Web Radio Sertao De Deus


12 de maio de 2009

Obama é um anjo e um demônio para o Vaticano, afirma Sandro Magister


10.05.2009 - Em um artigo publicado esta manhã, o vaticanista italiano Sandro Magister, assinala que enquanto L’Osservatore Romano elogiou a Barack Obama por sua “moderação”, dois peritos da Pontifícia Academia das Ciências Sociais o criticaram por estar abertamente a favor do aborto.

Em seu artigo titulado “Anjo ou demônio? No Vaticano Obama é as duas coisas”, Magister explica que a oposição entre a “calma olímpica do jornal vaticano” ao avaliar os primeiros 100 dias de Obama e “as vivazes críticas a Obama de um número crescente de fiéis e de bispos americanos “geraram “surpresa” em alguns dicastérios vaticanos.

À diferença de alguns analistas nos Estados Unidos, que afirmam que não existem sinais contrários a Obama na Cúria Vaticana, Magister considera que, logo do artigo pró-Obama do L’Osservatore Romano, a Assembléia Plenária da Pontifícia Academia para as Ciências Sociais, que se realizou do 1º. ao 5 de maio em Roma, levantou uma aguda crítica contra o mandatário americano.

Além disso, Magister recorda que a Presidenta deste dicasterio, a professora americana Mary Ann Glendon, quem retornou agora ao posto que tinha deixado faz um tempo para assumir o cargo de Embaixatriz dos Estados Unidos ante a Santa Sé, rejeitou a medalha Laetare da Universidade de Notre Dame (católica) em protesto pela decisão desta casa de estudos de outorgar um Doutorado Honoris Causa ao Presidente Obama no próximo domingo 17 de maio.

O perito vaticanista especifica em seu artigo que o Arcebispo francês Dom Roland Minnerath e o perito sacerdote belga Michel Schooyans coordenaram suas conferências para criticar duramente a mentalidade “messiânica” de Barack Obama e Tony Blair, quem foi até recentemente Primeiro-ministro da Inglaterra.

Antes de reproduzir integralmente a conferência do Pe. Schooyans, Magister assinala que D. Minnerath é um conhecido do Papa Bento XVI, quem o nomeou como Secretário Especial para o Sínodo dos Bispos de 2005. Por sua parte o sacerdote belga é um dos peritos mais renomados internacionalmente quanto às políticas que relacionadas com a defesa da vida.

A segunda parte da conferência do Pe. Schooyans titulada “Obama e Blair. O messianismo re-interpretado” na qual o perito belga afirma que o aborto no mundo crescerá dramaticamente como conseqüência da política anti-vida de Obama, pode ler-se integralmente em italiano em: http://chiesa.espresso.repubblica.it/articolo/1338321?sp=e



Fonte: ACI

Nenhum comentário: