Web Radio Sertao De Deus


10 de setembro de 2012

Nas mensagens Jesus disse varias vezes que o Papa vai sair do Vaticano.

15 de agosto 2012 - Funcionários do Vaticano, a Coroa da Inglaterra e de outros acusados enfrentarão banimento sumário e julgamentos, que se iniciam em um mês, se eles não cumprirem as 10 medidas, emitidas para eles em 4 de maio 2012.




Este alerta de Ação Urgente convida homens e mulheres em todos os lugares, a se preparem para ocupar as igrejas, fazer protestos públicos, prisões de cidadãos e outras ações diretas, com início em 15 de setembro 2012. O objetivo destas ações será para desestabilizar e trazer para a justiça as organizações criminais e seus funcionários, que têm prejudicado, assassinado ou explorado crianças ou cometido outros crimes contra a humanidade.



Uma cópia do nosso ultimato original para o Vaticano e o seu chefe executivo, Joseph Ratzinger, está reproduzida abaixo. O mesmo ultimato foi emitido por nós para mais de 150 funcionários da Igreja Católica, a Igreja Anglicana da Inglaterra, e a Igreja Unida do Canadá, os governos do Canadá e Inglaterra, e as grandes empresas farmacêuticas.



O ITCCS vai levar esta campanha pública à frente de centenas de voluntários e organizações no Canadá, Estados Unidos, Irlanda, Inglaterra, Holanda, França, Itália, Espanha e Austrália.



Pedimos os leitores e nossos apoiadores, em todos os lugares, para tomar as seguintes etapas de preparação:



1. Distribuir o folheto oficial da ITCCS onde as Igrejas Católica Romana, Anglicana e Igrejas Unidas (Metodista-Presbyteriana) em suas comunidades, começando no domingo, dia 2 de setembro 2012. Este folheto será emitido para vocês até o 30 de agosto.



2. Reúnem pelo menos três a cinco outras pessoas, para formar um grupo de ação local da ITCCS, para distribuir os folhetos e realizarem protestos e ações diretas.



3. Ofereça-se para ser um Jurado Cidadão em nosso Tribunal Internacional de Direitos Comuns da Justiça, que irá reunir em 15 de setembro 2012.



4. Organizam entrevistas para a mídia local e palestras, para o organizador da ITCCS, Kevin Annett.



5. Distribuam este aviso a todos os vossos e-mails e transmissões de YouTube e através das suas redes de internet.



Por favor, seja claro que vocês estarão agindo dentro da lei, quando vocês enfrentarão igrejas e organizações que têm prejudicado as crianças e obstruído a Justiça.



Porque após 15 de setembro 2012, se essas igrejas e outros organizações não responderem ao nosso ultimato, eles serão declarados como “inimigos públicos” e serão banidos das nossas comunidades. Eles perderão toda a proteção pública e legal e suas propriedades serão consideradas livre e como espaço público aberto, sob jurisdição de direito comum. Seus funcionários vão enfrentar prisão sumária e expulsão para ajudar e proteger violadores de crianças, e os infratores conhecidos serão despojados dos seus cargos.



Para reforçar essas ações, estamos exigindo que todos os policiais, nestes nove países, façam um juramento público de serviço, para nos ajudar a proteger as crianças das nossas comunidades, para não proteger esses órgãos criminais, servir e fazer cumprir intimação e mandados de prisão contra a igreja e os funcionários oficiais.



Ou seja, estaremos em substituição a polícia para obedecer e fazer valer o seu juramento público de seu cargo, ou se retirar de sua posição e será substituído por jurados oficiais comuns de paz e direito.



Agora é a hora de tomar o coração e se unir na defesa de nossos filhos e da nossa liberdade. Contamos com cada um de vocês, para transformar em realidade a esperança dos inocentes.



Mais atualizações e instruções serão emitidas pela central da ITCCS em 1° de setembro 2012.



Os mais velhos, ITCCS Bruxelas



ITCCS Comunicado, 15 de agosto 2012







* * * * * * * * * * * * * * *



Carta para:



Joseph Ratzinger, Bispo de Roma, o Vaticano



Caro Bispo Ratzinger,



Sua igreja tem ilegalmente detido e preso um cidadão italiano, chamado Paolo Gabriele, por causa do "errado" que ele fez de possuir provas de atos criminosos por você e outros funcionários do Vaticano.



Em nome da liberdade humana e das vítimas que sofrem de violência na igreja, nosso Tribunal é obrigado a responder ao seu ato de guerra contra a verdade ao declarar que, doravante, todos conhecidos sacerdotes católicos romanos ou oficiais, que têm prejudicado uma criança ou protegido aqueles, que têm vontade de ser publicamente chamado pela nossa rede, e serão publicamente presos e expulsos das suas igrejas.



Nós temos instruídos todos os membros das nossas organizações para iniciar tais prisões dos seus cidadãos clérigos culpados.



Esta decisão é tomada ao abrigo pelo direito comum de cidadania a prisão, de quem colocar em risco as crianças, quando estabelecidas autoridades recusarem a proteger a comunidade.



Tal ação, para proteger as nossas crianças, será acompanhada por prisões e ocupações em curso e apreensões de bens da Igreja Católica Romana, iniciando globalmente em 15 de setembro 2012.



Estas medidas serão tomadas por causa da recusa vossa e da hierarquia da igreja, para fazer justiça a suas vítimas e respeitar o direito e a moral; e especialmente, por causa de vossa recusa em concordar com estas dez medidas, emitidas para você em 4 de maio 2012 pelo nosso Tribunal:



1. Emitir reparação integral aos sobreviventes.



2. Entregar os restos mortais dos que morreram, para um enterro apropriado.



3. Devolver todas as terras e riquezas, tomadas de vítimas da igreja.



4. Entregar todas as provas e os perpetradores de crimes contra crianças.



5. Anular Crimen Sollicitationis e todas as políticas do Vaticano que protegem violadores de crianças.



6. Expulsar e excomungar todos os padres que estupravam crianças e aqueles que protegê-los, incluindo o Papa.



7. Concordar com o licenciamento de todo o clero como funcionários públicos.



8. Retirar todas as isenções fiscais, concordatas e privilégios.



9. Anular o status do Vaticano como um Estado e abolir a autoridade de Roma sobre suas congregações.



10. Redistribuir a riqueza do Banco do Vaticano para as vítimas da igreja e da comunidade, como os mandamentos de Cristo.



Para reiterar, estamos começando a publicar uma lista mundial de sacerdotes conhecidos estuprando crianças e seus protetores, e será, posteriormente realizado prisões de cidadãos criminosos e expulsá-los dos seus escritórios e igrejas.



Você, Joseph Ratzinger, e seus criminosos companheiros conspiradores entre o Colégio dos Cardeais, estarão entre as pessoas assim nomeadas e alvo de expulsão, prisão e banimento.



Deliberadamente resolvido e assinada,





O Conselho Executivo



O Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado



Bruxelas



cc: mídia mundial e os governos

Nenhum comentário: