Web Radio Sertao De Deus


26 de abril de 2009

Artigo 5: ELE VEM (meteoro)




ATENÇÃO

“Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as cabeças, porque se aproxima a vossa libertação” (Lucas 21, 28).




ALEGRAI-VOS!


PORQUE...



Passadas as tribulações daqueles dias... (Mateus 24, 29)



TUDO SERÁ DIFERENTE... SIM!



“Depois, tudo será muito lindo, pois apenas os Filhos de Deus habitarão a terra! Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Amém! Maria Mãe do Universo”

(Mensagem ao Cláudio no dia 28 de janeiro de 2004)



Que temer então, se de todos os mil dilúvios que se abaterão sobre a terra, Deus irá retirar uma magnífica obra

de salvação das almas?



Que temer então, se a cada novo cataclismo,

nós poderemos ir sentindo o indescritível

e assombroso Poder de Deus

nos arrebatando?



Então, abra os seus olhos, o seu coração e a sua alma!

Embarque conosco nesta última aventura!

Depois dela começará a verdadeira...



VIDA EM DEUS!



E finalmente haverá a paz!



ENTÃO, ALEGREMO-NOS!




PRÓLOGO!



Há 65 milhões de anos atrás – contam os cientistas – um enorme asteróide se chocou contra a nossa terra, provocando a destruição de muitas espécies animais, inclusive os dinossauros. Naquela época, embora a vida humana – e inteligente – ainda parecesse não existir – pelo menos na forma evoluída atual – a terra era um imenso depósito de gigantes terríveis, dotados de uma ferocidade sem limites. Poderíamos dizer, então, que a terra era maldita, pelo sangue derramado, e esta maldição como que atraiu o grande astro vingador, porque maldição atrai maldição.



Com certeza, a extinção daqueles monstros horrendos foi necessária, quem sabe até para que a vida humana e então frágil pudesse crescer mais facilmente, pois não se conceberia termos ainda hoje que conviver com tais monstros. Claro – não resta dúvida – que a cobiça e a ferocidade do homem atual já teriam dado um jeito de extinguir os dinossauros. Sim, o homem de hoje derrama muito mais sangue diariamente do que todos os animais selvagens juntos. Além disso, as feras bestiais agem por instinto, mas os homens “inteligentes” são maus por prazer!



Poderíamos, então, traçar um paralelo entre aquelas feras antigas e estúpidas e o homem – a fera de hoje – inteligente, mas sanguinário: se naquela época a terra era maldita por causa da insensibilidade de tais horripilantes criaturas, podemos dizer que mais uma vez a terra se tornou amaldiçoada, mas desta vez por causa do homem, a grande fera, um ser quase diabólico, um animal destruidor, o mais terrível que já existiu na face da terra.



Sim, alguns homens chegaram a este ponto. O pecado do homem é a causa de todos os males que acontecem na terra. Ora, os profetas nos têm anunciado que já ultrapassamos a maldade dos anjos caídos. Quando um homem mata uma dúzia de garotos menores, apenas para manter relações sexuais com eles, depois de mortos – e faz isso por prazer e não se arrepende – então é porque já se abriu o abismo do além, o báratro nefando, e dele brotaram já legiões de espíritos diabólicos, antes nunca vistos sobre a face da terra. E eles estão por aí, tomando corpos e mentes de homens doentios – de tão furiosamente malignos – numa faina maléfica que causa asco, nojo e repugnância até a nós – que somos todos maus – quanto mais aos céus.

Eis então que a terra novamente está se preparando – inteira, em todos os países e continentes – para uma nova visita, de um outro astro destruidor. E ELE VEM repleto de fúria, por causa do cheiro de sangue! Com uma diferença monumental, entretanto: se antes um tal castigo foi, dir-se-ia, “imerecido”, por causa da irracionalidade das bestas então dominantes, hoje ele é mais do que merecido, porque aos homens foi dado saber o que é certo e o que é errado, e foi dado conhecer a maravilhosa lei do Amor, fonte de bem, de paz, de segurança e de ordem. Mas, ao rejeitar os apelos do Amor de seu Deus e Pai, mais e mais a humanidade lança ao infinito um desafio supremo ao Criador e, aliando-se ao anjo negro, mal percebe a sua loucura. É preciso e urgente pôr um freio na maldade humana. É por isso que ele vem...

ELE – O ASTRO – VEM...



ELE VEM como força do desejo humano, como um anseio da liberdade exacerbada desta fera singular que, fugindo do Amor, negando a Deus, alia-se ao inferno no último combate e para sempre. É, pois, o homem quem assim quer! Sua maldade o atrai!

ELE VEM, não como castigo para o homem e seus dilúvios diários de pecados, mas como prova do amor de Deus, que quer salvar pelo menos alguns seres humanos, enquanto é tempo.

ELE VEM, primeiramente, para purificar a terra e dela extirpar todos os dinossauros humanos do ódio, os monstros do rancor, as feras da corrupção, os lobos da maldade, as raposas da hipocrisia e da astúcia e as serpentes da mentira, que aqui se encastelaram, eles todos e todo o império do ódio e do mal que aqui implantaram. Deles não restará nem a memória!

ELE VEM para purificar a Igreja de Jesus, a Igreja Católica Apostólica Romana, que também terá de passar pelo cadinho da ira do Senhor, para dela extirpar todos os cânceres que ali se esconderam, inclusive maçons, comunistas e mafiosos, além dos modernistas, dos falsos ecumenistas e dos desobedientes.

ELE VEM para destruir a besta negra e todos os seus adeptos.

ELE VEM para dar fim a todas as heresias, acabar com todas as outras religiões, também com todas as seitas e para extirpar da terra todos os criadores de teologias, os fundadores de igrejas, os falsos pastores que exploram a fé como fonte de lucro, os humanistas, os fundamentalistas e todos os que falam em Jesus Cristo , mas não vivem o Evangelho do Amor. Gente que “honra a Deus com os lábios não com o coração!”

ELE VEM para arrasar, pulverizar e fazer evaporar todas as obras físicas, de satanás e de seus sequazes, aqui construídas. Delas, das torres orgulhosas, de toda a terra, sem exceção, não restará nem o pó, quanto mais as ruínas! O mar as devorará!

ELE VEM para purificar o planeta terra, de todos os germens, bactérias e doenças nocivas que aqui estão postas, por causa do pecado humano, assim como todos os venenos. Todos eles serão erradicados e varridos da face da terra para sempre, prova, mais uma vez, do imenso amor de Deus!

ELE VEM, porque a Bíblia não mente e ela fala que cairão as estrelas do céu e que os astros um dia machucarão a terra em toda a sua extensão. E será em dois atos, pois serão dois os pedaços de um mesmo astro que virá, cada um ao seu tempo.

ELE VEM, porque é vontade de Deus fazer uma Nova Terra, que surgirá dos escombros, dos cacos, dos pedaços e do pó, desta civilização do ódio e distante de Deus, que os dinossauros humanos criaram. E não existe outra forma de fazer tudo novo, senão destruindo antes o que é velho, o que é podre e carcomido, especialmente se erguido foi pelos inimigos de Deus. Então todos estaremos no Novo Reino, vivendo sob a sombra protetora do Altíssimo, na Sua Santa presença, e para sempre! Que bom!



E porque então “haverá um só rebanho e um só pastor”, Ele, Jesus, também vem! Sim, mas já o zumbido do astro, que vem antes de Jesus, está a cada dia mais audível. Os profetas troam, os anjos já anunciam a sua chegada pelo som das trombetas do Apocalipse. Os não-surdos, os que são filhos da Luz, ouvem-nas distintamente! E você? Sim, os sinais do astro que vem estão a cada dia mais visíveis. Você os vê? Na terra, os primeiros pedaços do monstro já batem, prova recente nas quedas de asteróides no Irã (01/01/04) e na Espanha (04/01/04 e 05/02/04)! Só os não-cegos, os filhos de Deus, sabem que eles são prenúncio dos dois pedaços maiores que vêm pelos céus, a altíssimas velocidades. Eles já assomam nas alturas, e se dirigem direto para a terra.



Entretanto vamos mostrar aqui, neste livro, que a queda deste monstro não é, de forma alguma, um castigo de Deus, antes é uma prova da misericórdia divina. Nenhum castigo vem de Deus, é somente a maldade humana que atrai o astro. Deus, porém, demonstrando o seu Poder ilimitado, haverá de retirar deste assombroso desastre – que acontecerá em dois atos – uma prodigiosa obra de salvação das almas. É só isso que importa!

Mas para tanto é preciso – e isso para sempre – que sejam antes daqui extirpados os monstros verdadeiros, estes que amam o pecado e nele se deliciam – os filhos de satanás – para que amanhã o Novo Céu e a Nova Terra possam acontecer na paz eterna e na ternura maravilhosa de nosso Deus de Amor.



E, nesta manhã, quando comecei a escrever este novo livro, a pedido de Nossa Senhora, assim que acordei – lindo dia azul – olhei para os céus infinitos e pensei: De onde ELE VEM (o astro)? Então olhei rapidamente para o sol! É dali que ele está vindo... E os homens da ciência não o acharão, nem na última fração de segundo! Nenhum deles irá desconfiar! E todos serão pegos de surpresa! Eu também! E você, leitor, também! No tempo do dilúvio foi assim, também! Não, nós não iremos aqui revelar o dia em que ELE VEM , porque este dia somente o Pai sabe! Mas iremos mostrar, sim, os sinais que o antecedem! E mostraremos o estrago que ele fará na terra. Entretanto, sem medo!



O medo é somente para os filhos das trevas – os cegos e os surdos – os que não rezam nem se confessam, estes têm é mesmo que temer! Pois Lucas diz aos filhos da Luz: Quando começarem a acontecer estas coisas, reanimai-vos e levantai as cabeças, porque se aproxima a vossa libertação (21,28).



A MAIORIA NÃO ACREDITA



Para os filhos da luz, os filhos de Deus, aqueles que ainda têm olhos para ver e ouvidos para escutar, todo o Livro do Apocalipse está em movimento frenético de realização. Selos abertos, taças da ira sendo derramadas, enfim, trombetas soando como aviso aos incautos: Atenção! O astro vem! E vem para reduzir a terra a um montão de escombros, e os homens a um punhado de gente. Infelizmente, porém, a grande maioria, os filhos das trevas, não acredita em nada disso e até escarnece de quem acredita e avisa.



Entretanto, o profeta Amós (3,7) assim fala: Javé nada faz, sem antes AVISAR, através de seus profetas. De fato, são centenas as profecias, atuais e antigas, tanto dos antigos profetas bíblicos como também as citações dos santos Evangelhos e das Cartas Apostólicas, que nos deveriam servir de aviso. E muitas delas falam claramente sobre a queda de astros e estrelas.

Assim, a primeira coisa que as pessoas inteligentes deveriam entender é: Um dia isso irá acontecer, não importa o que digam os cientistas! A segunda coisa inteligente a se fazer é estar atento aos sinais dos tempos, como pediu Jesus. Ele não nos revelou o dia em que as estrelas cairiam, mas nos indicou os fatos que antecederiam a este catastrófico evento. O tempo dos grandes sinais é hoje! O Fim dos tempos é, sem dúvida, agora!

Quando recebi o pedido para este novo livro, imediatamente fui procurar matérias sobre este assunto de asteróides, cometas e outras estrelas cadentes. Para minha surpresa, apenas nas páginas em português do Brasil, em uma única página de busca, encontrei mais de cinco mil referências! Claro que a maioria das descrições, das “análises científicas” e dos estudos tem mais de “chutômetro” que de verdade ou de possibilidade real, tanto que existem inúmeras divergências. Entretanto, adiante nós vamos dar algumas destas descrições “científicas”, porque elas, é óbvio, podem dar uma idéia melhor do que se avizinha ao nosso planeta, até porque se fôssemos nós, os leigos, a dar estas explicações, elas poderiam parecer ainda mais fantasiosas.



A primeira coisa que me chamou a atenção, em muitos destes textos e estudos, foi a gozação que tantos fizeram, aliando a não-ocorrência de nenhum fenômeno devastador no ano 2000, com as profecias furadas que previam graves acontecimentos para aquele tempo. Querem eles, com isso, dizer que também agora, depois do ano 2000, qualquer previsão futura – mesmo bíblica – a respeito deste assunto é mera hipótese. Ou seja, muitos pensam que não existe nenhum lugar do espaço sideral que não esteja sob a mira de algum aparelho humano, de tal forma que – acreditam eles muito erradamente – tudo poderá ser previsto, e destruído antes de cair. Ledo engano! Satanás é quem diz isso!



A todos os que pensam assim, temos a dizer, primeiramente, que Jesus falou que agora aconteceria exatamente como ocorreu no tempo do dilúvio. Também, naquela época, Noé avisava aos homens que viria um dilúvio, mas eles não acreditaram, até que veio o dilúvio e levou a todos (Mt 24,39). Também, agora, os profetas avisam sobre este novo evento – agora não mais dilúvio de água e sim de fogo (II Pd 3,7) – mas os gozadores de sempre continuam a desprezar as profecias, a escarnecer dos profetas atuais e a fazer pouco caso da Palavra Divina.

Porque esta palavra diz: “Logo após a tribulação daqueles dias (devido às guerras e à falência do mundo), o sol escurecerá, a lua não dará claridade, cairão as estrelas do céu e as potências dos céus serão abaladas (Mt 24,29)”. Ora, se estas profecias estão citadas na Bíblia, certamente que um dia elas haverão de acontecer. Sejamos inteligentes! Sejamos sábios! O outro grande mal de muitas pessoas é achar que isso até poderá acontecer, mas numa época ainda muito distante, longínqua! Isso se dá porque elas se negam a dar atenção – e satanás as cega – para os SINAIS, indicadores desta proximidade. Quais são?

OS GRANDES SINAIS!



Que disse Jesus? Naquele dia, os apóstolos perguntaram a Jesus, ao saírem do Templo de Jerusalém: “dize-nos... qual o sinal da tua Vinda e da consumação dos tempos?” (Mt 24). Então Ele respondeu-lhes que, exatamente quando se estivessem “consumando”, ou acabando, ou chegando ao fim, os tempos determinados por Deus, para “dar fim” ao castigo que toda a humanidade recebeu por causa do pecado de Adão, estaríamos próximos da sua 2ª Vinda Gloriosa, a partir da qual passaríamos a viver os Novos Céus e a Nova Terra, um novo paraíso terrestre.



E como Deus disse que fará “novas todas as coisas” (Is 65, 17), certamente que é preciso acabar antes com todas as “velhas coisas”, ou seja, é preciso destruir tudo o que o homem velho construiu, sem Deus, para que possamos ressurgir no “homem novo”, num mundo novo, com Deus. Ora, para destruir, para arrasar e para sepultar TODAS as obras da civilização “moderna”, certamente é preciso que aconteçam coisas assombrosas. E são estes acontecimentos terrificantes que virão logo, para destruir tudo aquilo que o orgulho humano produziu. Estes eventos é que causarão a “Grande Tribulação” (Dn 12, 1) (Mt 24, 21). Os sinais?



1º SINAL – “Virão muitos falando em Meu nome”: Trata-se da proliferação mundial de falsos doutores, falsos “teólogos”, falsos criadores de doutrinas, de correntes diversas, de pessoas que até dentro da Igreja discordam da orientação do Papa e, por isso, o desobedecem e até pregam contra ele. Enfim, nunca na história da Igreja existiram, dentro dela, tantas correntes e alas divergentes. Mas todos se acham certos! Em quantas alas mais se deverá dividir a Igreja para todos crerem neste sinal?

2º SINAL – “Ouvireis falar de guerra e rumores de guerras”: O mundo, desde que existe o diabo, sempre esteve em guerra. Mas jamais, como hoje, tantas guerras estiveram em curso. São guerras entre países, são guerras internas pelas diferentes etnias, são também guerras de polícia contra bandidos, como no Rio de Janeiro e em São Paulo. Fala-se que estão em curso mais de 70 guerras atualmente. Além disso, o rumor de uma 3ª Guerra Mundial está sempre presente e seguidamente se fala nela. Ainda nestes dias, em entrevista ao jornal alemão “Der Spiegel”, o diplomata egípcio Mohamed el-Baradei (diretor geral do Organismo Internacional de Energia Atômica da ONU) – afirmou que: “ao contrário do que muitos pensam, nunca estivemos tão perto de uma guerra nuclear”. E ela virá também e com certeza – notadamente depois que países como Índia, Paquistão e Coréia fizeram suas bombas. Quantas guerras mais terão de acontecer para que as pessoas finalmente aceitem a evidência deste sinal?



3º SINAL – “Haverá fome, pestes e terremotos em todos os lugares”: Fome e pestes sempre houve. Mas nunca tanto quanto agora. Mais da metade da humanidade sofre de fome crônica e não há país do mundo que esteja livre das doenças, cada vez mais graves. É a SARS matando gente, agora a “gripe do frango” – onde já se viu falar disso? – e outras muito piores que ainda virão. No ciclo das aparições de Erechim, à vidente Dorothea Farina – de 1944 a 1988 – Nossa Senhora revelou que os homens seriam infectados pelas doenças dos animais, como castigo pela sua não volta a Deus. Está, pois, acontecendo! E ficará ainda pior, pois o profeta Zacarias diz: “apodrecerá sua carne, estando eles ainda de pé; seus olhos apodrecerão dentro das órbitas, e lhes apodrecerá a língua dentro da boca” (Zc 14,12). E isso dará até nos animais. Haverá algo pior? Mais terrível e devastador?

Quanto aos terremotos, também sempre os houve. Mas vejam, segundo dados científicos, nos primeiros 1800 anos depois de Jesus, houve apenas 21 terremotos. Mas nos 200 anos seguintes eles passaram de 300. Quer dizer, de apenas um terremoto por século, passou-se a um por mês, um por semana, um por dia, dois, três, vinte por dia. Enfim, ouvi na TV que atualmente estão ocorrendo de oito a quatorze e mais terremotos por dia. O que difere é que hoje as casas são mais resistentes e por isso não se vê grande destruição. Mas logo os terremotos irão quebrar todas as escalas de medida, até que os homens finalmente acordem!

4º SINAL – “Sereis perseguidos por causa de Meu nome”: Esta palavra se cumpre hoje de uma forma cruel e terrível. Também, segundo levantamentos recentes, em mais de 73 países do mundo, a Igreja Católica é perseguida, seus padres e fiéis são assassinados e a cada dia mais aumenta a ferocidade de satanás contra os seguidores de Jesus Cristo. Tanto que o próprio Jesus diz que, no momento do auge da perseguição, “aqueles que vos matarem, acharão que com isso prestam culto a Deus” (Jo 16, 2). Já imaginaram a coisa chegar a um ponto, onde os católicos se matarão em nome de Deus? E quando os católicos se estiverem matando entre si, acaso o povo acreditará no que Jesus falou?



5º SINAL – “Surgirão muitos falsos profetas”: Está aí um dos mais maléficos cânceres deste tempo de hoje. Na verdade, não existem apenas “muitos”, mas sim milhares deles. Todos dizem que falam com o céu e assinam suas invenções, seus “escritos”, suas “mensagens”, enfim, suas profecias heréticas, usando os nomes santíssimos de Jesus e Maria. Jamais tivemos tantas e tão profundas contradições entre eles, chegando a insistirem que o homem é um Deus e que Nossa Senhora é deusa. Terrível! E pela queda brutal de alguns deles, pode-se ver que a espada vingadora (Ez 21) do Pai já começou a agir. E ela fará muitos estragos!



6º SINAL – “Ante o progresso crescente da iniqüidade, o amor de muitos esfriará”: Quando falamos em amor, falamos em fé. E o sinal é muito claro. A superabundância das chamadas seitas, (sim elas são apenas seitas), porque divergindo da única Igreja Verdadeira, a Católica, desviaram-se do caminho da verdade, na mais evidente prova de morte da fé. E São Paulo, em II Tess , fala em apostasia, ou seja, a renegação da fé, a renegação do batismo. Ninguém pode alegar que também este sinal não esteja em curso. Quantas seitas mais deverão surgir para que o povo acorde?

7º SINAL – “O Evangelho será pregado pelo mundo inteiro, então virá o fim”: Este sinal anunciado por Jesus, por um tempo causou confusão, inclusive a mim. Eu sempre achava que a 2ª Vinda de Jesus só aconteceria quando todas as pessoas da terra tivessem ouvido falar em Jesus. É um engano pensar assim! Isso quer dizer que o Evangelho de Jesus seria anunciado a todos os povos da terra, ou a todos os países do mundo. E isso já está sobejamente cumprido. Afinal, só o próprio João Paulo II já visitou mais de cem países, levando-lhes o Evangelho do Amor.

Sintetizemos: corrupção, assaltos, vícios, crimes passionais e em série, pais matando filhos e vice-versa, venalidade dos juízes, roubalheira, guerras internas e externas, batalhas entre polícia e bandidos, tráfico de drogas, exploração do sexo, pornografia em revistas, novelas e filmes, homossexualismo, suicídios, explosão das seitas e da maçonaria, negação da fé, desobediência ao papa pelo clero, terror nos seminários, aumento dos desastres naturais como furacões, terremotos, enchentes e avalanches, doenças novas e retorno das antigas, dilúvios de falsos profetas! Nos últimos 50 anos, isso tem aumentado explosivamente e nenhum dos índices regrediu, nem regredirá. Dilúvios de pecados, maldades, ódios, tudo isso está aumentando sem parar. Prova de que o homem jamais conseguirá reverter esta situação, sozinho. Este é o sinal para Deus intervir! E por isso, ELE – Jesus - vem! E antes, vem o astro, anunciando a chegada do Juiz!



QUE DIZ NOSSO DEUS?



Uma das coisas que mais me tem decepcionado, nestes últimos anos, é que muitas pessoas nos criticam porque, em nossos escritos e livros, temos revelado coisas “muito pesadas”, coisas “que assustam os outros” e dizem que tais coisas “não devem ser reveladas” pois trazem medo ao povo. Dizem que apresentamos um Deus cruel e vingativo, quando elas “acham” que Deus é apenas misericórdia e não justiça. Estes melindres, de fato, às vezes exasperam a gente, pois sabemos que eles vêm de satanás, que não quer que as pessoas se preparem para o Dia do Senhor, e assim venham a ser pegas de surpresa e percam-se. Ele não quer que as pessoas se convertam! Devemos calar?



Por isso, ao invés de falarmos com nossas próprias palavras, neste capítulo, vamos direcionar o leitor para a leitura da Bíblia. Cremos que, depois desta leitura atenta, ninguém mais dirá que estamos escrevendo coisas pesadas, porque estas sim, que sempre estiveram escritas na Bíblia por milênios, são de fato muito mais pavorosas, além de serem, sem dúvida, verdadeiras. É que nós até podemos errar, a Palavra de Deus não! E ela fala sobre este dia desconhecido, que virá como um ladrão (II Pd 3,10). Virá desta forma, para os que não aceitam ouvir, agora, “coisas pesadas”. Dos que dizem hoje: Profetizai-nos apenas fantasias (Is 30,9) e mentiras! É isso que a maioria gosta de ouvir: mentiras científicas, e acreditar nos escarnecedores!

Nós sabemos que Deus é bom! Que Deus é misericordioso. Mas Deus é também Justo! Sim, Misericórdia e Justiça, em Deus, têm a mesma dimensão. Apenas o tempo da Misericórdia é que tem sido longo: mais de 7.000 anos. E o tempo da Justiça será de apenas 7 meses, ou seja, será curtíssimo e fulminante. E este tempo da Justiça é de fato aquele que a Bíblia refere como Dia do Senhor, não um dia de 24 horas, mas um tempo medido em alguns meses, ou um ano. É por isso que as pessoas se enganam, achando que Deus NUNCA agirá. Dizem que “Deus é bom, e não fará uma coisa destas”. Sim, Deus é bom, mas a quem de nós compete dizer o que Deus pode ou não fazer? Ora, o que Ele irá fazer está na Bíblia e isso é o que lembraremos aqui.



Mas antes de entrar nos textos bíblicos propriamente ditos, explicamos que, ao falar em “Dia do Senhor”, referimo-nos ao TEMPO que antecede a 2ª Vinda de Jesus, com a chamada grande tribulação que a antecederá. Este “tempo” especial e único é aquilo que chamamos “Fim dos Tempos”, ou o último Tempo da Redenção e nós já o estamos vivendo, sem dúvida. Eu sou muito feliz por estar vivendo nesta época. E nós somos a “geração dos últimos dias”, aquela que Jesus previu que “não passará” (Mt 24,34) sem que estas coisas, que relataremos aqui, aconteçam. Afinal, são mais de 300 versículos bíblicos, dos quais copiaremos apenas alguns. O leitor mesmo poderá buscar os outros versículos seguindo a indicação dos textos. Leia todos!



Está em I Tess 5,2-3 > 2: Pois vós sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como um ladrão, de noite! 3: Quando os homens disserem: paz e segurança! Então, repentinamente lhes sobrevirá a destruição, como as dores à mulher grávida. E não escaparão! Também está em II Pd 3,10: Entretanto, virá o Dia do Senhor como um ladrão! Naquele dia, os céus passarão com ruído, os elementos abrasados se dissolverão, e será consumida a terra, com todas as suas obras.



Está em Joel 2,1- 11 > 1: ...eis que se aproxima o Dia do Senhor! 2: Dia de trevas e escuridão, dia nublado e coberto de nuvens... 3: Diante dele um fogo devorador; atrás uma chama abrasadora. Diante Dele a terra é um paraíso, atrás um deserto desolador, nada Lhe escapa. 6: Diante deles tremem os povos, os rostos empalidecem. 10: Diante deles a terra treme e os céus vacilam, o sol e a lua obscurecem, as estrelas perdem o brilho.

Está em Isaías 24, 1-23 >1: Eis que o Senhor devasta a terra e a torna deserta, transtorna a sua face e dispersa os seus habitantes. 4: A terra está na desolação, murcha, o mundo definha e esmorece, e os chefes de seu povo estão aterrados. 5: A terra foi profanada por seus habitantes, transgrediram as leis, violaram as regras e romperam a aliança eterna. (Refere-se à decretação do fim da Eucaristia) 6: Por isso a maldição devora a terra e seus habitantes expiam suas penas; os habitantes da terra serão consumidos, um pequeno número sobrevive. 17: O terror, a fossa e a cilada vão apanhar-te ó habitante da terra. 18: O que fugir para escapar do terror, cairá na fossa, o que se livrar da fossa será preso no laço. Porque as comportas lá do alto abrir-se-ão e os fundamentos da terra serão abalados. 19: A terra é feita em pedaços, estala, fende-se, é sacudida, 20: Cambaleia como um homem embriagado e balança como uma rede...

Está em Sofonias 1, 2-18> 2: Destruirei tudo na face da terra – oráculo do Senhor; 3: Farei perecer homens e animais, aves do céu e peixes do mar; exterminarei os ímpios com seus escândalos, farei desaparecer os homens da superfície do mundo. 17: Mergulharei os homens na aflição, e eles andarão como cegos porque pecaram contra o Senhor. Seu sangue será derramado como pó e suas entranhas como lixo. 18: ...Toda a terra será devorada pelo fogo do Seu zelo, porque Ele aniquilará de repente toda a população da terra.

Está em Amós 1, 2 e 3, 1-15 >1,7: Porei fogo aos muros de Gaza... 10: Porei fogo aos muros de Tiro... 14: Porei fogo aos muros de Rabá... 2,2: Porei fogo a Moab... 5: Porei fogo a Judá... 14: Não haverá mais fuga possível para o homem ágil, o forte não encontrará mais sua força, o valente não salvará sua vida. 16: O mais corajoso entre os valentes fugirá nu, naquele dia...

E Miquéias diz em 1,1-15 > 3: O Senhor vai sair da sua morada, vai descer e pisar os mais altos cumes da terra. 4: Sob seus pés fundir-se-ão os montes, os vales se dissolverão como cera perto do fogo, como a água que rola pela encosta.

Está em Naum 1,1-14, 2 e 3 > 5: As montanhas vacilam diante Dele, desaparecem as colinas... 3: ...multidão de feridos, mortos em massa, cadáveres sem número, nos quais se tropeça.

Está em Apocalipse 8,7-11 > 7: O primeiro anjo tocou. Saraiva e fogo, misturado com sangue, foi lançado sobre a terra; e queimou-se uma terça parte da terra, uma terça parte das árvores e toda a erva verde. 10: O terceiro anjo tocou a trombeta. Caiu então do céu uma grande estrela a arder como um facho; caiu sobre a terça parte dos rios e sobre as fontes. 11: O nome da estrela era Absinto. Assim, uma terça parte das águas transformou-se em absinto e muitos homens morreram por ter bebido destas águas envenenadas.

Também está em Apocalipse 16,8 > : O quarto anjo derramou sua taça sobre o sol e foi-lhe dado queimar os homens com o fogo. E os homens foram queimados por um grande calor e amaldiçoaram o nome de Deus.



Está em Ezequiel em 21,3 > 3: Vou acender um fogo em tuas matas, que devorará toda árvore verde e toda a árvore seca. Uma chama ardente que não se extinguirá e queimará todos os rostos de sul a norte.



Em Jeremias 50,40-46 e 51, 37-55 > 40: Acontecer-lhes-á como no tempo em que Deus destruiu Sodoma e Gomorra e as cidades vizinhas – oráculo do Senhor... 46: Ao estrondo da queda de Babilônia, comoveu-se a terra, e até entre as nações chegou o seu eco. 42: Subiu o mar contra Babilônia e ela foi coberta pela multidão de suas ondas.

Está em Isaías em 13,9-22 > 9: Eis que virá o Dia do Senhor, dia implacável, de furor e cólera ardente, para reduzir a terra num deserto, e dela exterminar os pecadores. 12: Tornarei os homens mais raros que o ouro fino, e os mortais mais raros que o metal de Ofir. 13: Farei oscilar os céus, e a terra abalada será sacudida pela ira do Senhor dos Exércitos, no dia do seu furor ardente.



Está em Ezequiel 9, 4-11 > 4: ... marca com uma cruz na fronte, aqueles que gemem e suspiram devido a tantas abominações que na cidade se cometem. 5: Depois... percorrei a cidade e feri! Não tenhais consideração nem piedade! 6: Matai a todos, até o total extermínio; precavei-vos, todavia, de tocar em quem estiver assinalado por uma cruz. Começai pelo meu santuário. 7: Manchai o templo... Enchei de cadáveres os adros...

Está em Lucas 21,25-26 > 25: Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, a aflição e a angústia apoderar-se-ão das nações, pelo barulho do mar e das ondas. 26: Os homens definharão de medo, na expectativa dos males que devem sobrevir sobre a terra. As próprias forças do céu serão abaladas.

E Mateus diz em 24, 21-22 > 21: Porque a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. 22: Se aqueles dias não fossem abreviados, criatura alguma escaparia. (Vejam: É Jesus falando!)



E em Jeremias 25,32-33 > 32: ..Eis que o flagelo vai estender-se de nação em nação. E dos confins da terra vai desencadear-se violenta tempestade. 33: Aqueles que o Senhor neste dia tiver atingido, de uma outra extremidade da terra, não serão chorados, nem recolhidos e sepultados, jazendo no solo qual esterco. E ainda em 7, 21 ele diz: Cadáveres humanos jazem como esterco nos campos, como feixes atrás do segador. Ninguém os recolhe!



Assim, passamos algumas indicações – não todas – dos eventos futuros e próximos. Tão próximos que já se pode tocar neles. Sentir seu hálito fétido, pois como diz o profeta, os próprios homens virarão esterco. E agora, só não sentem este hálito pestífero, aqueles que se deixaram narcotizar pelo gás venenoso de satanás. Veneno este que faz alguns terem chiliques cada vez que alguém fala na palavra “Fim”. Que ficam furiosos quando alguém desmente o seu deus particular, apenas misericórdia e não igualmente justiça. Enfim, os escarnecedores. Ai deles! O dia do ajuste de contas está chegando! No dia em que eles blasfemarem gritando: “O Senhor abandonou a terra! O Senhor não enxerga mais nada” (Ez 9,9) é porque chegou seu dia.

BABILÔNIA É HOJE!



UM RESUMO DOS TEXTOS ACIMA: Assim, dos indicativos bíblicos, podemos retirar uma série de conclusões: 1) As estrelas cairão na terra, deixando-a em frangalhos! (Is 24) 2) Haverá antes uma grande guerra mundial, que ceifará 1/3 parte da humanidade! (Ap 9,15) 3) Com a guerra, que terá um fim pela queda do astro, a economia mundial entrará em colapso! (Jr 50 e 51) 4) Os efeitos diretos da queda do asteróide, além do completo esfacelamento da terra, serão uma grande seca, (Jr 14 ) uma grande fome pela falta de produtos uma vez que cessarão, por um tempo, todas as colheitas (Joel 1), além do que, tudo estará envenenado (Ap 8,11), as águas, a natureza, tudo. Adiante iremos explicando cada uma destas coisas. Que é isto senão o indicativo da queda da Babilônia, a mãe de todas as meretrizes?



Diz o Senhor: “Vem e eu te mostrarei a condenação da grande meretriz, que se assenta à beira de muitas águas, com a qual se contaminaram os reis da terra. Ela inebriou os habitantes da terra com o vinho de sua luxúria” (Ap 17,1-2). Quem é esta Babilônia, senão o mundo econômico de hoje? Quem é esta meretriz assentada à beira de muitas águas, senão todos os grandes países do mundo, estas nações arrogantes, todas elas banhadas pelo mar e pelos grandes rios? Quem são os reis da terra contaminados com esta prostituta, senão os governantes de hoje – em especial os dos países ricos – divorciados de Deus e aliados de satanás, sedentos de sangue e de guerras? Qual é o vinho da luxúria desta prostituta, que contaminou a tantas pessoas, senão a falsa miragem do progresso, da busca do ter sem limites e do poder a qualquer custo, eis que pisando nos pobres e sugando-lhes o sangue até a última gota?



Acaso não está bem clara, em todo o mundo, a ação desta monstruosa e criminosa criatura? Você ainda tem dúvidas de que Babilônia exista? Então reflitamos juntos!

· Acaso não é ela feita da corrupção de seus administradores e do roubo descarado de seus governantes?

· Acaso não é ela feita da venalidade de seus juízes “que vendem sentenças por dinheiro e que aceitam suborno para aprovar negócios e projetos fraudulentos”?

· Acaso não está ela edificada sobre o luxo e a futilidade de seus habitantes e de suas modas e artes diabólicas?

· Acaso não tem crescido ela pelo uso de “balanças falsas e pesos fraudulentos”, que exploram e roubam impunemente?

· Acaso não está ela firmada sobre o ilusório poder de seus exércitos e na miragem falsa de sua polícia corrompida, que é aliada aos ladrões e aos traficantes?

· Acaso não tem ela crescido com o nefando comércio das drogas e entorpecentes, que destroem famílias e matam vidas humanas; também com o comércio do sexo e da prostituição?

· Acaso não tem ela se esmerado na destruição das famílias e na corrupção da juventude e até da pobre infância?

· Acaso não tem ela se encarregado de destruir a fé do povo, pelo desenvolvimento de falsas doutrinas, seitas perniciosas, fundadas por falsos pastores e mercadores da fé?

· Acaso não tem ela se infiltrado dentro da Igreja católica e daí corrompido imensidades de seus luminares, pela maçonaria, máfia e comunismo? Eis aí a 2ª Besta! (Ap 13, 11)

· Acaso não tem ela se entregado ao comando da “sinagoga de satanás” (Ap 2, 9), monstro odioso que busca dominar o mundo? Eis aí a 1ª Besta (Ap 13, 1), que dará suporte ao surgimento do “anticristo” (Dn 8, 23-25).

· Acaso não tem ela preferido construir prisões e Febens, ao invés de boas escolas que levem a Deus e casas de oração?

· Acaso não tem ela preferido produzir o remédio que atenua a dor e atrasa a morte, ao invés de produzir a cura definitiva?

· Acaso não tem ela preferido investir na cultura da morte pelo clone e na fertilização “in vitro” ao invés de investir na manutenção da vida pelo amparo aos que nascem?

· Acaso não tem ela derramado sobre a terra milhões de toneladas de venenos e pesticidas, pela busca do lucro exagerado e fácil?

· Acaso não tem ela dedicado seu tempo e gasto fortunas incalculáveis na proteção da vida animal, enquanto produz monstruosas quantidades de armas que matam crianças?

· Acaso não tem ela investido bilhões de dólares em todo o mundo, na manutenção do tal “patrimônio histórico”, tentando a todo custo preservar aquilo que Deus declarou que será destruído, morto e devorado pelo fogo?

· Acaso não tem ela investido fabulosas quantias em pesquisas do espaço sideral e de estrelas, enquanto aqui na terra a vida humana pende por um fio, pois milhões morrem de fome?

· Acaso não tem ela produzido verdadeiras torrentes de pornografia, filmes, novelas, além de revistas e livros que corrompem almas e sufocam a vida, dom de Deus?

· Acaso alguns países do mundo e também pessoas não tratam melhor a seus cães e seus gatos do que são, de fato, tratadas as crianças no terceiro mundo?

· Acaso não tem ela produzido milhares de seitas de adoradores do próprio demônio e uma infinita plêiade de feiticeiros, bruxos, magos, adivinhos, tarólogos, espíritas e outros que se dedicam a consultar de espíritos caídos e demônios, e que passam a sua vida mancomunados com eles?

· Acaso não tem ela produzido milhares de quadrilhas de ladrões, assassinos e seqüestradores cada vez mais violentos e desalmados, e que aumentam dia-a-dia?

· Acaso não tem ela se esmerado na criação de leis injustas, que só fazem “roubar da viúva e explorar o órfão”, negando o direito ao pobre que não pode pagar pela sentença?

· Acaso ela não mantém os povos anestesiados e bestializados diante de milhares de aparelhos de televisão, a imagem da besta (Ap 13, 14-15), que é por eles adorada?

· Acaso não é esta imagem nefanda, com seus dilúvios de podridão, que dá sustento à besta? (Ap 13)

· Acaso ela não se prepara a fim de marcar todas as pessoas com seu diabólico selo de controle, a fim de manipular as gentes e animalizar as populações? (Ap 13, 16)



Estes são os pilares sobre as quais se funda o trono desta fera imunda, e eleva-se o altar desta odiosa prostituta. É sobre tão monstruosos alicerces que se construiu esta tremenda Babilônia moderna. A civilização do ódio e das torres elevadas! É sobre tão nefandos fundamentos que se construiu, aqui, um trono para “Mefistófeles” e uma arena para os demônios do inferno. Não é à toa que hoje clamam e prostram-se diante dela os povos da terra, dizendo: “Quem é semelhante à fera?” (Ap 13, 4).



E o que nutre um tão pavoroso monstro, ou fera, ou besta?

· Ela se nutre do sangue que é sugado dos pobres;

· Ela se alimenta dos juros escorchantes e de seus bancos;

· Ela se mantém ativa pelos capitais vagabundos da bolsa;

· Ela vive do lucro fácil e do enriquecimento ilícito;

· Ela vive da manipulação dos preços e das riquezas;

· Ela vive do controle dos alimentos e outras fontes de vida;

· Ela vive do acúmulo do ouro, da prata e das pedrarias;

· Ela vive do roubo dos cofres públicos e das falcatruas;

· Ela vive do controle férreo dos transportes internacionais;

· Ela vive do tráfico de drogas e da exploração da prostituição;

· Ela sobrevive pela ação de governantes fantoches;

· Ela se mantém opressiva, à custa de horrendos exércitos;

· Ela foi construída à custa de rios de sangue e lágrimas;

· Ela vive da exploração, do roubo, do logro, da sacanagem, da corrupção, do vício, do crime, da fraude e de tudo que afronte a Deus. Eis porque seus dias estão contados, e embora se achem indestrutíveis, terão um fim pavoroso e miserável.

Digam-me, então: é possível eliminar tão poderoso monstro – ou fera, ou “besta” – sem que sejam abalados céus e terra? Provem-me que há algum país do mundo que já não esteja completamente contaminado, ou já irremediavelmente preso ou seduzido por ela? Como eliminar, então, todos os sequazes da besta negra, sem tocar em nenhum dos filhos de Deus, aqueles que estão marcados com uma cruz (Ez 9, 4), sem enterrá-los a todos – malditos – nos abismos? Por outro lado, como fazer ver a todos estes artífices do mal, o perigo que suas almas correm – nem falo de suas vidas – por desafiarem continuamente a Deus?



Pior, como fazê-los ver que, se Deus aparentemente tarda em manifestar-se, é apenas porque aguarda com paciência (II Pd 3, 15), ainda, que todos voltem aos Seus braços de Pai, como outros filhos pródigos. Verdade é que o tempo passa, o mal se avoluma, o rumor de guerras (Mt 24) é cada vez mais forte, entretanto nada parece amolecer estes corações de pedra.



Compreendamos: quando a gente analisa com frieza todos os indicativos que passamos acima, é impossível que as pessoas não percebam que Deus não pode continuar eternamente à espera da conversão de todos – sim todos os homens – pois se as coisas continuarem assim por mais alguns anos, realmente, matar-nos-emos a todos. Então, Deus que é Pai, que vê todas estas coisas, mesmo com o coração amargurado terá que agir em breve, para salvar pelo menos alguns de Seus filhos. E terá que ser pela dor!



E acreditem, a maior ação de Deus será exatamente controlar o efeito das ações, que nós homens já desencadeamos, para não permitir que morram todos os habitantes da terra. A ação divina será apenas controlar os freios do inferno, evitando que a ação do próprio homem, aliado ao demônio, de uma hora para outra, ponha fim à vida humana. Quantas mil bombas atômicas nós temos? Que aconteceria se Deus permitisse ao homem explodir todas elas? Então Deus freará o homem, para que tudo aconteça como Ele, o único Senhor, deseja. Em verdade Ele vai renovar a terra. E para renovar esta terra, terão que acontecer muitas coisas que nós consideramos um castigo, mas na verdade são fenômenos necessários, pois de outra forma é impossível erradicar daqui toda a pestilência que nós criamos. Claro que, no meio delas deveremos sofrer muito, pois são infinitas catástrofes as que se avizinham. E por que são necessárias? Vejamos:

1) Como eliminar os bilhões de germens e de bactérias que provocam doenças mortais em todo o mundo, sem submetê-los a uma seca monumental que torre e queime tudo?

2) Como erradicar povos portadores de doenças crônicas, devido aos seus maus hábitos, sem sepultá-los pelo mar?

3) Como eliminar as bilhões de toneladas de venenos que já produzimos, todas infiltradas no solo e subsolo, sem revolver toda a terra até os mais profundos fundamentos?

4) Como fazer o homem entender finalmente que é preciso aprender a partilhar, sem fazer milhares de ricos e esganados morrerem de fome e sede?

5) Como fazer o homem aprender a valorizar a água, fonte de vida, sem permitir que a seca e o astro acabem com a maioria dos córregos, regatos, rios e lagos?

6) Como fazer o homem compreender que seu coração atual é um deserto ressequido, senão transformando toda a terra, em que ele habita, num verdadeiro deserto desolador?

7) Como fazer o homem compreender, para todo o sempre, que não deve produzir armas, sem que ele experimente sobre sua cabeça os efeitos letais de algumas bombas atômicas?

8) Como fazer o homem entender que a vida é um dom de Deus e que não é permitido a ele criar clones desafiadores?

9) Como fazer o homem entender, finalmente e para todo o sempre, que Deus existe, que Ele é bom e é o Senhor único de todos os acontecimentos, que sem Ele nada somos?



Não precisa ir mais longe. Assim, todos os quatro elementos da terra devem se desencadear de uma hora para outra (Ap 7, 1). Terra, ar, água e fogo, todos a um só tempo, com um destaque especial para o fogo. Fogo da destruição dos ímpios, conforme diz São Pedro. Pois os dias de Babilônia estão pesados, contados e... Destruídos! Mene, Tequel, Peres! (Dn 5, 25) Eis que o reino de satanás nesta terra já tem o seu fim decretado: Mene – Deus contou os anos desta Babilônia e deles deu cabo! Tequel – Deus pesou na balança da justiça os atos desta meretriz hedionda e ela foi achada em falta de bem e excesso de mal! Peres – Deus, neste caso, deu um fim nela, pois destinada que está a ser morada dos chacais e das hienas. Isso inclui todas as grandes cidades do mundo. Eu disse TODAS elas, sem medo de errar! Também do Brasil! Executam-se assim os divinos arcanos, pois nenhum “i” da profecia deixará de se cumprir.Tudo é uma simples questão de tempo! Que acontecerá em nosso tempo!

E chegará o fim de Babilônia, a Grande, a mãe da prostituição e das abominações da terra. Ela que estava ébria do sangue dos santos e do sangue dos mártires (Ap 17, 5). Ela que dizia “Eu serei sempre soberana perpétua” e “Eu e nada mais que eu” e ainda “Eu e nada a não ser eu” (Is 47). Pois o Senhor lhe diz: “Como um furacão desencadeado ao meio-dia, assim vem isso do deserto, de uma terra horrível. Uma visão sinistra me foi revelada (Is 21, 1-4). E logo se ouve o grito: “Caiu, caiu Babilônia! Todos os simulacros de seus deuses foram despedaçados contra a terra” (Is 21, 9). Não, o Senhor não permitirá por muito tempo que o mal avance da forma como está acontecendo hoje, pois enquanto os homens bestiais e cegos de nosso tempo ficam a se preocupar com o mico-leão dourado, o urso panda e o ratão do brejo, a vida humana é que está pendente por um fio.



É o momento da cólera divina, pois “ruge o Senhor dos altos céus e de Sua morada santa faz ouvir Sua voz. Ruge contra o Seu rebanho e lança o grito do pisador contra todos os habitantes da terra. Estende-se o tumulto até os confins do mundo, pois o Senhor está em litígio com as nações. Entra em processo contra toda a carne entregando à espada os maus – oráculo do Senhor!” Eis o que diz o Senhor dos exércitos: eis que o flagelo vai estender-se de nação em nação. E dos confins da terra vai desencadear-se violenta tempestade. Aqueles que o Senhor neste dia tiver atingido, de uma extremidade a outra da terra, não serão chorados, nem recolhidos, nem sepultados, jazendo no solo qual esterco” (Jr 25, 30-33). Quem poderá imaginar uma coisa destas? Quem terá forças para resistir a tanta desgraça?



E assim, por todos os capítulos 50 e 51, o profeta Jeremias descreve minuciosamente tudo aquilo que acontecerá com este monstro abortivo, que nós criamos, e a forma como Deus o haverá de eliminar para sempre. Deus seja louvado por isso!



Entretanto nós não vamos aqui nos alongar nestes “auto-flagelos” que nós mesmos criamos, pois, quem sabe, isso de nada adiantaria. Vemos que a cegueira da maioria da humanidade a impede de ver a avalanche mundial que se arma, vinda dos píncaros do universo. E são muito poucos os arautos que sentem, ainda, vontade de anunciar tais Palavras. Verdade é que muitos cansaram de avisar, pois o povo de hoje só pede: contai-nos apenas fábulas! Profetizai-nos apenas fantasias! (Is 30, 9).

QUE DIZEM OS HOMENS?



De uma forma geral, os homens de hoje têm cada vez mais colocado sua segurança na ciência, mal sabendo que Deus diz: “maldito o homem que confia em outro homem e que faz da carne seu apoio (Jr 17, 5)”. Aqui, é a maldita ciência ocupando o lugar de Deus no coração dos homens. De fato, confiados nos seus Observatórios, com seus “olhos gigantes” voltadas ao infinito e também nos satélites modernos, com suas poderosas lentes que vigiam os céus, os homens, tolamente, imaginam que tudo é previsível, tudo é monitorado e calculado, tal que – pensam erradamente – dará tempo para se prepararem de modo a não ter muitos estragos. E chegam até a imaginar que, se um dia a terra for destruída por um astro, muitos deles conseguirão escapar para outras galáxias, antes que isso aconteça, fugindo em naves interplanetárias. Eis porque tanto procuram água em Marte!



Ora, em questão de universo, nada existe de mais enganoso que a “absoluta certeza”. Eu fico aqui imaginando estes pobres cientistas colecionando pedaços de asteróides aqui achados, dizendo “este veio da lua” – como saiu de lá? – ou este veio de Marte – quem o jogou para fora do campo gravitacional dele? Entretanto – isto é certo – eles sabem que existe no espaço um chamado “cinturão de asteróides”, onde vagam perdidos bilhões de fragmentos de estrelas, desde pequenos estilhaços inofensivos até gigantescos bólidos aterrorizantes que, se viessem a chocar com a terra, daqui eliminariam toda a vida. O grande erro da mídia é imaginar – e assim iludir o povo – de que ela detém o controle destas coisas, que assim todos podem ficar tranqüilos, porque a ciência já dispõe de meios para evitar esta catástrofe. Esta atitude é mais pregada pela imprensa, porque os bons cientistas sabem do real perigo que nós corremos. Mas eles são calados, porque senão lhes cortam as verbas de pesquisa.



Noutro dia, assistindo a um documentário de um Canal de TV alemã, pude perceber uma série de medidas e idéias que já estão em curso, algumas já estão sendo postas em prática, e que – em teoria – poderiam evitar que um asteróide de grandes proporções viesse a colidir com a terra. Uma delas seria implantar, na sua superfície, um foguete propulsor que lhe desviasse a rota de colisão, fazendo-o rumar ao infinito. Isso é possível, pois os EUA já pousaram um satélite no asteróide Eros.

A segunda idéia seria retalhar o bólido, por meio de um poderosíssimo espelho concentrador da luz solar, fazendo com que os pedaços, ao caírem na atmosfera, viessem a desintegrar-se pelo atrito com o ar. O terceiro – este me pareceu até ingênuo – seria implantar nele uma espécie de enormes pára-quedas que freassem o seu curso, até torná-lo inofensivo. O último meio seria explodir o bólido com uma bomba atômica, pulverizando-o no espaço. Seriam estes os meios principais de defesa.



Mas veja, isso tudo seria até interessante, não fosse um extremo agravante: Para que os homens pudessem tomar alguma destas providências – até nem digo que algumas não surtissem efeito – seria necessário primeiro prever a queda do astro com no mínimo 10 anos de antecedência, dizem os cientistas, e este tempo os homens não terão. Acresce outro efeito, o de que existem alguns asteróides que executam órbitas aleatórias e imprevisíveis, que poderiam a um dado momento e sem aviso enveredar rumo à Terra. Resta então que nenhuma destas coisas será posta em prática algum dia, exatamente porque – com certeza absoluta – não teremos tanto tempo.



Ou seja, tudo o que estamos aqui falando acontecerá bem antes de 10 anos. Disso eu não tenho dúvida nenhuma – porque não falo do universo – que não entendo – mas de profecia bíblica, que está diante dos nossos olhos cheia de sinais e avisos – e não a tem igualmente todos os que já vivem o fim dos tempos, os verdadeiros filhos da luz. E estes sabem que é ainda dentro do mandato de Bento XVI que tudo isto acontecerá.

Acresce-se ainda um outro agravante. Há uns dois anos atrás, assistindo a uma reportagem pela televisão, ouvi quando a entrevistadora perguntou, ao cientista, se tudo neste campo de asteróides era previsível, ou se existiriam espaços vulneráveis no infinito, onde os nossos telescópios seriam incapazes de perceber a aproximação de um asteróide ou cometa.



Então o cientista disse que existia um lugar chamado “Ponto Cego”, voltado para a direção do Sol, onde era impossível perceber a chegada de um monstro deste tipo. Então pedi a uma colaboradora (bióloga e professora universitária) que levantasse isso e, já no dia seguinte, ela enviou três reportagens sobre o mesmo tema, das quais uma nós transcrevemos:

“Asteróide oculto causa mais preocupações” (Fonte: Revista americana Sky & Telescope – Stuart J. Goldman, Quinta-feira, 21 de março de 2002): "...Batizado como o "asteróide do ponto cego", uma rocha espacial do tamanho de um edifício passou pela Terra sem ser notada três semanas atrás. Uma pesquisa celeste automatizada detectou o asteróide 2002 EM7 em 12 de março. Subseqüentes cálculos orbitais determinaram que o asteróide tinha se aproximado da Terra quatro dias antes a uma distância de cerca de 464.000 km, pouco mais que a distância Terra-Lua. Antes da aproximação, o 2002 EM7 estava na direção do Sol (onde os instrumentos não fazem a busca), por isso o apelido "ponto cego". Quando este fato se tornou público, levantou muitas preocupações. Pesquisadores estimaram que o objeto teria de 50 a 70 metros de comprimento máximo, talvez um pouco menor que o objeto que explodiu sobre a região do Rio Tunguska na Sibéria em 1908 e achatou milhares de quilômetros quadrados de floresta”. (Nos primeiros dias deste ano de 2004, aconteceu o mesmo, com outro astro, e não foi antecipado).



Na verdade, os homens comuns não o perceberão, mas os filhos da luz sim, já antes, num espaço de uma semana ou mais, eles terão a percepção antecipada de sua proximidade, e sentirão bater forte os seus corações. Além disso, os animais da selva, bem mais sensíveis que os homens a este tipo de impacto, acabarão por correr em todas as direções, mesmo durante o dia, como que procurando um abrigo seguro que não existe para ninguém – seja ele homem ou animal selvagem – porque ninguém escapará da justiça de Deus. Aliás, nada escapará desta Justiça.

TRÊS VEZES MALDITA



Já colocamos anteriormente alguns motivos pelos quais a terra se tornou amaldiçoada por inteiro – por culpa do homem –devido à imensidão dos pecados, dos crimes, das guerras e do sangue que pesa sobre ela. Mas, poder-se-ia dizer que o mundo inteiro sempre esteve afogado em pecados e em crimes, e até que as guerras anteriores foram mais sangrentas que as atuais. O que temos hoje é, além de um conjunto de mil fatores, todo o sangue derramado, em especial o sangue dos abortos – marquem isto, pois são bilhões deles em todo o mundo – e dois outros motivos que pretendemos explicar, mais detalhadamente: O surgimento do “anticristo”! E o ataque dele à Sagrada Eucaristia.

Na verdade, o tão falado anticristo, sobre o qual já se escreveram milhares de livros, ensaios e estudos através dos milênios, é algo de tão terrível, tão tenebroso, tão odiosamente perverso e tão malignamente satânico, que ele, sozinho, não teria forças de surgir, nem de se manifestar entre os homens, sem a concorrência de uma conjunção enorme de fatores. Só eles, em conjunto, poderão trazer ao mundo este homem-demônio.



As profecias dizem que ele será tão mau, tão hediondo, que para ele materializar-se é preciso que existam no mundo milhares de pessoas totalmente malignas, quase completamente fechadas para a graça divina, e que o desejem, de modo a lhe proporcionar suporte e dar-lhe força de ação. Do contrário, as forças do bem o trancafiariam em uma prisão, como uma fera diabólica, eis que por isso o Livro do Apocalipse o descreve exatamente como fera.



Naturalmente que nenhum homem poderia nascer totalmente mau, de todo fechado contra Deus. Tal como tantos outros, ele terá chances de conversão iguais ou até maiores que todos nós temos. O fato de muitos o descreverem como “filho de satã”, não quer dizer que ele assim seja, porque o demônio não pode criar nem gerar ninguém, por ser criatura e espírito. Mas este homem irá entregar-se totalmente a ele. E à medida que ele for crescendo em ódio contra Deus, satanás passará a dirigi-lo totalmente, não como possessão, mas como livre instrutor. E ele amará a serpente maldita e odiará a Deus, com todas as forças de sua alma perversa, e odiará aos homens com toda a força do seu coração maligno, tornando-se, assim, a antítese completa de Deus. E Deus bondade lhe dará durante toda sua vida inúmeras chances de conversão, mas ele odiosamente rejeitará todas.



Ou seja, o anticristo será o maior oponente de Deus. E assim a terra de hoje, maldita pelo número infindável de seus crimes, lavada por rios de sangue e de ódio, inteiramente dirigida pelos maus, tornou-se campo fértil para o surgimento e a desenvoltura dele. São muitos os textos bíblicos que nos falam deste ente assombroso e não poderemos aqui colocar todos. Mas gostaríamos que o próprio leitor lesse em Daniel, nos capítulos 7, 8 e 9, com destaque especial para 8, 23-25. É bastante confuso, mas fala de um rei arrogante, que dominará sobre todos os reis da terra, que fará guerra aos santos e os vencerá, embora no fim seja destruído. O fim dele está em Isaías 14. Ler!

O profeta Daniel diz que ele terá um início obscuro, mas logo chegará ao poder mundial. Então usará de todas as seduções do mal, de toda sorte de enganos e sortilégios, apresentando-se de início como uma pessoa que vem com poderes para resolver todos os problemas da humanidade. E fazendo milagres e outros artifícios assombrosos – com truques de mídia e pelo poder dos demônios – iludirá as pessoas, que aceitarão a idéia de que ele seja realmente o Cristo que veio. Entretanto, à medida que o poder mundial lhe for totalmente entregue, ele tratará de mostrar a sua real intenção – ser adorado pelos homens – e também sua arrepiante ferocidade. Então será tarde para a humanidade!



De fato, sob o domínio desta fera, “o terror, o laço, a fossa”, o abismo, o caos, a loucura, tudo isso em pleno frenesi tomará conta da terra em toda a sua extensão. Acredite, eu não tenho palavras para descrever o que virá. Literalmente, o mundo será esmagado pela perseguição. Este homem e sua corja voltarão de início as suas baterias contra os adoradores do Deus verdadeiro, em especial contra a Igreja Católica, a Igreja de Jesus, e correrá sangue como nunca. Então a maioria dos sacerdotes, hoje não fortalecidos pela oração, acovardar-se-á, fazendo a Igreja navegar sozinha pelas trevas da perseguição. Fazendo-a subir sozinha o seu Calvário, tal como os apóstolos abandonaram a Jesus.



São Paulo diz que ele “se levantará contra tudo aquilo que é divino e que é sagrado”, proibindo todo e qualquer tipo de culto e de religião. Então as igrejas católicas serão fechadas ou nelas se introduzirá um culto diabólico. Todos os nossos objetos de culto, como imagens de santos, terços, medalhas, cálices, paramentos, tudo que usamos em nossas Santas celebrações será destruído ou será queimado. Por toda a terra haverá desolação, ruína, caos. E muitas pessoas acharão isto certo, até católicos haverão de se aliar ao exército maldito, e haverá sangue e haverá morte.



Por algum tempo, a terra estará inteira nas mãos deste que será como um filho de Lúcifer. Ele promoverá uma terceira guerra mundial – como explicaremos mais adiante – e destroçará com a economia de todos os países, colocando a culpa disso tudo nos cristãos, que são retrógrados e ultrapassados, não aceitando o modernismo. Entretanto, o alvo principal dele será a Sagrada Eucaristia. Ele buscará todas as formas – aliás, já está buscando – capazes de destruir a Santa Missa católica.

Em verdade, hoje se trabalha a milhares de mãos, no sentido de retirar da Santa Missa o sentido de sacrifício, tornando-a apenas representação teatral, uma ceia protestante e abominável, nada mais que isto. E Daniel diz que este rei maldito “cresceu até o chefe deste exército de astros – este chefe é o Papa, que deverá ser expulso do Vaticano – cujo holocausto perpétuo – a Santa Missa – aboliu e cujo santuário destruiu” (8,11). (Ler nosso livro O Eclipse do Sol. Ali está tudo explicado).



Isso significa que o anticristo e as suas hordas, notadamente a segunda besta do apocalipse (Ap 13), aquela que age de dentro da Igreja – o chamado exército de astros – derrubarão o “chefe” da Igreja, o Papa, e juntos abolirão a Santa Missa, o “sacrifício perpétuo”, porque ela é celebrada mais de 400 mil vezes todos os dias, em toda a terra, e assim já vem acontecendo há muitos séculos. Ou seja, a cada instante existem milhares de Missas sendo celebradas, dentro de cada fuso horário, dia e noite, repetindo-se e consumando-se misticamente o mistério redentor da Cruz. Deste mistério – Deus vivo em nosso meio – é que verte o poder infinito e, dele, vem a proteção suprema da terra.

Ora, quebrado este ciclo perfeito – o demônio sabe disto – a humanidade toda estará nas mãos do inferno. Ou seja, enquanto este Sacrifício Eterno estiver sendo celebrado na terra, enquanto os sacrários estiverem ainda erguidos, nunca este astro poderá penetrar na atmosfera terrestre. Basta, porém, que as Missas deixem de ser celebradas, por uma hora, ou por um dia apenas, para que se rompa este escudo infinito, abrindo-se um rombo monumental na estratosfera e achando-se o caminho de entrada do bólido medonho. Porque é como se estivéssemos expulsando Deus daqui de nosso meio, sacrário a sacrário, vila a vila, cidade a cidade e país a país. Ai da localidade, da cidade ou do país que derrubar todos os seus sacrários! Deles “não ficará pedra sobre pedra”. E não ficará em pé uma só capela, igreja, catedral ou santuário de onde o Santíssimo tiver sido expulso!



Mil vezes já temos dito isto, entretanto temos recebido apenas a ironia de muitos, em especial daqueles que não entendem o valor infinito de uma Santa Missa e da Sagrada Eucaristia. Entre estes eu incluo, não os leigos – fato até explicável – mas sim e principalmente os maus sacerdotes e aos bispos relapsos – (rezemos por eles), que estão contaminados pelo mundo.

Na verdade, há muito tempo que já alguns perderam o rumo da eternidade. Será, assim, pelas mãos dos maus padres, dos medrosos e covardes, que por medo da perseguição do anticristo deixarem de celebrar, em nome de uma falsa obediência, é que será aberto o rombo sideral, para a queda do monstro que irá dilacerar toda a terra. Eis aí – no “fim” da Santa Eucaristia – a “abominação da desolação” de que falou Jesus! (Leia Mt 24, 15)



As profecias dão conta de que a Eucaristia será formalmente retirada das Igrejas e as Santas Missas serão proibidas pelo falso papa, sob as ordens do anticristo. Então, como nas catacumbas antigas, o Santíssimo será conservado nas casas de família – as Igrejas domésticas de que o Papa João Paulo II falava – ali permanecendo como a Luz que finalmente cegará satanás e as suas hordas nefastas. Isso ocorrerá quando os santos padres voltarem a terra, depois da Missa no Calvário celebrada pelo Papa. Então, milhões de Missas voltarão a ser celebradas, pois estes padres, já glorificados, não sofrerão as perseguições do anticristo. Mas, por hora, tudo decairá até os extremos!



Nunca, jamais, a Eucaristia deixará de existir, porque Deus a instituiu como Santo Sacrifício, e eterno, de forma que homem algum terá poder de fazê-la sumir da face da terra. A Eucaristia é, pois, o alvo, porque o demônio sabe perfeitamente que dela vem a nossa maior força de expiação. Não havendo mais Missas sendo celebradas, não havendo mais sacrários cheios de vida, perderemos a nossa maior força expiadora, e perderemos nosso escudo. Tornamo-nos assim, quase indefesos diante do mal.



Em resumo, a maldade humana abriu já o caminho para o surgimento do anticristo. Este, por força de satanás, conseguirá o intento de derrubar a maioria dos sacrários da terra. Sem a presença viva de Jesus na maioria das localidades, de todos os países, todos estes locais estarão no alvo da ira divina, porque o Senhor diz pelo profeta Oséias: “Eles violaram vergonhosamente a aliança e traíram-Me” (6, 7). Eles, os homens, expulsaram Deus da terra! Que arquem, pois, com as conseqüências!

Isaías diz em 24,1-5: A terra foi profanada por seus habitantes, transgrediram as leis, violaram as regras e romperam a aliança eterna. A Santa Missa católica é como celebramos o “Sacrifício da Nova e Eterna Aliança” de Deus com os homens.

Ora, rompendo esta aliança, por livre e espontânea vontade, o homem destrói o escudo que o protege contra todos os astros, livres e malditos, e sujeita-se, assim, às conseqüências de seu imenso desvario, da sua inimaginável loucura. Eis então montado o cenário perfeito para o caos. E assim, naquele momento tenebroso e extremo da história do homem na terra, estará sendo dado seu último passo no destino dele, e será este seu último ato de rebeldia. Então chegará o momento da Justiça. Pelo mesmo furo em que Jesus – expulso dos sacrários – subir aos céus, por ali descerá o astro furioso. Quando a fumaça destes incêndios, de imagens e de objetos de culto chegar a Deus, então se abrirão as comportas do abismo e o astro virá cheio de fúria. E o homem entenderá que jamais deveria ter mexido na Santa Eucaristia!



A bem da verdade, devemos dizer que toda esta trama, esta verdadeira conjuração, para derrubar a Igreja e os sacrários não vem exclusivamente do anticristo, mas também de adversários de Deus que vestem manto cor púrpura e se infiltraram na Igreja católica. No dia 24/04/94, o Papa João Paulo II beatificou uma mãe de família chamada Elizabeth Canori Mora, para a qual foram dadas, pelo Céu, visões sobre o nosso tempo. Uma vez os anjos a conduziram espiritualmente aos antros secretos onde se tramava esta conjuração. “Via – narra ela – muitos ministros do Senhor que se despojavam uns aos outros; raivosamente arrancavam-se os paramentos sagrados; via serem derrubados os altares sagrados (sacrários), pelos próprios ministros de Deus”.



De outra feita, enquanto rezava pelo Santo Padre, “vi-o rodeado de lobos que faziam complôs para atraiçoá-lo. Vi o sinédrio de lobos que o circundava, e dois anjos que choravam. Ao perguntar aos anjos a razão do pranto, viu-os contemplando a cidade de Roma, com olhos cheios de compaixão dizerem o seguinte: ― Cidade miserável, povo ingrato, a Justiça de Deus castigar-te-á!” Quem quiser ler um resumo das profecias, desta mãe católica, deve buscar na Revista Catolicismo de maio/2002.



Certa vez ela viu Maria Santíssima “triste e dolorosa”. Perguntou-lhe então a razão da sua dor. “A Mãe de Deus voltou-se para mim e disse: ― Contempla, ó filha, contempla a grande impiedade”. Ouvindo estas palavras, vi que ousadamente apóstatas tentavam arrancar temerariamente o seu Santíssimo Filho de seu puríssimo seio e dos seus santíssimos braços.

“Diante deste grande atentado, a Mãe de Deus não pedia mais misericórdia para o mundo, mas justiça ao Divino Pai Eterno; o Qual, revestido da Sua inexorável Justiça e cheio de indignação, voltou-Se para o mundo. Naquele momento toda a natureza entrou em convulsão, o mundo perdeu a sua boa ordem e formou-se sobre a Terra a maior infelicidade que se possa contar ou imaginar. Uma coisa tão deplorável e aflitiva que deixará o mundo reduzido à última desolação”.



Este “arrancar seu Filho do seio” significa certamente retirar Seu Filho Santíssimo dos sacrários. Em mensagem a Dorothea, nas aparições do milagre de Erechim, Nossa Senhora apareceu a ela chorando, e muitas lágrimas caíam de seus olhos, mas não caíam até o chão e sim paravam na cruz que ela trazia no peito. Perguntado o motivo, ela disse: “Se uma lágrima minha cair na terra brasileira, rios de sangue haverão de correr”! Pois então imaginem o que acontecerá ao mundo, no momento em que Maria , nossa grande intercessora, não mais pedir para aplacar a ira divina, mas sim pedir a Deus que execute a Sua Justiça. Afinal, desde La Salette até hoje, são mais de 160 anos contínuos de aparições e avisos, mas os homens não se convertem. Então, um dia fatalmente a Justiça irá acontecer, e ela virá quando caírem os sacrários em toda a terra. Esta trama tem sua raiz em Roma, nos maus apóstolos, e é ela que atrai a Ira de Deus.

Na verdade, Roma, a cidade das sete colinas, é onde está encravado o Estado do Vaticano, e fica a sede da Igreja Católica. Entretanto, como Deus, demonstrando seu poder, houve por bem instalar ali o comando de Sua Igreja – na época sede do poderoso império romano – também satanás, o grande macaco e rival de Deus instalou ali o comando supremo dos exércitos do anticristo, através de uma organização secreta chamada Clube de Roma. É ali, sobre estas “sete montanhas”, que se assenta a “prostituta”, a meretriz, adornada de púrpura e escarlate – entre eles, muitos cardeais infiéis – conforme está em Apocalipse 17.



De fato, Deus permitirá que o inferno se derrame sobre esta cidade, que, segundo inúmeras profecias, primeiro será arrasada por um incêndio. Depois será sepultada pelo mar, assim como toda a Itália que se faz pagã, que adora bruxarias, que brinca com satanás, porque o profeta Jeremias diz: “É pela cidade onde meu nome foi invocado que começo a destruição”.

MENSAGENS DE NOSSA SENHORA AO CLÁUDIO:



As mensagens que seguem foram escolhidas por Nossa Senhora, especialmente, para este livro. Elas dão uma idéia geral do conjunto dos tempos futuros e são muito fortes:



Em 13/02/1999:

«Paz!» «Com efeito, o mundo se transformará. A terra será como uma ilha perdida no imenso mar...»

(... o Brasil?...)

«A América ficará a 1/3! Fendas a muita profundidade se romperão e o continente flutuará... A fenda do Pacífico, já conhecida, e a fenda do Atlântico, ainda desconhecida! Nunca se viu igual hecatombe!

As águas violentas avançarão sobre os países, e cidades desaparecerão... Bombas, astros, vulcões gigantescos, todos enraivecerão ao mesmo tempo, e tudo ficará escuro... tenebroso... E pouco sobrará!

A América do Norte será uma ilha. Afundará no Pacífico. Dos escombros sairão novos homens: Deus os impelirá a construir um novo mundo de paz! Mas o mundo todo estará em ruínas... De São Luís, um como que um raio cortará o Brasil, desde ali até a Argentina – até seu extremo.

Também no Brasil Deus terá de agir, pois também o Brasil deve muito! O Mundo passará por catástrofes hediondas, jamais vistas. Depois soprará o vento! Soprará o Senhor dos Senhores, a calmaria, para todo o sempre, sobre seus filhos, agora redimidos e purificados! O Céu é puro! Deus é Santo! Amém. Rezai. Rezai. Rezai. Maria, Mãe do Universo.

Tudo se aproxima. Não tenham medo! Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.»



Em 03/04/2002:

«Paz!» «Filhinhos,

“Alegrai-vos quando ouvirdes falar destas coisas, porque estará próximo o Reino dos Céus”.

E deveis realmente alegrar-vos, pois a felicidade será total e completa, depois de todos os acontecimentos. Tudo será paz e harmonia! Será o mundo sonhado por Deus! Porém é necessário que tudo aconteça antes, e Deus fará acontecer, e fará cumprir todos os detalhes do que foi dito nas Sagradas Escrituras.

Tudo se completará! Mas, como a “mulher grávida em dores de parto”, assim será o sofrimento, a angústia, a expectativa, a dor horrível, para todos os filhos de Deus. Após as dores, a felicidade sem fim!...

O Céu cobrirá toda a terra, que será negra por muitas horas, e que, perdendo-se na escuridão, correrá o risco de colisões catastróficas e inimagináveis! Deus, porém, é Bom Navegador... E a terra volta à sua rota, agora já diferente, (a terra) e será coberta de um novo verde e com novas águas a fertilizando!

O céu não muda! O firmamento não muda! A terra é salva, e o novo homem é companheiro dos santos, e colaborador de Deus: e vive as alegrias de Deus.

A catástrofe terá origem no próprio homem, que, por seu ódio, com suas guerras, destrói quase tudo, pois suas bombas romperão os cintos de segurança dos continentes, e estes afundarão no mar. Assim será com a América do Norte e Central, e será com parte do Sul... O Brasil perderá um terço de sua geografia! Os peixes tomarão o lugar!...

A Europa será devastada por inteiro; o Norte da África; quase todo o Oriente. O continente asiático, com três quintos de seu tamanho navegará para outros mares, causando assustadoras colisões; ilhas desaparecerão, pois o mar se inflará por engolir tanta terra! Tudo isso é causado pelo homem! Sua engenharia é poderosa... e usada para o mal... O homem se auto-destrói!

O Coração do Pai sofrerá horrivelmente, decepcionado, magoado, porque o homem não ouviu Seus alertas; não escutou Sua Palavra! Mesmo assim, o Senhor de todos os senhores freará a loucura do homem, e colocará em ordem todas as coisas. “E fará novas todas as coisas”!

Alegrai-vos, porque, mesmo na dor pelo terror, vereis a Mão de Deus vos amparando, vos arrebatando para os lugares seguros... Bilhões morrerão! O novo mundo, contudo, é morada de Deus! É morada do homem novo!

Alegrai-vos porque Ele vem com todo o Poder e Majestade, para fazer moradia junto a seus filhos amados!»

(E nossa cidade?)

«Toda a terra será abalada e nenhum lugar ficará livre das fúrias, mas há lugares previamente escolhidos, que não se modificarão, pois são refúgios naturais que abrigarão aos filhos arrebatados pelo Poder do Grande Pai. Vosso lugar é um desses refúgios. Sereis atingidos, mas sobrevivereis às calamidades, pois sois escolhidos para a missão de instauração do Novo Reino!»

(Todos?)

«Não todos! Os que perecerão, contudo, não serão somente os condenados, porque bons e maus terão de experimentar esta transformação!...»

(As montanhas... refiro-me às serras do Brasil)

«As nascentes dos rios estão nos morros e isto indica que as montanhas estão cheias de fendas e galerias, portanto frágeis a ponto de não poderem conter a fúria incontida do mar, que se infiltrará e explodirá as veias dos montes e serras, resultando nas quedas e até no desaparecimento deles. A água está em toda parte! Não tenhais medo, no entanto. Estas coisas eu vos digo, para alertar-vos e dizer-vos de que Deus está pronto para conter tudo, pois pretende salvar seus filhos.»

(Deus pode mudar seus planos?)

«A maneira de executá-los, sim, porque terá sempre de driblar a satanás e às suas forças, mas o plano de recriar um mundo feliz não muda, e isto custará muito aos filhos inconseqüentes! Contudo não quer castigar ninguém e oferece a Glória Eterna aos que a Ele recorrerem, convertidos e vivendo um coração de amor. Deus espera isso, mas já não há mais segurança, e por isso não poderá esperar muito!»

(E o mapa, só poucos podem ver?)

«Os privilegiados! Mas estes poderão mostrar a outros sem fazer alarde e sem espalhar o medo. Mas é necessário mostrá-lo. Deveis, no entanto, evitar os curiosos ou a mídia interesseira...»

(E os outros mapas?)

«A vós interessa este, do Brasil. No tempo certo, o mundo saberá. Amém! Eu vos abençôo e reafirmo: Estou junto de vós, e jamais Me afastarei, haja o que houver! Deveis confiar e contar sempre Comigo. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! Maria, Mãe do Universo.»



Dia 27/04/1998:

«Paz! Está resolvido e nada mais mudará os desígnios do Pai. Devem rezar muito por todos os pecadores e principalmente por aqueles que vocês conheceram ou conviveram por algum tempo. Desapeguem-se de tudo! Acertem tudo! Deveis estar sempre de sobreaviso. Tudo acontecerá, porém à hora do Pai. Não tenham medo! É preciso que tudo aconteça e será assim:

Luzes piscarão. O Sol piscará uma, duas, três vezes e então escurecerá. A terra será como que atirada no espaço. Verão gente correndo em todas as direções em pânico total.

O medo matará a muitos. Cadáveres, vós vereis por todos os lados. Bons e maus! Os bons, no entanto, não sofrerão, pois terão Deus no coração. As cruzes azuis continuarão iluminadas e todos os que têm o coração iluminado brilharão para o mundo. As casas que estiverem alerta se salvarão.

A fúria do Pai é grande, mas já está avisada desde o princípio dos tempos. Esta calamidade que ceifará multidões em todo o mundo, não será ainda o fim, pois o Pai poupará milhões, para dar-lhes ainda novas chances. Contudo haverá ainda maiores calamidades, caso os homens não se voltem para o Pai, de uma maneira definitiva. Tudo está preparado, mas não tenham medo. O Pai precisa renovar o mundo em virtude da salvação deste mesmo mundo.

Eu, Maria, Mãe do Universo acompanho tudo e estou pelo mundo trazendo mensagens, orientações e pedidos de orações e penitência, mas não sei a hora. Só Pai sabe. Porém, quando Pedro deixar o trono, sabei que os anjos receberam as ordens (Ap 7,11).

Mas é preciso que muitas coisas aconteçam antes da tribulação final, quando poucos se salvarão (ficarão vivos) e iniciarão com Meu Filho, uma nova terra, a caminho do Novo Céu (Is 65). Rezem, rezem, rezem... Vocês estão protegidos com Meu Manto e nas profundezas do Sagrado Coração de Meu Filho.(...)

Maria, mãe do Universo!

Na verdade, estas mensagens sintetizam tudo aquilo que nós já falamos até aqui e também tudo o que falaremos a seguir. Elas formam um quadro dos mais impressionantes, em termos de profecia atual. Também a outra mensagem, que adiante colocaremos, sobre o Aviso é de uma força de expressão máxima. Sim, deveria ser apenas o céu a falar e a gente a escutar. Mas o mundo se tornou um caldeirão de surdos. O mundo se tornou uma reunião de cegos. Se não fossem alguns profetas – loucos dizem os maus – que nos abrissem os olhos, e a nossa terra desapareceria sem que o percebêssemos. Mas quem tem um mínimo de inteligência, sabe que algo de grave VEM! E vem igualmente sobre o nosso Brasil. Vejamos algo sobre os mapas.



OS MAPAS



Entre as perguntas que fizemos para Nossa Senhora, antes de começar este livro, uma foi relativa aos mapas passados já em março de 2000 ao Cláudio, e ainda não revelados. Em princípio, sabíamos poder colocar apenas o mapa do Brasil, aquele que mais nos interessava. Entretanto, para nossa surpresa, ela nos autorizou a colocar todos, sob o argumento de que a maioria dos livros permanecerá no Brasil, pois os mapas relativos à Europa e a América do Norte, em especial, são aterrorizantes.



Esclarecemos que estes mapas são ainda inéditos. E o que mais nos impressiona, neles, é a exatidão com que batem com outras profecias descritivas, uma das quais usaremos como roteiro dos acontecimentos que virão. A forma como eles foram passados ao Cláudio é a mesma das mensagens. Quando recebe uma mensagem do Céu, ele entra num estado tal que não percebe nada do que acontece em sua volta. Nestes casos, o Céu toma o confidente por inteiro, e as suas mãos são usadas pela própria Nossa Senhora, e é como se ela própria fizesse no mapa os destaques. Este dom de Nossa Senhora – dom da subtilidade (que é penetrar no corpo de uma outra pessoa e tomar-lhe os movimentos) – segundo Madre de Agreda em “Mística Cidade de Deus”, ela já tinha quando vivia na terra. É então, como se ela própria riscasse o mapa, assinalando os locais atingidos.



Abaixo, passaremos os mapas de todos os blocos continentais e não faremos explicação especial sobre nenhum deles, deixando ao leitor a meditação. Na verdade, o mundo atual será totalmente refeito, totalmente modificado, de modo a atender às disposições de Deus para a Nova Terra que vem, porque de um mal aparente, Deus sempre retira um bem. Como blocos inteiros irão submergir nas profundezas do mar, acreditamos que novos blocos irão surgir. Na verdade, não fosse o imenso bloco africano que pouco será afetado, poder-se-ia dizer que mais da metade da terra firme de hoje desaparecerá para sempre nos abismos do mar.



Em princípio, nós podemos dizer que em toda a terra, os locais mais atingidos serão exatamente aqueles que mais têm grandes cidades e áreas mais densamente povoadas. Isso tudo desaparecerá, pois a contaminação ali é grande e não poderá ficar. Entretanto, embora tudo seja terrificante, em todo o tempo vamos continuar repetindo: Onde que quer existam pessoas rezando, onde quer que haja adoradores da Eucaristia, ali há de haver proteção. Não tenham medo os que rezam! Este é o tempo final, hora de aprender a colocar-se inteiro nas mãos de Deus.

ANTECEDENTES



Naturalmente que tudo isso não virá assim, de repente. Ou seja, não virá num tempo ainda “bom”, como hoje, mas somente depois de gravíssimos desastres. Um palco de horrores não se monta num só dia. Como já dissemos, a terra, antes, terá de tornar-se maldita por inteiro. É preciso que os homens se tornem maus, na sua imensa maioria. É preciso que antes aconteça uma falência mundial de todas as economias, governos e empresas.



É preciso também que antes ocorram centenas de guerras civis, mesmo entre as nações ricas da Europa, para que estas ações conduzam a uma terceira guerra mundial. É preciso que o anticristo se manifeste publicamente – hoje ele ainda age ocultamente – e é preciso que seja eleito um falso papa, que assumirá o trono de Pedro, por sete meses. É preciso, enfim, que antes sejam derrubados a maioria dos sacrários da terra, com a decretação do fim da Eucaristia. Só então a terra, em meio à fúria extrema e transes de loucura, estará pronta para receber o astro. E só então ele virá! Por isso, vamos aqui relatar alguns fatos que deverão anteceder a queda do astro.



1) FUGA DO PAPA: Trata-se do primeiro SINAL. O Papa vê-se obrigado a deixar o Vaticano, às pressas, e foge sem dar aviso. Ele estará fora por sete meses. Mas somente no dia de Deus ele sairá de lá, e só quando o mundo estiver preparado. Começa então uma longa peregrinação por diversos lugares da terra, sempre às escondidas, mas muito bem guardado pelo céu. Pode acontecer que os seus adversários, não o encontrando, simulem até um falso enterro, usando para isso um boneco de cera. Mas ele estará vivo, embora perseguido pela besta. Mas cada vez que ele estiver para ser descoberto em algum lugar, já antes será transferido para outro, pois Nossa Senhora o guiará, estando ela visível para alguns, e o próprio Deus o guardará. Não temam, pois, pela vida dele! Apenas rezem e tudo sairá bem!

A saída do Santo Padre deverá ser marcada imediatamente por sinais extraordinários. Existem profecias que dão conta de que, antes de sair do Vaticano, ele traçará uma Cruz no ar com aquele báculo que ele sempre traz junto de si e, neste instante, em toda a terra, estarão sendo marcados os filhos de Deus com uma cruz na testa.

Somente os bons terão a Cruz, de modo que será possível a eles conhecerem os maus, que não a terão nem a verão nos bons. Já citamos acima os textos proféticos que avisam sobre isso, inclusive Apocalipse 7, 3. Mas, atenção! Já durante o tempo do trânsito do Papa por aqui no Brasil, teremos tempestades em muitos lugares. Estas chuvas, como nunca antes vistas, poderão arrasar cidades inteiras, pois toda a natureza entrará em transe. São sinais iniciais, de maiores e mais terríveis catástrofes ainda por vir. E já se trata de Deus soltando as cordas do abismo!



A Beata Elizabeth – cujas visões vamos usar mais vezes – na festa de São Pedro e São Paulo, em 29-6-1820, contemplou profeticamente o Príncipe dos Apóstolos – São Pedro – descendo dos Céus revestido dos paramentos pontificais e rodeado por uma legião de anjos. Com o seu báculo, traçou sobre a Terra uma vastíssima cruz e, aos quatro lados dela, fez aparecer quatro árvores verdejantes, também com forma de cruz, envoltas numa luz brilhantíssima. Sob essas árvores-cruzes ficavam "refugiados e livres do tremendo castigo" todos os bons fiéis, os religiosos e religiosas. "Mas, ai daqueles religiosos e religiosas inobservantes, que desprezaram as Santas Regras. Ai, ai, porque todos perecerão sob o terrível flagelo! E digo isto de todos [...] que se entregam à libertinagem e vão atrás das falsas máximas da reprovável filosofia de hoje.



Em 16-1-1815, os anjos mostraram-lhe muitos eclesiásticos que "sob manto de bem, perseguem a Jesus Crucificado e Seu Santo Evangelho", e que "como lobos raivosos tramavam derrubar o chefe da Igreja do seu trono". Então ela foi levada "a ver o cruel estrago que a Justiça de Deus está para fazer entre aqueles miseráveis: com sumo terror, via que em torno de mim fulguravam os raios da Justiça irritada. Via os prédios caírem em ruínas. As cidades, províncias inteiras, o mundo todo estava em caos. Não se ouvia outra coisa senão débeis vozes implorando misericórdia. O número dos mortos era incalculável".



2) ELEIÇÃO DO FALSO: Tão logo o Papa deixe o trono, é nomeado o seu sucessor (II Tess), que, aliás, já está “eleito”, e este começa a promover diabólicas mudanças dentro da Igreja Católica, para a tornar mais “moderna” e mais “de acordo com os novos tempos”. Ditará o fim da Eucaristia e da Santa Missa, fazendo dela um culto protestante, eliminando assim o seu sentido de Sacrifício.

Muitos cardeais e bispos serão enganados por ele – outros já estão de acordo – e o seguirão por algum tempo. Se você for um verdadeiro católico, logo perceberá as mudanças que a mídia tratará de difundir em todo o mundo rapidamente, através de um falso “novo catecismo”. Caso você perceba alterações sistemáticas em tudo aquilo que você aprendeu, não siga estes ensinamentos, que todos vêm do maligno. Siga apenas aquilo que você recebeu da Igreja até Bento XVI e prepare-se para as perseguições que virão. Não tenha medo, porém, porque a Igreja vencerá no fim!



3) O CÉU SE RETIRA: Tendo o falso papa assumido o comando da Igreja, Deus como que “se retira” do mundo (Ap 8,1), e permite que os demônios comandem as ações por um tempo, pois será aberto o poço do abismo (Ap 9,1). E todos os demônios serão soltos do inferno, começando então “uma tribulação tão grande como nunca houve na terra, nem haverá depois” (Mt 24,21).



Novamente usamos as palavras da Bem-aventurada Elizabeth.

“Deus rirá deles e da sua maldade e, com um só aceno da Sua mão direita onipotente, punirá esses iníquos, permitindo às potestades das trevas saírem do inferno. Estas grandes legiões de demônios percorrerão o mundo todo e, por meio de grandes ruínas, executarão as ordens da Divina Justiça, à qual estes malignos espíritos estão submetidos, de maneira que não poderão fazer nem mais nem menos dano do que permitirá Deus, aos homens, aos seus bens, às suas famílias, às suas infelizes aldeias, cidades, casas, palácios e qualquer outra coisa que subsistir sobre a Terra [...].”



“’Deus permitirá que esses homens iníquos sejam castigados através da crueldade de demônios ferozes, porque se submeteram voluntariamente à potestade do demônio e confederaram-se com ele para causar dano à Santa Igreja Católica. [...] Foi-me mostrado o horrendo cárcere infernal. Eu via abrir-se na maior profundidade da terra uma caverna tenebrosa e espantosa, cheia de fogo, de onde via sair muitos demônios, os quais, tomando uns uma figura e outros uma outra, uns de animal, outros de homem, vinham todos infestar o mundo e fazer por todas partes malefícios e ruínas [...]. Devastarão todos os locais onde Deus tem sido e é ultrajado, profanado, sacrilegamente tratado, onde se tem praticado a idolatria. Todos esses locais serão demolidos, arruinados, e perder-se-á todo vestígio deles”.

Devemos esclarecer ainda uma coisa. Isto já está acontecendo em parte, prova da grande preocupação da Igreja com o número explosivo de pedidos de exorcismo, especialmente na Itália. Por muito tempo os maus padres tentaram eliminar o exorcismo e fazer calar os abnegados padres que ainda o rezam, dando assim cordas ao inferno. Estes estão entre os maus que a Beata Elizabeth denuncia, e que serão trucidados pelo inferno. Em vista disso, em todo o mundo explodirão estas possessões diabólicas, que tomarão milhares de pessoas, especialmente as das famílias que agora não rezam e acham-se desguarnecidas. Já de há muito tempo nós viemos alertando para este fato, pois aqui no Brasil não é, nem será diferente. Ai das famílias que não rezam!



4) EXPLOSÃO DAS BOLSAS: Enquanto o falso papa trata de “demonizar” a Igreja, a besta tratará de implementar com rapidez seu plano “globalizador”, ou seja, a implantação do governo único. Para isso, é preciso que eles quebrem a espinha da economia mundial, falindo as empresas e os bancos, colocando em todo o mundo milhares de trabalhadores na rua. Para isso, eles usarão a quebra das “Bolsas de Valores”, a arma diabólica que eles inventaram especialmente para este fim. As bolsas e os bancos são a maior arma de roubo que existe na terra, porque é legalizada. Eles que aguardem a explosão da ira de Deus.

Tenham certeza absoluta de que as Bolsas de Valores ainda não explodiram, não porque os homens assim o querem, mas simplesmente porque Deus ainda não permitiu, pois ainda não é o momento certo. Os homens pensam que detêm o domínio das coisas, mas é puro engano. Os homens não controlam nada, nem têm poder algum. Bolsa é podridão só! É loucura completa! Desta forma, todas as outras coisas só tomarão seu curso definitivo no momento em que Deus assim o quiser. Afinal, a besta não está bem preparada, ainda, e Deus não quer permitir que, mais tarde, Lúcifer reclame de não ter tido todas as chances. Então Deus vai lhe dar estas chances todas, até o abismo chegar às raias da loucura extrema, para que o inferno jamais possa reclamar.



5) FALÊNCIA DAS EMPRESAS: No rastro da explosão das Bolsas, virá fatalmente a quebradeira das empresas de toda a terra. Primeiro ruirão as empresas que têm ações nas Bolsas, depois falirão as médias, depois as pequenas, porque ninguém mais poderá comprar de ninguém nem vender nada.

Então, aos poucos, faltará de tudo para todos, pois mesmo que se tenha dinheiro, logo não haverá o que comprar em muitos lugares. Com a falência das empresas, que não mais poderão pagar os impostos, falirão todos os governos da terra em poucas semanas. Estes não mais bancarão os benefícios sociais e as próprias aposentadorias, deixando milhões de velhinhos ao total desamparo. Estes não poderão mais comprar sequer seus medicamentos e a besta tentará usar este artifício para impor neles a sua marca diabólica e de controle. Também a comida será usada como forma de pressão e muitos cairão no engodo. Só quem partilhar não passará fome.



6) QUEBRADEIRA DOS BANCOS: Com a falência das empresas e o desemprego em massa, o próximo alvo será os bancos, esta “hera parasita da sociedade moderna”. Com milhares de pessoas indo aos bancos em busca de seus depósitos, não haverá dinheiro para pagar a todos – pois Banco não empresta dinheiro e sim créditos, vento. Lucra emprestando vento a juros – logo haverá um completo caos social. Em poucos dias, toda a terra estará transformada numa Argentina de tempos atrás, só que mil vezes piorada e caminhará sempre mais para a explosão final.



Então, quando milhares de pessoas enlouquecidas, como em avalanches e hordas, forem buscar seus depósitos e poupanças, os Bancos simplesmente não terão como honrar tais quantias. E não haverá banco que socorra, nem o famigerado FMI, nem o Banco Mundial, nem o Federal Reserve americano, pois todos estarão na mesma situação de caos e falência ao mesmo tempo. Volta-se, assim, o feitiço contra o feiticeiro. E bilhões de pessoas serão lesadas de tudo, ocasionando milhares de suicídios e até assassinatos de banqueiros, gerentes e bancários.



7) GUERRAS CIVIS: Isso tudo é projeto da besta dominadora. Até aqui tudo irá de acordo com os seus planos. Imaginem as confusões dentro dos países, especialmente aqueles que têm diferentes etnias que já hoje brigam internamente entre si, como os bascos na Espanha. De fato, no passo seguinte, começarão a explodir, em diferentes países, as guerras civis internas, promovidas por milhões de desempregados, que aliadas aos saques, aos roubos e às depredações, farão com que as polícias e os exércitos já não consigam controlar as massas furiosas. O próprio leitor poderá ir imaginando estas situações escabrosas.

Estas guerras serão mais ferozes, nos países que aprovaram as leis do aborto, notadamente os sete grandes. Estes países insensíveis e arrogantes pagarão caro, por terem-se feito donos da vida, em uma afronta direta ao Criador. Quando eles menos perceberem, estarão atirando-se, irmão contra irmão, pois assim está profetizado: “se atacarão mutuamente” (Zc 14,13). Por este tempo, continuarão como avisos muitas tempestades, desastres climáticos, terremotos, furacões e coisas do gênero. Tudo isso já prevendo coisas mais terríveis ainda! O Brasil também, de forma alguma estará livre, nem de terremotos, nem de furacões! Que aguardem os promotores do carnaval da camisinha! E que aguardem os joãozinhos do “kama sutra” e todos aqueles que o aplaudem, divulgam-no e que aprovam seu carnaval demoníaco.



8) INCIDENTE EM ISRAEL: Enquanto o Papa estiver fugindo, antes de chegar ao Brasil, acontecerá o incidente em Jerusalém, com a queda do avião espião americano sobre a cidade, que levará ao achado do Cálice Sagrado – o “Santo Grahl” – que será o pivô de incríveis e maravilhosos acontecimentos futuros, conforme foi revelado ao Cláudio (Ler nosso livro “O Milagre do Fim”) (Adiante explicaremos este detalhe).



9) O DIA DA DECLARAÇÃO: Quando a besta tiver uma certa “segurança” de seus planos, estando a economia mundial em frangalhos e o mundo em guerra, eles apresentarão seu projeto dominador e a humanidade, sem saída, sem forças e de joelhos, implorará a intervenção do anticristo. Então, ele em pessoa se apresentará aos homens numa rede mundial de rádio e TV. Aproveitando o fato de que a humanidade aguarda a iminente 2ª Vinda de Jesus, ele se apresentará como o verdadeiro “messias” e dirá que é o “filho de Deus”, veja sua ousadia. E a humanidade, infelizmente, o aceitará como seu salvador, pois o maldito se apresentará ao mundo com inúmeros “falsos sinais e prodígios enganadores, graças ao poder de satanás” (II Tess 2,9). Na verdade, tão cego está o homem que isso o deixa mais do que preparado para se entregar livremente ao comando do demônio.

10) PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS: Com o aparecimento do “filho das trevas”, ele e o “falso profeta”, juntos, tratarão de por a culpa de todos os acontecimentos mundiais nos cristãos e terá início a maior perseguição religiosa qual jamais houve na terra, quando milhares de mártires derramarão seu sangue pela Igreja.

Então, estaremos no dia profetizado por Jesus quando disse que “virá a hora em que aquele que vos tirar a vida, julgará prestar culto a Deus” (Jo 16,2). Muitos serão mortos pelos próprios “católicos” em fúria, que se tornarão partidários da “igreja moderna” de satanás. Eles pensarão que é uma boa coisa matar os católicos “antiquados”, pois estes só atrapalham o caminho da verdade e do progresso. Então, como alvo primeiro da perseguição, estarão o Papa, os cardeais e bispos fiéis e também os sacerdotes e religiosas fiéis ao Papa.



Novamente a Beata Elizabeth tem as palavras certas: Com efeito, em 7-6-1815, Deus mostrou-lhe, mais uma vez, a punição que atraíam sobre a humanidade esses "lobos rapaces sob pele de ovelha, [...] acérrimos perseguidores de Jesus Crucificado e de Sua esposa a Santa Igreja". "Parecia-me - escreveu - ver todo o mundo em convulsão, especialmente a cidade de Roma. [...] O que dizer do Sacro Colégio(*)? Por causa da variedade de opiniões, uns tinham sido dispersados, outros abatidos ou assassinados desapiedadamente. De modo similar eram tratados o clero secular e a nobreza. O clero regular não sofria a dispersão total, mas era dizimado. Inumeráveis eram os homens de toda condição que pereciam nesse massacre, mas nem todos se condenavam. Muitos eram homens de bons costumes, e muitos outros de santa vida”. (* O Sacro Colégio Cardinalício, é formado pelos cardeais que tem direito a eleger o Papa. Ela aqui prevê que a falsa eleição já provocará mortes. Meu Deus aonde chegamos!)



11) INÍCIO DA TERCEIRA GUERRA: Um incidente em Israel, a queda do avião espião dos EUA, dá início ao curso da guerra que se estenderá por diversos países do mundo. Talvez isso leve não um dia ou dois para ocorrer, mas fatalmente virá. Será Israel a declarar guerra. Serão explodidas três bombas atômicas, pois Deus não permitirá que o homem detone todas as que tem em mente. Eis aí uma prova do amor Dele, agindo na tempestade e na loucura humana. Mas mesmo estas poucas causarão as mais terríveis transformações atmosféricas que - junto com a explosão de milhares de outras bombas - desequilibrarão todo o planeta, rompendo os “cintos-de-segurança dos continentes”. Então todo o universo entrará em transes de loucura. Todos os vulcões da terra explodirão a um só tempo. E estas coisas se estenderão por muitos dias, numa dinâmica que abrangerá de certa forma a terra inteira, com fumaça, gases tóxicos, fogo e enxofre!

Seguramente, China e Rússia (Gog e Magog – Ezequiel 38) terão papel decisivo nas batalhas desta terrível guerra total. Estes países aproveitarão estes tempos confusos para ampliar seu raio de domínio. Especialmente a China, em seu expansionismo exacerbado, um país que já não tem mais terras para abrigar seu povo, que cresce assustadoramente apesar de todas as regras diabólicas de controle da natalidade que eles lá implantaram. Aguardem estes dois! Guarde também todos estes nomes: Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, França, Espanha, Itália, Canadá, Japão, China e Rússia! Eis aí os “10 reis do anticristo”! Eis os 10 chifres da besta (Ap 13,1), que estarão por trás de tudo!

12) A MARCA DA BESTA: (Ap 13,16) O anticristo e seus sequazes sabem que o homem não se curvará facilmente. Agora mesmo, podemos observar isso! Em todos os países eles todos já estão implementando as leis do desarmamento das populações, porque eles pretendem matar a maioria dos homens, mas temem, tal como o diabo tem medo da Cruz, levar um tiro. Assim, eles tentarão escravizar os homens, colocando-lhes um chip, nas costas da mão ou na testa, que lhes permitirá monitorar as pessoas, como um destes macaquinhos do mato, para saber o que falam, o que pensam, tornado-as verdadeiras escravas. Isso acontecerá mais fortemente em alguns países mais adiantados, mas até em nosso meio já se aplica o chip hoje mesmo. Basta ver aqueles que o estão colocando por medo de seqüestro. Já temos – segundo os jornais – mais de 75 mil sendo marcados no Brasil.



13) RETORNO DO PAPA: Se nós entendemos bem as passagens de Ezequiel 27 e 28, é certo que, a esta altura dos acontecimentos, já terá sido assassinado o falso papa. É então reconduzido Papa - pelas mãos dos bons cardeais - e ele reassume o comando da Igreja, embora ainda meio na clandestinidade. O anticristo ainda estará vivo por este tempo. Ele viverá até quase o fim, para ver a própria ruína. De fato, em todo o mundo que restou, ainda a besta persegue os católicos. Mas começa então o soerguimento da Igreja, do meio dos escombros do mundo. Roma terá sido completamente devastada! Também o Vaticano, com todas as suas obras de arte, estará sepultado no mar para sempre, porque está dito: “É pela cidade onde meu nome foi invocado (já não é mais) que começo a punir” (Jr 25,29). (Adiante voltaremos a falar neste assunto)

Mas a verdadeira Igreja, aquela simples e humilde, a Igreja de Jesus, estará de pé. A terra inteira, porém, estará num deserto assustador. Neste deserto, estarão sepultados milhões de igrejas, de catedrais e templos suntuosos, cheios de imagens caras e de “obras de arte”, de todos os tais “patrimônios históricos da humanidade”. E perguntar-se-á, por que isso? A resposta é simples: Templos vazios! Igrejas voltadas apenas para o turismo e o comércio! Todas elas obras construídas ou reformadas com o maldito dinheiro maçom, consagrado antes ao diabo. Igrejas sem sacrários, templos sem alma, sem vida, sem Deus! Tudo isso ruirá! Então nenhum sacerdote mais nos fará esta pergunta tola: Que mal existe em aceitarmos os presentes dos maçons?



14) A NATUREZA SE TRANSTORNA: Com os efeitos da guerra, as três bombas atômicas e outras, haverá aos poucos um tal desequilíbrio climático, que levará ao caos. Por este tempo, os próprios animaizinhos das florestas começarão subitamente a correr em todas as direções, pois – mais sensíveis do que os homens embrutecidos de hoje - pressentem que algo de muito mais sério ainda se aproxima. As aves desaparecerão dos céus e toda a fauna se recolherá num silêncio arrepiante. Marquem, pois, este sinal porque o astro virá de repente e ninguém o verá.



Assim a Beata Elizabeth descreve esta situação, que irá acontecer após a saída do Papa: Prosseguindo a narrativa da visão, ela relata que São Pedro voltou para o Céu. Então, na Terra, "o firmamento ficou coberto de uma cor azul tenebrosa, que só de ver causava terror. Um vento caliginoso fazia sentir seu sopro impetuoso por toda parte. Com um veemente e tétrico silvo uivando no ar, como feroz leão com seu assustador rugido, fazia ressoar sobre toda a Terra o seu horripilante eco”.

"O terror e o espanto porão todos os homens e todos os animais em um estado de supremo pavor, todo o mundo estará em convulsão e matar-se-ão uns aos outros, trucidar-se-ão mutuamente sem piedade. No tempo da sanguinária pugna, a mão vingadora de Deus pesará sobre estes infelizes, e com a sua onipotência castigará o orgulho, a temeridade, a desavergonhada ousadia deles; Deus servir-se-á das potências das trevas para exterminar esses homens sectários, iníquos e criminosos que pretendem derrubar, erradicar, a Igreja Católica, nossa Santa Mãe, pelas suas raízes mais fundas e jogá-la por terra [...]”.

Ou seja, quando a terra estiver totalmente tomada pela confusão, quando a perseguição dos católicos estiver no auge, quando o sangue humano já tiver rolado aos borbotões pela guerra e pelos milhares de assassinatos, Deus dará seu primeiro aviso de “Atenção”! As pessoas, que estiverem em oração, sentirão antes no coração a proximidade deste evento pavoroso. Muitas são as profecias que falam em cruzes misteriosas aparecendo nos céus, mas creio que antes do AVISO, que vem de súbito, não haverá sinal da parte do Céu. Entretanto, sim, mais adiante, por ocasião do grande Milagre, este sinal será visível.



Assim, chegamos ao grande momento do impacto. Não mais lei, não mais Deus, apenas sinais de morte em toda a parte. A loucura humana atingiu o píncaro supremo. A maldade atingiu o ápice, o ódio extrapolou todos os limites. Sangue aos borbotões, morte, morte, morte! Não mais Eucaristia em milhões de sacrários, não mais Santas Missas sendo celebradas, o escudo da terra terá sido demolido pelo maligno e seus sequazes. Padres, bispos e religiosos estarão sendo postos contra a parede: a besta ou a morte! Também os homens estarão na mesma situação: o anticristo ou Cristo! O demônio exigirá a opção de todos por ele! Os covardes, os tíbios e os mornos cederão! Os que não rezam cederão! Os que rezam serão protegidos por Deus e arrebatados!



Uma das visões que mais impressionou a Beata Elizabeth foi ver Deus indignado, conforme ela assim o descreve: “Num local altíssimo e solitário, vi Deus representado por um gigante forte e irado até o extremo contra aqueles que O perseguiam. Suas mãos onipotentes estavam cheias de raios, o seu rosto estava repleto de indignação: só o seu olhar bastava para incinerar o mundo inteiro. Não tinha anjos nem santos que o circundassem, mas somente a Sua indignação circundava-o por todas as partes.”



Da terra, então, brotarão rios de lágrimas e dilúvios de prantos. E a oração humilde dos santos, escondidos em antros, nas cavernas e nas catacumbas, haverá de atingir os céus. E mover o coração de Deus, que apontará o Seu indicador para a Terra e gritará: BASTA! Chega de tantos escândalos, crimes, vícios, pecados. Chega de tanto sangue inocente! Chega de afrontas e desafios! Então o imenso astro penetrará na atmosfera terrestre. E haverá uma tremenda explosão. E uma luz fortíssima iluminará o Universo! E o homem enfim saberá que Deus existe!





Simulação da colisão de um asteróide de mais de 10 km com a Terra (Fonte: NASA - Artista: Don Davis).

PALAVRA DOS CIENTISTAS



Recentemente, num programa de TV da National Geographic, sobre asteróides e cometas, então pude anotar uma série de dados interessantes. São eles:

1 – A uma distância de 160 milhões de quilômetros da terra, situa-se o chamado “cinturão de asteróides”, numa órbita entre Marte e Júpiter.

2 – Deste cinturão, já estão catalogadas em torno de 800 grandes pedras, todas elas com poder suficiente para destruir toda a terra, se viessem a cair aqui.

3 – Entre as pedras menores, aquelas capazes de destruir um país ou uma cidade, pode-se contar tantas quantas estrelas existem na Via Láctea, algo em torno de 200 bilhões. Ou seja, existe munição de sobra!

4 – A gravidade do planeta Júpiter muito facilmente tem empurrado alguns destes asteróides para fora de suas órbitas e são estes que podem atingir a terra de súbito.

5 – Um astro destes, se viajar a velocidades superiores a 100 mil quilômetros por hora, em menos de um mês já terá atingido a terra. Onde o tempo de 10 anos antes, para poder destruí-lo?

6 – Na face visível da Lua, podem-se contar mais de 300 mil crateras, fruto de impactos de astros, asteróides e cometas.

7 – A terra já foi atingida por mais de três milhões de corpos estelares deste tipo, embora se possam contar apenas 150 grandes crateras, porque a erosão e o tempo às escondem.

8 – No Canadá, existe uma cratera de 200 km de diâmetro, que foi formada por um astro de 10 a 20 quilômetros. Ele veio a uma velocidade de 112 mil quilômetros por hora, percorrendo a distância da lua até a terra em apenas três horas e rompendo a atmosfera em três segundos. Ele penetrou solo adentro em torno de 3,2 quilômetros. Isso provocou uma onda de choque com ventos superiores a 1.600 quilômetros por hora. A batida dele no solo elevou para a atmosfera trilhões de toneladas de pó, que cobriram a luz do sol por muitas décadas. É de algo assim que estamos tratando neste livro. Não acreditem nos que dizem o contrário porque esta é a palavra da ciência humana.



Ou seja, os verdadeiros cientistas, os homens inteligentes, sabem que tudo isso é imprevisível, que o homem jamais poderá controlar estes impactos e que isso tudo é muito real. De fato, eles também sentem que algo de grave está muito próximo. É, então, somente a mídia fofoqueira que se encarrega de colocar na cabeça da maioria a idéia de que isso nunca acontecerá.



O GRANDE MOMENTO DE DEUS – O AVISO!



Depois que Nossa Senhora nos pediu este livro, colocamos algumas perguntas em oração, por alguns dias, buscando um melhor direcionamento, pois nosso desejo é unicamente fazer a vontade de Deus e, embora humanamente tão falhos, fazer tudo como Ele quer. Entre estas perguntas, duas se referem a este capítulo e, com a resposta, ela nos deu muita segurança quanto ao que vamos colocar neste capítulo.



A primeira pergunta das duas foi se nós poderíamos explicar a salvação fulminante de Deus, que acontecerá neste momento, tal como já a vínhamos explicando nos trabalhos da internet, e a resposta foi SIM! A segunda pergunta é se era chegado o momento de divulgar algumas das fortes mensagens que o Cláudio recebeu em março de 2000, e que permaneciam ainda em segredo. E a resposta foi nos dada pela mensagem que segue mais adiante: SIM!



Temos lido, nestes anos, milhares de mensagens todas explicando o momento do Aviso de Deus, conforme Nossa Senhora passou às quatro meninas das aparições de Garabandal, no Norte da Espanha, durante o ciclo de 1961 a 1965.

Já dezenas de profetas trouxeram as suas descrições sobre este Aviso, entretanto ao Cláudio apenas haviam sido feitas algumas pequenas citações, nunca uma mensagem explicativa do que acontecerá. Na verdade, o que Nossa Senhora lhe disse é que as mensagens de La Salette e de Garabandal foram distorcidas, até porque muitas explicações sobre estas aparições não trazem mais o exato teor da verdade.



Outro fator a ser lembrado é que a maioria das pessoas que descreve este fenômeno espantoso – tendo em vista apenas a salvação da própria vida – fixa-se apenas no tema do juízo particular que acontecerá então, sem preocupar-se com a salvação das ALMAS, este o grande objetivo de Deus. Nós sempre temos dito e enfatizado que não adiantaria de nada o Pai enviar um Aviso tão forte aos homens, se Ele não executasse naquele momento uma fulminante obra de salvação. Ou seja, de nada adiantaria Deus iluminar as consciências dos homens, fazê-los sofrer com seus pecados, se os deixasse vivos para continuarem pecando. Na verdade, bastariam alguns minutos depois do golpe e já milhões estariam a proferir blasfêmias contra Deus.

Ora, o Pai nos conhece bem e sabe que, logo, muitos de nós O estaríamos acusando pela dor profunda do Aviso, de modo que em poucas semanas tudo estaria igual. Para que tanto esforço então? De nada adiantaria esta profunda revisão de vida, se ela não resultasse em levar para o Céu milhares de almas! E Deus não quer perder ninguém. Assim, nosso modo de explicar este fenômeno diz que, num dado momento, sem que os homens o percebam – pois estarão em meio à loucura – o astro entrará em rota de colisão com a Terra. No momento em que aquela força bruta impactar com as camadas superiores da atmosfera haverá uma explosão cósmica de alta pressão, gerando um clarão imenso, mesmo nos lugares onde for noite no momento.



Existem mensagens que falam que este astro, antes de cair no mar, dará algumas voltas na terra, envolvendo-a inteiramente com sua cauda venenosa. Isso fará cumprir o que está escrito em Apocalipse 8,10-11, sobre a estrela que envenenará as fontes. Enquanto o astro estiver executando esta ciranda louca, os homens serão levados a voltar-se para seu interior e começará o juízo pessoal de cada um, conforme o Céu explica na mensagem abaixo, passada ao Cláudio em 19/03/2000. Como será?

“Quem ainda não perdeu, vai perder!”

Naqueles momentos ninguém poderá prestar ajuda a ninguém! Serão os momentos da decisão! Quente ou frio! Não haverá tempo para meio-termo, para o morno, para desculpas. O desespero... a dor! A busca da sobrevivência! E só! Cada qual terá de encontrar seu caminho! Não poderá contar com nenhuma ajuda! Será a hora da decisão! As portas estarão fechadas, o céu escuro, a terra em trevas... Apenas o indivíduo!... Porque será o momento do juízo!

E cada um julgará a si próprio! E se decidirá! Não haverá a ajuda do céu. Não haverá interferência de ninguém e de nada... Nem do céu! No silêncio de cada um, terá de ser tomada a decisão e escolhido o caminho definitivo. Porque cada um é responsável por seus atos. Ninguém será culpado da culpa de outro! Cada um se julgará e não julgará o outro! Serão momentos terríveis porque não haverá desculpas. Cada um terá sua mente sadia, lúcida... E verá seu interior, seu passado e seu presente, nitidamente! E se julgará!

Milhões sucumbirão: o medo, a incerteza, a insegurança, o pavor... Mas não haverá lugar para isso nem tempo... Então sucumbirão! Milhões procurarão encontrar outros culpados, mas não encontrarão, porque o único culpado é cada um! O mal é praticado individualmente! Os que erram, levados pelos outros, erram por si, porque cada um é o único responsável por si e tem capacidade para o não! Ninguém será culpado! A culpa é individual!

Não haverá fugas, porque a mente de cada um agirá sem freios e não poderá parar, nem se justificar. Os erros aparecerão nitidamente e não terão justificativas. Milhões não terão forças e sucumbirão. Todos prestarão suas contas e a matemática será a praticada pelo Céu! Sem erros!

Não haverá tempo para segredo, falcatrua, suborno, porque não haverá quem se disponha a isso! O homem – o indivíduo – se sentirá perdido, só, e terá medo! Muito medo! E terá de resolver sozinho. Não terá ajuda de ninguém e de nada! Será o único responsável.

Todo o Universo será abalado: estrelas, astros se deslocarão e será um labirinto assustador, escuro, vazio. Nada para segurar, para proteger... E o caminho é à frente: os que ficarem parados serão pisados, massacrados. Só à frente! No labirinto! “Milhões morrerão de medo!”

A terra ficará em pedaços: homens, peixes, animais terrestres, terão seus cadáveres mutilados e misturados à podridão! O horror! Será insuportável... E poucos encontrarão o caminho: serão os que viveram o caminho!

É Deus Justiça! Cada qual respondendo por seus atos, não podendo mais se apoiar em outros ou usá-los! Cada qual responderá só! E isso não será o juízo final! Isso ainda será a terra! Depois... Porque estes serão os tempos para o exame de consciência e todos ficarão nus... completamente nus... Depois... Deus então fará a justiça! Ele viu! Ele vê! E ninguém escapará! E Ele vem!

Portanto, filhos, o tempo atual é concedido como presente de Deus para que possais ter tempo para o arrependimento e tomar novos rumos. Mas já não tendes muito tempo! Eis que Ele vem! O Juiz vem! Incorrupto, implacável, justo, imparcial!

Os grandes continentes – os mais arrogantes continentes – serão varridos para sempre e não poderão ser mais lembrados e nem servir de exemplos... Europa, Oceania, América do Norte, Meio Brasil, Meia Sul (América do Sul), Ásia em parte, África em parte... Sucumbirão ! Pouco restará da terra! E o que restar serão escombros! E poucos homens... Serão os santos!

Então acontecerá o verdadeiro Juízo Final. E o início do Novo Mundo! Mas o início será dolorido... Cansativo... Mas será com Deus: Porque Deus estará no meio de vós. Amém!

(Assina: “O Céu!”)



Assim, fica bem claro que todas as pessoas da terra passarão por um pequeno juízo particular. Em verdade, a maioria absoluta se compungirá profundamente por causa dos seus pecados. E arrepender-se-á profundamente deles, e fará um propósito firme de não mais voltar a pecar. Entrementes, todos nós sofreremos nosso purgatório ali. E será um tempo de dor profunda, terrível, assustadora e extremamente angustiante, que cada um irá viver sozinho e pagará de acordo com os seus próprios atos.



Ou seja, cada um sofrerá seu purgatório ali em meio a dores indizíveis, mas extremamente salutares, pois serão elas a lhes dar a salvação eterna. E como Deus tem o poder de concentrar em apenas 15 minutos – tempo em que o astro estará girando ao redor da terra antes de bater – isso quer dizer que todos nós iremos estar preparados, para se morrermos irmos direto ao Céu, sem ter que passar sequer pelo purgatório. Viram que maravilha?

Sim, será um tremendo golpe de Deus nas pretensões do inferno. Veja que apenas momentos antes da queda havia uma multidão de loucos entre as maiores loucuras, estando todos prontos para ir ao inferno se o astro os matasse. Mas pela infinita bondade de Deus, e pelo Seu imenso Poder, agora, depois da visão interior dos próprios pecados – apenas alguns minutos depois – temos uma multidão de arrependidos, e preparados para cair nos braços do Pai Eterno. É neste exato momento que o astro bate na terra, com todas as fúrias que já descrevemos.



E num só golpe, Deus retira da terra algo como 1/3 parte da humanidade, tirando-a das garras de satã e levando-a direto ao Céu. Não existe outra forma, amigos leitores. Deus sabe que se esperasse um pouquinho só a mais, seria tarde. Muitos destes se perderiam. Bilhões de pessoas não têm cura. Elas voltarão a pecar, e a pecar, sem fim. Elas e seus filhos! Então a misericórdia as acolherá, na sua imensa maioria, e elas passarão a viver para sempre com Deus e serão eternamente gratas a Ele por havê-las salvado das garras do inimigo. Por lhes haver aberto os olhos em tempo, e os salvado mesmo que aparentemente contra a vontade, mas sem jamais afrontar a sua liberdade de escolha. Será tão perfeito, que sequer o diabo poderá reclamar que foi enganado.



Na verdade, também as almas do purgatório passarão pela dor do momento do Aviso. E milhares delas que ainda lá se encontram – a Guerra mundial que vem antes deverá encher o purgatório mais uma vez, pois 1/3 parte dos homens morrerá nesta guerra – serão libertadas de lá pela força deste momento de expiação. Isso nos faz meditar melhor. Se o purgatório é de fogo purificador, e as almas que lá estão sofrendo se libertarão com o Aviso, qual não será o sofrimento dos homens vivos naqueles minutos de seu purgatório terreno, um tempo que deverá ser curto? Sim, será mais longo e doloroso para alguns, e mais leve para outros. Mas cada um pagará na medida de sua falta de amor. Também o anticristo e seus asseclas passarão por este momento, mas estes não se arrependerão e, sim, mais odiarão.

Ainda sobre a mensagem acima, explicamos o seguinte: Como Cláudio já havia recebido os futuros mapas dos continentes, ele fez a seguinte observação: “Se nós olharmos a África, percebemos que realmente quase nada sofrerá. Mas lá existem civilizações estranhas...” Ao que Nossa Senhora respondeu:

“É outra história! Não são filhos (1)... e se exterminarão! Contudo fica o espaço terreno: o Novo Paraíso! Amém! Também alguns outros pequenos pontos existem no mundo inteiro, que não aparecem nos mapas, e que não serão afetados (2). São os que rezam! Amém!” Explicamos...



(1) - O que o Céu quer dizer com este “não são filhos” é que eles não quiseram se fazer Filhos de Deus – aqueles que habitarão a Nova Terra – porque desprezando todas as chances de viverem a Lei do Amor, nunca aceitaram o Evangelho da Salvação, sempre preferindo entregar-se a deuses estranhos e a rituais diabólicos, trocando o Deus Amor por um tenebroso panteão de divindades malignas. Além disso, lavaram a sua África em sangue humano. Eles, os maus que lá habitam, se não morrerem pelo impacto do astro, acabarão por matarem-se a todos, por disputas de comida e especialmente por água. A África inteira virará um imenso caldeirão, embora mais tarde, ali será também o paraíso, até porque, segundo o Papa, é na África onde hoje mais cresce a fé.



Na verdade, a mesma coisa irá acontecer com outros povos estranhos, que preferem adorar os elefantes, as vacas, o rato, além de divindades de pau e pedra, ao invés de decidirem por Deus. Ninguém poderá alegar que não conhecia Jesus, ou não teve tempo. Estes não quiseram ser filhos e, portanto, estão fora do novo Reino, onde só habitarão os filhos de Deus. O mesmo se diz de países ateus, comunistas ou à toa, e o mesmo se diz dos países arrogantes, que “evoluíram” de Babilônia para Sodoma. Ou seja, mesmo que suas áreas de terra fiquem acima do nível do mar, eles se matarão depois, ou morrerão de fome e de sede.



Isto está reservado especialmente para partes da África, Sudoeste da Ásia, Índia, China, Austrália e também outros países menores e tribos escondidas. Isso nos levará a um número em torno de 3/4 partes da humanidade, que não acolheram ainda o Evangelho, porque não quiseram ouvir falar de Jesus nem do Deus único e verdadeiro. Ou seja, alguns podem não ter ouvido, mas em seu país, Jesus já foi anunciado. Se em 2000 mil anos eles não se converteram, é sinal que nunca se converterão, nem eles nem as gerações que os viessem a suceder. Porque se esgotou o tempo da graça. Infelizmente isso inclui o Maomé dos palestinos e dos árabes, também o Buda chinês e japonês e o Brahma, Vishnu e Zoroastro da Índia, entre outros.

Ora, Deus só existe um! E só Ele poderá salvar seus filhos. Os outros deuses, certamente, estarão a fugir na frente de seus fiéis devotos. E os devotos, que os quiserem seguir, cairão no abismo. Ou seja: eles se exterminarão! Não se trata, pois, de qualquer forma de racismo ou ódio. Na verdade, nenhum povo da terra poderá alegar que não teve condições de acolher Jesus. E porque “não creram, nem foram batizados, não serão salvos”!



(2) - O que o Céu avisa aqui é que onde quer que existam pessoas boas e rezando para o Deus verdade e Único – não adianta rezar para deuses estranhos – e mantiverem-se em estado de graça, ali haverá a proteção total. Deus jamais abandonará aqueles que rezam e Nele confiam. Mesmo para Honduras, que está situada bem ao lado do impacto do astro, haverá proteção total, porque atendendo ao pedido do Papa, por seu bispo, rezaram mais de 625 mil Rosários no ano especial instituído por João Paulo II. Quantos fizeram isto?



Quer dizer, mesmo que muitos lugares – adiante mostraremos os mapas – estejam dentro da faixa vermelha da destruição, tendo ali pessoas que rezam, não serão atingidos pelos anjos da morte. Nisso se mostrará o imenso poder de Deus. E é preciso que assim seja, tudo grandioso, forte, estupendo e maravilhoso, misturado ao terrível, ao diabólico e tenebroso. Então cada um poderá escolher: Luz ou Trevas! Será uma escolha fácil, nítida e definitiva! Deus, a todo o momento estará mostrando a todos, seu completo domínio sobre todas as coisas e sobre os seres. Quem escolher ao diabo, saberá claramente que escolheu o perdedor!



Completando este capítulo, dizemos algumas coisas. O profeta Zacarias fala que 2/3 partes dos habitantes da terra serão eliminados e que sobrará 1/3 parte para ser purificada. Na verdade, o Aviso já será uma primeira etapa da purificação. Milhões de pessoas que escaparem com vida desta tragédia, a partir dali começarão a mudar de vida completamente. Haverá um reavivamento da fé e as pessoas passarão a caminhar no rumo da unidade. Aos poucos, as seitas perceberão seu erro, os protestantes darão a volta em seu caminho e todos os cristãos juntos começarão a caminhar na direção única. Entretanto, ao meu ver, estas duas frações acima, digo isso com segurança, não serão calculadas sobre os seis bilhões de habitantes do planeta e, sim, dos seguidores de Jesus Cristo.

Ou seja, depois da queda deste astro, por tudo o que nós descreveremos a seguir, já não teremos mais que 1/10 parte da humanidade viva, algo como 600 milhões de pessoas, como está em Isaías 6,11-13, que pergunta a Deus: “Até quando Senhor? Disse eu. E Ele respondeu: Até que as cidades fiquem devastadas e sem habitantes, as casas sem gente e a terra deserta. Se restar um décimo da população, ela será lançada ao fogo, como terebinto e carvalho, cuja linhagem permanece quando são abatidos. Sua linhagem é um germe santo”.



E realmente os que sobrarem, serão como jogados no fogo, no gelo, na fome, na sede, na doença, na miséria e na dor, por algum tempo. Penso neste número – 600 milhões – é que já estaremos naquele tempo, não somente porque serão eliminados aqueles que não quiseram ser filhos, mas porque, olhando os mapas que virão a seguir, o próprio leitor verá que todas as grandes metrópoles da terra deixarão de existir, porque até aquelas que ficarem acima do nível do mar, todas estarão em frangalhos. E com elas, terão morrido algo em torno de 5,4 bilhões de pessoas. De fato, se sobrassem dois bilhões de habitantes, isso não seria de forma alguma um “punhado” de gente.



A MISSA DO CALVÁRIO!



As profecias nos revelam que a Guerra irá terminar, não com a maior força das armas de um lado, mas sim pela destruição causada pela queda do astro, que inviabilizará toda e qualquer ação belicosa de grande porte. Será a ação de Deus, mais uma vez coibindo a ação do homem assassino – que até aqui soltou apenas três bombas atômicas – não permitindo que ele detone todo o seu arsenal nuclear. O que restar então da guerra, depois do astro, serão apenas pequenos focos e continuará, em toda a terra, a ferrenha perseguição do anticristo.



Neste tempo, o Papa é reconduzido ao comando da Igreja, pelas mãos dos bons cardeais. Os antigos fiéis e muitos que se converterão com a força do aviso. Embora Roma já esteja sepultada no mar, e mesmo sabendo que a guerra ainda não está no fim, o Papa pede e é levado para Jerusalém, onde no Monte Calvário celebrará uma Santa Missa em ação de graças pelo fim da guerra. Nesta celebração, ele fará uso do Santo Grahl, o Cálice Sagrado, quando acontecerão dois grandes milagres:

A) O pão se transformará em carne Viva e a água se transformará em vinho e o vinho no Sangue de Jesus. Este Sangue escorrerá para fora do Cálice e descerá pela mesa do altar, para levantar de sobre o povo judeu o véu, o anátema, que o feria, após terem pronunciado aquela frase medonha: “caia sobre nós o seu sangue e sobre nossos filhos” (Mt 27,25). Este maravilhoso e estupendo milagre levará grande parte do povo judeu à conversão, último sinal bíblico a se cumprir, para que finalmente possa acontecer a gloriosa vinda de Jesus.



B) Durante esta Santa Missa, o próprio Jesus se fará presente, descendo do céu numa nuvem azul, com anjos e santos e lerá, Ele próprio, diante do povo, o pergaminho que está hoje junto com o Cálice, um manuscrito antigo de próprio punho feito por Jesus, relatando a profecia sobre aquele evento. Isso ele fez quando ainda vivia na terra. (Ler nosso livro “Milagre do Fim”).



Também descerão com Ele milhares de sacerdotes glorificados, que, com seus corpos visíveis, ficarão na terra para empreender a grande evangelização e a preparação do povo que restou para a 2ª Vinda de Jesus. E começará, com estes milhares de padres, um incrível renascer da Igreja. Como das sombras, ressurgirá a Igreja Católica, a única Igreja de Jesus Cristo – pois ela, tal como o Mestre, ressuscitará – e junto estarão milhares de evangélicos, protestantes e até judeus, todos convertidos, que iniciarão o grande retorno aos braços do Pai. Então haverá conversões estupendas e o amor a Deus brotará a jorros de milhares de corações. Sobretudo, será restabelecida em toda a terra a Santa Eucaristia e com ela voltará a nossa força. E haverá então o grande Triunfo de Maria pela Divina Eucaristia. Quando a Eucaristia for aceita por todos como Pão da Vida Eterna, Maria também será aceita como Mãe de todos os povos da terra.



Bento XVI, só dará os primeiros passos neste sentido. Porque numa mensagem, Nossa Senhora disse ao Cláudio: “Sigam a João Paulo II, e chegarão ao último Pedro!” e em outra mensagem, Nossa Senhora garantiu que Bento XVI é o último Papa.

A mensagem ao Cláudio, que dá conta do retorno à terra de milhares de sacerdotes já glorificados, tem sido encarada com muito ceticismo, especialmente pelos padres. Entretanto, os atuais sacerdotes, exatamente por causa destes seus ceticismos e de suas ideologias falsas, levarão um tão tremendo coice deste Aviso, que milhares deles – dos que restarem vivos – nunca mais baterão bem dos pinos. É preciso então que voltem os antigos padres às suas paróquias, para conduzirem os sacramentos e, em especial, para celebrarem as Santas Missas novamente.



Embora o anticristo e seus últimos seguidores possam ainda continuar matando, para aumentar ainda mais o número de seus crimes, verdade é que eles irão pouco a pouco perdendo a força, mesmo tendo o inferno inteiro a seu favor. Eles deverão assistir à ruína completa de seu império maldito, sorvendo ainda vivos gota a gota o cálice da Santa ira de Deus. E à medida que as Santas Missas aumentarem, crescerá proporcionalmente a nossa força. A Eucaristia os cegará por completo e eles perderão seu rumo. Como réprobos vivos, eles envidarão todos os esforços no último estertor de suas forças. Mas cairão como está dito: “sem o esforço de mão humana”. Porque Deus é fiel, vela pelos seus e cumpre as suas promessas. Então estaremos chegando ao antepenúltimo ato da tragédia humana: O Milagre Final!



O GRANDE JULGAMENTO DAS NAÇÕES.



Como vimos, no momento do Aviso, haverá um pequeno auto-julgamento de todos os homens. Entretanto o Justo Juiz, o Imparcial Juiz, julgará não somente as pessoas, mas julgará também as nações de acordo com aquilo que praticaram através dos milênios. Ou seja, cada pessoa que habita no Brasil será julgada individualmente por seus próprios atos, mas também o Brasil dos brasileiros será julgado como um todo pelo coletivo. O que fizemos coletivamente com tudo aquilo que Deus nos deu?



Ele nos cobrará duramente isto: Temos 1/3 parte da terra agricultável da terra, entretanto metade do nosso povo passa fome, porque exportamos tudo. Temos 1/4 parte da água doce da terra, entretanto já poluímos todos os rios, destruímos a maioria das nascentes e, até nas mais remotas fontes, já se encontram coliformes fecais. Somos certamente a maior nação católica do mundo, mas somos também a nação mais pecadora da terra.

E assim será com todos os países da terra. A Europa pagará caro por seu paganismo! Os EUA pagarão pela sua arrogância. O Japão pagará pelos seus cem mil deuses. E será tal que, dependendo do número de crimes de um povo, ele poderá ser totalmente varrido da face da terra. Ou seja, os bons e os maus terão ambos que experimentar a transformação. Eu posso, assim, não pagar individualmente pelos meus pecados, mas no coletivo como brasileiro, por haver permitido, com a minha inércia, com minha falta de oração, que o Brasil chegasse a este caos.



Ao receber estes mapas, impressionado com o fato de que muitos países desaparecerão da face da terra, certamente levando junto a maioria de seus habitantes, o Cláudio perguntou se neste caso Deus tinha interesse de exterminar estes povos e qual o motivo. Ao que Nossa Senhora respondeu assim: “Não, filho, o Pai já através dos séculos foi conduzindo as famílias que deseja preservar daqueles povos, para fora de lá, e assim eles já estão em lugares seguros”. Ou seja, eles emigraram! De fato, Deus não faz nada às pressas, e Seu planejamento é perfeito.



Isso me faz pensar que além do fato de milhares de pessoas “não serem filhos” – como nós explicamos acima – devemos considerar também a linhagem de sangue a partir de Adão. A Bíblia fala que Deus preservará “uma semente da casa de Jacó”, e fala também que existem os filhos de Deus e os filhos dos homens (Ge 6,2). Então, se o leitor entendeu nosso raciocínio, isso quer dizer que os filhos dos homens são exatamente os que não são filhos. E estes não-filhos são os descendentes daqueles homens que já viviam na terra antes de Adão. Mas isso nos leva para o campo da alma, e deixaremos para, quem sabe, um dia.



COMO FICARÁ O NOVO MAPA MUNDI?



Nós poderíamos até – de posse dos mapas – fazer uma descrição pessoal sobre como irão ficar as novas formações dos continentes, entretanto circula na internet a visão de um pastor evangélico, chamado Samuel Doctorian, segundo ele, recebida na Ilha de Patmos, a mesma onde São João teve as visões do Apocalipse. Este pastor, de dupla nacionalidade – libanês e americano – faz uma descrição sucinta do que acontecerá com cada um dos cinco continentes. Nossa Senhora nos disse que a poderíamos usar, prova de que ela é verdadeira e isto nos basta.

Então, somente como descrição nós a usaremos. Ela pode ser encontrada em dezenas de páginas na internet e, portanto, é de domínio público. Mas acredito que, se um pastor evangélico recebe esta revelação – Deus pode sim fazer isto – é para que também eles divulguem aquilo que vai acontecer, mas antes para que eles acordem para a verdade: Sua falsa barca não os poderá acolher quando a tempestade vier! Só a barca da Igreja Católica chegará ao porto. Sim, a maioria deles salvará suas almas, mas nenhum evangélico estará na tão sonhada Nova Terra – enquanto evangélico – embora eles se julguem os únicos que lá estarão.

Como se enganam nossos pobres irmãos! Filho da Luz não anda nas trevas do erro! Filho da Luz não vive na divisão nem na confusão! Filho das trevas não é filho de Deus! Filho das trevas não restará nenhum para ver as delícias do Reino que vem, com Jesus! Infeliz do pastor Samuel, se este astro o encontrar na divisão! Eis a descrição dele, relato que faço apenas da parte essencial das visões, não de suas suposições. Diz ele:



“No dia 20 de junho, às 3:50 da madrugada, aqui em Patmos, de repente o meu quarto ficou todo iluminado – e não havia luzes por perto. Tratava-se de uma casa isolada no final de uma estrada vizinha a um monastério. Quando fiquei totalmente desperto, vi cinco belos anjos (...). Pouco antes de ver estes anjos em espírito, vi a mim mesmo num grande ajuntamento de multidões, e eu estava pregando em inglês. Havia um intérprete à minha esquerda que possuía cabelos negros e vestia um traje cinza, mas não consigo me lembrar em que língua ele falava. Eu estava profetizando esta mensagem”:



“Minha Igreja você prega amor, ensina amor, mas você precisa praticar o amor. Demonstrar amor. Há necessidade de unidade no Meu Corpo. Existem muitas divisões entre vocês. Meu Espírito não se moverá nem operará onde não existir união. Existe carnalidade em minha Igreja. Eu desejo e quero um povo santo. Eu morri para santificar vocês. Enquanto estava profetizando em espírito, eu tremia. Meus olhos estavam abertos e eu olhava a grande multidão. E, repentinamente, em meio àquela profecia, estes poderosos anjos apareceram. Eu me afastei do púlpito e pensei que fosse cair. Eu agora estava totalmente desperto, mas tudo isto acontecia em espírito. Alguma espécie de força impediu-me de cair e eu fiquei a imaginar o que estava acontecendo (...)”.

PRIMEIRO ANJO: O primeiro anjo disse: “Tenho uma mensagem para toda a Ásia”. Quando ele disse isso, num átomo de segundo pude ver a China inteira, a Índia, os países asiáticos de Laos e Vietnã – eu jamais estive nestes países. Vi as Filipinas, Japão, Singapura, Malásia e Indonésia. Então o anjo mostrou-me Papua, Nova Guiné, Irian Java, descendo até a Austrália e Nova Zelândia. “Eu sou o anjo da Ásia”, ele disse. Em sua mão vi uma tremenda trombeta que ele iria tocar por sobre toda a Ásia. Tudo quanto o anjo disse, irá acontecer com a trombeta do Senhor sobre toda a Ásia. Milhões ouvirão a poderosa voz do Senhor. Então, o anjo disse: “Haverá desastres, fome – muitos irão morrer de fome. Ventos poderosos serão liberados como nunca aconteceu antes. Uma grande parte será sacudida e destruída. Ocorrerão terremotos por toda a Ásia e o mar cobrirá a Terra”.



Tenho ouvido notícias acerca de aldeias que foram totalmente varridas e mergulharam no mar em Papua, Nova Guiné. Milhares de vidas em perigo. Isto aconteceu há poucas semanas, e o anjo me disse que iria acontecer em toda a Ásia. “A Terra cairá dentro do mar”, ouvi o anjo dizer. “Parte da Austrália será abalada. A Austrália será dividida e uma grande parte dela mergulhará no Oceano”. Isto era assustador – eu imaginava se estaria ouvindo corretamente. Mas o anjo disse: “Milhões morrerão na China e na Índia. Nação se levantará contra nação, irmão contra irmão. Os asiáticos guerrearão uns contra os outros. Deverão ser usados armamentos nucleares, matando milhões de pessoas”. Por duas vezes ouvi a palavra “Catastrófico!” “Catastrófico!”. A seguir, o anjo disse: “Crises financeiras acontecerão na Ásia. Elas abalarão o mundo”.



Eu tremia enquanto o anjo estava falando. Então, ele olhou para mim, sorriu e disse: “Vai haver o maior avivamento espiritual – prisões serão quebradas. Barreiras serão removidas. E por toda a Ásia – China, Índia – as pessoas se voltarão para Cristo. Haverá um tremendo avivamento na Austrália”. Ouvi o anjo dizer: “Esta é a última colheita”. Então, como se o Senhor estivesse falando, ele disse: “Eu irei preparar a minha Igreja para a volta de Cristo”. Fiquei feliz com estas boas notícias depois da mensagem de julgamento. Durante todo o tempo em que os cinco anjos estiveram no meu quarto, pude sentir a presença de Deus – era tremendo.



MAPA DA OCEANIA





SEGUNDO ANJO: Vi, então, que o segundo anjo trazia uma foice na mão, tal como a que é usada em colheitas. Ele disse: “Chegou o tempo da colheita em Israel e nos países em todo o percurso até o Irã”. Vi aqueles países numa fração de segundo. “Toda a Turquia e aqueles países que me rejeitaram e rejeitaram a minha mensagem de amor odiar-se-ão uns aos outros e matar-se-ão mutuamente”. Vi o anjo erguer a foice e descê-la sobre todos os países do Oriente Médio. Vi o Irã, Armênia, Azerbaijão, toda a Geórgia, Iraque, Síria, Líbano, Jordânia, Israel, toda a Ásia Menor cheia de sangue. Vi sangue espalhado sobre estes países inteiros. Eu vi fogo. Armas nucleares sendo usadas em muitos destes países. A fumaça se elevava de todas as partes. Súbita destruição os homens destruindo-se uns aos outros. Ouvi estas palavras: “Israel, ó Israel, chegou o grande julgamento”.



O anjo disse: “Os escolhidos, a Igreja, os remanescentes serão purificados. O Espírito de Deus preparará os filhos de Deus”. Vi fogos que se elevavam aos céus. O anjo disse: “Este é o julgamento final. Minha Igreja será purificada, protegida e preparada para o dia final. Homens morrerão de sede. A água escasseará por todo o Oriente Médio. Os rios se secarão e os homens lutarão por água naqueles países”. O anjo me mostrou que a Organização das Nações Unidas será quebrada em pedaços, devido às crises no Oriente Médio. Não mais existirá a ONU. O anjo com a foice fará a colheita.



Comentário nosso: Olhando o mapa da Ásia, vemos que os países que hoje estão em guerra - Irã, Iraque, Afeganistão, Paquistão, todos os países da Península Arábica, assim como Israel e seus vizinhos - serão quase que totalmente preservados em sua área física. Entretanto, se analisarmos bem as profecias, veremos os povos que ali habitam serem dizimados.



O primeiro motivo é que aquelas regiões são muito secas e ficarão totalmente sem água. A própria Bíblia diz que o grande Rio Eufrates secará, para dar passagem aos 10 reis do anticristo. E se este grande rio secar, certamente os outros ficarão no mesmo estado. Haverá, pois, muita sede e fome em toda a região, e as pessoas – já tão belicosas hoje – acabarão por se matar na disputa por comida e água. O segundo motivo é a 3ª Guerra, que dizimará em especial os povos islâmicos e os palestinos. Eles estarão no centro do dilúvio de ódio. Aliás, sempre foi assim!



MAPA DA ÁSIA




TERCEIRO ANJO: Então, um dos anjos mostrou-me a Europa de uma extremidade à outra – desde o Norte, descendo até a Espanha e Portugal. Em sua mão ele trazia um instrumento de medição. Eu o vi voar sobre a Europa e ouvi as palavras: “Eu estou desgostoso, entristecido. Injustiça, impureza, impiedade por toda a Europa. O pecado elevou-se até os céus. O Espírito Santo está entristecido”. Vi os rios da Europa engrossarem e cobrirem toda a Europa. Milhões de pessoas se afogando. (...)



De repente, ouvi terremotos por toda a Europa. “Países que nunca sofreram terremotos serão abalados”, disse o anjo. E, de repente, em meu espírito, vi a torre Eiffel, de Paris, fragmentar-se e cair. Vi grande parte da Alemanha destruída. A grande cidade de Londres – destruição por toda parte. Vi inundações por toda a Escandinávia.



Olhei na direção Sul e vi a Espanha e Portugal atravessando fome e grande destruição. Muitos morrerão de fome por toda a Espanha e Portugal. Eu estava preocupado com todas estas notícias e disse: “Senhor, e quanto aos teus filhos?”.



O anjo respondeu: “Eu os prepararei. Eles estarão esperando pela volta do Senhor. Muitos clamarão por mim naqueles dias e eu os lavarei e farei grandes milagres e lhes mostrarei o Meu poder”. Portanto, em meio desta grande destruição, a graça de Deus estará sobre aqueles países. Eu estava feliz por Deus estender a sua proteção sobre seus filhos.



Observações: É preciso ter em mente que não são apenas os profetas que estamos aqui citando – Cláudio e o Pastor Samuel – mas sim uma enorme plêiade de profetas, atuais e antigos, tem-nos trazido muitos esclarecimentos e alertas sobre este tempo.



Um deles foi o camponês alemão, Alois Irlmaier, que também teve as mesmas visões e revelações. Também ele fala sobre a queda da Torre Eiffel, e fala sobre o povo francês tocando fogo em Paris e o povo italiano queimando Roma! Aliás, muitos profetas, mesmo de mil anos atrás, falam na destruição desta cidade pelo fogo. Ele fala em inundações por toda a Europa, e fala que alguns rios estarão tintos de sangue por longas extensões, e estarão coalhados de cadáveres por dezenas de quilômetros. Também ele vê todas as grandes cidades do Brasil sendo sepultadas pelo mar.



MAPA DA EUROPA





QUARTO ANJO: Fomos agora para a África. Eu vi o quarto anjo voar sobre a África e pude enxergar desde a Cidade do Cabo, indo por todo o caminho, até o Cairo. Vi todos os países dali, mais de cinqüenta deles. O anjo da África trazia uma espada em sua mão. De repente, eu o ouvi dizer: “Sangue inocente tem sido derramado. Divisões entre os povos – gerações longe do Senhor – eles têm-se matado uns aos outros, milhares de pessoas”.



Tenho visto os meus filhos fiéis na África e recompensarei toda a fidelidade no continente da África. Eu os abençoarei abundantemente. Eu controlarei o clima – sol ardente e escaldante em algumas partes. Grandes rios secarão, e milhões morrerão de fome. Em outras partes, inundações. Os fundamentos serão abalados. Minha espada julgará os ímpios e os sanguinários. Acontecerão tantos terremotos que os rios fluirão em diferentes direções no continente, inundando muitas aldeias. Vi grandes destroços caindo dos céus sobre diferentes partes da África. “Haverá tremor na Terra como nunca houve desde a criação. Ninguém escapará da espada do Senhor”.



Vi o rio Nilo secar. Ele é o deus do Egito. Peixes mortos fedendo por todo o Egito. Grande porção da África Central será coberta pela água – milhões morrendo. “Senhor”, eu disse “Tudo isto são más notícias. Tudo destruição. Haverá alguma boa nova?” O Senhor respondeu: “O dia final chegou. O dia do julgamento está aqui. Meu amor tem sido recusado até agora e chegou o fim”. Eu estava tremendo, abalado. Pensei: “Não posso suportar isto”.



Comentário nosso: Se o leitor esteve atento às palavras desta profecia, notou que por diversas vezes o Céu repete: Minha Igreja – Há necessidade de unidade na minha Igreja – os escolhidos, a Igreja – donde uma pessoa inteligente poderá tirar a lição certa: Não existem “igrejas”! Quer queiram quer não, há só uma e esta única é aquela que tem uma tradição apostólica de mais de 260 papas, um após outro, embora todos os problemas que nela existem. Que tratem, pois, os evangélicos de começar o retorno à Igreja Católica, se de fato quiserem ver a “Nova Terra”.



Nós não afirmamos estas coisas com ufanismo, nem com arrogância, apenas por amor à verdade. A nossa alegria é que todos se salvem. Esta é a única mola que nos move adiante.



O MAPA DA ÁFRICA




QUINTO ANJO: Então vi o último anjo voar sobre as Américas do Sul e do Norte – todo o trajeto, desde o Pólo Norte até a Argentina. Do Leste dos Estados Unidos até a Califórnia. Eu vi em sua mão uma taça. O anjo disse que iria derramar o julgamento que estava na taça sobre aqueles países.



Então eu o ouvi dizer: “Não mais retidão. Não mais justiça. Nenhuma santidade. Idolatria. Materialismo. Bebedeiras. Escravidão ao pecado. Derramamento de sangue inocente – milhões de bebês sendo mortos antes de nascer. As famílias estão fragmentadas. Uma geração adúltera. Sodoma e Gomorra estão aqui. Os dias de Noé estão aqui. Falsos pregadores. Falsos profetas. Rejeição ao meu amor. Muitos deles possuem uma imitação de religião, mas negam o poder real”.

Quando ouvi tudo isto, implorei ao anjo. “Você não poderia esperar um pouquinho mais? Não verta a taça. Dê uma chance ao arrependimento”. O anjo respondeu: “Muitas vezes Deus tem poupado e falado, mas eles não ouvem. A Sua paciência chegou ao fim. Agora chegou o tempo. Eles têm amado ao dinheiro e aos prazeres mais do que têm amado a mim”.



Quando o anjo começou a derramar a taça que trazia em sua mão, vi tremendos icebergues derretendo-se. Quando isto aconteceu, vi inundações sobre todo o Canadá e América do Norte. Todos os rios transbordaram; destruição em toda parte. Eu ouvi o mercado mundial entrar em colapso com os poderosos terremotos, e os arranha-céus de Nova Iorque virem abaixo – milhões morrendo. Vi navios naufragando nos oceanos; ouvi explosões em todo o Norte do País. Vi o anjo derramar a taça sobre o México e os dois oceanos se juntaram – o Atlântico e o Pacífico.



Observações: Talvez os países mais castigados da terra sejam os três grandes da América do Norte: Estados Unidos, Canadá e México. A destruição ali será inaudita. “Nações arrogantes”, disse Nossa Senhora, e pagarão caro por sua insensibilidade para com o resto do mundo. Milhões de americanos morrem de gordos, ao tempo em que milhões de pobres morrem de fome, devido à opressão e à exploração que eles exercem. Como viram, de toda aquela imensa região, sobram apenas dois pequenos trechos nas Montanhas Rochosas. Onde o orgulho depois disto?



MAPA DA AMÉRICA DO NORTE




Vi uma grande parte do Norte do Brasil coberta de água – o Rio Amazonas transformando-se num grande oceano. Florestas destruídas e inundadas. As principais cidades do Brasil destruídas – terremotos em muitos lugares. Quando o anjo virou a taça, grande destruição sobreveio ao Chile e à Argentina, como jamais houve. O mundo inteiro foi sacudido. Então ouvi o anjo dizer. “Isto acontecerá brevemente”. Eu disse: “Não pode ser adiado? Não derrame estas coisas sobre todo o globo”. E de repente, vi os cinco anjos a postos em torno do globo terrestre, levantando suas mãos e suas asas aos céus, dizendo: “Toda glória seja dada ao Senhor dos céus e da Terra. Agora chegou o tempo e Ele glorificará o Seu Filho. A Terra será queimada e destruída. Todas as coisas passarão. Virão os novos Céus e a nova Terra. Deus destruirá as obras do diabo para sempre. Eu mostrarei o meu poder – como eu protegerei os meus filhos em meio a toda esta destruição. Preparem-se para aquele dia, porque o Senhor vem”.



Disse ao Senhor: “A mensagem dos anjos para o mundo não são boas notícias. Trata-se de julgamento, punição, destruição, devastação. O que as pessoas dirão a meu respeito? Eu sempre fui um pregador do amor, paz e boas novas?” O anjo respondeu: “Esta é a sua mensagem. Você é o instrumento, o canal. Que privilégio Deus ter escolhido você para entregar esta mensagem às nações”. Por mais de uma hora não pude me mover. Eu estava totalmente desperto, tremendo de tempos em tempos. Meu quarto estava cheio da luz do resplendor dos anjos. Então, subitamente, eles subiram aos céus. Ao olhar para o alto, vi os anjos tomarem cinco direções. Eu sei que eles já começaram as suas tarefas. (Fim das revelações do pastor Samuel Doctorian)



Comentário nosso: O mapa completo de toda a América do Sul não poderá ser divulgado. Sabemos o motivo, que é sério, e obedecemos. Porém, se atentarmos bem para o nosso mapa do Brasil dá para ter uma idéia dos estragos do resto. Na verdade, dos países do norte, fica apenas um pedaço da Colômbia e restos dos outros. Como o mar que racha o estado do Acre no meio é o Pacífico, isso significa que os Andes afundam inteiros no mar, sobrando pouco do outro lado da Cordilheira. E assim, sobram poucas chances para o Chile e a Argentina, esta com pequenos pedaços, do Chile, pelo visto nada ou muito pouco.



O MAPA DO BRASIL




O BRASIL

Olhem o mapa do nosso Brasil! Tudo o que está riscado, afunda no Oceano e “fica para os peixes”. Então você dirá que é um castigo, que Deus é cruel e que o Brasil não merece tamanha destruição. Então eu peço agora que olhem não para a terra e sim para o que nela está acontecendo: Nos últimos 20 anos tivemos 600 mil mortos por acidentes e assassinatos. Temos 4 milhões de abortos por ano, ou seja, neste mesmo 20 anos, matamos o equivalente à metade da nossa população. Ponham nesta conta os índices abissais de corrupção, o clamoroso aumento no tráfico de drogas e os níveis de criminalidade crescente. Ponham na balança a nossa televisão, a mais podre do mundo, também nosso carnaval diabólico e veremos que cruel é o homem. Deus é bom, senão já nos teria fulminado a tempo.

O IMPACTO



No nosso livreto “O Eclipse do Sol”, eu descrevi um sonho que tive com este momento de assombro e espanto. Haverá um momento de silêncio, uma explosão e então um pavoroso trovão. A terra dará um enorme salto no espaço e corcoveará como um bólido ensandecido, em todos os países, em todas as localidades, sem exceção. Uma onda de choque percorrerá o infinito e quando bater nas pessoas até mesmo o seu cérebro zumbirá. Atingida como se fosse um homem, por um soco no pâncreas, ela navegará perdida pelo espaço, saindo da órbita. E entrará em extremos de agonia, rachar-se-á e fender-se-á, como um ovo atingido por uma bala. Em todas as direções e em todos os continentes, abrir-se-ão rombos abissais na crosta terrestre que serão penetrados pelo mar em fúria. Quase todas as ilhas da terra serão submersas, surgindo em contrapartida outras, como monstros do fundo do abismo. Sim, a parte maior do astro cairá no mar das Antilhas, bem próximo da costa norte-americana.



Das descrições deste impacto, que pude retirar de sites e reportagens, encontrei as previsões de que a onda inicial poderá atingir até três quilômetros de altura – que seja um apenas – e começará a viajar a uma velocidade de mais de mil quilômetros por hora. Isso significa que o impacto de uma tal onda, ao bater num prédio, num navio, na costa de um continente ou mesmo numa pessoa, é mais forte do que mil aviões jumbo em alta velocidade. Ou seja, as pessoas nem saberão de que morreram, nem verão a onda, até porque o mundo inteiro – mesmo onde for dia naquele momento – estará envolto em nuvens de pó e gases do astro. Além disso, os ventos provocados pelo impacto poderão atingir a velocidade inaudita de 1.600 quilômetros por hora, nada deixando de pé e nada deixando vivo se Deus não proteger!



De fato, nada resistirá a tamanho impacto. Ele provocará imensas rachaduras nos continentes, países afora, por onde o mar em velocidade penetrará. Ele explodirá pelas fendas do solo, rompendo pelas montanhas até centenas de quilômetros terra adentro pelos canais dos rios e fazendo tudo ruir. O impacto do mar em alta velocidade será como o de um gigantesco “carneiro hidráulico”, que fará empurrar as águas do mar pelas fendas da terra, levando água salgada até centenas de quilômetros nas nascentes das montanhas, fazendo-as ruir aos milhares.

Estes rombos abissais abertos na terra irão até as maiores profundezas do solo, onde está o escaldante magma interior. Despejando-se o mar para dentro destas galerias inflamadas e explodindo nesta velocidade, será como transformar a terra num imenso caldeirão, de água fervente. Já no próprio local do impacto, bilhões de metros cúbicos de água serão literalmente pulverizados, subindo em verdadeiras ondas para a atmosfera.



Esta imensa massa de água, acumulada em nuvens negras, depois despencará das alturas, em colossais tormentas, como água despejada não em gotas, mas em baldes por horas inteiras. Isso poderá engolir cidades e vilas, devastar tudo aquilo que já havia ruído pelo impacto do astro, e levar de roldão casas, construções, plantações e a maioria das obras humanas. Eu vos asseguro: Ondas que submergirão prédios e cidades se originarão apenas de rios e gargantas, devido à imensa quantidade de água, junto à poeira e cinzas que cairão dos céus em alguns lugares. Bastará uma hora de chuva para causar enchentes assim, que passarão por cima dos prédios mais altos em muitas cidades.



Tem mais ainda, quanto às águas agitadas. Subindo como vapor, bilhões de litros de água – calcula-se algo entre 300 a 500 km3 de água – eles deverão retornar à terra misturada à poeira e à fumaça e gases, liberados pelas explosões dos vulcões e do astro. Aliando-se esta conjunção tétrica aos ventos da alta atmosfera, isto poderá provocar chuvas de pedras de tamanhos descomunais, tanto que o livro do Apocalipse (16,21) prevê a queda de pedras de até um talento, ou seja, 35 quilos cada uma. Imaginem uma cidade com uma tal “chuva”! Se um de meus sonhos acontecer como vi, uma destas hecatombes desabará sobre Buenos Aires. Isso tudo virá junto com furacões, e com terremotos incessantes, que deitarão ao solo o pouco que havia sobrado do impacto do astro. Eis aí o que viviam pedindo os adoradores de satã. Eis aí o que negavam os escarnecedores de Deus. Eis aí o rescaldo maldito, da maldita loucura humana.



Ainda não é tudo quanto às águas. Numa mensagem que li de outro confidente, Jesus falou a ele que as correntes marítimas são mil vezes mais poderosas que os furacões. De fato, existem correntes que fazem movimentar um volume de água de até cinco rios Amazonas e que rodam sem cessar por todos os mares, renovando a vida e mantendo a alimentação das espécies.

Pois neste momento, com o afundamento de ilhas e terras costeiras, elas perderão seu rumo e aumentarão em fúria. Ato contínuo, elas passarão a fustigar regiões antes não atingidas. Como as calotas polares irão se esfacelar com o impacto, estas correntes desordenadas irão começar a carregar imensos blocos de gelo, que navegarão pelos mares, sem controle, e que acabarão por aportar em lugares antes nunca vistos. Isto em poucos dias e até horas poderá provocar frios polares em regiões antes quentíssimas, ao tempo em que poderá levar calor como de um deserto aos atuais pólos. De fato, o coice monumental que a terra irá levar bem poderá até fazê-la inclinar de todo, virando para o sol a região polar e virando para os pólos a região do Equador, pois até o magma interior da terra mudará seu curso.



Enfim, nada ficará sem ser mexido e revolvido. Nenhum centímetro do planeta ficará sem ser visitado pelos olhos vigilantes do Altíssimo, que ali descobrirá qualquer resquício das obras do demônio, qualquer grão de pó a ele consagrado, para o esmagar com fúria e o carregar para os abismos abertos na crosta terrestre. Naquele momento, todos os quatro elementos – terra, ar, água e o fogo, à frente – estarão em pleno frenesi. Um elemento puxará o outro e de forma sincronizada, extrema e destruidora, eles trabalharão “a quatro mãos” como quatro anjos da morte, para erradicar daqui todas as obras do inferno. Obras feitas por homens maus, divorciados de Deus. Homens que se fizeram malditos pelo simples prazer de odiar ao Pai Criador. Ou seja, nenhum ser ficará vivo, se Deus não o proteger!



Ainda não é tudo. São Pedro nos diz que a terra que agora conhecemos está destinada não à água – pois Deus prometeu nunca mais acabar com a terra por um dilúvio – mas sim para o “fogo do dia do juízo e da destruição dos maus”. E assim, antes que a chuva caia e consuma as obras do inferno, já as cidades que não tiverem sido sepultadas pelo mar estarão em chamas. Explodirão os dutos de gás canalizado, explodirão os tanques de combustível, explodirão todas as refinarias de petróleo e todos os depósitos de inflamáveis. Pegarão fogo as cidades, consumindo todo aquele resto que não ruiu ainda pela força do impacto. Por toda a parte haverá desespero. Por todo lado haverá dor. Será tão terrível que a maioria das pessoas, que estiverem ainda vivas, nem terá condições de gritar por socorro. Será o momento em que ninguém poderá socorrer ninguém. Será a aterrorizante solidão!

Ninguém não, porque os filhos da Luz, os que se prepararem, haverão de ter fortaleza suficiente para sair em auxílio dos necessitados. De fato, em todas as direções só se verá gente em estado de choque. Como zumbis, as pessoas vagarão em meio aos cadáveres, ao pó e à fumaça sufocante, em meio ao veneno tóxico deixado pelo astro – aqui entram os lencinhos de Nossa Senhora – e os gases expelidos pelos vulcões em fúria. Eis porque Deus pede que agora nos preparemos, para que a gente adquira a fortaleza, capaz de manter-nos em condições de ajudar, com o pouco que nos restar à disposição. Eis aí chegado o tempo do Óleo Sagrado de São Rafael, do sal exorcizado e das velas bentas. Somente o óleo funcionará naqueles dias, e para todas as doenças. Muitas pessoas irão ser curadas com ele. Basta ter fé.



Não é tudo ainda! Naquele momento, milhões de animais em todo o mundo também estarão morrendo. Toda esta loucura de criações de gado de corte, frangos, porcos, carneiros e outros, serão levados de roldão pelas ondas. Estas ondas, embora no Brasil não estejam mais à altura de quilômetros, mas ainda de centenas de metros, penetrarão pelos canais dos rios, e irão arrasando tudo o que estiver nas beiradas. Cidades que ficam até a centenas de quilômetros da costa serão engolidas pela onda.



Com o impacto de tão grandes proporções, também morrerá, segundo a Bíblia, 1/3 parte dos peixes do mar e dos rios. Estes animais todos, aos bilhões – misturados com cadáveres humanos – acabarão por boiarem nas praias, transformando a terra inteira numa pocilga fedorenta, que irá sufocar inclusive milhares de pessoas que servirão de repasto aos abutres. Tudo isso ficará apodrecendo e insepulto, porque não haverá mais gente para fazer isto, nem disposição para tanto. Eis aí o dia em que “os vivos invejarão os mortos”. Por todo o lado, só haverá destruição e ruína, e dor, e morte e pranto, Porque rejeitaram a instrução de Deus e não fizeram conta de seus milhões de sinais e de avisos.



Vamos adiante! Milhares de pessoas morrerão soterradas sob prédios em todas as cidades do mundo que não tiverem sido varridas pela onda gigante, porque não mais existirão bombeiros nem equipes de resgate. Aquele será um pavoroso momento de solidão, em especial para todos aqueles que hoje não se preparam, rezando o Rosário e mantendo a confissão em dia. Para os que rezam haverá o arrebatamento, a proteção, o resgate.

Todos os que restarem vivos depois do impacto e que estiverem nesta condição de fraqueza espiritual, não terão forças para se erguer facilmente e mergulharão numa profunda noite de dor. Ou seja, hoje, a teimosia em negar os evidentes sinais de Deus. Amanhã, a dor e o lamento! Isso não acontecerá com os filhos da Luz – não existem trevas onde brilha a luz de Deus – porque estes se estão preparando, já agora, como as virgens prudentes do Evangelho, que Jesus cita exatamente para este tempo. Estes terão, no momento da dor e da dificuldade, como que um batalhão de anjos e de almas para protegê-los e ajudá-los ou serão arrebatados no momento oportuno e não sofrerão muito. É por isso, acima de tudo, que Nossa Senhora pede tanto: Rezem! Rezem! Rezem! Especialmente, rezem o Rosário em família!



DEPOIS DO IMPACTO



“Naquele tempo, um estrondo semelhante ao bramido do mar retumbará contra ele (o povo). Quando olhar a terra, só verá trevas e angústia, e no céu se estenderão nuvens tenebrosas” (Is 6,30). De fato, naquele tempo, os homens “andarão errantes pela terra, fatigados e esfomeados; atormentados pela fome, agastar-se-ão e amaldiçoarão o seu rei e o seu Deus. Levantarão os olhos, depois olharão a terra, e só verão misérias, escuridão e trevas angustiantes. Repelir-se-ão dentro da noite (pois não há trevas onde há angústia?”) (Is 8,21-23).



E continua: “A terra está totalmente devastada, inteiramente pilhada, porque o Senhor assim o decidiu. A terra está na desolação, murcha, o mundo definha e esmorece, e os chefes do povo estão aterrados. A terra foi profanada por seus habitantes porque transgrediram as leis, violaram as regras e romperam a aliança eterna. Por isso “os habitantes da terra são consumidos, um pequeno número de homens sobrevive” (24,3-6). Este é o destino dos homens que resolveram quebrar a aliança eucarística, e destruir o “Sacrifício Perpétuo”. (Mas ele não será destruído!) Entretanto...



O livro do Apocalipse assim descreve a queda do astro: “O terceiro anjo tocou a trombeta. Caiu do céu uma grande estrela a arder como um facho; caiu sobre a terça parte dos rios e sobre as fontes. O nome da estrela era “Absinto”.

Assim, uma terça parte das águas transformou-se em absinto e muitos homens morreram por terem bebido dessas águas envenenadas. O quarto anjo tocou a trombeta. Foi atingida uma terça parte do sol, da lua e das estrelas, de modo que obscureceram em um terço; e o dia perdeu um terço da claridade, bem como a noite” (8,10-12).



Naquele dia, por todo lado que olharmos, só haverá trevas, fumaça, gases, fogo, águas envenenadas, plantações destruídas, abismos imensos na crosta terrestre, de tal modo que o dia, por muitos meses, perderá 1/3 parte de seu brilho. Isso, sem dúvida, irá permanecer em parte até o dia do Grande Milagre, que virá com a segunda parte do mesmo astro, e que acontecerá dentro de um ano depois do primeiro impacto. Isso nós veremos adiante!



Na verdade, segundo os cientistas, o astro da época dos dinossauros deixou a terra envolta em fumaça e gases em torno de 100 anos. “Este asteróide de 10 km de diâmetro chocou-se a 72.000 km/h. A força de impacto foi de mais de 10.000 megatons, equivalente a 1 milhão de bombas de Hiroshima (uma bomba de Hiroshima tinha 17 quilotons), e as áreas a menos de 1.000 km do local do impacto foram atingidas por ondas de até 1 km de altura. O choque levantou 1,5 trilhão de toneladas de poeira, vapor d'água e ácido sulfúrico. A nuvem encobriu toda a Terra, e impediu a passagem da luz do Sol”. (Fonte: Revista Super Interessante - Augusto Domineli Neto, astrofísico pelo Instituto Astronômico e Geofísico da USP.)



E agora não deveria ser diferente, não fosse a mão de Deus agindo em meio à tempestade, permitindo que a vida tenha curso ainda por um tempo – pouco – mesmo neste estado lamentável. O sentido maior é dar a todos os que restaram, inclusive aos perseguidores da Igreja, novas chances de conversão e volta a Deus. Ele é Pai, Ele é Amor, Ele é perdão, Ele é misericórdia. Não fosse assim, o astro viria num só bloco e nós seríamos TODOS fulminados! O sentido é fazer ver aos cientistas a imbecilidade de seus raciocínios e a incomensurável fraqueza deles diante de tão grandioso espetáculo. E a Bíblia prevê assim: “Eu dizia: “Ao menos agora temer-me-ás, aceitarás Meu Aviso, e sua casa não será destruída, conforme eu tinha decidido contra ela (So 3,7)”. Porém, embora todo este esforço de Deus, os maus não aceitarão este aviso e continuarão agindo perversamente.

Vejamos, em tópicos, aquilo que acontecerá depois:



1) COLAPSO MUNDIAL: Com os efeitos da queda do cometa, o mundo, já dilacerado pela guerra e tendo a economia em pane, estará agora reduzido a frangalhos. Não haverá mais comunicações, nem energia elétrica. O Brasil também perderá todas as suas usinas, sejam elas hidroelétricas, termoelétricas ou usinas nucleares e assim em todo o mundo. Não haverá combustíveis – pois pegarão fogo a maioria das refinarias, dos depósitos de combustíveis, toda a indústria petrolífera mundial, inclusive os postos de gasolina, pois cidades arderão em chamas, tendo em vista os dutos de gás canalizado. As estradas estarão em pedaços e não haverá qualquer tipo de transporte.



Toda a estrutura mundial ligada ao petróleo será reduzida a frangalhos, pois embora as jazidas de petróleo do Oriente Médio não afundem no mar, não haverá transporte, pois a maioria dos navios afundará. Também não haverá quase estradas, pontes e ruas, pois elas quebrarão em milhões de lugares. Não haverá mais transportes e a falta de todos os gêneros de primeira necessidade será completa. Só a muito custo se poderá saber o que aconteceu em toda a terra, pois levará muito tempo até que se restabeleçam umas poucas comunicações. As poucas cidades que restarem estarão reduzidas a um montão de ferro retorcido e cimento calcinado, nenhuma “torre” estará de pé. Mas não é tudo! Não é tudo e tudo isso durará longos e terríveis meses!



Muitas pessoas ficam extremamente preocupadas com o chip. Mas vejam, para ele funcionar é preciso energia. E precisa de satélites para localização e controle mental das pessoas. E para ele ser monitorado é preciso computador que funciona à energia. Se não houver energia, não haverá computador. Como a terra sairá de órbita com o impacto do cometa, certamente sairão de órbita também os satélites da besta e se perderão no espaço. Além disso, se outras obras dos homens maus afundarão, podem ter certeza que aquele computador central deles lá da Bélgica, o tal B.E.A.S.T – que atualmente já controla, através da rede mundial de computadores, a internet e todas as transações bancárias acima de 100 dólares, realizadas em todo o mundo – terá o mesmo destino, olhem o mapa da Europa. Creiam, antes que os homens respirem, já Deus terá “tirado o pino da tomada”. Não se preocupe com a marca, mas com o estado de sua alma.

Então todos eles perderão o “rumo”. Perderão suas máquinas de roubar e de explorar. O tempo deles é de apenas cinco meses. Nada mais! E lembre-se: a única marca que ficará para sempre é aquela gravada no coração. Não aceite outra, que ela vem de satanás. Se você escolher a Cruz, não precisa temer a outra! Sem medo! Mas sem a marca da Cruz, você corre todos os riscos!



2) A GRANDE SECA MUNDIAL: Ainda pelos efeitos da queda do cometa, com a contaminação das águas, com o desvio de milhares de cursos d’água – que inclusive poderão correr em direção contrária – e ainda pelos efeitos do pó e do calor daquele astro, somados aos efeitos das bombas dos homens, tudo isso fará o clima do planeta entrar em transe. Esta falta de água ocorrerá porque as montanhas, onde a água está retida, irão desabar, secando os depósitos. Com isso a água ali armazenada escoará de uma só vez matando as nascentes. Os profetas Joel, Jeremias, Habacuc e Amós falam que nestes dias irá acontecer uma pavorosa seca mundial, com a falência quase completa de todas as colheitas, pois não havendo água não há plantas. Em alguns lugares, por centenas de quilômetros, não se achará uma só gota de água. Não haverá caminhões para ir buscar, porque não haverá combustível. Ou seja, milhares morrerão de inanição. Veja o que dizem os profetas. É ainda Dia do Senhor!

Está em Joel 1,15-20 > 17: As sementes secaram sob os torrões, os celeiros estão vazios, os armazéns arruinados, porque falta o trigo. 18: Como geme o rebanho e como anda errante o gado por falta de pastagens! Até mesmo os rebanhos de ovelhas padecem. 19: Clamo a vós, Senhor, porque o fogo devorou a erva do deserto, a chama queimou todas as árvores do campo. 20: Os próprios animais selvagens suspiram por Vós, porque as correntes das águas secaram e o fogo devorou a erva do deserto.



Habacuc diz em 3,16-19 > 6: Esperarei em silêncio o dia da aflição, que se há de levantar sobre o povo que nos oprime. 17: Porque então a figueira não brotará, nulo será o produto das vinhas, faltará o fruto da oliveira e os campos não darão o que comer. Não haverá mais ovelhas no aprisco, nem gado nos estábulos.



Jeremias fala sobre a seca em 14, 1-6 >1: Eis o que diz o Senhor a Jeremias a propósito da seca. 3: Os grandes da cidade enviaram os servos à procura de água. Encaminharam-se estes às cisternas; água, porém, não encontraram, e voltam com os recipientes vazios, envergonhados, confundidos e cobertas as cabeças. 4: Fende-se o solo todo, porque a chuva não rega a terra. Decepcionam-se os lavradores e cobrem suas cabeças. 5: Até a corça no campo abandona a cria, por falta de pastagem. 6: Mantêm-se nos montes os asnos selvagens, aspirando o ar como chacais. Seus olhos perdem o brilho, pois não há erva.



3) FOME, PESTES E PRAGAS: Outro efeito da hecatombe será a fome generalizada. Será o grande momento dos justos, o momento da partilha, onde se provarão os verdadeiros filhos de Deus, pois a quem repartir seu pouco nada faltará. Os esganados morrerão de fome e de sede. Os que não repartirem ficarão sem nada. Pior ainda, para devorar o pouco que sobrou, a terra será invadida por nuvens de gafanhotos, ratos, escaravelhos, pulgas e todo tipo de inseto nocivo, que se proliferarão aos milhares, tendo em vista a quebra do ciclo da vida e o desaparecimento de seus inimigos naturais. Isso durará, segundo o livro do Apocalipse (9,1-10), cinco meses. Também segundo este livro, estes animais irão afligir mais diretamente os inimigos de Deus e não tanto aqueles que estiverem marcados pelo Senhor com a Cruz. Promessa do Pai do Céu e mais uma prova de Seu Amor.



Haverá também doenças terríveis e novas, sendo que velhas doenças mortais afligirão milhares de pessoas. Isso acontecerá porque se quebrará o ciclo da vida. Muitas espécies de vírus e bactérias perderão seus controles naturais, e unindo-se a outras criarão doenças mortais, que dizimarão nações inteiras. Neste momento, somente funcionará o Óleo Sagrado de São Rafael, a Medicina de Deus, uma vez que todos os medicamentos inventados pelo homem deixarão de funcionar. Será o momento da fé, da crença em Deus, do amor e da união. Todos os que derem provas de amor aos seus irmãos serão amados de Deus!



Serão assim, muitos meses de profunda consternação em toda a terra. Os homens não saberão o que fazer. Todos os sistemas de emprego, também de produção e distribuição de alimentos estarão prejudicados. Na maioria dos lugares faltará água, pois a maior parte que existir estará podre, envenenada e contaminada, o que impossibilitará a vida em muitas regiões por algum tempo.

Nestes locais, levará muito tempo até que a vida volte a uma certa normalidade. Mas, nos locais onde a água existir, a vida aos poucos será retomada. Os homens tentarão reconstruir suas casas e seus negócios, embora ainda nos moldes antigos, fazendo que a vida retome seu curso com certa normalidade. Entretanto serão os tempos mais difíceis, mais terríveis, mais sofridos, qual jamais houve outros assim desde que existe a vida na terra.



Na verdade, Jesus tem repetido incansavelmente aos seus profetas: “Eu venho para abater todas as vossas leis!” E diz mais: “Eu venho para reduzir, a zero, todas as combinações humanas”. Ora, abater tudo e reduzir a zero significa arrasar por inteiro. Na verdade, já mostramos, será o homem a destruir-se a si próprio. De fato, já pelo efeito das guerras internas e da guerra mundial, o homem terá colocado o mundo em colapso. E como um rastilho de pólvora, quebrar-se-ão todas as estruturas desta sociedade atual, que os servos da besta insistem em chamar de moderna.



Assim, partir-se-ão todas as cadeias produtivas, desde as fases primárias até as indústrias de transformação. Também na esteira serão interrompidos os meios de transporte, pois toda esta convulsão social gerará um verdadeiro dilúvio de greves. Em todos os países da terra, os trabalhadores serão colocados na rua aos milhares e sem pagamento de salários e direitos, porque as empresas serão pegas todas de surpresa. Estes trabalhadores irão buscar seus direitos à força, levando as sociedades ao caos. Como este fato já terá início antes do astro, é neste momento de caos – antes da queda do astro – que o anticristo irá apresentar seu projeto, e receberá as chaves de todos os governos da terra, pois diante do anticristo se curvará a maioria dos homens. È então quando ele dirá que o Aviso veio dele, para que os homens compreendam que ele é um deus e deve ser ouvido e respeitado.



Mas uma coisa é certa: os bons sobreviverão bem, só porque viverão fraternalmente, partilhando tudo. De fato, a primeira grande lição que o aviso dará para muitos é a compreensão da miséria humana. Os homens passarão a compreender que a única saída real de segurança para suas vidas será caminhar com Deus, para Deus e em Deus. Então eles compreenderão que a grande chave não é o acúmulo de riquezas, mas o exercício maravilhoso da partilha de tudo, desde os bens pessoais até comida, água, tudo. Adiante explicaremos como isto se dará.

Então, os que não repartirem, neste tempo, viverão em pleno desespero. Em grande parte será o tempo da miséria dos ricos. Milhões de ricos, de nababos de dias atrás, de empresários ladrões, de comerciantes desonestos, até de banqueiros obesos e lustrosos, muitos destes estarão em meio à penúria extrema. E eles não saberão como agir, nem o que fazer para se alimentar. O caminho deles será então os monturos de lixo, a carniça dos corpos, a água podre. Eles irão pagar caro o fato de não haverem partilhado sua riqueza e sim sugado os bens dos miseráveis!



Aí poderemos ver milhares de ricos, com as roupas rasgadas, arrastando-se famélicos por todos os lados, catando restos nas lixeiras, exatamente como fizeram com milhões de pobres e miseráveis, em especial nas últimas décadas. Será para que sintam na própria pele, aquilo que provocaram nos outros e será como apelo da Misericórdia para que se verguem, se arrependam e voltem para Deus. Não se trata de castigo, pois Deus é bom!



Não haverá, certamente, outra forma de vergar os soberbos, os orgulhosos, os exploradores que jamais se preocuparam com o bem comum e que jamais exercitaram a partilha. Rainhas, reis e príncipes, ministros e chefes de estado, generais e comandantes, juízes soberbos e altos mandatários que estavam acostumados com banquetes diários e à opulência, agora se vêem diante da penúria extrema. Das coisas podres! Da fome mortal! Ó sim, não tenham dúvida, milhares de gordos morrerão de fome.



4) O AUGE DA PERSEGUIÇÃO: Nos primeiros dias que se seguirem à queda do cometa, os cientistas da besta dirão que isso é um fato comum, que acontece a cada tempo, e que nada tem a ver com “castigo” de Deus. Depois, porém, mudarão o teor de seu discurso, colocando toda a culpa das catástrofes nos católicos, especialmente. Eles dirão depois que o anticristo se obrigou a mandar este Aviso para acordar os homens. Então eles continuarão, em muitos lugares da terra, a perseguir e a matar – principalmente os católicos que se opõem ao seu progresso e ao seu modernismo – pois embora todos os avisos, “os maus não se arrependerão” (Ap 9,21) e continuarão seus malefícios. E haverá novos mártires! “Porque é ainda preciso que se complete o número, e que muitos lavem suas vestes!” (Ap 7,14) Este tempo, entre o Aviso e o Milagre – que explicaremos a seguir – não será superior a um ano. Quem sabe, seis ou sete meses!

5) O GRANDE MILAGRE: Como dissemos, com a queda do primeiro astro – pois conforme o Apocalipse serão dois a cair – por força do impacto, a terra estará vagando por um tempo, fora de sua órbita normal. Eis que, tendo algumas comunicações já restabelecidas, os cientistas observam no céu um enorme pedaço daquela mesma estrela anterior, porém muito maior que o primeiro, e que se cair na terra matará toda a vida para sempre. Os cálculos são feitos e refeitos e eles não têm mais dúvida. O impacto acontecerá fatalmente. Então durante alguns dias e noites seguidos, veremos uma bola incandescente – a chamada esfera da redenção – aumentar de tamanho, noite a noite, cada vez mais ameaçadora e a cada vez mais próxima da terra.



Ezequiel, no capítulo 7, 1-27 bem o descreve. Será o terror! Será a angústia suprema! E será o último aviso de Deus. A última chance de conversão da humanidade. Ele anuncia o fim deste mundo sórdido, voltado às riquezas, pois esta profecia se refere aos dias que antecedem o grande Julgamento Final. Sim, será o Fim dos Tempos, mas os homens acharão que agora é o fim do mundo. Esta passagem deste livro acontecerá certamente por ocasião da queda do segundo astro, no Grande Milagre, conforme também explicaremos adiante.



Que diz Ezequiel? 2: Eis o fim! O Fim vem para todos os habitantes da terra. 3: Chegou o fim para ti, vou desencadear contra ti minha cólera, vou julgar-te de acordo com o teu procedimento e fazer cair sobre ti o peso de todas as tuas práticas abomináveis. 5: Eis o que diz o Senhor Javé: uma desgraça única! Eis que irá suceder uma desgraça.6: O fim se avizinha, o fim se aproxima, ele desperta para cair sobre ti; ei-lo! 7: Tua vez é chegada ó habitante da terra! É vindo o momento, o dia está próximo; não há mais alegria sobre as montanhas, é o pânico! 9: Não te tomarei em consideração, serei implacável, pedirei conta de teu proceder e todos os teus horrores serão manifestos em teu meio. Então sabereis que sou o Senhor que fere!10: Eis o dia! Ei-lo que chega. Tua vez chegou. A vara floriu, o orgulho produziu os seus frutos. 11: A violência levantou-se como um cetro de impiedade. 12: Chegou o tempo! O dia se aproxima! 13: Porque a visão não será revogada. 15: Fora a espada; dentro a peste e a fome! Quem estiver no campo, perecerá pela espada; o que estiver na cidade será devorado pela peste e pela fome. 16: Se alguns chegarem a se refugiar nas montanhas, gemerão como pombas dos vales, cada qual por causa do seu pecado. 17: Todas as mãos cairão desalentadas e todos os joelhos tremerão!18: Revestir-se-ão de sacos e tremerão como varas verdes! A vergonha transparecerá em todos os rostos e todas as cabeças serão raspadas. 19: Deitarão seu dinheiro às ruas, seu ouro será como imundície; sua prata e o seu ouro não poderão salvá-los no dia da cólera do Senhor”.



Ora, a maioria absoluta dos homens, ainda vivos, não terá esquecido ainda a experiência catastrófica do primeiro impacto. E sabendo que este novo astro é ainda maior que o outro, e tendo a previsão dos cientistas de que, se ele bater na terra, não restará mais vida no planeta, será com certeza uma semana de completo desespero para os que não confiam em Deus, nem sabem dos fatos. Como vimos, o primeiro astro veio sem aviso. Este segundo, porém, será visível por muitos dias no Céu, exatamente porque com o impacto do primeiro astro a terra havia sido jogada para fora de sua órbita milenar, e por isso agora se acha exatamente na rota de colisão da segunda parte e maior do mesmo astro.



Acredito que, por estes dias, vendo-se perdido e numa última ação desesperada, o anticristo tentará escapar, simulando uma ascensão ao céu, diante de seus últimos seguidores, mas será esmigalhado contra o solo e terá seu ventre podre explodido, expirando em meio aos vermes e seus excrementos (Isaías 14, 3-20). Ele terá um fim de vida horrível, entre as mais indizíveis dores e sofrimentos, mas terá isso porque, decidida e livremente, ele assim o escolheu. E partirá rápido como um pensamento para o lago de fogo. Isso acontecerá “sem o esforço de mão humana” e sim, como está na segunda carta aos Tessalonicenses, “pelo sopro da boca do Senhor e pelo esplendor de sua vinda gloriosa”. Então, tendo sido morto o maior adversário de Deus, nós estaremos chegando aos últimos contrafortes da libertação total.



Entretanto o segundo astro vem. E tal como aconteceu antes, por ocasião da queda do primeiro pedaço, do mesmo astro, Deus não desperdiçará este novo momento de horrores, sem realizar aqui também uma outra e maravilhosa obra de salvação. Porque, então, os últimos homens se converterão nestas que serão as últimas horas da misericórdia. Não todos, mas a imensa maioria dos homens, ao ver o astro vindo, inexoravelmente cairá de joelhos, tal como descreveu o profeta Ezequiel acima.

Os grandes cientistas dobrarão seus joelhos e vergarão suas frontes arrogantes. Enfim, todos aqueles nos quais ainda brilha uma centelha da Luz, estes se converterão. E serão os últimos. E estes últimos estarão plenamente arrependidos, humilhados e vergados sob o peso da própria vergonha. E tendo naqueles dias e minutos finais de terror e de angústia vivido, já aqui na terra, seu purgatório dolorido, estarão em condições e já preparados para ir ao céu, como havia acontecido por ocasião do primeiro astro. E é neste exato instante, neste último momento, quando os homens estiverem arrependidos – os últimos – que o nosso Bom Deus irá mostrar mais uma vez aos homens o infinito poder de Seu braço, a extensão suprema de Sua misericórdia e o abismo eterno de Seu Amor; Ele, o Poderoso Pai, na última fração de segundo, irá desviar o curso deste grande astro. E ele passará rente a terra sem bater nela... E se perderá no infinito para sempre!



6) ÚLTIMA CHANCE DE CONVERSÃO: Passadas algumas horas – ou minutos – do milagre, o certo é que em muito pouco tempo depois cessará, no mundo inteiro, a graça da conversão. Então Deus dará a ordem: Basta! E todas aquelas pessoas que não foram ainda capazes de entender que Deus existe, que é Ele quem comanda todas as coisas, e que todos os homens Lhe devem ser submissos livremente, e amorosamente, estes não se converterão mais. Fechar-se-á o Céu! Será a última decisão dos últimos vivos! E todos que, ainda assim, continuarem negando a Deus, livre e conscientemente, tornar-se-ão verdadeiros demônios vivos, capazes de cometer as piores barbáries dali em diante. Então estará muito próximo o seu fim horrendo. O fim de todos os maus da terra. Eles serão levados, em corpo e alma, para o inferno, assim como sempre o desejaram.



7) OS PREPARATIVOS FINAIS: De acordo com as profecias atuais, assim como nos têm dito os santos de séculos passados, num dado momento veremos uma grande cruz vermelha nos céus, que ali permanecerá por alguns dias anunciando o evento final. Provavelmente ela será contemporânea ao astro que está visível. Ela prenuncia o fim, a derrocada dos maus e do império de satanás, seu sedutor e enganador. Será o tempo das pessoas se recolherem às suas casas, a fim de se prepararem para o grande apogeu, para outra grande manifestação do poder de nosso Deus: E virão os famosos três dias de trevas, o penúltimo ato do Fim dos Tempos! Adiante explicaremos isso também!

8) O GRANDE TERREMOTO: Ele corresponde exatamente ao derramamento da sétima taça da ira de Deus (Ap 16,18). Ora, mesmo que o segundo astro seja desviado por Deus e não bata na terra, esta sofrerá um tremendo impacto de repulsão. Será como um monumental coice, que segundo mensagem passada ao Cláudio, deverá recolocar a terra na sua órbita antiga e milenar. E ela que desde o primeiro impacto estava girando sem governo pelo universo, voltará para seu antigo local no espaço, dando mais uma mostra do supremo poder do Grande Navegador.



Entretanto, quando a terra estiver retornando à sua órbita antiga – pois Deus a desviou do impacto do grande asteróide - haverá “um terremoto tão grande como jamais houve desde que há homens na terra” (Ap 16,18). Falam os santos e profetas que este abalo durará oito horas seguidas. Então toda a terra se enrolará como um pergaminho e abalar-se-á até às entranhas. Todas as últimas obras más, construídas pelo orgulho humano e ainda de pé, serão arrasadas até virarem pó completo e ruína absoluta. Tudo será esmagado, será triturado e será vingado no cadinho da ira de Deus. E estarão reduzidas a zero, todas as obras humanas e todas as suas combinações perversas. Só o que é de Deus ficará de pé! E só restarão de pé, os filhos de Deus!

E como o Criador sempre tira grande proveito de uma explosão do mal, também estarão sendo assentadas, neste poderoso momento, as bases finais e duradouras de todos os continentes futuros, com suas novas, últimas e seguras formações. Este último “peneirar” da terra será necessário para firmar as estruturas dos novos blocos surgidos do mar, e também dos antigos que ficaram na superfície das águas. E é ali que passarão a viver posteriormente os filhos de Deus.



Entretanto uma coisa terrível ainda estará acontecendo neste momento! É que milhões de pessoas ainda estarão morrendo em toda a terra pela força do último terremoto. Se no cálculo anterior que fizemos, sobrou uma décima parte dos homens, certamente aqui não restarão muito mais do que os 144 mil eleitos, conforme está no livro do Apocalipse (7,4). O número é este mesmo! Não se trata de número simbólico, como muitos dizem. Olhem os mapas, façam os cálculos e chegarão sem dúvida à mesma conta. E verão que todas as grandes metrópoles e as regiões super habitadas, de beira-mar e beira dos rios, terão desaparecido para sempre.

Todo aquele não católico, não seguidor de Cristo, de qualquer religião, que quiser chegar lá, que creia agora e seja batizado. E crer significa aceitar toda a verdade revelada e não só parte. Pois restarão apenas os filhos de Deus, os que rezam, os fiéis à Igreja Católica, a Única Igreja de Jesus. Os outros todos se quiserem entrar na nova Terra, deverão se converter já antes. Devem entrar no rebanho único, antes! Devem se submeter ao pastor único, antes! Entretanto, mesmo que não chegue lá viva, a maioria se salvará, mas apenas por causa dos católicos orantes!



Como se vê, um novo golpe da mão de Deus no adversário. Este golpe retirará das garras do maligno as últimas almas que Deus ainda puder lhe arrancar. Eis que logo em seguida ao milagre, estando as pessoas profundamente arrependidas de suas faltas, conscientes de sua maldade, estarão prontas também para cair nos braços de Deus. Então, antes que tenham tempo de cair novamente em falta, Deus manda o terremoto e, junto com ele, os famosos três dias de trevas – explicados a seguir – e com isso leva a imensa maioria da humanidade para o Seu seio Eterno. Assim, sem afrontar a liberdade do homem em seu direito de escolha, com o Aviso e o Milagre, Deus recolhe para si a maioria dos homens tirando-os das garras de Lúcifer – o perdedor eterno – que já está em desespero hoje por conta disso!



Eis porque tantos irão morrer. Estes, afinal, serão aqueles “trabalhadores da última hora” da vinha do Senhor, aos quais será dado quase de graça – pois sem mérito – o Reino dos Céus. Muitos milhões serão convertidos quase contra a vontade. É que simplesmente não existe outro meio, pois o homem está cego e com o demônio agindo de forma tão terrível sobre ele, jamais mudarão as coisas. É então preciso deixar que todos morram, mas não como os filhos bastardos e renegados que se fizeram, e sim como verdadeiros filhos e filhas do Deus da Luz, para todo o sempre. Restam, porém, alguns – os últimos – maus. Aí virão...



9) OS TRES DIAS DE TREVAS: O último golpe nos maus virá com este expediente de Deus. Será como cerrar o pano do palco do Velho Mundo! Com o imenso golpe de repulsão do astro, e também pela força do assustador terremoto, a terra será atirada no espaço negro, navegando pelas trevas completas durante 72 horas. Serão trevas tão densas, tão pavorosas, que nenhuma luz inventada pelo homem as poderá alumiar, só as velas bentas!

Nós não vamos explicar aqui tudo o que é preciso fazer nestes dias maus, porque isso já está sobejamente explicado em outros trabalhos e outras profecias. Cada um deve se preparar, porque serão os mais terríveis dias que já existiram. Quem quiser ler um relato bíblico deste evento assombroso, deve ir ao Livro da Sabedoria, no capítulo 17, que narra o que aconteceu nas doze pragas do Egito. É importante ler.



Naquele tempo de horrores, os demônios aparecerão vivos, assim como são, para os maus e leva-los-ão direto para o inferno. De corpo e alma! De fato, os últimos seguidores da besta, e por certo grande parte dos seus dirigentes máximos, serão preservados para estas horas de terror. Eles assistirão até o fim à derrota de seu projeto diabólico. Infelizes, mil vezes infelizes! Enfim, quando o palco destas 72 horas de trevas se abrir novamente, nós já estaremos no primeiro dia da Nova Terra.



ALERTA: Aos filhos de Deus alertamos que, naqueles dias, as casas não devem ser abertas, pois os espíritos diabólicos imitarão as vozes dos nossos entes queridos para nos incitar a abrir nossos refúgios sagrados. É preciso manter as portas fechadas, acender uma vela benta e rezar, porque fora reinará a pestilência e os gases venenosos que brotam do abismo, matarão as pessoas. Os que estiverem em oração e forem bons, não precisam temer. Nas casas dos maus nada adiantará.



Última explosão da bondade de Deus: Naquelas 72 horas de horror maior, com ventos assombrosos a altíssimas velocidades, Deus estará promovendo a última limpeza da terra. Estes ventos haverão de limpar, não somente a atmosfera que antes estava entenebrecida, como também irão retirar da crosta terrestre até as últimas gotas de veneno aqui esparramado pelo homem. E assim, naquele tempo as águas, os rios, as fontes, enfim, a natureza inteira estará sendo purificada pelo poder de Deus. Sim, para que os Filhos Dele possam viver o Reino da Paz.

Mas acima de tudo e para sempre, estarão sendo expulsos da terra, os demônios. Para sempre, para a eternidade. Para nunca mais tentarem ao homem. Durante aquelas trevas, os anjos de Deus se encarregarão desta tarefa, e Lúcifer, o grande adversário de Deus e grande derrotado – porque derrotado pelo homem, filho da Mulher Maria, a quem tanto ele desprezava – será expulso da terra porque está dito: “O demônio, sedutor deles, foi lançado num lago de fogo e enxofre, onde já estavam a fera e o falso profeta, e onde serão atormentados, dia e noite, pelos séculos dos séculos” (Ap 20,10).



Ou seja, aqui está claro que o anticristo, assim como o falso papa e todos os obstinados no mal, que estupidamente levarem até o fim o seu desvario, já estarão esperando os demônios no inferno, e é ali que darão repasto a eles para todo o sempre. Porque assim o decidiram livremente estes infelizes. Este, afinal, é o destino dos rebeldes, dos teimosos, dos burros, dos insanos, dos arrogantes, dos sábios e doutores deste mundo, ou seja, de todos aqueles que praticam o mal, mas que orgulhosamente se negam a pedir perdão a Deus.



Quando terminar esta deflagração final, passadas estas 72 horas, os que acordarem já estarão no mundo novo. Estarão já no Novo Céu e na Nova terra, prometidas por tantas vezes pelo Senhor. Todas as pessoas que sobrarem, passarão a viver uma vida muito diferente da que nós vivemos hoje. Tudo aquilo que construímos até agora será abolido. Passaremos a viver conforme Deus sempre quis. E será tão maravilhoso, que jamais iremos querer outra forma de vida. Estará então em curso a grande Evangelização e preparação da Vinda Gloriosa de Jesus.



Não acreditamos, porém, que a 2ª Vinda Gloriosa de Jesus ocorra de imediato, assim, nos dias que seguirem a todas estas coisas. O profeta Daniel fala numa tribulação de 1290 dias e diz: feliz de quem espera e alcança os 1335 dias. Ou seja, 45 dias depois. Deus sabe! Nossa Senhora disse ao Cláudio que o começo será sofrido, mas será com Deus. A terra estará semeada de cadáveres e levará muito tempo para que se recolha a todos. Tudo estará destruído, mas pronto para um começo em Deus.



Por isso, logo haverá de brotar erva verde e nova. Plantas lindas e perfeitas. Frutas maravilhosas e nutritivas. É neste momento que se dará o retorno glorioso de Jesus. E haverá o grande julgamento das pessoas vivas e mortas. Haverá a ressurreição de todos. Até o mar devolverá os seus cadáveres (Ap 20,11) e cada um será julgado segundo o seu procedimento. Nós havíamos escrito um capítulo sobre esta ressurreição, mas o deixamos fora por questão de espaço. Ler I Coríntios 15!

ELE – JESUS – VEM!



Eis aí o dia tão esperado. Milhões de santos e de justos, por todos estes milênios afora, têm esperado por este grandioso dia. Céu, inferno, purgatório e terra, com todos os seus habitantes, estarão ali diante do Cordeiro que vem, agora como Soberano e como Juiz! E virá para todos o julgamento definitivo. Pois...



“Quando o Filho do homem voltar na sua glória e todos os anjos com Ele, sentar-Se-á no seu trono glorioso. Todas as nações se reunirão diante Dele, e Ele separará uns dos outros, como um pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à direita e os cabritos à esquerda. E dirá aos que estão à direita: Vinde, benditos de Meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado, desde a criação do mundo... Voltar-se-á em seguida para a sua esquerda e lhes dirá: Retirai-vos de Mim, malditos! Ide para o fogo eterno, destinado aos demônios e aos seus anjos... E estes irão para o castigo eterno e os justos para a vida eterna” (Mt 25, 31-46).



Esta passagem dos Evangelhos, certamente, foi a que mais me impressionou desde criança. Acredito que, desde os seis anos de idade, eu já conhecia esta frase terrível: Retirai-vos de Mim, malditos! Desde a minha mais tenra infância, ela me ressoa aos ouvidos. Jamais quererei ouvi-la da boca de Jesus! Infelizmente ela deverá ressoar por milênios nos ouvidos dos rebeldes, dos escarnecedores e de todos aqueles que não acreditam na Justiça divina. Sim, da mesma forma a frase dedicada aos justos, “vinde benditos de Meu Pai”, haverá de ser como um néctar eterno, a fazer vibrar as almas santas para sempre.



Na verdade, o que estará acontecendo naquele momento será, quem sabe aqui, a mais assombrosa prova do poder de Deus. Este poder se manifestará na ressurreição dos mortos e também na transformação dos vivos. São Paulo diz assim: “Eis que vos revelo um mistério! Nem todos morreremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta! Os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados” (I Cor 15). A explicação é teológica e difícil de entender. Mas o importante para nós é chegar vivo lá e de alma limpa. O resto não importa! Assim, penso que deveremos falar é sobre a Nova Terra que vem com Jesus. Como será?

TERRA E CÉU NUM SÓ



Será apenas e quase uma coisa só. Apenas um véu nos irá separar – Terra e Céu. A morte, “o último inimigo a ser vencido”, não existirá mais. Quando alguém for chamado por Deus para ir para o céu, não será motivo de pranto, de separação para os que aqui ficam, mas sim de festa e alegria e regozijo, pois certamente que no céu, junto de Deus, sempre será mil vezes melhor. O próprio Jesus viverá em nosso meio por algum tempo, até nos ter instruído em como quer que vivamos. Também Nossa Senhora aqui estará para nos auxiliar na Nova Terra, a fim de vivermos uma verdadeira vida em Deus, ela com os anjos e santos.



Na verdade, eles nos serão visíveis. A ausência de pecados nos permitirá ver a Jesus e a Nossa Senhora e também ao Pai, porque Adão e Eva O viam. Além disso, receberemos de volta os nossos dons preternaturais, que perdemos com o pecado de Adão e Eva. São dons sobrenaturais que nossos pais desprezaram, mas que certamente – não tendo mais satanás por perto, como eles tinham – todos aqueles que tiverem a graça de entrar na Nova Terra, saberão muito bem aproveitar.



Entre estes dons perdidos estão, certamente, o da sabedoria infusa, isto é, as pessoas já nascerão sabendo tudo aquilo que é possível, sem nunca mais precisar de instrução e não esquecerão de nada durante toda a vida, o que significa ganhar de volta os 100% de inteligência. Os vivos também receberão! E isso inclui o conhecimento da Lei de Deus. Na verdade, a maioria dos vivos irá esquecer de todas as coisas passadas, tristezas, dores, pecados, só permanecendo a consciência de família, mas apenas dos que ficaram vivos. Ou seja, se algum de nossos familiares tiver sido acolhido por Deus ou tiver infelizmente se perdido, não iremos ter consciência disto, porque não haverá mais sofrimento.



Outro dom que Adão tinha era o da agilidade, ou seja, a possibilidade de mover-se de um lugar para outro, em quase tempo real, sem sofrer a força da gravidade da terra. Outro ainda é o dom da impassibilidade, ou seja, a impossibilidade de sofrer dor ou ficar doente. Estes são alguns que me ocorrem, mas Deus é que tem poder para conceder estes e todos os outros que Ele quiser. De qualquer forma, apenas com estes três, certamente nós já teremos ganhado além do merecido. Não acham?

De fato, Deus nos criou para vivermos assim, com todos estes dons. E Adão e Eva tinham isso tudo e revoltaram-se contra Deus. Quantos milênios de dor esta desobediência nos custou! Entretanto, como a Bíblia diz, “passou a primeira condição”, ou seja, o velho mundo terá desaparecido e surgirá um mundo novo. Como você viu, todos os continentes se modificaram e, com os novos ajustes de Deus, a terra caminhará para o paraíso. Ou seja, com algum trabalho feliz e nunca mais remunerado, os homens transformarão a terra inteira num paraíso. Havendo a ausência de pecados, nada mais de mal contaminará as coisas, nem as pessoas, vivendo todos e tudo sempre na graça divina. Nunca mais haverá desastres naturais capazes de afetar o homem, que viverá em harmonia com a natureza, animais e plantas. Um não fará mal para o outro, pois Deus será o centro de tudo. O clima será sempre ameno sem desastres naturais!



PREPARAR-SE PARA A GUERRA!



Sim, deve ter sido com uma sensação de alívio que o leitor acabou de ler este livro, especialmente por saber agora que, embora todas as desgraças, serão incríveis as maravilhas que Deus fará por aqueles que O amam. E o leitor deve ter percebido que, sempre, a Mão de Deus estará agindo por trás, preservando, cuidado, amparando, arrebatando Seus filhos que rezam, a fim de não permitir que o demônio e seus sequazes matem a todos e destruam toda a obra de Deus. Será o Amor vertendo Amor!



Mas veja! Não respire ainda com um sentimento de “acabou”! Na verdade o que você leu não foi um sonho, mas uma realidade ainda por vir. Nós ainda não passamos pela tribulação e ela vem. De fato, o exército maldito já está a postos e nós devemos também nos manter em guarda, especialmente seguindo os indicativos de Nossa Senhora, passados em todo o mundo. Mas devemos usar apenas a arma do amor nesta guerra final, não as espadas, porque é o AMOR que vencerá!



E assim, pelas instruções passadas por Nossa Senhora em todo o mundo e também ao Cláudio, vamos enumerar uma a uma as verdadeiras armas do Amor, isso para que as pessoas possam ir providenciando-as na calma. Lembrem-se, enquanto o Bento XVI estiver no Vaticano, NADA acontecerá. Por isso, atente para estas coisas simples:

1 – Manter o estado de graça, pela confissão freqüente! Isso é de extrema importância, porque o pecado ocupa o lugar da graça. E nós precisaremos, desesperadamente, de todas as graças. Deus se obriga a atender e salvar aos justos, porque é promessa Sua!



2 – Assistir à Santa Missa todos os dias se possível! A Missa é de valor infinito, se assistida em estado de graça. Ela nos dá a fortaleza, do corpo e da alma. Devemos aproveitar a Eucaristia, agora, enquanto a temos, porque depois ela faltará.



3 – Rezar o Rosário todos os dias, especialmente em família! O Rosário é a grande arma que Deus nos deu para este tempo. Mas ele é feito para ser rezado em grupo, especialmente em família. Família que reza junto o Rosário de Maria se salvará inteira. E será preservada da tribulação, inteira!



4 – Manter em casa velas bentas e sal exorcizado! Estes são sacramentais importantes na luta contra o maligno. O demônio foge destas coisas bentas pelos sacerdotes. As velas bentas são necessárias para os três dias de trevas, mais adiante.



5 – Manter sempre um estoque do Óleo Sagrado de São Rafael! Este óleo será necessário, desde já. Entretanto, adiante se verá que os remédios de farmácia deixarão de funcionar. Então este óleo santo curará todas as doenças.



6 – Exercitar desde já a partilha de todas as suas coisas! Isso é muito importante, porque, como já exaustivamente falamos no texto, somente os que partilharem terão tudo o que precisam para se manterem vivos, embora o mundo esteja num caos. É então preciso desprender-se de tudo, já agora, para se ligar somente e inteiramente em Deus. Então Ele proverá TUDO.



7 – Quanto à questão de estocar comida e água, ninguém precisa se preocupar. Lembramos que, nos tempos da tribulação, os padres que se mantiverem fiéis à Santa Eucaristia – somente estes fiéis – terão a graça de abençoar os alimentos, que se multiplicarão “ad infinitum”. Mantenha-se perto de um padre assim! Que ame a Eucaristia! No tempo oportuno, as pessoas receberão o indicativo dos alimentos que devem levar ao padre, nada em excesso, que indique falta de confiança em Deus. Mas por hora isso ainda não é preciso. Tudo se fará com calma!

8 – Quem já tiver, deve manter o lencinho branco de Nossa Senhora. Muitas pessoas já o têm e ele servirá para proteção contra os gases venenosos que inundarão a terra, especialmente nos primeiros sete dias depois do impacto do astro. Mas façamos isso tudo com calma, pois dará tempo. Se a pessoa não tiver um, peça em oração a Nossa Senhora, que toque e abençoe um lencinho branco, e guarde-o bem. Ele terá o mesmo efeito. Apenas confie e reze! Não acredite nunca naqueles que dizem que estas coisas não funcionam. Estes são mandados por satanás!



9 – Preparar-se e estar disposto a perder tudo, menos a alma. Isso significa desapegar-se completamente de todos os bens deste mundo. Casas, apartamentos, terras, dinheiro, ouro e jóias, ações, aplicações financeiras, tudo. No Novo Reino, tudo será de todos, numa partilha permanente. Assim, os que agora não se desapegarem de tudo, os que permanecerem aferrados aos seus bens, acabarão por entrar em desespero quando tudo ruir com o estrondo. E tantos poderão perder-se para sempre, como correrão o risco de não chegarem vivos ao final. Porque você viu claramente pelos mapas: quase nada ficará de pé! Em resumo: CONFIAR completamente em Deus! Não há outra saída!

Mantendo tudo isto em dia, não há o que temer. É a parte espiritual, acompanhada dos sacramentais. Quem não quiser acreditar neles, também é livre para fazer como quiser. Nosso dever é apenas semear, apenas alertar. Acima de tudo, é preciso ter – quem não tem, aprenda – confiança plena em Deus. Só Ele é capaz de nos ajudar. Não confie, pois, nos homens que dizem que estas coisas não virão e que somos loucos. Seja inteligente e veja com seus olhos os sinais e avisos que o Pai Celeste nos envia.



Calma, paz, tranqüilidade, alegria, esperança, fé e amor são as provas de que estamos preparados para a batalha que vem. Os que estiverem munidos destes escudos, não temerão mal algum. Nem a morte os angustiará. Nem o fato de saberem que moram hoje num local que será tomado pelo mar. Basta se manter em oração, especialmente o Rosário em família, e a sua casa será preservada, será arrebatada, e quando menos você perceber, estará com todos os seus em um lugar seguro. Os que não conseguem manter esta calma, mesmo na iminência de todos estes acontecimentos, precisam voltar ao confessionário. É por ali que começa o caminho da cura. Fora dele, não existe!

O mundo, a vida na terra não acabará! O homem continuará a existir, até quando Deus quiser e isso poderá acontecer ainda por milhares de anos. De fato, a verdadeira vida na terra deve é, sim, começar então. Um homem novo, uma nova terra, vida em Deus. Fantástico ! Maravilhoso! Incrível! Extraordinário! Impossível de ser descrita com palavras! Ninguém será capaz de descrever aquilo que Deus tem preparado para aqueles que O amam de verdade. Lutemos pela vinda deste dia! As dificuldades serão passageiras, e aqueles que amam serão recompensados! Também as crianças, os idosos e os aleijados serão arrebatados antes da tribulação para lugares seguros e pouco sofrerão. Tenhamos fé!



ÚLTIMAS CONSIDERAÇÕES



De todas as destruições, de cidades, de países inteiros, quase de continentes, a coisa que mais me deixou impressionado foi o completo desaparecimento de todos os grandes santuários marianos da terra. Akita no Japão, Naju na Coréia, Lourdes na França, Fátima em Portugal, Guadalupe no México, Aparecida no Brasil, e também os recentes de Medjugorge na ex-Iugoslávia, Garabandal na Espanha, Montechiari na Itália e tantos outros. De fato, os riscos vermelhos do lápis da Mãe encobriram todos estes grandes centros de peregrinação, sem exceção!



Vem então a pergunta: Qual o motivo?



Duas são, para mim, as causas desta destruição! A primeira já foi dada pelo divino Arcanjo São Miguel ao Cláudio, quando ele visitava um outro santuário mariano, aqui no Brasil, e tendo a visão de sua destruição, perguntou ao Arcanjo São Miguel o motivo e a sua resposta foi: No Novo Reino, vocês não precisarão destas coisas. Verdade, porém, este santuário é dirigido por sacerdotes ligados à maçonaria. Noutro dia, insinuei a um padre que a nossa Igreja está infiltrada desta gente e ele me disse furioso: “deveria ser excomungado da Igreja, aquele católico que apenas insinuar que isso existe.”



E a gente pode perguntar: Ingenuidade pura ou conivência? Se dentro do Vaticano, segundo está no Livro Os Tempos do Fim, do Olivo Cesca, página 56: “nos oito quarteirões que formam o território do Vaticano, funcionam quatro lojas maçônicas”. Uma destas lojas é considerada a mais rica de todo o mundo e somente é aberta no dia de São João, que é, pasmem, o “padroeiro” da maçonaria e é dirigida por dois cardeais que são Grão-Mestres, é de pasmar a desinformação dos sacerdotes. Pois eu garanto que são coisas assim, que a maioria ignora, as que mais provocam a ira de Deus, e serão fulminadas!



Mas, pessoalmente, acho que o motivo maior do fim dos santuários é o seguinte: Hoje, os grandes santuários marianos não são mais centros de peregrinação e de oração, como Deus esperava, mas sim centros de turismo e exploração. Embora todos os esforços do Céu, embora todos os milagres lá realizados por Nossa Senhora, nenhum atingiu o fim esperado pelo Pai.



Eis porque todos serão também esmagados com fúria, assim como Roma e o Vaticano, por causa dos maus – os bons sairão de lá junto com Bento XVI e será como Lot e a família saindo de Sodoma – como, aliás, ruirá toda a Itália, com todos os seus tesouros físicos, suas obras de arte, suas catedrais e sua história. Ou seja, mais uma vez o povo rejeitou a salvação! Além do mais, em muitos santuários existe a exploração financeira e onde existe dinheiro tem sempre o dedo do maldito. Muitas obras destas foram erguidas, também, com dinheiro consagrado a Lúcifer, e tudo o que foi feito ou consagrado para ele, desaparecerá.



Outro fato que me chama a atenção é atual. Trata-se do que está acontecendo na Itália. O Vaticano tem expressado a sua crescente preocupação com o grande número de pedidos de exorcismo, especialmente na cidade de Gênova. Também na Itália uma vila do Sul já teve dezenas de casas queimadas de forma inexplicável, que a população credita à presença do demônio. Eu quero alertar novamente às pessoas, que isso é apenas o começo, e que aqui no Brasil também as possessões já estão ocorrendo em grande número. Preparem-se! O abismo se abrirá em breve, especialmente depois da eleição do falso papa.



Uma coisa ainda em relação à Igreja! Para que uma localidade seja protegida, ou um grupo de oração, é preciso sempre que a Igreja esteja à frente. É absolutamente necessário que ali estejam os padres, porque senão nada feito. Se ele abandonarem o povo, Deus também os abandonará. E serão cobrados de uma forma terrível quando o juiz vier. Por isso agarrem-se aos padres e rezem por eles, para que tenham a fortaleza necessária.

FINAL



Estamos muito próximos disso tudo. Muito! Você, leitor, já sabe o que fazer! Chegou o tempo da colheita, “o lagar está cheio, o cálice da ira transborda”. A primeira gota a sair do cálice indicará a fuga de Bento XVI. Então o dedo do Pai apontará para a terra e serão soltos os quatro anjos do Apocalipse (9,15). Entretanto, ao invés de nos apavorarmos com estas coisas, devemos nos alegrar com a proximidade delas, pois Jesus nos garantiu que então a nossa libertação estaria próxima. Garanto a vocês: eu estou feliz que tudo isto esteja finalmente chegando!



Pois haverá coisa melhor que nos livrarmos de satanás e sua corja? Acaso você não está, já agora, esfuziantemente feliz, pelo fato de estar vivo hoje e poder participar da virada desta que é a maior página da saga do homem pela terra? Uma história de mais de sete mil anos está para ser mudada. Tudo o que perdemos com o pecado de Adão e Eva, ganharemos de volta com Jesus Cristo, e ganharemos ainda mais, porque o novo paraíso será ainda melhor que o primeiro. E será melhor, porque não haverá mais pecados, uma vez que não haverá mais o tentador, nem haverá filhos dos homens nem rebeldes, só filhos de Deus!



Não é para você uma alegria imensa, saber que seus filhos e suas gerações viverão uma terra de completa paz para sempre? Não é isso uma alegria extrema, mesmo que você não passe vivo para a Nova Terra, saber que eles nunca mais terão doenças, nem dores, nem nunca mais chorarão lágrimas de tristeza? Não será alegria extrema, saber que nunca mais haverá mortes prematuras, nem abortos, que não haverá mais envelhecimento e que a vida das pessoas será igual a das árvores? (Is 65,17-24)



Se isso tudo o faz feliz leitor, então cante e não chore! Se isso lhe dá alegria, leve esta alegria aos outros. Divulgue o Reino que vem! Fale do amor de Deus por nós! Leve a todos aqueles que choram e gemem por causa das perseguições, a esperança da libertação. É hora de semear com largueza, para que Deus colha com fartura. É hora de remir os cativos das prisões da alma. É hora de livrar os que sofrem nas garras de satanás. È hora de alertar aos cegos e surdos, porque as Trombetas dos Anjos começaram a troar. O tempo da colheita chegou, e ela será farta. Mas para isso temos agora que semear com largueza.

Não se preocupe, também, você que reza, se o seu filho, seu marido, sua esposa, seu pai, sua mãe, seu parente não se converteu ainda. Basta você rezar com fé. Deus é que é poder, e Ele precisa de poucos para vencer. Acredite, a colheita será farta! Certamente que estas coisas já deveriam ter acontecido até o ano 2000, porém se Deus continua ainda dando-nos chances de conversão, é porque Ele sabe que muitos se salvarão ainda.



De fato, um dia, estas loucuras terão que acabar. E Deus nos diz: “Realmente, não desejo controvérsias sem fim, nem persistir sempre no descontentamento, senão o espírito desfalecerá diante de Mim, assim como as almas que criei. Por causa do crime do meu povo, me irritei um momento, virando-lhe as costas na minha indignação, enquanto o rebelde agia segundo sua fantasia” (Is 57,16-17). Tudo passará rápido! Sim, o tempo do rebelde acabou! Chegou o tempo do obediente, do humilde, do manso. Felizes os mansos, porque eles possuirão a terra (Mt 5,5). Felizes os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus (5,8).



Somente os santos povoarão a terra. Somente aqueles que são capazes de se submeter incondicionalmente a Deus e ainda de “amá-Lo sobre todas as coisas” é que terão alguma chance de entrar na Nova Terra. Eis porque vos digo: Somente aqueles que hoje rezam, esforçam-se, acreditam, participam e vivem este Fim dos Tempos, têm alguma chance de chegar lá. Os outros não! A promessa é antiga e ela se cumprirá, porque, como diz o canto, “Deus é fiel e jamais enganou. Estamos perto da era do Amor! Bendito seja o Senhor!”. Feliz daquele que acredita na Palavra de Deus. Para estes haverá paz de espírito, haverá a proteção total do Céu, haverá o grande arrebatamento, a segurança dos braços do Pai, a proteção de Maria, e haverá paz, mesmo no caos.



Quanto a você que não crê ou zomba, aguarde. Você pode até rasgar este livro, xingá-lo, xingar a mim que o escrevi a pedido do Céu e chamar-me de louco. Pode até mesmo queimá-lo ou jogá-lo fora, pode espernear, sapatear, gritar, mas as coisas que estão aqui escritas acontecerão mesmo assim. Quer você creia, quer não! Se você duvidar de mim, que escrevi, fique apenas com os textos copiados da Bíblia e medite sobre eles. Mas tenha certeza, tudo isso acontecerá em breve. Infeliz de você que escolheu o caminho da dúvida. Sem Deus, você está morto! Desde já!

Lembro ainda da explosão dos filmes de horror, dos monstros cada vez mais hediondos que a televisão mostra, e lembro ainda da arte hedionda, monstruosa, repelente, de caricaturas torpes e abomináveis, tudo isso só tem um sentido: preparar as pessoas, já desde a infância, para receberem os demônios, sem pânico, quando eles invadirem a terra, em mil formas. Tudo aquilo que é abominável, desprezível, pecaminoso, horrendo, execrando, feio e tortuoso, contra a natureza e contra a ordem natural das coisas, já aceito pelo homem como normal – até como “arte” – é isca venenosa do demônio que o homem engoliu e dela se farta, para o bem do inferno e a ruína eterna das suas pobres almas.



Uma última coisa: Assim que Nossa Senhora passou os mapas ao Cláudio, este fez algumas perguntas, uma delas em relação ao tamanho do astro. Ao que São Miguel disse que ele tem 14 km, ou seja, é maior do que aquele que extinguiu os dinossauros. Como o Arcanjo lembrou que: “se ele cair na terra não sobrarão nem as bactérias”, nós temos que entender que este grande será o segundo, aquele que será desviado por Deus e não cairá na terra, e que virá por ocasião do grande Milagre.



Entretanto é preciso saber que eles são gêmeos. A única diferença é que o primeiro virá fracionado, partido, de modo que baterão na terra diversos pedaços, o maior deles nas Antilhas. Penso que isso acontecerá porque Deus, Bom Navegador, irá calibrar o tamanho das pedras, para que executem a Justiça perfeita, o que dependerá dos pecados da humanidade naquele exato momento. Se houver muitas conversões antes, tudo poderá ser diminuído. Se aumentar a apostasia, tudo virá pelo máximo. E por tudo o que você está observando, certamente sente que a segunda opção será executada, infelizmente.



Mas, voltamos a lembrar: Tudo realmente deverá ser grande, poderoso, supremo e aterrorizante, até para que o homem lacre fundo na alma, para todo o sempre, o absoluto primado de Deus. E tudo deve vir pelo máximo, pelo extremo da fúria, para que quando Deus a fizer parar, os homens lembrem, para sempre, que somente Deus é Poder. Então, quando aqueles que restarem se virem sós, quando não houver mais trevas nem barulho, quando não houver mais tentação nem pecado, porque não há mais demônios, os homens entenderão, para todo o sempre, que foram salvos pelo Amor de Deus, jamais porque mereceram.

Ó alegria suprema a dos justos e salvos!

Ó alegria da Igreja, remida e una!

Ó alegria dos céus, com Deus e para sempre!

Com Ele, será a Paz! Paz! Paz!

(Aarão)



********************************************************



ORAÇÃO AO PAI



Esta oração, que segue, foi ditada por Nossa Senhora ao Cláudio, para que fosse colocada ao final deste livro. É preciso que a rezemos confiantes, enquanto aguardamos as disposições de Deus. Ele nos ama e só quer o nosso bem! Eis a oração:



Pai Eterno, nós sabemos da proximidade das coisas. Sabemos do Fim. Sabemos dos Teus desígnios. Sabemos da Tua Santa Justiça. Nós Te agradecemos, Pai, por tua magnânima paciência para com Teus filhos, e por Teu amor infinito. Mas entendemos que é necessário que se cumpra tudo o que planejastes, a fim de que o mundo possa ser melhor, e que Teus filhos possam então encontrar, finalmente, a paz tão desejada. Por isso estamos alegres, Pai, e estamos aguardando a volta de Jesus, que nos tomará nos braços e nos conduzirá para a terra do leite e mel. Ele vem, e tudo já é próximo. Obrigado, Pai! Muito obrigado! Amém!



**********************************************************************

PEDIDOS PARA:

GRUPO DE ORAÇÃO SALVAI ALMAS

Av. Jorge Lacerda, 963 – Centro.

88443-000 – VIDAL RAMOS – SC



Telefone e fax: 0-xx-47-356-1154

E-mail: ahaas@flynet.com.br






www.salvaialmas.com.br

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá.
Se este blog é a favor da Igreja Católica e de seu fiés, como vocês aceitam uma propaganda da maçonaria?
Grato.
Silvio.