Web Radio Sertao De Deus


28 de maio de 2009

As sete cabeças


Segue artigo escrito em 2005, mas muito atual. Coloco por sugestão de uma leitora, pois é a sequência anunciada dos artigos já no site "Plano 1" e "Plano 2". O artigo continua atual e segue a todo vapor.

Nesta madrugada, acordei de súbito como que assustado, e por muito tempo não consegui mais conciliar no sono. Não por outro motivo, mas porque, de repente, diante de mim começaram novamente a desenrolar partes do Plano Global, do qual já falamos, mostrando detalhes que antes eu nem imaginava. O primeiro deles é que eu de fato usara poucas explicações bíblicas para inserir nos dois primeiros textos, e na verdade, não adianta procurarmos explicações para o que está acontecendo no mundo atual, longe das Sagradas Escrituras. É ali que está a grande fonte de informações seguras. O que falta é discernir suas partes obscuras e as aplicar exatamente aos tempos e às situações. Em verdade, muitas vezes entendemos uma passagem, apenas quando ela aconteceu.

É muito comum ouvirmos citações de pessoas, dizendo que não é permitido aos leigos interpretar a Bíblia, que isso compete aos estudiosos, aos teólogos, ao clero e à Igreja. Eu concordaria plenamente com isso, se realmente tivéssemos quantidades de bons teólogos, estudiosos sérios e se o clero se aplicasse realmente a discernir estas passagens difíceis de entender e nos trouxesse as luzes sobre nosso tempo. E o clero saberia se rezasse! Na verdade, se apenas nos ativermos para as explicações pífias, que algumas Bíblias trazem no rodapé das suas edições, já veríamos que, ou não se deve acreditar no “explicador”, ou não se deve acreditar na Bíblia. De fato, para alguns destes teólogos mortos, o anticristo já foi Antíoco Epífanes, para outros foi Nero, de modo que o verdadeiro – que está hoje vivo e atuante – passou a ser lenda. Como o diabo, dizem não existir. Aliás, até mesmo o Apocalipse, para muitos “explicadores” já se passou, ou é algo figurado e também lenda.

Os textos mais obscuros das Escrituras, certamente são os dois Apocalipses, o de Daniel e o de São João. E nestes anos de busca, já li centenas de explicações para cada uma destas passagens, inclusive o que dizem os evangélicos – que lêem a Bíblia de forma fundamentalista, ao pé da letra – mas a maioria delas, acaba caindo em descrédito, porque cedo ou tarde se revela uma fraude, um engano, uma bobagem total. Quem sabe até aquilo que vou aqui revelar mais tarde seja contestável, mas Daniel nos diz que, do “esquadrinha-la”, é que virá o entendimento pela multiplicação do saber. Sim, pela oração, como força do Espírito Santo.

Então é preciso que todos nos empenhemos nesta busca, também os leigos, porque é muitas vezes deles, dos simples, que saem as melhores iluminações. Na verdade as maiores explicações para todas estas coisas, não têm saído da cabeça, nem mesmo dos simples, e sim de revelações celestes, em sonhos, em visões. Só então surge nítida uma explicação proverbial, que se encaixa perfeitamente naquela situação. Nós falamos, nos dois textos anteriores, em síntese, sobre o anticristo. E para mostrar como estas visões e sonhos podem ser reveladas aos simples, aos leigos, aos agricultores e às simples donas de casa, vou lembrar aqui a visão de um agricultor, de Minas Gerais tida anos atrás:

Contou-me esta história, um comerciante de Mato Grosso, que divulga nosso Livro Mateus. Este comerciante tinha o livro já no caixa do mercado, quando veio um colono, lá dos fundões da floresta e viu o livro. Então começaram a conversar sobre o fim dos tempos, e este simples homem contou sua história. Algum tempo antes, morando ainda em Minas Gerais, certa madrugada ele acordou de sobressalto: Abrindo os olhos, viu na parede de seu quarto passando um filme. Assustado com aquilo, ele abria e fechava os olhos, esfrega-os para ver se não era uma miragem, mas a “fita” continuava a passar.

E diante de seus olhos, começou a passar a visão do fim dos tempos, com riqueza de detalhes e clareza de personagens. Ele viu na tela o próprio anticristo, também o antipapa, com todas as suas tramas e patranhas. Achando que estava ficando louco, ele fugiu para a rua, mas por incrível que pareça o “filme” foi junto, e continuava a passar pelo lado de fora, na parede externa da casa. Este comerciante ficou estupefato com a qualidade do conhecimento e a segurança que ele tinha para explicar cada detalhe do que estava escrito no livro Mateus, tanto que o convidou para ficar mais tempo em sua casa, que lhe daria pousada e alimentação, mas o homem não aceitou.

Disse-lhe o homem, que tinha ainda na mente gravada a face de cada um daqueles personagens, e que se um dia algum deles aparecesse em sua frente ele o identificaria com segurança. Questionado do porque ele não tornava pública tão fabulosa revelação, disse-lhe o agricultor que fora justamente por causa delas, que ele fugira para longe e tal é que, passados já dois anos que eu soube disso, até agora junto com este comerciante, não mais conseguimos achar o dito senhor, que se acha embrenhado lá nos fundões de Mato Grosso. Porque trago esta história, se nada acrescenta de novo? Porque sem estas visões e revelações do céu – dos que têm coragem de as revelar – nenhum teólogo, nenhum estudioso pode dar a explicação correta para estas passagens finais.

Eu falava do profeta Daniel e do Apocalipse de São João! Pois nesta madrugada, algo de novo me surgiu claro na mente e que complementa ou amplia, ou quem sabe da uma nova visão para o “monstro”, a “fera”, e os animais que ambos os videntes relatam em seus livros. Daniel vê quatro animais (7, 1-12). Um leão com asas de águia, um urso, e uma pantera com asas como um dragão. São João viu uma fera, que tinha dez chifres e sete cabeças. Esta fera era semelhante a uma pantera, com pés de urso, e fauces de leão e este conjunto formava um dragão (13,1-8). Então, na visão de ambos aparecem os mesmos três animais: leão, urso e pantera. Ora, estes três animais – não por acaso é óbvio – têm hoje nos três países mais fortemente armados do mundo, com os maiores exércitos, exatamente os mesmo símbolos em seus exércitos: leão e águia se referem aos EUA. Urso é símbolo da Rússia! Pantera com asas de dragão é o símbolo da China comunista.

Na visão de Daniel, os três animais formam um quarto animal pavoroso, que triturava povos e reinos. Na visão de São João, a mesma coisa: o conjunto do leão, do urso e da pantera, formam um grande animal, com sete cabeças e 10 chifres, que terá grande poder sobre os homens. É nesse monstro que quero me fixar, para explicar o que me foi dado ver e sentir nesta madrugada. Nossa Mãe explica ao Padre Gobbi, que estas sete cabeças da fera, que têm nomes blasfematórios, são na verdade a personificação dos sete vícios capitais, que a besta luta para disseminar em toda a terra. Os dez chifres – o chifre é símbolo de poder, de força – ela indica como os 10 blocos econômicos que se formam através do processo da globalização conforme já explicamos.

Penso que a maioria dos leitores já ouviu estas explicações, mas acho interessante retornar ao assunto, porque pretendo mostrar como estas sete cabeças blasfemas se identificam, dentro daquele processo de condicionamento das pessoas de que falei nos dois textos anteriores e sua terrível condução para o mal, para o abismo. Todos sabem quais são os sete vícios capitais. Orgulho, luxúria, ira, avareza, inveja, gula, preguiça. Ou seja, as pessoas estão sendo condicionadas a aceitar e a viver intensamente os sete vícios capitais, tudo correndo de uma forma inexorável para a ruína de suas almas. Mas será que os devemos considerar em separado, ou todos agindo em cada cabeça?

Como eu vi hoje? Eram como sete cabeças de ponte, todas elas já dominadas pela fera e seus sequazes. Que é uma cabeça de ponte? Digamos que entre dois exércitos que se atacam há um largo rio e sobre eles uma ponte. Ora cada lado controlando a entrada da ponte, de seu lado, ninguém passa por ela. Para que se possa transpor o rio é preciso que um dos dois lados controle ambas as cabeças da ponte, só então o fluxo correrá do lado do vencedor para o do derrotado. E é assim que os nossos inimigos estão agindo. Eles controlam já os dois lados da ponte. E estas sete cabeças de ponte fazem correr sete rios e mesmo dilúvios de lama em nossa direção, e correm apenas numa mão de vinda, caindo sobre nós, de modo que esta podridão nos ameaça submergir. Como?

Ora, cada uma destas sete cabeças, com sete vícios, é representada por um conjunto global de atividades, voltadas a destruir ao homem, tanto na parte física, quando moralmente e se processa assim, como primeiro eu vou resumir, para depois explicar. As três primeiras cabeças são destinadas a destruir o homem fisicamente, para depois quebranta-lo no espírito: 1 - Drogas e Bebidas > 2 - Sexo e pornografia > 3 - Guerras e subprodutos! As quatro seguintes são destinadas a destruir a moral, a educação e a fé, fazendo com que o homem não somente aceite o pecado como normal, mas como um bem: 4 – Controle dos currículos escolares > 5 – Controle das leis e decretos > 6 – Controle das pesquisas e das estatísticas > 7 – Controle da mídia formadora de opinião.

São estas sete cabeças que derramam o fluxo de podridão destinado a destruir ao homem, tudo muito bem articulado, astucioso e maligno. Ora, dentro de cada uma delas se disseminam os sete vícios capitais, tal como os demônios também são arregimentados em sete legiões e nelas trabalham. Vamos explicar a ação de cada uma das cabeças!

1ª Cabeça – Drogas e bebidas: Este comércio nefando e incontrolável, feito a nível mundial, que aumenta a cada dia, sendo as drogas proibidas por hora, mas as bebidas de comércio livre, também com o consumo desenfreado outros agentes químicos, que incluem anabolizantes, e medicamentos, se processa uma das mais terríveis demolições do corpo humano, que vai se tornando decrépito e cada vez mais propenso a doenças. Incluamos nisto os químicos usados nos alimentos e os venenos aplicados na produção agrícola. Quem é capaz de imaginar o rio de dinheiro que corre por trás do comércio de todos os tipos de drogas existentes, também bebidas? Alguém duvida que isso nunca acabará, não somente enquanto houver tanto dinheiro em jogo, mas enquanto o objetivo da fera não for alcançado, de bestializar, especialmente a juventude?

2ª Cabeça – Sexo e pornografia: Sobre os corpos já drogados e decrépitos, surge um novo assalto demolidor, pela indústria do sexo, do turismo sexual e da pornografia. Sexo exacerbado e enlevado como a suprema meta do homem, que parece movido a orgasmos. Aqui entram os filmes, vídeos, revistas, cartazes e fotos, e entram também os produtos químicos usados para o mudar à aparência física, os cosméticos e perfumes, os implantes e apliques no corpo – culto idolátrico e narcisista de si mesmo – e tudo aquilo que leva o homem à última e suprema das depravações: o homossexualismo, que está sendo pregado por eles como a meta suprema do homem! Sim, a pedofilia e coisas mais. Quem é capaz de fazer idéia do volume financeiro que este setor já movimenta em toda a terra? Acaso isso acabará pela vontade do homem? Nunca! E assim, o ser humano está sendo completamente destroçado em sua moral,

3ª Cabeça – Guerras e armas: Para completar o processo destruidor da raça humana, esta terceira cabeça é como um golpe de misericórdia, porque visa diretamente matar fisicamente ao ser humano e é prova do ódio de satanás. E para isso usa dois caminhos: Primeiro mata pelas armas, exportando para países em guerra, e segundo, destrói financeiramente a estes países que se tornam assim escravos de dívidas impagáveis. Alie-se a isso todo o dinheiro que é gasto na exploração do espaço sideral, em satélites e foguetes, dinheiro que é sugado das nações pobres a custa de juros escorchantes. Estas três primeiras cabeças, então, visam a demolição física do ser humano. Matar! E alguém faz idéia do volume de dinheiro que gira, em todos os países do mundo, na manutenção de sua máquina de guerra, na industria do armamento e da colocação de satélites em órbita, da exploração espacial, e a todo o aparato bélico que o homem já tem à sua disposição? Quantos trilhões de dólares já foram gastos? Vamos às outras quatro:

4ª Cabeça – Controle dos currículos escolares: Significa determinar o que os filhos dos homens devem ou não devem aprender, montando para isso currículos nefastos, que não levam à formação integral do ser humano, e sim a faze-lo tender para o mal. Usam para isso de “pesquisadores” e “psicólogos” modernistas, que são diplomados nas escolas graduadas da besta, são bem financiados por ela. Eis que seu intuito real e a despersonalização do homem, a degradação e a escravização da mulher, especialmente a demolição da infância e da juventude e a leva-la a um estado de torpor – como já está hoje – sem visão de futuro, conduzindo-a a becos sem saída, para que depois o anticristo apresente a ela a sua “solução”, seu plano. Nisso sem incluem, sem dúvida, os currículos dos seminários, e se incluem aqui os formadores destas casas. Ali, eles estudam todos os hereges da terra: Kant, Hegel, Nietzhe, Boff, e outros budas insanos, enquanto cospem em santos como São Tomas de Aquino e nas Sagradas Escrituras.

Perdão aos professores como eu fui. Quando eu vejo os pais, neste começo de ano, tendo que gastar de R$ 250,00 até R$ 500,00 reais em material escolar, para colocar seu filho na escola, e quando vejo os pequeninos carregados, feito pobres mulinhas, indo na direção da escola fico pasmo. E faço o contraponto com a velha e “ultrapassada” Índia das castas, aonde os alunos vão para escola apenas com um simples caderno, doado pelo governo, e lápis qualquer para escrever nele. Mas, interessante, é que há imensas levas de professores indianos a lecionar em todas as universidades do mundo, onde são crânios, porque lá eles estudam apenas o real e necessário, enquanto aqui nossas mulinhas só fazem aumentar as orelhas, porque aprendem o irreal, o fantástico, o suposto, o subjetivo, o abstrato, o fútil e a cultura fútil e inútil, aquilo que não serve para nada. O objetivo é claro: aumentar as orelhas, para melhor depois lhes firmar cabrestos!

5ª Cabeça – Controle das leis e decretos: O objetivo é criar leis tendenciosas, e mais que isso, um tão tremendo emaranhado de leis, medidas, decretos, decretos-lei, pereceres jurídicos, jurisprudências, normas técnicas, medidas provisórias, prejulgados e mil e um outros cabalismos jurídicos, de modo a enredar o homem numa tal trama, da qual ele não mais poderá se desvencilhar sozinho. Isso facilitará a besta em seu projeto de lei única: a lei de satanás! Ou seja: A lei universal do ódio, sonho maior de Lúcifer! E de tal forma estará o homem enrolado, que irá aceitar tudo passivamente, como a verdadeira solução. Ele aceitará a ditadura do filho das trevas, porque não mais verá outra saída. Estamos ou não chegando a isto? A próxima lei de interesse deles – depois da desarmamento que está em curso – é a do antiaçambarcamento, que proibirá as pessoas de manter em casa estoques de comida e água. Porque? Porque eles querem ver os homens comendo em suas mãos – porque controlam toda a produção e a estocagem de alimentos – assim como o gado recebe sua ração balanceada. Com isso poderão manter os homens dóceis ao se comando, pois quem não obedecer morrerá de fome, ele e seus filhos!

6ª Cabeça – Controle das pesquisas e estatísticas: Cedo o demônio percebeu nossas tendências, eis que ele se planta no limiar entre o consciente e o inconsciente do homem, e mesmo não conseguindo penetrar em nossos pensamentos, conhece nossas tendências. Então, nada melhor do que criar estatísticas furadas, “pesquisas científicas” – fraudes grosseiras – com o claro objetivo de manipular as massas humanas, que seguem como cordeiros atrás deste canto maléfico. Milhares destas pesquisas nunca foram feitas. Na verdade, grande parte das estatísticas não tem fundamento – a prova está na pesquisa do desarmamento – e serve apenas aos propósitos nefastos dos conspiradores. Eles não precisam sair a campo para coletar dados. Basta usar as planilhas já existentes em seus institutos e eles podem facilmente produzir, inventar uma “pesquisa”, levando com isso aos governos e instituições, a tomarem medidas baseadas naquelas velhacarias sem fundamento real. Quando o homem for perceber, quando algo de verdadeiro sai – se sair, e quando sair – será tarde. Quem pune?

Ora, tudo isso tem o sentido de fazer o homem acreditar na mentira. Dizem, por exemplo, que existem 18 milhões de homossexuais no Brasil, o que é mentira deslavada. Onde estão estas pessoas? Milhares de cidades do país não têm sequer um deles? Isso o fazem, para dizer que têm força, que precisam ser ouvidos. Mas qual o homem que sai a campo, com uma pesquisa séria, para desmentir isso? Ninguém, porque todos os que têm dinheiro para gastar com tais coisas, obedecem aos conspiradores. Mas é assim que eles manipulam a opinião pública, e tal é que sem nos darmos conta, vamos sendo levados ao matadouro, induzidos por matemáticas absurdas e números furados.

7ª Cabeça – Controle da mídia, formadora de opinião: Ora aqui está a cabeça chave, e a fonte maior de poder de manipulação do inferno. Sabendo das tendências do homem, e usando ardilosamente da senilidade do ser humano, eles podem molda-lo ao seu bel prazer. A primeira coisa – quando querem moldar o homem a um certo comportamento – é bombardeá-lo com informações que o levem a deturpar a verdade. Para isso é preciso saber que todas as grandes agências noticiosas do mundo pertencem às mesmas pessoas que nada têm a ver com Deus. Ou seja: nada vai ao público, sem antes passar pelo crivo do diabo, para saber se aquilo vai ou não atingir o objetivo dele. Entram nesta maldita cabeça, as novelas – e os big-brother e big-gays – que são sem dúvida a baba venenosa da serpente. Penso que o leitor não precisa de maiores explicações, basta imaginar o quão longe eles já chegaram no sentido de bitolar as pessoas. Também já sabe qual o objetivo deles: adoração de Lúcifer.

Sem dúvida, esta é a maior fonte do seu poder oculto. Quem controla a mídia controla o homem. Quem produz a informação, forma a besta humana que ele quiser. Tudo vai devagar, dia após dia para não chocar. Quando hoje a opinião pública se revolta com uma situação, já não é mais sinal de que o homem acordou e sim que está muito próximo o dia em que ele acabará concordando com aquela situação pecaminosa. Com a aprovação da lei do uso das células-tronco em pesquisa foi assim: eles distorceram propositadamente a realidade, usando de pobre e indefesos aleijados. E os deputados, coniventes na maioria com a besta, aprovaram sem pestanejar. E os jornalistas vendidos ou sob pressão, sem mais qualquer noção de moral ou conciência, em nome do salário vendem a alma. Falam em ética, quando éticamente age até o diabo. Quando quer enganar! O que ele não tem é moral. O mundo está cheio de jornalistas vendidos e cooptados, que pregam a mentira com a maior desfaçatez e escondem a verdade dos fatos, com o maior descaramento. Sob as bênçãos de satanás!

Assim, tal como Nossa Senhora explicou, eles conseguem disseminar os vícios, através do fluxo contínuo destes sete rios de lama, destas sete cabeças diabólicas, fazendo isso em contraponto às virtudes defendidas pela nossa religião, conforme os mandamentos da Lei de Deus. Com isso eles conseguem fazer do pecado um bem, fazer com que os homens amem o mal ao invés de detestá-lo, preparando desta forma os povos, para a grande derrocada da civilização humana, sob o chicote de satã! Porque lá adiante, se encontra o dragão, com as fauces escancaradas e prontas e devorar “mais carne”, ou seja, a ceifar se possível, a todos os seres humanos, e a fazer-nos desaparecer da face da terra.

Em Daniel se observa que os três primeiros animais: leão, urso e pantera, criam e alimentam o dragão! Este dragão torna-se arrogante e insolente, e passa a desferir toda sorte de blasfêmias contra o Altíssimo, e torna-se forte como nunca houve outro igual. E também ele, como São João, observa que o monstro tem, além das sete cabeças, dez chifres, que são os poderes que sustentam o monstro. Eles são determinados pelos 10 blocos econômicos que estão se formando, todos eles em curso, entre os quais podemos já ver o Mercado Comum Europeu, também o Nafta, na América do Norte, e o Mercossul que se delineia entre nós. Há outros ainda como os Tigre asiáticos, a China e seu poderio, a Austrália, também um bloco africano do norte, outro do sul, e, á claro, os donos do petróleo, os países árabes. Alguém duvida que – humanamente falando – tudo isso a obedecer a um comando único, poderá ser destruído por força humana?

Na verdade, embora isso seja um mal tremendo, forças tenebrosas agem com toda a fúria na sua implementação. Trata-se de destruir – no homem bestializado – todo o sentido de nacionalidade, de pátria, de país, de povo, introduzindo também um sistema único e tirânico de impostos, com moeda única, tudo sendo comandado por 10 grandes governos regionais – os chifres – totalmente obedientes ao governo central. Satanás sabe que seria impossível controlar os homens, com este dilúvio de países, de nacionalidades, de povos, de raças, de línguas, de tendências, esta verdadeira miscelânea, que vive em contínuas guerras e intrigas. Dizem eles que quebrar este esquema natural, é a única forma de trazer a paz ao mundo. Sim, pax romana, firmada na truculência dos exércitos e no poder das armas. Ou seja: ditadura extrema, cruel e feroz! Escravidão completa!

Para quebrar este sentimento de nacionalidade, sem dúvida é preciso de uma brutal dose de força. O que agora vai sendo imposto devagar, pelas “reuniões internacionais” de nossos Ministros das relações exteriores, amanhã o será imposto à força, pelo poder do exército único, este outro dos objetivos de satã: criar uma força internacional, única, que substitua todos os exércitos dos países e que esteja sempre pronta e furiosa para sufocar qualquer levante, de qualquer povo, em qualquer lugar da terra.

Quando hoje eles deslocam grandes contingentes de homens e armas para terras distantes, na verdade cumprem etapas do plano: Estudam tempos e movimentos bélicos, também custos operacionais, não importa quantos morram, já que a vida humana é simples detalhe! Tudo isso é testado nas guerras regionais, como já vimos. Além disso, acabam com estoques velhos de armas, bombas e explosivos. Esta força internacional, este exército único será totalmente obediente ao supremo governante da terra, o anticristo, o inimigo número um de Deus, jamais visto outro igual aqui na terra. Hoje se testa a ONU com esta finalidade, amanhã ela cairá, para dar lugar ao novo monstro, ao braço opressor do grande tirano mundial, Lúcifer como senhor da terra.

Falamos em sete cabeças, e São João nos diz que uma delas foi ferida de morte, mas que se recuperou. Por muito tempo tive dificuldade em entender isso, mas pelas mensagens de Nossa Senhora, sabemos que as torres do WTC foram as primeiras a ruir, porque elas eram a cabeça do comando financeiro de todas as outras. Ora, elas estão sendo reconstruídas, e em verdade, o mundo financeiro já se recuperou do golpe. Vejam, esta não é nenhuma das sete cabeças indicadas acima, mas representa todo o domínio financeiro mundial, que domina e impera dentro de todas aquelas cabeças, toda a odiosa cadeia do dinheiro, que está totalmente segura nas mãos dos dominadores. Ou seja: o dinheiro é a síntese, a cabeça que engloba, em linhas gerais, a todas as outras, e está por traz de tudo o que acontece no mundo hoje em dia. Ou não! Acaso Lúcifer não revelou que faria o anticristo riquíssimo?

Ora, a manipulação dos sete rios de esterco – apontados acima – que visam levar a corrupção e à degradação moral do homem, tem o objetivo de preparar o mundo para o advento desta criatura monstro, deste ser aberrante e poderoso, que virá para triturar os governos da terra, acabar com os reis e presidentes, e instituir aqui a tirânica ditadura de satã. Tanto Daniel, quanto São João dizem que os homens “pasmados de admiração, seguiram a Fera e prostraram-se diante do Dragão, porque dera seu prestígio à Fera, dizendo: quem é semelhante à Fera e quem poderá lutar com ela?” (Ap 13, 3-4). Esta fera, segundo os dois mesmos videntes, terá 42 meses de tempo, para “fazer guerra aos santos, e os vencer”. Ou seja: terá 42 meses de ação, para trazer o terror à terra, e fazer tremer até o Universo! Sim, Deus lhes dará este poder! Por um curtíssimo tempo!

E agora pergunto: na conjuntura atual, o leitor acredita realmente que poderemos suportar a perseguição de todos estes gigantes, com todas as suas cabeças e chifres, durante 42 meses, sem sucumbir? Sem que eles matem a todos os fiéis? Quem de nós terá estrutura, ou conseguirá se manter longe deles por tanto tempo sem cair nas suas garras? Nosso modo de ver é que este tempo já está correndo, porque como vimos, todas as rédeas já estão nas mãos deles. E embora o anticristo não nos tenha sido ainda mostrado, isso não quer dizer, em absoluto, que ele já não esteja comandando as ações por trás dos bastidores mundiais. E ninguém pode sequer afirmar que ele não estivesse também reunido aos outros abutres, debaixo da cúpula de São Pedro.

Uma coisa a mais: João Paulo II faleceu exatamente no mês que marca os três anos e meio, contando a partir de 11 de setembro de 2001. E impressiona saber que com isso foi “afastado aquele que detém” a rebelião, de modo que agora ela se poderá propagar livremente, pois nenhum outro será igual a João Paulo II.

Quem será este homem, o anticristo? Quem leu os textos do inferno, que colocamos em profecias, deve ter entendido quando Lúcifer comentava sobre o envio de seu predileto a terra. Na verdade, ele não tem este poder, de criar, de gerar, mas conseguiu de Deus a autorização e o processo aconteceu. Disse ele, que este homem nasceria de uma sucessão de doze gerações seguidas de prostitutas, sendo filho de um pai bêbado; dizem outras profecias, de um bispo. Ou seja: ele foi programado totalmente para o mal. O demônio não somente tinha posse desta criatura quando nasceu, quanto já vinha tendo posse das almas de todas aquelas doze gerações de prostitutas anteriores, de modo a obter uma criatura realmente horrenda, diabólica e maligna, sob medida para seu plano de fazer-se adorar através dele. É o mal gerando o mal, como um moto perpétuo de horror!

Na verdade, são pouquíssimas pessoas, em toda a terra, que hoje sabem que este homem existe, que o conhecem pessoalmente, e sabem de seus reais interesses. São os chamados gran-sacerdotes de Lúcifer, os homens que realmente estão por trás do projeto e comandam todas as ações, inclusive as seitas secretas. Eu hoje acredito piamente que a maioria dos membros destas sociedades, não sabe realmente que é conduzido também, que é direcionado também, e para o abismo, da mesma forma como nós cristãos. Só raríssimas pessoas, dentro destas instituições sabem da realidade, que é revelada aos poucos, grau a grau, mas nem a todos. Assim, alguns menos graduados se perdem eternamente, não porque tinham ligações com satanismo e coisas assim, que eles nem imaginam, mas sim por causa da ganância. De fato, eles nem sabem que o anticristo existe, e acreditam nele tanto quanto a maioria dos católicos. Quando ele aparecer, será surpresa até para eles, prova de que não são tão inteligentes como imaginam ser.

Mas veja: mesmo que esta criatura surgisse, e mesmo que ela tivesse todo este poder de governar a terra, ainda assim, se ele mostrasse seus planos abertamente seria de todo impossível implementa-lo! Para conseguir isso, foi preciso primeiro converter para ele, o coração da maioria dos governantes da terra, que foram sendo eleitos um a um, escolhidos a dedo – nem todos têm todos – exclusivamente entre os maus, de direita ou esquerda, não importa – entenderam agora isso? – para que lhes fossem fiéis. E não só os governantes maus, como também governados maus, tendentes a aceitar a maldade e o pecado extremo, tendentes a aprovar as leis que acabam com vida, coisa que eles estão fazendo, usando daquelas sete cabeças diabólicas, como acima explicitamos.

Isso quer dizer que, para surgir um anticristo, com tão horripilante crueldade, foi preciso que não só doze gerações de prostitutas o trouxessem à vida, mas que no mínimo doze gerações de homens prostituídos nascessem de modo a serem capazes de aceita-lo sem medo. Porque, caso contrário – se os homens de hoje fossem bons – eles o trancafiariam a ferros, ou o fuzilariam como um animal demoníaco! Ou seja: se este homem hoje já está vivo e atuando, se ele está cada dia mais próximo de ser apresentado a humanidade como “salvador” é porque os homens já se tornaram maus o suficiente, em sua imensa maioria, e estão aptos a acolhe-lo de braços abertos. E como diz o Apocalipse, ele receberá “autoridade e poder, de toda tribo, povo, língua e nação, e hão de adora-lo todos os habitantes da terra, cujos nomes não estão inscritos, desde a origem do mundo, no livro da vida e do Cordeiro”.

Tudo isso dizemos, para que o leitor perceba que se trata de um processo inexorável, que não podemos mais barrar. Sim haveria uma possibilidade se todos rezassem, mas como isso tudo está na Bíblia é certo que virá. Vejo que muitos pregadores se fiam na possibilidade de uma solução humana, e criticam aos que pensam ao contrário, dizendo que não devemos assustar o povo. Como já disse, até hoje nenhum de nossos leitores entrou em pânico, caso seja uma pessoa de oração e fé. Somente os que não rezam, não se confessam mais, e por isso estão cheios de pecados entram em pânico.

Por isso, nunca devemos desistir de rezar, especialmente o Rosário em família. Porque não se trata de nos preservamos sozinhos, pois todos queremos salvar também nossas famílias. Deus protegerá os que rezam unidos! Estas famílias serão conduzidas para locais seguros, onde passarão incólumes pelo tempo da perseguição do anticristo. Em especial as crianças inocentes: muitas serão arrebatadas pelos anjos, porque não iriam suportar a tremenda hecatombe que se abaterá sobre os maus. Não pensem que com a morte deste papa, teremos ainda tanto tempo assim. Na verdade o grande final já está marcado desde sempre, como disse Daniel, para um dia e uma data.

Deixemos este título em aberto, porque sempre surgem novas revelações. E a media que forem sendo necessários, traremos um Plano IV, V, se preciso for. Que o Bom Deus nos ampare, e nos dê forças para defendermos nossas “pontes”, evitando que atrás das enxurradas de podridão venham sobre nós também os castigos previstos nas Sagradas Escrituras. Mesmo que estes castigos se destinem aos maus, é certo que os bons também passarão pela Grande Tribulação que chega a passos rápidos.

A oração continua sendo nossa única arma defesa, nossa e de nossas famílias!

Arnaldo!

www.recados.aarao.nom.br

Nenhum comentário: