Web Radio Sertao De Deus


30 de maio de 2009

DEUS CULPADO?


Ontem à noite, já tarde e minutos antes de dormir, recebi esta cartinha abaixo, de um leitor, e assim que li tive a tentação de responder na hora. Mas, pensando melhor, li e reli sua carta, e fiquei esperando o amanhecer, porque – dizem – a noite, boa conselheira, me poderia dar uma chance de responder melhor, com maior caridade e maior precisão. De forma alguma meu desejo é, nestes casos, aceitar a provocação, ou responder na mesma linguagem, o que seria, no mínimo um contra-senso. Eis a carta do leitor:

LENDO O TEXTO \"A GRANDE GUERRA\" É DE SE PENSAR, QUE TIPO DE MORTAIS MEDÍOCRES FORAM ESSES QUE ESCREVERAM A BÍBLIA E QUÃO ESTÚPIDO FOI O TRADUTOR DESTES TEXTOS PARA CRER QUE: ÓDIO CIÚMES E RANCOR, POR INVASÕES DE TERRA FOSSEM UM SENTIMENTO DIVINO. É NO MÍNIMO PATÉTICO CITAR UM TEXTO QUE COMEÇA ASSIM COMO EXPRESSÃO DE UM SER SUPERIOR. QUEM SABE ESTE DEUSINHO DE ARAQUE SENTIA TAMBÉM DOR DE DENTE, CÓCEGAS OU ORGASMO???

Minha resposta foi assim:

Paz! Meu caro amigo, penso que se você me escreveu, tem no mínimo um sentimento tão enlevado e tão digno, que é capaz de um diálogo franco e aberto, é capaz de ouvir com amor e caridade, como o exigem - em contraponto - as fortes palavras que colocou no seu texto: medíocres > estúpidos > patéticos > deusinho de araque > orgasmos! Quero dizer que você, do alto de sua não mediocridade > de sua não estupidez > sua não pateticidade > do alto do Deus Superior no qual você acredita, deve ter a magnanimidade, a ciência, e a sabedoria, capazes de tratar com amor a aqueles que acreditam na verdade, de um Deus que é AMOR, e amor em plenitude, pois Dele não provêm guerras, nem ódios, nem ciúmes, estes sim, os epítetos cabíveis ao deus de araque, o espírito das trevas, o deus que reina lá onde não existem orgasmos, apenas estertores eternos.

Você deve saber, e sentir - se for realmente dotado de um espírito de ciência digno do Deus verdade - que você foi criado por Deus o Pai Criador, para ser plenamente feliz e para ser completamente livre, eis que a gloriosa liberdade dos filhos e filhas de Deus é sem dúvida o maior atributo do ser humano e a maior sacada de toda a criação. Que seria do homem se não fosse livre? Se fosse um autômato obrigado a viver de joelhos diante de seu deus? Adorando e servindo na marra! Não meu caro, quem é o dono da tristeza, do
ódio, da guerra, da tirania, da prisão, da falta de liberdade é o deus nanico e de araque que você menciona, mas este não é o Deus da Bíblia, que você afirma mal traduzida, quando eu afirmo que é mal vivida.

Continuando a falar na liberdade, tanto você quanto eu, fomos criados LIVRES, de todo, com liberdade tanta, que isso nos permite até blasfemar contra este Deus Amor, e atribuir a Ele, exclusivamente, a culpa pelas mazelas, pelas desgraças, pelas guerras e por todas as infelicidades que assolam a humanidade. Muitos insensatos fazem isto, dizem isto, e sei que a maioria o faz, não por maldade intrínseca, ou ódio deliberado, quem sabe nem por uma paixão doentia e mórbida, mas pelo simples desconhecimento de causa.

Porque nunca lhe falaram do Amor de Deus, do Verdadeiro, e Único Deus. Disso então, se deduz que, todos estes adjetivos da desgraça acima citados, não podem jamais ser atribuídos a Ele - sob pena de blasfêmia grave - porque o Mandamento maior deste mesmo Deus é apenas um, e este: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Então, veja: a Bíblia que você despreza tão acidamente, tem este por supremo mandamento, e ele é a síntese de todos os outros nove que lhe seguem. Amar, amar, amar, foi para isso que o ser humano foi criado, por Deus de Amor! Para ser feliz, amando! Para adorar a Deus no amor!

Quando este mesmo Deus de Amor, em Sua Palavra Eterna e grafada na Bíblia,
estabelece um texto como aquele citado (Ez 38,18-20) - que está no site com o título A GRANDE GUERRA - Ele não Se expressou com o sentimento de um desejo furioso, uma explosão de ódio, mas sim com a Sabedoria da Verdade, com a força de Sua Onisciência: Ele sabia que os homens, naquele dia futuro, naquele terrível momento da história humana, haveriam de produzir - pelo efeito de sua livre vontade - uma guerra monumental, porque imbuídos de um só desejo: afrontar ao próprio Deus Único, Criador e Pai!

Que quer, que deseja este Gog citado - e explicado no texto - quando ataca Israel? Ele deseja extirpar de lá, daquela terra sagrada - e nisso incluo não somente o estado de Israel mas todo o Oriente Médio - todos os vestígios da passagem de Jesus Cristo pela terra, porque seu desejo mórbido é acabar com a religião cristã, é no fundo acabar com todas as religiões, e nisso se inclui a religião de Maomé, que, presumo pelo seu nome, deve estar na raiz de sua indignação.

Mas Deus amor, virá em socorro daquele seu povo - e nisso sem incluem os palestinos - não permitindo que as hostes satânicas de Gog consumem seu ato nefando. Ele agirá não com furor, nem com ódio, nem com ciúme, nem com raiva, mas com o Poder de uma Mão inatingível, para sustar os efeitos que o príncipe maldito desejava provocar sobre o povo de Deus.

Ora, Deus é Amor e Dele não provém nenhum sentimento mau. O Amor - por exemplo - não fez a guerra. A guerra vem do homem, é exercício da vontade humana, é fruto de seu livre arbítrio: de Deus vêm apenas a paz e a alegria! Acaso o homem entende isto? Não! Quando um povo como o americano invade o Iraque, não faz isso em nome de Deus Verdade, mas sim em nome do espírito belicoso das trevas, o faz em nome de satã, o príncipe deste mundo, ele a morte, ele a desgraça, ele a fonte e a origem de toda maldade, de todo pecado. O homem faz guerra então, para servir ao espírito do mal: Ele é livre até para fazer isto! E com a guerra o adora! Com a guerra obedece aos seus desejos malditos! Onde a culpa do Amor?

Suponha agora, caro amigo, que você fosse um Deus, que você tivesse criado ao ser humano, o tivesse feito à sua imagem e semelhança, que lhe tivesse dado o mandamento do Amor para ser feliz, e que o tivesse feito completamente livre para decidir, tanto para amar, quanto para odiar. Fazem mais de sete mil anos desde nossos primeiros pais - segundo relato do Gênesis!

Pergunto: acaso você suportaria que sua criatura, criada à sua imagem, o provocasse diariamente, milhares de vezes todos os dias, por sete mil anos seguidos, sem tomar qualquer providência? Você suportaria que esta criatura fizesse tantas guerras, derramasse - por sua livre vontade e maldito desejo - tanto sangue, a ponto de lavar toda a terra? Você suportaria - você que é o Deus da Vida - que 180 mil de seus filhos fossem arrancados diariamente dos ventres maternos pelo aborto, num crime de lesa Deus, ato
pavoroso que clama aos céus e dele arranca gritos? Não você não suportaria isso nem um só dia! Você fulminaria a sua criatura por hedionda, incurável, incorrigível, e a sepultaria nos quintos dos abismos infernais. Ninguém - a não ser o próprio Deus Amor - suportaria tanta afronta. Tanta maldade!

Você sabe como é praticado o aborto por parto parcial nos EUA? A Mãe recebe uma injeção para não sentir nada, a placenta é furada, e a mão do médico agarra a criança com um forces, pelos pés, e ela é puxada para fora, mas num primeiro ato a cabecinha não deve sair totalmente ficando ainda dentro da mãe, senão é crime contra a lei dos homens. Então o maldito médico, ou a parteira infernal, enterra uma pua elétrica na cabecinha da criança indefesa, ainda no ventre da mãe, e enfia por ali um cateter, retira a massa encefálica para pesquisas - de células tronco meu caro, para "salvar vidas" dizem eles eufemisticamente - e depois esmaga o crânio.

Depois disso, a cabeça é também retirada para fora da mãe, e o corpinho indefeso vai para uma cesta de lixo, vai para um vagão refrigerado, e segue para as fábricas de cosméticos. E as damas ricas passam esta massa em seus cabelos sedosos, untam e perfumam seus corpos e com eles seduzem, traem, se prostituem. Tudo livremente! Tudo em nome do "amor", da "liberdade".... Não será este o verdadeiro orgasmo de satã?

Ó sim, você - Deus - que é amor, você que é só ternura, você que não ofende a ninguém com palavras duras... você é capaz de suportar isso diariamente, em todo o mundo e milhares de milhões de vezes, sem se incomodar, achando isso tudo normal sem agir, sem nunca se perturbar, sem nunca explodir e justa e santa ira???? Você sabe que não suportaria isso! Então se pergunte: como é que Deus suporta? Por causa da Sua Misericórdia, e Seu respeito pela vontade da criatura.

Ora, os homens não fazem aborto pelo desejo e a ordem de Deus. Eles o fazem
exatamente, por uma livre exacerbação de seu ódio contra este mesmo Deus da Vida, por um desejo mórbido de O afrontar decididamente, para contrariar de forma clara e consciente aos Mandamentos da Lei do Amor e da Vida. Existe maldade no mundo? Ela vem só do homem! Existem guerras, invasões de países e outras desgraças? Sim, por vontade exclusiva do homem livre!

Acaso Deus Único, e verdade, não irá agir um dia? Sim, irá agir fortemente e terá de agir rápido, porque como diz esta mesma Palavra Eterna, ao contrário do que você imagina, bem traduzida e bem clara: se Deus não agir rápido, encurtando os tempos, não sobrará viva nenhuma pessoa na face da terra. Foi Jesus quem profetizou isso em Mt 24.
Porque não sobrará viva nenhuma pessoa? Porque se continuarmos agindo assim como agora, matando nossos filhos, nos ventres e nas guerras, seguindo este caminho destruidor e satânico, em pouco tempo os homens se dizimarão totalmente a si próprios. Duvida disso?

Veja as guerras! A pólvora foi inventada pelos chineses, inicialmente apenas para fogos de artifício e divertimento. O espírito de Deus permitiu que isso se consumasse, mas o espírito das trevas levou o homem a fabricar bombas e armas que matam, com esta mesma pólvora. Deus também criou os elementos atômicos e deu ao homem a ciência sobre a estrutura do átomo. Mas o espírito mau, que domina totalmente ao homem livre e mau, agiu rápido distorcendo as coisas e o homem criou a bomba atômica, e veio Hiroxima, e veio Nagazaki!... E vieram 500 mil mortos diretamente, ou pelo efeito nefasto da radiação das bombas. E virão mais algumas outras, e bem depressa, basta que você acompanhe o mundo como vai, e verá isso se concretizar. Sim, como você leu no texto
citado!

Acaso é pela vontade de Deus que é feita a guerra, que é lançada a bomba? Não isso acontece pelo livre desejo do homem, simples criatura - como você e eu - mas dotado de um poderoso efeito de vontade, que canalizado para o ódio mortal, pode levar sim, até a extinção da própria raça humana. Isso nem as bestas irracionais fazem!

Quantas bombas atômicas - destas poderosíssimas de hoje - você acha que são
necessárias para romper o cinto de segurança dos continentes e provocar o fim da humana raça? Duas? Três? Mas os homens têm milhares delas, quando uma dezena apenas, já inviabilizaria a vida humana na terra. Para que tantas então? Para que isso? Por desejo de Deus? Jamais! E se você duvidar, olhe nesta mesma Bíblia - muito bem traduzida e explicada por sinal - se alguma vez Deus mandou os homens fazerem bombas, para se explodirem mutuamente?

Assim, nós já falamos no aborto e na guerra, nos efeitos perniciosos da morte, vindos pelo livre desejo do homem. Mas há outros efeitos perniciosos dela que gostaria de mencionar. Como já disse, Deus nos deu 10 mandamentos, e se os seguíssemos de fato, haveria felicidade permanente e paz na terra para sempre. Mas os homens criaram suas próprias leis para reger seu destino, leis baseadas em conceitos humanos e falhos, e com elas chegamos a Brasília. Acaso é pela vontade de Deus que chegamos a tão pavorosa cadeia de corrupção? Tanta roubalheira? Em seu conceito meu caro,, será Deus de Amor e de Bondade, o responsável por isso também?

Não somente isso: veja o aumento assustador do tráfico de drogas e a disseminação da prostituição, o avanço destruidor do homossexualismo e da causa gay, veja a guerra constante da polícia com os bandidos e até da própria sociedade já indefesa contra a polícia que se alia ao bandido. Culpa de Deus? Sim do deus de araque que você cita, Lúcifer, o príncipe deste mundo podre, a quem a humanidade - livremente - decidiu eleger por seu deus e senhor. Para o servir e adorar!

Então, quando eu blasfemo contra o Deus do Amor e da Vida em plenitude, o Deus da Bíblia e da Palavra Eterna, quando eu atribuo a Ele os efeitos e as causas de tanto mal e de tanta maldade que atinge aos homens, não o faço como sinal da Sabedoria - que somente vem deste mesmo Deus Amor e Misericórdia - mas sim pelo poder e pelo domínio das trevas, a força dominadora e tenebrosa, a qual os homens livremente se entregaram, e furiosamente servem.

Então você dirá: porque Deus permite isso! Outra blasfêmia, quem sabe até maior ainda, pois já mostrei que todo o mal que acontece no mundo, o é por livre desejo e pela pérfida ação do homem livre. Deus não age contra isso, porque espera sempre, em Sua Infinita Misericórdia, que os homens se convertam e vivam, sim porque o homem foi criado para viver e não para morrer nem para matar. Seu desejo Eterno é a salvação do homem, não sua morte!

E em verdade, se Ele agisse, acaso adiantaria agir com brandura? Os homens maus aceitariam bons conselhos e afagos de mão carinhosa? Ou somente
entendem a linguagem do braço de ferro, da mão de aço? Ou das montanhas que tremem, da terra que geme e se fende, das ondas que submergem, dos furacões que devastam, das tempestades que assolam, da seca que queima, da guerra que mata? Que mais falta mencionar?


Aí você dirá que este Deus - que não age - é um deus panaca, é um "deusinho de araque, que sente dor de dentes, cócegas e orgasmo"? Ele não age, porque RESPEITA a liberdade que deu a sua criatura o homem, coisa que o espírito das trevas, que corrompeu esta mesmo criatura, o homem, não respeita, eis porque - por ele e em adoração a ele - os homens se deleitam no mal, se atiram com prazer à morte, fazem a guerra por esporte e lazer, e abortam suas crias e as sufocam no ventre materno, como delícia suprema de seus atos. E Deus deve ficar quieto em Seu cantinho, sem dizer nada?


Ó sim, Deus é bom quando não age contra a maldade do homem, mas á mau e nanico quando se obriga a intervir para que este mesmo homem não se mate? Bela definição e bela exigência para um alguém ser Deus! Ele é bom quando não pune a maldade humana, e é maldito, inoperante e cego quando deixa que este mesmo homem caminhe por uma infindável senda de desvarios e desatinos. Então o mal vem do bem, e o bem vem do mal? Não será um conceito caolho este?

Entretanto, o Criador e Pai, o Deus Único e Senhor do Universo, suporta tudo isso pacientemente, misericordiosamente, e até mesmo que lhe impinjam a pecha de crueldade, de maldade, de ódio e de raiva, quando verdadeiramente eles - os homens - o fazem isso sim - eles, SIM - por um espírito de crueldade, de maldade, de ódio e de raiva.


Perdão, meu caro, se me estendi tanto neste texto. Na verdade, foi como um sopro
e escrevi em cascata. Só agora como que acordei, respirei fundo e me dei conta do quanto já escrevi em defesa deste Deus de Amor e de Bondade - somente neste Deus eu acredito, e só a Ele sirvo com toda a força de minha alma e com a máxima expressão da minha vontade consciente - até porque sinto o quanto Ele - mesmo passados tantos mil anos - é ainda tão incompreendido e tão atacado. Só uma coisa eu não compreendo: é como Ele nos suporta! Isso está acima de minha mísera capacidade de entendimento!

Enfim, peço que você acompanhe o correr dos dias e sinta, e perceba, os sinais bíblicos, o quanto se avolumam e intensificam. A natureza inteira está entrando em transe e os homens nunca mais a corrigirão. Estes sinais são precursores da grande hecatombe mundial - fruto exclusivo da vontade má do homem, JAMAIS do desejo de Deus - que está tão próxima, que já podemos respirar dela o hálito de morte. São um aviso de Deus e um apelo à conversão! Entrementes, a Rússia intensifica agora a construção de outras bombas atômicas e aprimora seu poder de morte. China, o grande Gog bíblico, aperfeiçoa seu exército monumental, e dizem os tolos que faz isso para atacar Taiwam, pobre e pequenina Ilha, que não suporta nem um só tiro de Pequim. Como são tolos - ou coniventes e mal intencionados - os homens do poder....

Na verdade, este gigante Gog se prepara para executar a justiça sobre as nações, as que promovem a guerra, as que aprovam o aborto, as que realizam o casamento gay e todas aquelas que apostaram da fé no único e verdadeiro Deus. E Deus permitirá finalmente que o homem cumpra e execute os seus desejos, coisa que, até hoje Ele não permitiu. Mas como é está profetizado na Bíblia, isso virá! E Rússia e China juntas, unidas a todos os seus satélites, tem sim, hoje, poderio suficiente para atacarem ocidente apostata e mau, e o farão... a seu tempo! Não por desejo ou uma ordem do Deus da Paz, mas sim pela vontade do deus da guerra, aquele que, no inferno não sente cócegas, nem tem orgasmos. Sim, lá onde ele só tem estertores e dores, pois assim o quis! E os homens, também, assim o querem, e assim o desejam livremente, e odiosamente! Terão porque querem, porque assim livremente arquitetaram e assim desejam!

Meu caro, como você viu - se teve a bondade de ler até aqui - nem o tradutor da
Bíblia é estúpido, nem é medíocre o autor dela: são medíocres e são estúpidos, aqueles que sabem dela, a conhecem e não a vivem. Eu até nem criticaria aos que não a conhecem, mas com certeza são réus de culpa aqueles que sabem dela, mas desgraçadamente a desprezam. Ai dos que - depois de O conhecerem - o imaginam nosso Deus e Único Senhor do Universo, um Deus inativo e inoperante, maior ai ainda, para aqueles que O julgam mau e réu de culpa! O mundo é bom, porque Aquele que o criou com tudo que existe é Bom! O mundo é hoje feito mau, exclusivamente pelos homens, que não seguem a Lei do Amor, o Santo Evangelho do Deus da Vida.

Assim, meu caro, não é patético citar a verdade de um acontecimento futuro: patético é descrer dele! Patético é não ter a sabedoria para interpretar os sinais destes tempos maus em que estamos vivendo. Patético é não ter esperanças e eu a tenho. Felizmente! De qualquer forma, como já lhe pedi acima, continuo a pedir: acompanhe os fatos! Observe nosso Papa, nosso Pedro de hoje e veja o que lhe acontecer! Se algo de grave o fizer sumir de Roma - isso já poderia ter acontecido com João Paulo II - então observe o seguimento da explosão do caos, pois entraremos de todo na Grande Tribulação, já sobejamente anunciada. Na Bíblia Sagrada! Apenas nela, e em nenhum outro livro!

Tudo se cumprirá, do que está escrito na Bíblia, até a última letra. Há milênios que esta Palavra e estas revelações estão á disposição do homem, para que se converta. Pena que muitos preferem ignorar o que nela está predito, a estes resta o redemoinho dos ventos, a explosão da natureza agredida, os furacões, as tempestades, a seca, as bombas, as guerras, o sangue, o ódio, a morte, a destruição, a ruína, e ruína até eterna. Estas são
as obras do homem livre! Livre e sem Deus! O homem que segue o falso deus nanico - verdadeiro deus da morte, o falso deus que nos provoca até a dor de dente, o deus maldito e das cócegas mortíferas, o maléfico espírito dos falsos orgasmos.

Mas penso que você acredita num Deus não? Aí terá uma chance: Ele certamente virá em seu socorro! Se não vier em seu socorro, quem sabe você está ligado ao deus errado! Se não tiver nenhum, que pena! Ou procure um, enquanto é tempo, enquanto há tempo, enquanto Ele Se deixa encontrar! Lembre, porém: no caos não se encontra ninguém! Quando o homem livre provocar este caos, então será tarde! Você não encontrará nem sequer aos seus entes queridos, quanto mais ao Deus que não conhece, e por isso parece
odiar! Que este Criador e Pai, Amor em Plenitude e Bondade Eterna, tenha misericórdia de todos nós! Eu creio Nele! Que Ele te abençoe e te guarde, também do caos e da guerra que vem! Tenha certeza de que o homem a fará em breve! Grande abraço! Arnaldo

PS. Caso você não retorne - e é livre para fazê-lo, vou colocar este texto na internet, obviamente sem qualquer referencia ao seu nome, como sempre o temos feito. Esta resposta servirá para muitos ouros, nossa missão é salvar é alertar e avisar. Todos são livres para atender ou descrer... Foi isto! Na verdade, sinto imensa tristeza em escrever estas coisas, em constatar que ainda hoje, apesar de tantos avisos e sinais de Deus, ainda existam pessoas tão mal informadas sobre o Amor de Deus. Gente tão distante da verdade, ou quem sabe sejam pessoas ligadas em outros deuses, em outras religiões, que não passam de atalhos, de picadas, jamais caminho, jamais verdade e jamais Vida.

Por isso Deus nos pede tantas orações. Pra que no momento certo Ele possa agir com força sobre estes corações nublados, sobre estas mentes embrutecidas, porque se trata de filhinhos do mesmo Pai Amoroso, que quer salvar a todos sem exceção. Só o Rosário salva este mundo ateu! E quando acontecer esta guerra, depois que o Pai tiver manifestado Seu poder, somente irão sobrar os que vivem o Amor, e os que adoram a este maravilhoso Deus Único de todos os povos, e que O vivem de acordo com a Igreja Católica. Arnaldo.

Eis a resposta dele: Obrigado pelo retorno, e desculpe as palavras duras, a intenção não era agredir mas forçar a autocrítica. Todos os credos e pensamentos têm acesso ao teu site e por vezes as tuas críticas afetam da mesma forma outras linhas de pensamento de pessoas como você que buscam o melhor para a humanidade. Existem correntes de pensamento escritas não a 2.000 anos como a Bíblia mas sim a 4.000 anos ou mais como os escritos encontrados na América que contavam histórias (ou talvez estórias) de culturas de 40.000 anos muito mais que os 7.000 anos do povo de Israel. A maior parte deste material foi destruída pelos jesuítas por considerá-los heresias e portanto esteve sujeito ao julgamento humano e não ao divino. Mas vou ler teu texto com mais calma. No momento me surgiu um trabalho urgente pouco tempo me sobra mas te antecipo que não discordo nem um pouco de ti quanto ao nível de degradação ao que chegaram os seres humanos. Nós mesmos iremos nos destruir se não mudarmos o curso das coisas. Bendito sejas, Arnaldo fica em Paz com Deus!

Sim, os jesuítas destruíram aquele acervo, mas Deus não pode ser culpado por isso, nem a Igreja, porque forma homens que fizeram isto. De qualquer forma, para que serviria? Os povos maia e asteca sucumbiram, exatamente porque matavam seus filhos em rituais macabros. Em verdade, os escritos deles nada tinham a ensinar sobre o Amor de Deus e, portanto, nada acrescentam em termos de salvação eterna, e somente isso importa! Toda a história do homem sumirá no tempo, somente as almas eternas contarão para sempre.

www.recados.aarao.nom.br

Nenhum comentário: