quisessem esmurrar a Deus. E gritavam alto demonstrando fúria e revolta! Dava mais medo ver a explosão de fúria destas pessoas, que das próprias ondas que vinham sobre elas.  

Então Nosso Senhor me falou assim: haverão ondas gigantescas, não de três metros nem de apenas trinta, mas de 100 metros de altura e mais que isto. Estas ondas varrerão as costas de muitos continentes, soterrando países inteiros. E os homens, antes de voltarem para Deus, se revoltarão e blasfemarão ainda mais.

Deveis rezar para que estes não percam as suas almas. Isso complementa aquela passagem de outro texto, onde Jesus diz que muitos homens blasfemam contra Deus, como se fosse Ele o culpado de tudo. (fim)  

Também a Palavra de Deus diz: os maus continuarão agindo perversamente!

Apesar de tudo! Ninguém é capaz de avaliar a dimensão brutal da maldade humana. Não digo de todos os homens, mas aquilo que alguns deles são capazes de fazer, simplesmente não encontra qualquer explicação, porque ultrapassa o nosso entendimento. Isso nos remete a um tempo futuro, e a situações que muito proximamente podem acontecer. Digo que o demônio conhece os seus – falo dos homens maus – e conhece a sua maldade. Imaginem quantos homens se poderia selecionar neste mundo, capazes de serem mais maus que os demônios? Pois eles existem e já estão sendo treinados para executar os crimes mais brutais, mais hediondos, mais monstruosos jamais havidos, porque irão expressar no fundo o ódio do próprio Lúcifer, que está hoje em seu estertor final. 

Padres, bispos, cardeais fiéis à verdadeira Igreja, leigos expoentes em defesa da fé e da doutrina, religiosos e religiosas de grande força de oração, todos eles estão sendo hoje mapeados e catalogados para futuras visitas dos agentes de satanás. Ninguém está livre ou seguro, e não fosse a proteção divina, acredito que em poucas horas nenhum bom católico e fiel, estaria ainda vivo.

Acaso digo isso para apavorar? Não, apenas para preparar e fortalecer dando certeza ao leitor de que devemos nos apegar em Deus, com toda a força de nosso coração e vigor de nossa alma. Porque logo estaremos no meio da tempestade. O inferno está espalhado por toda a parte, não somente e ainda suspenso no ar. Novas hordas virão, e a totalidade se derramará no dia em que Pedro deixar Roma.  

Para encerrar este texto, vou anotar uma outra situação de visão que me foi passada, mas que não compete fazer um texto especial. Vejam o que a pessoa diz:

Voltávamos e carro para casa, e de repente passamos por perto de um clube destes de campo, onde os grã-finos se reúnem em finais de expediente para uma destas peladas de futebol, que terminam regadas a cerveja e outras bebidas pesadas. De longe, como vínhamos, percebi que realmente estavam já ali dois times, trajados de camisa  calções, naquele aquecimento inicial, dando cambalhotas alegres, pulando, esticando as pernas e gesticulando, como que para aquecer os músculos.

Entretanto, e pareceu fora de hora aquele jogo, e desconfiada perguntei a uma pessoa que viajava junto, se ela via alguém naquele campo de futebol, algum ser vivo. E la me disse: não, nem homem, nem bicho! E agora, já perto, pude perceber a realidade: Era um time inteiro daqueles pestilentos, vermelhos, negros, todos uniformizados como para uma pelada. Ridículos, com seus corpos deformados, se exercitando como fazem os jogadores, até camisas numeradas usavam. Era horrível aquele espetáculo! 

Então ercebi o motivo pelo qual eles estavam no aquecimento: Logo chegariam ali os homens em questão, falo daqueles que não trabalham para Deus e sim para as revas, e então a "pelada" seria completa. Afinal, ambos jogam no mesmo time. Agora, já bem ao lado do campo, vi que os demônios perceberam que ali havia pessoas que podiam vê-los. Ficaram ali com aquela cara de babacas, entando rir sem graça, boquiabertos, olhos arregalados. De longe pareciam homens normais, mas de perto, que pestilência! E pensei: Ah! se os homens que irão aqui jogar depois conseguissem ver a mesma coisa! Será que continuariam em seus conluios com as trevas? Será que se converteriam? (fim)

Ou seja, por toda parte eles estão. E se perguntará: será que tem gente que vê  maligno em tudo, até num campo de futebol? Não estarão enganados? Eu, pessoalmente digo: se tivesse que responder, pelo que eu sinto, pelo que acredito, e pelo que sei, não tenho dúvidas em afirmar que o Bom Deus lhes mostra, apenas uma pequeníssima parcela da realidade. Nenhum ser humano suportaria se lhe fosse mostrada a verdadeira realidade. Se a um confidente Jesus pediu que imaginasse uma carniça, e os milhares de moscas que voejam ao seu redor: É assim a infestação de espíritos malignos na terra! Ao meu redor, ao vosso redor, em todas as partes onde Deus o permite. Acaso lá já não disse que são tantos, que fecham aos céus não permitindo que se veja mais nada? 

O que aqui se mostra é a pestilência que contamina a certos ambientes. Para explicar, mostremos antes a face do bem: Quando acontece uma Santa Missa, em qualquer lugar da terra, acaso não se forma ali uma verdadeira legião de anjos e santos para adorar a Deus? Acaso o céu inteiro não se faz presente ali, também onde se louva de coração ao nosso Deus? Da mesma forma acontece com os ambientes tomados pelas trevas, onde pessoas que trabalham para elas se reúnem e não precisa ser apenas em locais onde eles oferecem sacrifícios aos demônios; pode ser também onde tais pessoas contaminadas se reúnem para diversão e lazer. 

 Se uma pessoa está em estado de graça e acaba de receber Jesus, ela se torna em tabernáculo vivo, que o acompanha sempre. De modo oposto, uma pessoa que se deixa dominar por satanás e tem a alma carregada de pecados graves, se torna um covil de demônios ambulante e a sua presença evoca e autoriza também a presença constante do inferno, por todo lugar onde ele anda. E onde tal pessoa chega, estará trazendo sempre junto dela, a contaminação maligna que carrega em si.  

De fato, penso que se Deus permitisse, que tais pessoas vissem as legiões de espíritos caídos que lhes seguem, acho que a maioria trataria imediatamente de se livrar deles, caindo de forma fulminante aos pés de Jesus num confessionário. Na verdade a maioria sabe o que está fazendo, mas não avalia, nem numa centelha, o tamanho do abismo para o qual se encaminha, nem quem a acompanha dia e noite. Ou seja, sempre onde houver mal, ali haverá demônios. E sempre onde houver bem, eles estarão tentando atrapalhar. 

Eles somente não podem estar nos corações daqueles que se ligam em Deus, dos que estão perto Dele, dos que O amam! Quem verdadeiramente ama a Deus, pertence a Ele. Eis porque não devemos ter medo do demônio, e seguir confiantes. Deus é MAIOR!
 


Que Ele vos abençoe (Arnaldo)
 

Comentando:

www.recadosaarao.com.br


Nenhum comentário: