Web Radio Sertao De Deus


21 de abril de 2009

Decreto voluntário de Obama proíbe instrução religiosa nas escolas


Seria essa a mudança que os eleitores dos EUA estavam esperando? O presidente Obama ocupa o cargo há apenas 2 meses. Agora temos o HR 1388. O decreto foi assinado pelo republicano Carolyn McCarthy com 37 outros e foi aprovada por ambos republicanos e democratas por maioria absoluta (321 – 105 a favor). Agora o decreto irá passar pelo senado para votação e posteriormente para o presidente Obama..


O projeto de lei é chamado de “ voluntarismo e educação revitalizando gerações”(GIVE). Alguns já chamam isso de brigada da juventude de Obama que impedirá qualquer aluno de receber qualquer tipo de bolsas escolares e outras ajudas pelo menos 3 meses como parte da brigadas. Sua meta é um milhão de jovens! Isso disfarçadamente lembra características do nazismo..


O decreto poderia proibir qualquer estudante da brigada a participar de instruções religiosas, serviços de adoração, fornecendo como parte do programa que inclui instruções e adoração religiosa obrigatória, construindo ou operando departamentos voltados para orientação religiosa ou engajamento em qualquer forma de pros elitização. Isso significa a não participação da igreja nos eventos.



Mais uma vez, seria essa a mudança que os eleitores americanos estavam esperando? Aqui está uma parte do Hr 1388:


SEC1304 PROIBIÇÃO DE ATIVIDADES E RESTRIÇÃO DE ORGANIZAÇÕES.
SEC 125 (42 U.S.C. 12575) FICA ALTERADA CONORME SEGUE-SE


(a) Atividades proibidas - O participante em um service nacional de aprovação não pode participar das seguintes atividades:


(1)Tentativa de influência na legislação


(2) Organização ou participação em protestos, greves, boicotes e petições

(7)Instruções religiosas, serviços de adoração, fornecendo como parte do programa que inclui instruções e adoração religiosa obrigatória, construindo ou operando departamentos voltados para orientação religiosa ou engajamento em qualquer forma de pros elitização. Isso significa a não participação da igreja nos eventos.

Nenhum comentário: