Web Radio Sertao De Deus


24 de fevereiro de 2012

O Anticristo: Profecias de Nsra em La Salette e freira russa Fanny Moisseyeva

Fim dos Tempos.Net-2012 » Atualização

FimdosTempos.net


O Anticristo: Profecias de Nsra em La Salette e freira russa Fanny Moisseyeva

Posted: 22 Feb 2012 11:03 AM PST

Enquanto isso, não custa nada sabermos um pouquinho mais sobre o que nos espera, isso para que conheçamos bem as forças contra as quais teremos de lutar e cautela que deveremos ter. Nos textos selecionados que seguem, nós teremos formalizada uma plena visão do mundo atual, prova segura de que o tempo é agora, e que a fera já comanda o mundo. Eu estava relendo alguns textos que já colocamos no site a respeito do anticristo, e cheguei a aquele das visões da freira russa Fanny Moisseyeva, que já coloquei na íntegra no site. Ela teve aquele sono letárgico de nove dias e nove noites seguidas, onde Deus mostrou a ela, por seu anjo, tanto o Céu e o Purgatório, quanto o Inferno, em sua tremenda realidade. O que lhe foi mostrado do abismo foi o dia em que Lúcifer comemora sua revolta contra Deus, e de como ele escolhe pessoas – almas perdidas da mais tremenda ferocidade – com as quais se diverte com seus sátiros, provocando nelas tormentos indizíveis.
No texto que selecionei para mostrar aqui, ela descreve diversos personagens que foram demônios vivos, na terra, mas a parte que nos interessa são dois homens, que pelas descrições poderemos identificar facilmente como os comunistas Karl Marx e Lenin. Eles foram levados à presença de Lúcifer, e depois de algumas considerações do Príncipe das Trevas, começa um diálogo entre ele e o velho Marx, que se deu assim como ela descreve:
A gente em silêncio conteve a respiração com a ânsia de saber o que ia acontecer. Marx pergunta a Lúcifer: "– Por que não quer recomeçar o caminho reto, voltar a ser bom e terminar em um bom dia com todo o mal que faz?" Com o olhar fixo à distância, Satanás respondeu sombriamente: "– Porque fui amaldiçoado".
Durante algum instante reinou um profundo silêncio. O velho estava meditando e o próprio Satanás esperava ouvir suas palavras. O velho continuou: "– Agora não somente creio que você existe realmente, mas também que você foi amaldiçoado. Para você estão apagadas todas as estrelas e em seu céu não há sol. Difamou a terra, conduzindo seus habitantes para o pecado. Que você quer fazer no futuro? Continuar destruindo ou bem criar algo novo e mais digno?". O olhar de Satanás brilhou sinistramente pelo ódio e murmurou com voz que soava a ameaça: "– Enviarei ao mundo o Anticristo e ainda e sempre lutarei contra Aquele que me amaldiçoou!" "– O Anticristo?", perguntou assombrado o velho. "– Sim, o Anticristo", exclamou Satanás. Seu olhar ficou ainda mais triste. Depois de uma pausa, Satanás continuou:
"– Virá o tempo em que em um lugar, que já tenho designado, viverá uma cortesã que terá uma filha ainda mais perversa do que ela. Ela no seu tempo parirá outra cortesã e assim será durante onze gerações consecutivas. Na décima segunda geração, nascerá uma mulher que superará em depravação, perversidade e imoralidade todas as outras. Esta será a que porá no mundo aquele que deverá ser a perdição da humanidade inteira. Ele será o Anticristo. Nem se saberá quem é o pai porque será concebido em estado de embriaguez imunda. Desde seu nascimento, eu viverei nele e ele em mim. A mãe notará muitos sinais incompreensíveis no momento do nascimento, mas eu a induzirei ao silêncio".
Será um homem de uma inteligência extraordinária, que superará em muito a inteligência de seus contemporâneos. Terá também uma vastíssima cultura. Quando alcançar a idade adulta, sentirá dentro de si uma desenfreada avidez de comando e encontrará o apoio de um povo que será seu predileto. Pôr-lhe-ei nas mãos, riquezas imensas, e por meio delas será grande e poderoso. E quando se desencadear uma grande guerra, na qual participará todo o mundo, o Anticristo participará nela em qualidade de simples oficial.
Devido a suas capacidades, a sua bravura e coragem, ele fará em pouco tempo uma brilhantíssima carreira e ocupará os mais altos postos da hierarquia. Não conhecerá os fracassos e, conseguindo uma vitória atrás da outra, ganhará uma popularidade sem limites e infundirá em todos a simpatia e a confiança em sua pessoa. Nenhum projétil poderá alcançá-lo nunca e as armas de todos os tipos lhe farão apenas sorrir. Em qualquer posto em que se encontre, será sinal seguro de que este posto não poderá ser tomado. Os barcos e os aviões que se encontrem ao seu comando terão a vitória segura.
Eu farei de maneira que a água, o fogo e os outros elementos da natureza lhe estejam submetidos. Vencerá e destruirá os poderes de todos os outros povos, de modo que ainda aumentará mais a admiração por ele entre as populações. Destronará reis, expulsará ditadores e presidentes e subjugará, por último, a todos os povos que se inclinarão diante de seu poderio e o reconhecerão por líder supremo. Reinará sobre todo o mundo e será o verdadeiro dono e senhor de toda a terra. E eu lhe darei o poder de operar milagres, de forma que o mundo acreditará que ele é o próprio Cristo. Ainda sem compreender seus atos, não se atreverão a criticá-lo e assim, por meio dele, eu corromperei a todo o gênero humano, empurrando-o à busca de novos conceitos no campo da filosofia e colocando-os em contradição com a religião.
Destruiremos também todas as leis da moralidade e, através do escárnio, cultivaremos na terra o sacrilégio e a blasfêmia, faremos que ocorra toda classe de acontecimentos desagradáveis ao extremo. Em todas as partes criaremos um número incrível de obstáculos e envolveremos a todos os homens e a todas as mulheres na sede das mais refinadas depravações. Recolheremos deliciosos frutos nos campos do mal. Durante o reinado do Anticristo enviado por mim, meus servos fiéis assumirão formas tais que não deixarão supor que sejam demônios. Levarão a tentação às mentes e os homens perderão sua personalidade e sua capacidade de governar os próprios instintos. E deste modo o mal reinará.
Teremos que realizar muito esforço nesse período, porque cada invocação e cada oração dirigidas a Jesus Cristo serão suficientes para converter uma alma. Mas nós continuaremos sem trégua em nosso terrível avanço: criaremos uma vida absurda e brutal, destruiremos tudo e teremos constrangido a todos os povos entre nossas mãos. Destruiremos e devastaremos os templos, apagaremos todas as lâmpadas acesas em honra ao Altíssimo. Ó, como eu odeio aos que rezam nos templos! Odeio as Missas, as predicações e os cantos litúrgicos. Em meu reinado do Anticristo só haverá maldade e sofrimentos em tal quantidade, que desde que o mundo é mundo não se terá visto tanta. Então, em um excesso de dor e de louco desespero, os homens começarão, gemendo, a murmurar e culpar a Deus. Esta será a culminação de todos os meus desejos. Este será meu reinado, reino do mal e do ódio eternos, assim gritava Satanás, flamejando com seus terríveis olhos.
O velho franziu a testa e seus olhos brilharam com uma estranha luz. "Nunca, nunca, você compreendeu?", disse a Satanás em um impulso de impetuosa violência. "Nunca as trevas triunfarão sobre a luz. O mal não vencerá o bem. Estive errado durante toda a minha vida, mas agora creio com toda a alma e estou seguro que Jesus Cristo vencerá e lhe esmagará, a você que é o filho das eternas trevas".
(Estas palavras não são de arrependimento, mas simples constatação. No inferno não existe mais o arrependimento e milhões há que somente quando caíram lá é que entendem a verdade).
Ao ouvir estas palavras, Satanás, levantando-se, gritou furiosamente: "Por seu atrevimento, por sua incredulidade sobre o que lhe digo e pelas palavras insolentes que pronuncias aqui em meu reino, poderia fazer-lhe sofrer tais torturas como jamais se viram aqui no inferno. Mas deves saber que minhas leis, as leis do mal, são tão exatas como as leis do bem de Deus. Tudo o que eu disse acontecerá exatamente como eu lhe descrevi". Depois, indicando-lhe a sala com um amplo gesto da mão: "Olhe quantos pecadores estão aqui reunidos. Após a chegada do Anticristo, o seu número aumentará milhares de vezes. E eu já tenho desde agora inventadas uma quantidade incomensurável de novas torturas, de modo que cada pecador tenha a pena apropriada".
Naquele instante junto ao velho apareceu uma figura negra, desordenada. Satanás se sentou. "– Não lhe farei sofrer nenhuma tortura física – continuou entre o mais completo silêncio da massa – porque compreendo perfeitamente que elas não seriam apropriadas para você, que não as mereceria. Eu não lhe deixarei em meu reino, mas lhe mandarei sobre a terra, colocando-o junto a um companheiro que lhe seguirá nas reuniões de seus sequazes. Você assistirá às suas reuniões e ouvirá seus discursos sacrílegos, escutará seus erros, que você mesmo lhes inspirou e dos quais só agora você entendeu. Escutando seus erros, você tentará em vão dirigir-lhes pelo caminho reto fazendo-os esquecer sua falsa doutrina, mas sua voz não será ouvida e estará invisível e inatingível para eles. E seu castigo será tanto maior quanto que os seus esforços não darão nenhum resultado".
Esta é a parte do relato referente ao filho das trevas, que hoje será manifestado ao mundo, certamente pelos maus governantes já todos ao seu serviço. Mancomunados em eternas reuniões, eles zombam do mundo e escarnecem dos povos, verdadeiros filhos de Belzebu e filhas de Jezebel, falam por frente das câmeras e dos microfones em solução de problemas econômicos, quando juntos tramam a guerra, e dela podem já ser vistos os contrafortes. Tudo isso é apenas preparação para o advento daquele ser que vem impulsionado por uma desenfreada avidez de comando e domínio, que acabará por exigir adoração dos povos que a ele se entregarem. E virá a mais pavorosa de todas as carnificinas jamais vistas neste planeta. Satanás somente não descreve o fim inglório de seu pupilo, tal como será totalmente inglório e arrasadoramente deprimente o seu próprio fim.
Hoje na Europa estão reunidos os artífices e os operários do anticristo, esperando o momento de dar seu bote sobre a humanidade. Lúcifer os fez pensar que eles têm na eternidade um reino de riquezas sem fim para conceder a todos, também prazeres infinitos aos que se colocam fielmente ao seu serviço. A outros faz crer que ele foi um injustiçado por Deus, se faz de coitado e digno de pena, sendo justiça que seja defendido contra a maldição que o Criador lhe lançou. Esta cegueira brutal dos homens tem levado muitos já ao abismo fétido, ao reino da podridão onde realmente mora esta criatura repelente, de modo que se vê isso claramente na surpresa de Marx ao saber que a fera agora existe. Lembro que estas visões são passadas no tempo de Deus, e podem acontecer em qualquer hora no tempo humano, mesmo que Marx e Lenin sequer tivessem falecido ao tempo das visões da freira.
Entrementes também o Céu tem nos advertido e desde 1848 em La Sallete, Nossa Senhora tem tentado alertar o mundo para o advento deste tempo, e umas revelações batem com as outras. A besta desenfreada que adentrou no Vaticano e que sufoca Sua Santidade o Papa Bento XVI, desde séculos vem tentando esconder estas profecias dos olhos do mundo. Consta que Nossa Mãe já havia predito para Melânia que por muito tempo a profecia dela seria sufocada, mas que ela a faria reviver no tempo oportuno. Foi apenas há alguns anos atrás que um sacerdote pesquisando nos arquivos do Vaticano desencantou o original dos escritos de Melânia, de onde tiramos a sequência que nos mostra a realidade atual do mundo e da Igreja, também a fúria diabólica do anticristo. Vejamos para o que nossa Mãezinha nos alerta. Isso já estava no site. Cada um pode meditar sobre os tópicos, onde ficam evidenciados todos os acontecimentos que sempre denunciamos aqui.
- No ano de 1864 serão desencadeados do inferno, Lúcifer com um grande número de demônios: eles abolirão a fé pouco a pouco, mesmo nas pessoas consagradas a Deus. Cegá-las-ão de tal forma que, salvo por graça particular, estas pessoas tomarão o espírito destes anjos maus. Muitas casas religiosas perderão completamente a fé e perder-se-ão muitas almas.
Qualquer pessoa, com um mínimo de discernimento deve saber o estado lastimável em que se encontram nossos seminários. Ontem saiu uma prévia das determinações do Santo Padre sobre a política que doravante deverá imperar nestas casas. A começar, como sempre defendemos, pela seleção rigorosa dos Reitores, que deverão ser homens santos. O desastre da Igreja vem do desastre dos seminários. Ou a Igreja muda neste sentido, abolindo os cursos de filosofia e teologia nas universidades pagãs, ou os padres ali formados transformam realmente a Igreja de Cristo numa casa de satanás.
- Antes que isso aconteça haverá no mundo uma falsa paz. Não se pensará senão em divertimentos. Os malvados entregar-se-ão a todo gênero de pecados. Mas meus filhos da Santa Igreja, os filhos da fé, os meus verdadeiros imitadores, crescerão no amor de Deus e nas virtudes que mais me são queridas. Ditosas as almas humildes, dirigidas pelo Espírito Santo. Eu combaterei com elas até chegarem à plenitude dos tempos.
Trata-se dos poucos combatentes pela verdadeira fé os apóstolos do fim dos tempos anunciados por são Luiz Grignion de Montfort, suscitados por Maria para esta última batalha contra o mal. Feliz de quem for chamado e escolhido por Deus para esta batalha.
- Os livros maus abundarão na terra e os espíritos das trevas espalharão por toda a parte um relaxamento universal por tudo que seja serviço de Deus e terão um grandíssimo poder sobre a natureza. Haverá Igrejas dedicadas ao culto destes espíritos. Certas pessoas serão transportadas de um a outro lugar por estes espíritos maus e até sacerdotes, porque eles não serão conduzidos pelo bom espírito do Evangelho, que é um espírito de humildade, de caridade e de zelo pela glória de Deus.
Sim livros maus, e até com imprimatur de certos bispos, também maus. Preocupados mais com as obras físicas e o caixa da Paróquia, do que com a saúde espiritual dos filhos. Que faz um bispo brasileiro, viajar com dez padres para "retiro" e Jerusalém, onde ficam por um mês? Quem paga esta conta? E diocese da má teologia da libertação, e de todo tipo de esbórnia durante a Santa Missa.
- A natureza clama por vingança contra os homens e treme de medo à espera do que deve acontecer à terra, empapada em crimes. Tremei ó terra e vós que fazeis profissão de servir a Jesus Cristo, e que, dentro de vós, adorais a vós mesmos! Tremei, porque Deus vai vos entregar ao seu inimigo, porque os lugares santos estão em corrupção; muitos conventos já não são mais casas de Deus, mas pastos de Asmodeu e dos seus;
Sim, os conventos, os mosteiros, tantos deles abandonados às moscas ou com apenas alguns frades e freiras, tantos deles já não vivendo da oração e da renúncia, mas dos ganhos em aluguel das dependências, afora outras coisas ainda menos recomendáveis.
- No ano de 1865 ver-se-á a abominação nos lugares santos. Nos conventos, as flores da Igreja estarão putrefatas e o demônio se converterá no rei dos corações. Que os que estão na frente das comunidades religiosas vigiem as pessoas que hão de receber, porque o demônio usará toda a malícia, para introduzir nas ordens religiosas, pessoas dadas ao pecado, pois as desordens e o amor aos prazeres da carne estarão espalhados por toda a terra.
Eis aí todos eles – ou a absoluta maioria – sem seus hábitos eclesiásticos, sem suas fardas, misturados no meio do povo e tendo vergonha de serem chamados de padres ou irmãs. Escudam-se por trás de nomes leigos, no que todos eles se envergonham de Jesus. Nem falemos dos pecados da carne entre eles, porque com absoluta certeza são muito piores do que tudo o que se sabe ou se possa imaginar.
- Far-se-á ressuscitar mortos e justos, na verdade demônios sob as suas figuras que pregarão um evangelho contrário ao de Jesus… E ver-se-á por toda a parte prodígios extraordinários, porque a fé verdadeira se extinguiu e a falsa luz ilumina o mundo. Ai dos príncipes da Igreja que se tenham apenas dedicado a acumular riquezas e salvaguardar a sua autoridade e a dominar com orgulho.
Muitas mensagens proféticas atuais têm sido enviadas pelo Céu alertando para a presença física, visível dos demônios que aparecerão sob os mais diversos disfarces tentando desviar da fé os filhos da luz. Olhem nos seus olhos, percebem seus tiques nervosos, e não sejam enganados por eles. Eis porque é tão necessário o estado de graça, porque este é um ato de absoluta decisão de pertença a Deus, e sobre estes eles não terão poder de sedução e engano.
- O vigário de meu Filho terá muito que sofrer, porque por um tempo, a Igreja será entregue a grandes perseguições: será o tempo das trevas. A Igreja terá uma crise medonha! O Santo Padre sofrerá muito. Estarei com ele até no fim, para receber o seu sacrifício. (Zc 13, 7) Os malvados atentarão muitas vezes contra sua vida, sem poder por fim a seus dias; mas, nem ele, nem o seu sucessor – verão o triunfo da Igreja de Deus;
Sua Santidade o Papa Bento XVI está sofrendo, assim como já sofriam seus últimos antecessores. Ele está amarrado, é proibido de conduzir a Igreja como gostaria e como é necessário. Agora mesmo é denunciado um complô dentro do Vaticano para mata-lo, e aqui Nossa Senhora confirma que isso acabará acontecendo. Mas de forma alguma ele irá fugir da missão, ou abdicar, embora a besta faça o mundo entender que sim. Ele sairá no tempo oportuno, para as missões que já divulgamos no livro O Milagre do Fim. No fim, Pedro vencerá!
- Esquecida a fé de Deus, cada indivíduo quererá governar-se por si mesmo e ser superior a seus semelhantes. Abolir-se-ão os poderes civis e eclesiásticos, toda a ordem e justiça serão calcados aos pés. Só se verão homicídios, ódios, inveja, mentira e discórdia, sem amor pela pátria e nem pela família.
Já temos denunciado isso desde muito tempo. Os governantes atuais estão preparando a base das leis que serão as leis do inferno. Assim como estão tentando arrombar com a soberania da Grécia eles acabarão apor abolir todos os poderes civis e por eliminar todos os direitos e garantias individuais dos cidadãos. Isso levará a tremendas revoltas internas nas nações, algumas delas literalmente pegando fogo.
- Os governantes civis terão todos o mesmo plano, (Ap 17, 13) que será abolir e fazer desaparecer todo o princípio religioso, para dar lugar ao materialismo, ao ateísmo, ao espírito das trevas e a toda a espécie de vícios.
Como já avisamos, eles desejam implantar uma religião única a da nova era, unindo todos os credos em um só, ond satanás será o deus pelo anticristo. Lúcifer não se pode mostrar visível aos seus adoradores, porque sua fealdade mataria a todos eles, apenas na visão de sua aparência. Os pecados atuais do mundo mostram bem o quanto acertou Nossa Mãe, há longínquos 160 anos atrás.
- Será durante este tempo que nascerá o anticristo, duma religiosa hebraica, duma falsa virgem, que terá comunicação com a antiga serpente, o mestre da impureza. O seu pai será um bispo. À nascença, vomitará blasfêmias, terá dentes, numa palavra, será a encanação do diabo. Soltará gritos medonhos, fará prodígios e só se alimentará de impurezas. Terá irmãos que, embora não sendo diabos incarnados como ele, serão filhos do mal. Aos 12 anos chamarão a atenção pelas rudes vitórias que alcançarão. Bem depressa se colocarão à frente de grandes exércitos, assistidos por legiões do inferno. Roma perderá a fé e converter-se-á na sede do anticristo.
Como mostramos nos livros, como acima Lúcifer declarou conforme as visões da Freira Moisseyeva, aqui a sequência de 12 prostitutas em linha de sucessão da linha de Dã, que geram o monstro. Não carecemos mais de descrições porque esta da Mãezinha e aquela acima bem o descrevem. Embora que não iremos ver jamais um homem feio fisicamente, tal como é horrenda a sua alma, jamais conseguiremos descrever o volume de sua ferocidade e sede de poder e adoração.
- Os demônios do ar farão, com o anticristo, grandes prodígios na terra e nos ares e os homens perverter-se-ão cada vez mais. Deus cuidará dos seus fiéis servidores e dos homens de boa vontade. O Evangelho será pregado por toda a parte e todos os povos e todas as nações conhecerão a verdade. (Mt 24, 14)
São os falsos sinais e prodígios enganadores citados as Escrituras. Os demônios receberam certos poderes sobre a natureza, e provocarão efeitos catastróficos em todos os continentes e países. A perversidade humana aumentará de forma aterradora no momento em que o falso profeta e o anticristo liberarem geral. Os pecados da humanidade irão atingir os céus, até atingirem os pícaros da depravação. Em vista disso…
- A terra será castigada com toda espécie de pragas, além da peste e da fome que serão gerais; haverá guerras, (Mt 24, 7) até a última, que será feita então pelos 10 reis aliados do anticristo, que terão todos o mesmo desígnio e serão os únicos a governar o mundo; (Ap 17)
Nos últimos dias, como nunca pelo menos nesta década, se falou tanto na iminência de uma guerra mundial. De todos os lados as provocações indicam um crescendo de fervura e de ódio de umas nações contra as outras, todas com ameaças de ataque e retaliação. Israel é o centro da crise e eu não gostaria de morar lá neste momento, porque este país está sendo posto no centro da ira dos povos, especialmente os muçulmanos. Dali virá a guerra, sem dúvida! Porque a profecia continua.
- Ai dos habitantes da terra! Virão guerras sangrentas, fomes, pestes e enfermidades contagiosas; chuvas de uma horrorosa saraiva de animais que abalarão cidades e terremotos que engolirão países; ouvir-se-ão vozes no ar; os homens baterão com a cabeça nos muros chamando a morte, e, por outro lado, a morte será o seu suplício. Correrá sangue por toda a parte. Quem os poderá vencer se Deus não diminuir este tempo de prova? Pelo sangue, as lágrimas e as orações dos justos Deus se deixará aplacar. Enoch e Elias serão martirizados. Roma pagã desaparecerá. Cairá fogo do céu e consumirá três grandes cidades. Todo o universo será preso de grande terror e muitos se deixarão seduzir, porque não adoraram ao verdadeiro Cristo que vivia entre eles. Chegou o tempo: O sol escurece; só a fé viverá!
Tudo isso está largamente anunciado nas Sagradas Escrituras, especialmente quando os profetas falam sobre o Dia do Senhor, aquele que virá como um ladrão. É preciso ler o livro do Apocalipse de São João e o livro de Daniel, de 07 a 12. Tudo isso está escrito desde milênios, e acontecerá, e acontecerá em nosso tempo.
- Eis o tempo; abre-se o abismo. Eis o rei dos reis das trevas. Eis a besta com os seus súditos dizendo-se o salvador do mundo. Elevar-se-á com soberba pelos ares para subir ao céu; será precipitado pelo sopro de São Miguel Arcanjo e cairá; a terra que estava há três dias em contínuas evoluções, abrirá o seu seio, cheio de fogo, e ele será precipitado para sempre com todos os seus nos abismos eternos do inferno;

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Cartas: Agenda do Anticristo

Posted: 22 Feb 2012 10:38 AM PST

Agenda do anticristo
Boa noite Arnaldo tudo bem?
Bom a razão de escrever este e-mail sabendo que vocês com certeza já têm muito que pensarem, mas mesmo assim resolvi fazê-lo.
Desde queconheci o Movimento graças a uma amiga que faz parte aqui em Araraquara eu comecei a cruzar referencias em todos os lugares, coisas e atividades possíveis buscando os sinais e como você sabe, eu os encontrei e continuo sempre.
A agenda do anticristo ou como vou chamar aqui de agenda dos Illuminati porque eles são os manipuladores que trabalham para o anticristo, vem fazendo um trabalho terrível e bem sucedido de condicionamento nas pessoas, usando os meios de comunicação cada vez mais descaradamente. Eles riem de forma desbragalada de nossa estupidez.
Eles vêm plantando a simbologia do anticristo ha muito tempo. Símbolos como o olho que tudo vê, o chão quadriculado, mega rituais em apresentações na televisão veja como exemplo o Show que a Madonna fez na final do Super Bowl que foi um mega ritual completamente cheio de simbolismos das escolas místicas do Egito. Eu como ex-membro dessas sociedades estava cego para o mundo exterior e não via o que estava na cara.
Muitos artistas sofrem um tipo de controle para serem os peões deste jogo do anticristo para facilitar que as pessoas aceitem a idéia de um único governo, uma única moeda e famosa paz mundial. Volto a citar o show da Madonna que terminou com uma mensagem gigantesca com luzes dizendo: World Peace. Acreditem, eles podem causar estes fenomenos em qualquer lugar do planeta. São falsos sinais e prodigios enganadores. Alguns acharão que só um deus pode fazer tais coisas.
Muitos artistas também foram sacrificados e acredito que a morte da Whitney Houston tem a ver, pois essa gente usa da energia de sacrifícios satânicos para seus rituais e o Grammy desde ano foi um ritual diabólico do começo ao fim. Mas quantos são os que percebem isso? Tão condicionados estão pela mídia, que apresenta tantas e tantas vezes uma mentira até que ela seja aceita como verdade, e mais que isso, seja encampada na vida das pessoas como se fosse um bem. Exemplo, culto ao corpo, esportes incessantes, alimentação, etc…
Não sei o quão familiar a certos programas os nossos companheiros do movimento estão, mas eu tinha salvado no meu HD uma serie remake chamada V-Visitors que fala sobre achegada dos alienígenas a terra.
Os 12 episódios da primeira temporada trazem sem tirar ou acrescentar tudo o que divulgamos nos folders: Primeiro eles aparecem prometendo erradicar todos os nossos problemas com sua tecnologia de ponta, dizendo que são sempre de paz e que a vida é o bem maior, mas assim como a maçonaria esta infiltrada na nossa igreja os tais aliens já estavam na terra infiltrados em todas as esferas do nosso governo, religião, etc.
Então o motim começa de dentro para fora. Este aliens por fora são como os humanos, mas por dentro são repteis e a agenda da tal Rainha é ser adorada como a salvadora da humanidade, uma rainha serpente. Como é que a serpente vai salvar a humanidade, se desde o começo ela é símbolo da perdição.
Porém dentro do próprio grupo tem aqueles que são contra o extermínio dos humanos e lutam junto com alguns humanos para desmascarar os V. Em uma parte do episódio final da primeira temporada um dos padres que lutam contra os V diz que é chegada a hora de nós abrirmos nossos olhos e ver quem são os falsos profetas eos seus feitos e voltarmos nossos corações para Deus. Nesse momento o outro padre que é a favor dos V o expulsa da igreja.
Muita coincidência? Claro que não. Eles estão dando dicas dos seus planos ha anos, mas nós ficamos tão burros e nos deixamos levar por Satanás que a cegueira não permite ver o que está na nossa frente. A própria queda das torres foi projetada e executada por eles, tanto que consta exatamente como aconteceu, das cartas de um RPG, datado de 1995. Em todos os lugares eles vão indicando aos homens o que pretendem fazer, mas somos tão estúpidos que vamos engolindo aquilo como se fosse um mito, enquanto eles se divertem às nossas custas.
Quando nossas crianças assistem aqueles desenhos terríveis, de carrancas horrendas na realidade estão sendo programados para aceitar os demonios como "do bem" e a praticar as atrocidades que eles cometem como algo natural. Eles banalizam a morte porque o personagem morre, mas logo volta a vida e continua sedento de matar. Personagens que batem e surram, programando maus filhos que mais tarde batem e surram os seus pais. Personagens frívolos que ensinam a frivolidade, incentivam a preguiça, a serem malcriados e respondões. Com isso destroem as famílias!
E isso confunde os pequenos e é intencionalmente programado para deturpar a personalidade dos pequeninos. Pais, mães, socorro, não deixem seus filhos pequenos verem estas coisas, nem um só desenho animado, porque dali parte o descontrole de vocês sobre eles mais tarde, na medida em que vão crescendo.
O episódio termina com a destruição dos soldados que a rainha havia criado e num momento de fúria ela ativa um sistema que torna o nosso céu completamente vermelho, bloqueando completamente o sol. Isso não está nas Escrituras e em tudo que temos falado?
Faço um apelo caso você decida postar isso no site. Faço um apelo aos jovens que assim como eu ficaram e continuam dormindo e achando que tudo é muito lindo, muito fantástico. Deus quando dá algo para nós pede apenas nosso amor em troca, agora tudo que vem de Satanás tem um preço muito alto, e este preço é nossas almas no seu fogo eterno.
Parem de achar que vocês vivem num mundo fantástico, pois de fantástico não tem nada. Isso aqui esta podre e eles estão tão desesperados para impor sua agenda num curto espaço de tempo que possuem, e eis que eles vão bombardear vocês com tudo aquilo de mais fantástico que há.
Não acreditem, não aceitem a maçã como Eva fez. A troca não é justa, Satanás não é justo e o prêço da mordida nesta fantástica maçã será a ruína de todos vocês. A mídia é a arma mais poderosa do anticristo, para condicionar o homem. Ela é prova de que ele já está agindo e já agora comanda o mundo…
Um jovem atento, que agradece ao Salvai Almas por fazê-lo entender isso.
FONTE

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

O que é que um golpe contra o Irã pode acarretar?

Posted: 22 Feb 2012 10:04 AM PST

22.02.2012
Os peritos advertem que uma ação militar contra o Irã terá conseqüências graves para a economia mundial. Enquanto isso, na própria república islâmica pretendem criar tropas de "ciberdefesa", reforçar a proteção de estruturas nucleares e admitem a possibilidade de um golpe antecipado contra o inimigo. Os EUA, a China e a Rússia estão decididamente contra a intenção de Israel de resolver o problema pela força.
Em caso de um ataque contra alvos nucleares do Irão o preço de um barril de petróleo pode chegar a 300 dólares. É esta a opinião de Joseph Cirincione, perito do Departamento de Estado norte-americano para questões de segurança internacional. De acordo com o seu prognóstico, uma operação militar não solucionará a crise em torno da República Islâmica, mas irá sim desencadear uma guerra de grande envergadura na região, forçando o Irão a agilizar a criação da sua própria bomba atômica.
Os EUA continuam as suas tentativas de convencer Israel de que uma ação violenta contra Teerã seria inútil e que é preciso resolver o problema nuclear do Irã com ajuda de meios diplomáticos. O conselheiro do presidente dos EUA para questões de segurança nacional, Tom Donilon, discutiu esta opção durante as conversações em Jerusalém com o primeiro ministro de Israel Benjamin Netanyahu e com o ministro da defesa Ehud Barak. O presidente Barack Obama convidou Netanyahu a visitar os EUA no dia 5 de março.
O representante permanente da Rússia na ONU, Vitali Tchurkin, afirmou que Moscou faz o máximo de esforços a fim de evitar uma ação violenta.
O perito do Fundo de Segurança Energética nacional Aleksandr Passechnik apontou que a espera de eventuais operações contra o Irão mantém já há vários meses o mercado mundial em estado de efervescência.
"Israel deita cada vez mais lenha no fogo procurando convencer os seus aliados, – os EUA e a Grã- Bretanha, – a abrir uma frente de batalha contra o Irã que, segundo se afirma, pode criar em breve armas nucleares. As bolsas mundiais de matérias-primas reagem a estes boatos. Tudo isso vai acarretar inevitavelmente o crescimento dos preços. O que se pretende descobrir é até onde vão crescer e se haverá ou não uma operação contra o Irã. É que o Irã não pode ser dominado da mesma maneira que a Líbia – os seus potenciais militares são muito diferentes. Dado que a presença militar dos EUA na zona do golfo Pérsico está aumentando, o mais provável que se trate dos preparativos para uma guerra. Este roteiro é um beco sem saída: se os preços do petróleo começarem a aumentar drasticamente, as economias dos países mais vulneráveis irão "tombar" uma após outra".
Aliás, as autoridades iranianas não atemorizam a comunidade internacional com as conseqüências da agressão. Pelo contrário: tem-se a impressão de que Teerã está se preparando seriamente para uma possível operação. Por exemplo, no Irã já foram iniciadas manobras militares com a participação de aviões e de mísseis, destinadas a defender os alvos nucleares contra um ataque eventual por parte de Israel. O general Mohammad Hejazi, um dos comandantes do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica, declarou que o seu país pode infligir um golpe antecipado contra o inimigo, se sentir que os seus interesses nacionais estão ameaçados.
A Organização do Tratado de Segurança Coletiva, de que a Rússia faz parte, espera que não haja qualquer ataque à República Islâmica. No entanto, o secretário-geral desta organização, Nikolai Borduja declarou que a organização toma medidas tendo em vista o agravamento da situação.
Uma outra oportunidade de impedir o incremento da crise é a colaboração de Teerã com a delegação de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica que chegou há vários dias ao Irã. Mas a julgar pela experiência de contatos anteriores das autoridades iranianas com esta organização, esta oportunidade é bastante ilusória.
FONTE

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

The Wall Street Journal: ONU ameaça a liberdade na Internet

Posted: 22 Feb 2012 09:12 AM PST

CLIQUE AQUI PARA LER A MATÉRIA TRADUZIDA PELO GOOGLE

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Grécia: Fitch corta rating para C e já admite falência

Posted: 22 Feb 2012 07:03 AM PST

A agência Fitch de notação financeira cortou hoje o rating da Grécia em dois níveis de CCC para C, penúltimo nível da escala, e diz que é provável o incumprimento do país no pagamento da sua dívida em breve.

22 de fevereiro de 2012
A agência de notação financeira cortou hoje o 'rating' da Grécia em dois níveis de CCC para C, penúltimo nível da escala, e considera ser muito provável o incumprimento do país no pagamento da sua dívida em breve.
"A Fitch considera que a proposta para reduzir a dívida pública grega através da troca de títulos com os investidores privados irá, se finalizada, constituir um 'default' [incumprimento] para efeitos de 'rating', e irá resultar na colocação dos 'ratings' individuais do país em 'incumprimento restrito' até ser finalizado", afirma a agência de 'rating' em comunicado.
A agência já havia avisado, por várias vezes, que a intenção manifestada de chegar a acordo com os investidores privados para que estes assumissem perdas nos títulos gregos seria considerada como incumprimento para a Fitch.
A Fitch diz que toma esta decisão na sequência do comunicado do Eurogrupo sobre o segundo programa de resgate à Grécia, que irá incluir um novo financiamento à Grécia desta vez de 130 mil milhões de euros, que inclui o envolvimento do setor privado e os subsequentes anúncios do governo grego sobre os termos desse envolvimento privado.
O acordo prevê um corte nominal no valor facial dos títulos de dívida grega na ordem dos 53,5 por cento e impõe ainda 'Collective Action Clauses' (cláusulas nos contratos das obrigações que podem impor novas alterações aos termos do pagamento dessa dívida, abrindo a porta a mais perdas dos investidores).
A agência de 'rating' diz que pouco depois dos novos títulos serem emitidos (para fazer a troca com as obrigações que os investidores têm atualmente na sua posse), a nota do país irá passar para 'Restricted Default' (incumprimento restrito) e considera que a imposição dessas novas cláusulas uma alteração material adversa desses contratos, e que esta troca de dívida sobre os investidores é coerciva.
A qualificação das agências de notação financeira da dívida grega como incumprimento e da reestruturação com envolvimento (e acordo) dos privados como coerciva poderá desencadear o pagamento de alguns seguros contra incumprimento da dívida grega (os 'credit default swaps'), dependendo da estrutura de cada contrato.
A reestruturação em si, como tem acordo dos investidores privados, é considerada voluntária e não resulta no pagamento destes seguros, de acordo com a organização norte-americana que serve de árbitro no mercado dos derivados, a ISDA, mas a opinião das agências pode desbloquear o pagamento de alguns destes 'credit default swaps' a quem comprou proteção contra o incumprimento da dívida grega.
Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/grecia-fitch-corta-iratingi-para-c-e-ja-admite-incumprimento=f706235#ixzz1n7vvpaJo

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Mercado da dívida penalizou Grécia e Portugal – Risco de calote só aumentou

Posted: 22 Feb 2012 06:57 AM PST

O risco de incumprimento da dívida dos dois países aumentou depois de conhecido terça-feira o novo pacote de resgate à Grécia. Os juros da dívida portuguesa subiram, à exceção do prazo a 2 anos. Também França e Bélgica foram penalizadas.
22 de fevereiro de 2012
A reação dos mercados da dívida ao segundo pacote de resgate à Grécia foi "mista". Penalizou, claramente, a Grécia e Portugal e, em menor grau, França e Bélgica, e poupou Itália e Espanha.
A probabilidade de incumprimento da dívida grega num horizonte de cinco anos disparou, subindo de 87,82% no fecho de segunda-feira para 91,64% no fecho de terça-feira, segundo dados da CMA DataVision. O preço dos credit default swaps (cds) – seguros contra o incumprimento da dívida – associados à dívida grega voltou a subir acima dos 10.000 pontos, algo que já não ocorria desde 20 de dezembro de 2011. O valor dos "pontos à cabeça" (points upfront) aquando do estabelecimento de um contrato de cds disparou para 71 pontos.
Este conjunto de indicadores aponta, de novo, para uma situação de iminência de default. Apesar de, aparentemente, o acordo apontar para a realização, atempada, no começo de março, de uma troca de títulos de dívida. Troca que acarretará, como se soube nesta decisão do Eurogrupo, uma redução substancial do montante em dívida aos credores privados na ordem dos 74% do valor líquido presente. Troca que poderá evitar uma bancarrota no dia 20 de março, aquando do vencimento da maior fatia de dívida este ano.

Dúvidas sobre a trajetória da dívida grega


Esta subida significativa do risco grego deriva do facto do acordo obtido no Eurogrupo terça-feira de madrugada, depois de 13 horas de discussões, deixar "uma pletora de incógnitas", segundo o balanço realizado pela Markit. Uma das incógnitas mais citadas, entre os analistas, tem a ver com a trajetória da dívida grega. Será que vai descer de 160% do PIB em 2011 para 120,5% (nova meta, ao pormenor decimal, fixada pelo Eurogrupo) em 2020? Um relatório "estritamente confidencial" da troika, elaborado antes da reunião do Eurogrupo, e entretanto divulgado, admite um cenário em que a evolução da divida poderia ir até um pico de 178% do PIB em 2015, regressando, depois, a 160% em 2020, o mesmo nível de 2011.
O contágio propagou-se, de imediato, à divida portuguesa. O nível de incumprimento, que havia descido abaixo dos 60% há uma semana atrás, voltou esta terça-feira a subir acima dos 60%, fechando em 60,54%, acima do valor de fecho de segunda-feira. A Markit voltou a referir o valor dos "pontos à cabeça" para o caso dos cds ligados à dívida soberana portuguesa que subiu para 33 pontos, de qualquer modo, um valor ainda distante do pico de 43 pontos de 30 de janeiro.
A mesma reação de penalização da dívida portuguesa ocorreu no mercado secundário com as yields (juros) das obrigações do Tesouro (OT) a subirem em todas as maturidades, com exceção do prazo a 2 anos, segundo dados da Bloomberg. O prémio de risco da dívida portuguesa em relação à dívida alemã fechou terça-feira, a subir, fixando-se em 10,45 pontos percentuais. Este prémio mede a diferença (spread) entre os juros das OT a 10 anos e os juros dos Bunds, a designação dos títulos alemães, com a mesma maturidade. Os juros dos Bunds servem de referência na zona euro.

Itália e Espanha escapam


O risco de incumprimento da dívida francesa, belga e irlandesa também se agravou esta terça-feira.
Escaparam à desconfiança destes mercados, a Itália e Espanha, cujos prémios de risco baixaram, bem como as yields dos seus títulos, e em particular no caso dos prazos a 10 anos. Neste prazo continuam bem abaixo do limiar crítico dos 7%, tendo fechado esta terça-feira em 5,44% para os títulos italianos e 5,14% para as obrigações espanholas.
A Itália saiu segunda-feira do 10º lugar no TOP 10 da probabilidade de incumprimento ("clube" da bancarrota) e, depois de ter reentrado à tarde na terça-feira, voltou a sair à hora de fecho.
O Tesouro espanhol colocou na manhã de terça-feira dívida de muito curto prazo, a 3 e a 6 meses, num montante de €2,5 mil milhões, com juros abaixo de 1%, o que já não se observava há dois anos.
Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/mercado-da-divida-penalizou-grecia-e-portugal=f706137#ixzz1n7uaW8ut

Grécia pode precisar de mais dinheiro

Comentário de João Silvestre, jornalista do Expresso, no Jornal de Economia da SIC. Em análise, as fragilidades do novo pacote grego , as consequências para Portugal e o desemprego jovem.

VEJA O VIDEO EM : http://aeiou.expresso.pt/grecia-pode-precisar-de-mais-dinheiro=f702391#ixzz1n7vWCYhV

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Beata Anna Catharina Emmerick – Profecias

Posted: 22 Feb 2012 02:50 AM PST

Vejo mais mártires, não agora, mas no futuro. Eu vi a seita secreta [maçonaria] implacavelmente minando a grande Igreja. Perto deles eu vi um monstro horrível chegar a partir do mar. Em todo o mundo, pessoas devotas e boas, especialmente o clero, foram perseguidas, oprimidas e colocados na prisão. Eu tive a impressão de que eles iriam se tornar mártires um dia. Quando a Igreja tiver sido em grande parte destruída pela seita secreta, e quando apenas o santuário e o altar estiverem de pé, eu vi os destruidores entrarem na Igreja com a Besta. Lá, eles se encontraram com uma mulher com uma nobre carruagem, que parecia estar com uma criança, porque ela caminhava lentamente. Nessa visão, os inimigos estavam aterrorizados, e a Besta não podia parar de prosseguir. E projeta seu pescoço sobre a mulher como se fosse devorá-la. Mas a mulher virou e curvou-se (para o altar), sua cabeça tocava o chão. Então eu vi a Besta, fugindo para o mar novamente e os inimigos estavam fugindo na maior confusão. Então, eu vi ao longe grandes legiões se aproximando. Em primeiro plano, vi um homem em um cavalo branco. Presos foram soltos e se juntaram. Todos os inimigos foram perseguidos. Então, eu vi que a Igreja estava sendo prontamente reconstruída, e ela era mais magnífica do que nunca . Aventurada (BEATA) Anna-Katharina Emmerich, 13 de maio de 1820; retirado de Hope of the Wicked by Ted Flynn. p.156

—————————————————–

A MONJA QUE VIVEU A BÍBLIA

Escritos de dois séculos que ainda desafiam as mentes mais céticas
Ana Catalina Emmerich nasceu na Alemanha em 1774, oriunda de família muito pobre, e fez-se monja na Ordem Agostiniana na cidade de Dulmen. Teve a vida marcada por contínuas doenças, ainda agravadas ao ficar inválida devido a um acidente. Já se valia do uso de discernimentos especiais desde seu nascimento, assim como podia compreender o latim litúrgico desde a primeira vez que fora à Missa. A freira – hoje, com milagres alcançados por seu intermédio reconhecidos pelo Vaticano – foi recentemente (03 de outubro de 2004) beatificada pelo Papa João Paulo II em Roma.
Quando criança, a própria afirmava – e o faria até sua morte – que via com freqüência seu anjo da guarda, assim como tinha o Menino Jesus como colega de brincadeiras. Durante os últimos 12 anos de sua vida nada comia, exceto a Sagrada Eucaristia; nem bebia, exceto água – subsistindo totalmente por meio da Santa Comunhão. Desde 1802 até sua morte adquirira as chagas da Coroa de Espinhos – instrumento de tortura aplicado a Jesus Cristo, durante sua paixão -, e, em 1812, todos os estigmas de Cristo, inclusive uma cruz sobre seu coração, além da ferida da lança ao lado. Emmerich era vista freqüentemente levitando quando em êxtase, e ainda possuía o dom impressionante da clarividência apenas ao toque de qualquer objeto que lhe fosse apresentado.
Segundo o ator e cineasta Mel Gibson, quando este estava atrás de fontes para o roteiro de A Paixão de Cristo, pesquisando à mesa, dentro de uma biblioteca, o livro com as visões da monja a respeito das últimas horas de vida de Jesus Cristo, inexplicavelmente, saltara do alto de uma estante, e caíra sobre seu colo. Resultado: praticamente cada ação do filme é uma representação fidedigna das anotações do poeta Clemens Brentano sobre as visões da monja. O livro se chama Vida, Paixão e Glorificação do Cordeiro de Deus.*
Em seus últimos anos, até sua morte em 1824, a freira recebia visões de cenas ambientadas na Pré-História, da vida de personagens do Antigo Testamento – incluindo Adão e Eva, Noé, Sansão e os profetas -, assim como de Cristo, da Virgem Maria, dos apóstolos e primeiros mártires, e da vida após a morte, bem como outras vidências de fatos que se concretizariam tempos depois, como a construção do Muro de Berlim, o Concílio Vaticano II, etc. Com as anotações de suas visões em mão, descobriu Reynolds os restos da cidade de Uhr na Caldéia. E a recém-descoberta morada da Virgem Maria em Éfeso resultara também ser, exatamente, onde e tal qual a monja havia descrito – por fora e por dentro. E também foi confirmada a presença de uma "reprodução ao natural" da via crucis, ao longo de um caminho próximo à morada, montada pela própria mãe de Jesus – o que a monja já havia relatado por volta de 100 anos antes de tal verificação. Isto vinha sendo um dado, até então, totalmente ignorado no mundo cristão, após a antiguidade.
Do mesmo modo se descobriram em 1981 as passarelas sob o Templo de Jerusalém, que Ana vira ao contemplar o mistério da lmaculada Conceição de Maria – dogma que não seria proclamado pela Igreja até trinta anos depois da morte da vidente. Ana Catalina Emmerich soube, pelo próprio Cristo, que suas faculdades de visão mística sobre passado, presente e futuro eram as maiores já possuídas por qualquer ser humano na História.
A seguir, uma mostra a fins ilustrativos, visto que, na totalidade, os escritos são bastante extensos.
O MISTÉRIO DA INIQÜIDADE
"Vi diferentes partes da Terra: meu guia me disse que se tratava da Europa e, mostrando-me um rincão arenoso, disse-me estas importantes palavras: – Tenho aqui a Prússia inimiga. E me orientou, a seguir, para um ponto mais ao norte dizendo: – Tenho aqui Moscou e, com ela, muitos males." (AA.III.133)
"Os habitantes eram de um orgulho inusitado. Vi que se armavam e que se trabalhava por todos os lados. Tudo era sombrio e ameaçador"…
A CRISE UNIVERSAL
Quando alcanço um país, vejo com mais freqüência sua capital, como num ponto central – o estado panorâmico deste país sob forma de noite, de bruma, de frio; vejo também, de muito perto, as sedes principais da perdição; compreendo tudo e posso contemplar cenas onde estão os maiores perigos. Destes focos de corrupção, vejo escoamentos e pântanos estenderem-se através do país como canais envenenados ao que, no meio de tudo isto, há gente piedosa em oração, há igrejas – onde repousa o Santo Sacramento -, há corpos inumeráveis de santos e bem-aventurados, há todas as obras de virtude, de humildade, de fé; e estas exercem uma ação que sufoca, apazigua, detêm o mal, e que ajuda onde se roga. A seguir, tenho visões onde tanto os ímpios como os bons passam ante meus olhos. (AA.II.408)
Vejo rondar sobre certos lugares e certas cidades, aparições horríveis que fazem ameaças com grandes perigos ou, inclusive, com uma destruição total. Vejo tais lugares derrubarem-se, de alguma maneira, à noite: n'outras, vejo o sangue correr a rios em batalhas suspensas no ar, nas nuvens. (AA.II.408)
E, sobre estes perigos, estes castigos, não os vejo como fatos isolados, mas como conseqüência do que ocorre em outros lugares: onde o pecado gera violência e combates corporais; e vejo o pecado se transformar na vara que açoita os culpados. (AA.II.409)
Atravessava a vinha (a diocese) de São Ludger (Munique), onde encontrei tudo debaixo de grande sofrimento, como anteriormente, e passei pela vinha de São Liboire (Paderborn), onde trabalhei por último, e a encontrei em vias de melhora. Passei pelo lugar (Praga) onde repousam São João Nepomuceno, São Venceslau, Santa Ludmila e outros santos. Tinham muitos santos, mas, entre os vivos, poucos sacerdotes piedosos, e me parecia que as pessoas boas e piedosas se mantinham escondidas com freqüência. Ia sempre na direção do meio-dia (depois desta subida, a nordeste), e passava adiante da grande cidade (Viena) que domina uma alta torre, e ao redor da qual há muitas avenidas e bairros. Deixava esta cidade à esquerda e atravessei uma região de altas montanhas (os Alpes austríacos onde ainda tinha, aqui e ali, muita gente piedosa, especialmente entre aqueles que viviam dispersos: depois, indo sempre para o meio dia, cheguei à vila marítima (Veneza) onde vi, recentemente, a São Inácio e seus colegas. Vi aí também grande uma corrupção (pela cidade): São Marcos e outros santos estavam presentes. Ia pela vinha de Santo Ambrósio (a diocese de Milão). Lembro-me de muitas visões e de graças obtidas pela intercessão de Santo Ambrósio, sobretudo pela ação exercida por Santo Agostinho. Aprendi muitas coisas sobre ele e, dentre outras, que tinha conhecido uma pessoa que tinha, num verdadeiro grau, o dom de reconhecer relíquias. Tive visões a propósito desse assunto e creio que ele falou sobre isso num de seus escritos…
Cheguei à casa de São Pedro e São Paulo (Roma) e vi um mundo tenebroso, cheio de angústia, de confusão e corrupção… vi nesta cidade terríveis ameaças vindas do norte. Partindo daí, atravessei as águas (o Mediterrâneo), atingindo as ilhas onde há uma mistura do bem e do mal, e constatei que os mais isolados eram os mais felizes – e os mais luminosos: depois fui à pátria de Francisco Xavier (Espanha), visto que eu viajava na direção do poente. Vi ali numerosos santos e o país ocupado por soldados vermelhos. (AA.II.411)
Seu chefe (o de Espanha) estava na direção do meio-dia de além-mar. Vi este país (onde se encontrava o chefe) passivamente calmo em comparação à pátria de Santo Inácio, onde entrei logo a seguir, e a vi num estado horrível. (AA.II.414)
Vi trevas estendidas por toda esta região sobre a qual repousava um tesouro de méritos e de graças provenientes de Santo Inácio. Eu me encontrava no ponto central do país. Reconheci o lugar onde, muito tempo antes, havia visto inocentes arrojados numa fogueira. (AA.II.414)
Vi, finalmente, os inimigos do interior, avançando por todos os lados. Aqueles que atiçavam o fogo, agora, se atiravam, eles mesmos, à fogueira. (AA.II.415)
Vi enormes abominações estenderem-se sobre o país. Meu guia me disse: "Hoje Babel está aqui.". E vi por todo o país uma longa corrente de sociedades secretas, com uma missão como em Babel, e vi o encadeamento destas coisas, até a construção da torre, num tecido, fino como uma teia de aranha, estendendo-se através de todos os lugares e de toda a História: o produto supremo desta floração era Semirâmis, a mulher diabólica. (AA.II.415)
Vi destruir tudo o que era sagrado e a impiedade e a heresia se irromperem. (AA.II.415)
Havia uma ameaça de guerra civil, e de uma crise interna que iria destruí-lo todo. (AA.II.415)
Após este país desgraçado (Espanha), fui conduzida acima do mar, aproximadamente ao norte, numa ilha onde esteve São Patrício (Irlanda). Não tinha mais que católicos, mas estavam muito oprimidos: mantinham, no entanto, relações com o Papa, mas em segredo. Havia ainda muito de bom neste país pois as pessoas eram unidas entre si. (AA.II.416)
Da ilha de São Patrício cheguei, através de um braço de mar (Mar da Irlanda), a uma grande ilha.
Era sombria, brumosa e fria.
Vi por aqui e ali alguns grupos de piedosos sectários (…) o resto, encontravam-se todos numa grande agitação.
Quase todo povo estava dividido em dois partidos, que estavam ocupados com intrigas tenebrosas e más.
O partido mais numeroso era o mais perverso: o menos numeroso tinha os soldados a suas ordens; também não valia grande coisa, no entanto, valia mais. Vi grande confusão e uma luta se aproximar, e vi o partido menos numeroso tomar o poder.
Havia em tudo isto manobras abomináveis: traições mútuas, todos se vigiavam uns aos outros, e cada um parecia ser o espião de seu vizinho.
Acima deste país vi uma grande quantidade de amigos de Deus de tempos passados: quantos santos reis, bispos, propagadores do cristianismo que tinham vindo de lá, e faziam a Alemanha trabalhar a nosso favor! Vi Santa Walburge, o Rei Eduardo, Edgar e também Santa Úrsula.
Vi muita miséria no país frio e brumoso: vi a opulência, vícios e numerosos navios.
Dali, fui ao levante, além do mar, a um território frio onde vi Santa Brígida (da Suécia), São Canut (Rei da Dinamarca e seu patrono) e São Eric (Rei da Suécia). Este país era mais tranqüilo e pobre que o precedente, mas também era frio, brumoso e sombrio. Não lembro mais o que vi, ou o que se fez ali. Todo mundo era protestante. (AA.II.417)
Deste lugar, me dirigi a um imenso território (Rússia) completamente tenebroso e cheio de maldade, dali surgiam grandes tormentas. Os habitantes eram de um orgulho inusitado. (AA.II.418)
Construíam grandes igrejas e acreditavam estar com a razão. Vi que se armavam e que se trabalhava por todos os lados: tudo era sombrio e ameaçador. Vi São Basílio e outros. Avistei sobre o castelo de telhados deslumbrantes o Maligno, que se mantinha nos pináculos. (AA.II.418)
Enquanto tudo isto surgia como um desenrolar de cenas tenebrosas que vejo nestes países, também vejo os bons germes luminosos que há neles; e iniciam-se mais cenas, situadas numa região mais elevada. Vejo acima de cada país um mundo de luz que representa tudo que se fez por este através dos santos – filhos destes países, os tesouros de graças da Igreja, que os mesmos fizeram descer sobre si pelos méritos de Jesus Cristo. Vi, acima das igrejas devastadas, sobrepujarem-se as igrejas na luz; vi os bispos e os doutores, os mártires, os confessores, os videntes e todos os privilegiados da graça que viveram ali: entro nas cenas onde figuram seus milagres e as graças que estes têm recebido, e tenho as visões, as revelações, as aparições mais importantes que receberam. Vejo todas as suas vidas e suas relações, a ação que exerceram de perto ou de longe, o encadeamento de seus trabalhos, e os efeitos produzidos por estes até distâncias mais afastadas. Vejo tudo o que foi feito, como tudo foi aniquilado e como, contudo, a bênção permanece sempre sobre as vias que estas pessoas percorreram. Como se permanece sempre em união com a pátria e seu rebanho pela intermediação de gente piedosa que guarda suas memórias. Particularmente, seus esqueletos, onde repousam, são, por meio de uma relação íntima que religa o homem de hoje a estes – que se foram -, fonte de caridade e de intercessão.
Sem o socorro de Deus não se poderia contemplar tanta miséria e abominação – que provocariam tal caridade e misericórdia -, sem que se morresse de dor. (AA.II.409)


A NATUREZA FERIDA DE MORTE

Vi a Terra como uma superfície redonda, coberta de escuridão e trevas. (AA.II.158) Tudo secava e parecia perecer. Via isto em inumeráveis detalhes com criaturas de toda espécie – tais como as árvores, os arbustos, as plantas, as flores e os campos. Era como se a água tivesse sido tirada dos ribeiros, das fontes, dos rios e dos mares, ou como se ela voltasse a sua origem, às águas que estão acima do firmamento e ao redor do Paraíso. Atravessei a terra desolada e vi os rios como linhas delgadas, os mares como negros abismos, onde não se via mais do que alguns charcos de água ao centro. Todo o resto era lama espessa e turva na qual via animais e peixes enormes presos, lutando contra a morte. Ia o suficientemente longe para poder reconhecer a orla do mar onde tinha visto, antes, São Clemente se afogar. Passei, também, por lugares e por homens no mais lamentável estado de confusão e perdição e, à medida que a terra se tornava mais desolada e mais árida, contemplei as obras tenebrosas dos homens que as cruzavam. Vi muitas abominações bem de perto; reconheci Roma e vi a Igreja oprimida e sua decadência no interior e exterior. (AA.III.158)
CINQÜENTA OU SESSENTA ANOS ANTES DO ANO 2000
No meio do Inferno havia um abismo horrível; Lúcifer foi ali precipitado, carregado de correntes, uma espessa fumaça o rodeava por toda parte. Seu destino era regulado por uma lei que Deus mesmo havia ditado; vi que, cinqüenta ou sessenta anos, se não me equivoco, antes do ano 2000, Lúcifer haveria de sair durante algum tempo do abismo.
Vi muitos outros dados que esqueci, outros demônios deviam também ser postos em liberdade numa época mais ou menos longínqua, com o fim de tentar os homem – e de servir de instrumentos à justiça divina. Muitos destes demônios devem sair do abismo nesta época, e outros de aqui a pouco tempo. (DD.452)
Vi que os apóstolos foram enviados à maior parte da Terra para abater, por todas as partes, o poder de Satã, e para contribuir com bênçãos, e que as regiões onde operaram eram as que tinham sido mais fortemente envenenadas pelo inimigo.
Se estes países não perseveraram na fé cristã, e estão agora deixados ao abandono, isto foi, como o vi, por sábia disposição da Providência. Estes deviam ser somente abençoados para o porvir, e permanecem baldios com o fim de que, semeados de novo, levem frutos em abundância quando os demais se tenham ficado sem bases. (AA.II.340)
Quando Jesus desceu sobre a Terra, e foi a terra regada com seu sangue, a potência infernal diminuiu consideravelmente, e suas manifestações se fizeram mais tímidas. (BV.56)
A RECONSTRUÇÃO DA IGREJA
Então, vi reconstruir a Igreja muito rapidamente e com mais magnificência que nunca. (AA.III.114) Vi uma mulher cheia de majestade avançar na grande vaga que está diante da Igreja. Ela mantinha seu amplo manto sobre os dois braços e se elevava suavemente no ar. Pousara sobre o domo e, agora, estende sobre toda a extensão da Igreja seu manto, que parecia irradiar ouro. Os demolidores tinham tomado um momento de repouso mas, quando quiseram voltar ao trabalho, foi-lhes absolutamente impossível acercar-se ao espaço coberto pelo manto. (AA.II.204)
Depois vi, ao longe, acercar-se grandes cortes, ordenadas em círculo ao redor da Igreja, umas sobre a Terra, outras no Céu. A primeira se compunha de homens e mulheres jovens, a segunda, de pessoas casadas de toda condição, entre as quais, reis e rainhas, a terça, de religiosos, a quarta, de militares. Diante destes vi um homem montado sobre um cavalo branco. A última tropa estava composta de burgueses e de paisanos dos quais muitos estavam marcados na testa com uma cruz vermelha. (AA.III.113)
Vi a Igreja de São Pedro: estava nua, com exceção do coro e do altar maior. Depois, vieram de todas as partes do mundo, sacerdotes e laicos que refizeram os muros de pedra. (AA.III.118)
Enquanto se acercavam, cativos e oprimidos foram libertos e se uniram a estes. (AA.III.114)
Todos os demolidores e conjurados foram expulsos de todos os cantos e, sem saber como, reunidos numa única massa confusa e coberta de bruma. Eles não sabiam nem o que tinham feito, nem o que deviam fazer, e corriam, batendo a cabeça uns contra os outros. Quando foram reunidos numa só massa, vi-os abandonar sua missão de demolição da Igreja, e perder-se nos diversos grupos. (AA.III.114) Então, vi a Igreja se refazer muito rapidamente e com maior poder e grandeza que nunca: porque as pessoas de todas as cortes faziam passar as pedras de um extremo do mundo ao outro. Quando os grupos mais afastados se acercavam, os que estavam mais perto do centro se retiravam após os outros. Era como se representassem as diversas obras da oração, e o grupo de soldados, as obras da guerra. Vi neste, amigos e inimigos pertencentes a todas as nações. Eram, simplesmente, militares como os nossos (como os soldados de seu tempo), e vestidos de forma igual (com uniformes).
O círculo que formavam não estava fechado, mas tinha, na direção ao norte, um grande intervalo vazio e sombrio: era como um buraco, como um precipício. Tive o sentimento de que havia ali um território coberto de trevas. (AA.III.114)
Vi também uma parte deste grupo permanecer atrás: não queria ir mais adiante – e todos tinham um aspecto sombrio, e permaneciam uns contra outros. Em todos estes grupos, vi muitas pessoas que deviam sofrer o martírio por Jesus: havia ali, entretanto, muitos perversos, e outra segregação teria que se suceder para mais adiante…
Não obstante, vi a Igreja completamente restaurada; e acima dela, sobre uma montanha, o Cordeiro de Deus rodeado de um grupo de virgens com palmas nas mãos, e também os cinco círculos formados pelas cortes celestiais correspondentes àquelas daqui de baixo, pertencentes à Terra. (AA.III.113-115)
A GUERRA ESPIRITUAL
Vi grandes tropas, vindas de vários países, dirigirem-se a um ponto, e combates que se travavam por toda parte. Vi, em meio a estes, uma grande mancha negra, como um enorme buraco. Os que combatiam ao redor eram cada vez menos numerosos, e muitos caíam, sem nem se dar conta. Durante esse tempo vi, todavia, em meio a desastres, os doze homens (os apóstolos dos últimos tempos) que já narrei, dispersos em diversos lugares sem saber nada uns dos outros, receberem raios de água viva (que abundam da Montanha dos Profetas).
Vi que todos tinham o mesmo trabalho em diversos cantos; que não sabiam de onde se havia pedido que o executassem, e quando algo se concluía, lhes eram mostradas outras para que se fizesse. Eram sempre em doze, onde ninguém tinha mais de quarenta anos… vi que todos recebiam de Deus o que se tinha perdido, e que operavam o bem por todos os lados; eram todos católicos. Vi também, nos tenebrosos destruidores, falsos profetas e gente que trabalhava contra os escritos dos doze novos apóstolos.
Como as forças dos que combatiam ao redor do tenebroso abismo se iam debilitando cada vez mais, e como durante o combate toda uma cidade se tinha desaparecido, os doze homens apostólicos ganhavam, sem cessar, um grande número de aderentes, e da outra cidade (Roma) partiam como um cone luminoso que entrava no círculo sombrio. (AA.III.159)
AS DUAS CIDADES
Vi em duas esferas opostas o império de Satã e o império do Salvador. Vi a cidade de Satã e uma mulher, a prostituta da Babilônia, com seus profetas e suas profetisas, seus taumaturgos e seus apóstolos. Aí, tudo era rico, brilhante, magnífico, comparado com o império do Salvador. Vi ali reis, imperadores, sacerdotes magnificamente vestidos, e em suas carruagens; Satã tinha um trono magnífico.
Ao mesmo tempo vi o império do Salvador, pobre visível apenas sobre a Terra, afundado no luto e na desolação. A Igreja me foi apresentada ao mesmo tempo sob os feitos heróicos da Virgem e do Salvador na cruz, cujo lado entreaberto parecia indicar ao pecador o asilo da graça. (BB.IV.168)
O PAPA FUTURO
Lhe vi ao mesmo tempo, suave e severo. Sabia atrair os bons sacerdotes e rejeitar pra longe os maus. Vi tudo renovar-se, e uma Igreja que se elevava até o céu. (AA.III.103)
Vi um novo Papa muito firme. (AA.III.161)
Houve, na Igreja espiritual, uma festa de ação de graças; havia ali uma glória maravilhosa, um trono magnificamente enfeitado. São Paulo, Santo Agostinho e outros santos convertidos figuravam de uma maneira muito especial. Era uma festa onde a Igreja triunfante agradecia a Deus de uma grande graça que deveria se consumar no futuro. Era algo como uma consagração futura. Isto tinha relação com a mudança moral operada num homem esbelto e muito jovem, que deve, um dia, chegar a ser Papa.
Também nesta visão vi muitos cristãos entrarem na Igreja. Entravam através dos muros desta. (AA.III.177)
Vi que este Papa deverá ser bem severo, e que afastará a todos os bispos mornos e frios. Mas muito tempo deve ainda se passar até que isto ocorra.(AA.III.177)
Vi este futuro Papa na Igreja ser rodeado de outros homens piedosos: estava relacionado a esse velho sacerdote que vi morrer em Roma, faz alguns dias.
O jovem já estava em seus paramentos, e parecia que receberia hoje (27 de janeiro de 1822) uma insígnia. Não é romano, senão italiano, de um lugar que não está muito afastado de Roma, e pertence, creio, a uma piedosa família nobre. (Tratava-se do futuro Papa Pio IX) (AA.III.178)
O RETORNO À UNIDADE CRISTÃ
O Papa não estava na Igreja. Encontrava-se oculto. (AA.II.493)
Creio que aqueles que estavam na Igreja não sabiam onde estivesse. Não sabiam se este rezava ou se estava morto. Mas vi que todos os assistentes, sacerdotes e laicos deviam pôr a mão sobre uma passagem do livro dos evangelhos, e que sobre muitos deles descia, como um sinal particular, uma luz que era transmitida pelos santos apóstolos e santos bispos. Vi também que vários deles o faziam apenas de maneira formal. (AA.II.493)
Muitos antigos dignatários eclesiásticos, tendo-se postos a serviço dos maus bispos, haviam deixado no esquecimento os interesses da Igreja, e passaram a se arrastar em muletas, como coxos e paralíticos; e foram levados por dois guias, e receberam seu perdão. (AA.II.492)
Fora, ao redor da Igreja, vi chegarem muitos judeus que queriam entrar, mas que não o podiam fazer ainda. Ao final, aqueles que não tinham entrado no início, chegaram, formando uma multidão inumerável: mas vi, então, o livro fechar-se inesperadamente, como sob o impulso de um poder sobrenatural. Ao horizonte, vi um sangrento e terrível combate e, especialmente, uma grande ala do lado norte e pelo poente.
Foi uma grande visão de grande impacto. Sinto muito ter-me esquecido o lugar do livro sobre o qual se devia colocar o dedo. (AA.II.493)
Conheci, por uma visão, que, ao fim do mundo, uma batalha se iniciará contra o Anticristo, nas planícies de Megido. (EE.I.234)
O TEMPO DE PAZ
Neste dia Ana Catalina teve uma longa conversa com dois de seus visitantes celestiais: São Francisco de Salgues e São Francisco de Chantal. Eles diziam que a época atual era muito triste, mas que após tantas tribulações, viria um tempo de paz no que a religião retomaria seu império, e no que haveria entre os homens muita cordialidade e caridade, e que, então, muitos conventos refloresceriam no real sentido da palavra. Tive também uma visão deste tempo longínquo que não posso descrever, mas vi sobre toda a Terra retirar-se a noite, e o amor estender uma nova vida. Tive nesta ocasião visões de toda espécie sobre o renascimento das ordens religiosas. (AA.II.440) O tempo do Anticristo não está tão próximo como alguns pensam. Terá ainda precursores. Vi em duas cidades a doutores da escola das quais sairiam tais precursores. (AA.II.441)

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Padre afirma paganismo na Igreja Católica? – Desmascarando Protestante Ignorante

Posted: 22 Feb 2012 02:20 AM PST

Boletins informativos em excesso? Você pode cancelar assinatura, ou melhor ainda, agendar limpeza automática.

Nenhum comentário: