Web Radio Sertao De Deus


4 de junho de 2009

Brasil entra na disputa pelo mercado global de chips


São Paulo, 21 de Maio de 2009 - A tradicionalmente deficitária balança comercial de eletroeletrônicos poderá ser a primeira a se beneficiar da abertura da fábrica do Centro Especializado em Semicondutores (Ceitec ), em Porto Alegre, em julho. O projeto de R$ 350 milhões teve origem em 2000 como uma associação civil sem fins lucrativos. Desde novembro, no entanto, o sonho de cientistas e empresários foi transformado em uma empresa, de propriedade do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), com capacidade para produzir 400 milhões de unidades por ano.


Longe de ser consenso entre especialistas, o centro, em sua nova condição, hoje tem como missão competir globalmente por uma fatia do mercado de chips dedicados, que movimenta US$ 250 bilhões anuais. Diferente dos usados em computadores, estes semicondutores são adotados em celulares, televisores e em milhares de equipamentos.

À frente da nova empresa, o alemão Rudolf Weichselbaumer informa que seus planos contemplam o desenvolvimento de produtos até 60% mais baratos que os ofertados no mercado internacional. Ele defende parcerias com empresas globais - condicionadas à transferência de tecnologia -, e prevê fluxo de caixa positivo, assim como a abertura do capital, em três anos. O lucro, na sua estimativa, virá a partir do quarto ano.



C2(Gazeta Mercantil/1ª Página - Pág. 1)(Ana Cecília Americano)

Nenhum comentário: