Web Radio Sertao De Deus


9 de abril de 2009

Microchips ajudam a localizar vítimas de sequestros





Uma empresa norte-americana começou em 2002 a desenvolver microchips que podem encontrar vítimas de sequestros. Os chips são implantados sob a pele e podem ser localizados via satélite por GPS, sigla de Sistema de Posicionamento Global.

Os chamados VeriChips foram inicialmente desenvolvidos pela Applied Digital Solutions com outro propósito: o de ajudarem pessoas com problemas de saúde. O microchip implantado conteria o histórico médico e outros dados sobre a saúde da pessoa, e as informações poderiam ser passadas para um computador por meio de um scanner em hospitais e consultórios médicos.

Mas a empresa acabou cedendo à forte demanda no mercado por mecanismos eletrônicos de localização de pessoas, principalmente na América Latina.



Pessoas com chips podem ser localizadas via satélite


Uma empresa americana está estudando a possibilidade de produzir microchips que poderiam ser usados para encontrar vítimas de seqüestros.

Os chips seriam implantados sob a pele e poderiam ser localizados via satélite através do GPS, o Sistema de Posicionamento Global.

Os chips, chamados de VeriChips, foram inicialmente desenvolvidos pela empresa, a Applied Digital Solutions, com outro propósito: o de ajudarem pessoas com graves problemas de saúde.

O microchip implantado conteria o histórico médico e outros dados sobre a saúde da pessoa. As informações poderiam ser passadas para um computador por meio de um scanner em hospitais e consultórios médicos.

América Latina

Mas a empresa acabou cedendo à forte demanda no mercado por mecanismos eletrônicos de localização de pessoas.

Segundo um porta-voz da Applied Digital Solutions, "parece haver uma grande necessidade desse tipo de produto para tentar conter a onda de seqüestros na América Latina". "Estamos bastante interessados em atender a esse tipo de demanda e ajudar a salvar vidas", disse ele.

O implantação dos VeriChips ainda depende de autorização do departamento do governo americano que regulamenta a venda de alimentos e medicamentos, a Food and Drugs Administration (FDA).

A mesma tecnologia tem sido usada em implantes sob a pele de animais de estimação.

Nenhum comentário: